Página 5 de 7 PrimeiroPrimeiro 1234567 ÚltimoÚltimo
Resultados 61 a 75 de 103

Tópico: Postar aqui noticias TDT Portugal

  1. #61
    DX2
    DX2 está offline
    Gforum Veterano Avatar de DX2
    Data de Ingresso
    Jan 2011
    Localização
    A 60km do centro de Portugal Continental
    Posts
    3.587

    Padrão

    Citação Postado originalmente por gferreira Ver Post
    ola a todos eu sou da zona da golegã e direcionei a minha antena pra torres novas mas de vez e quando tenho muitos erros do sinal com sinal a 99% o que se passa ?
    pois as vezes fico sem imagem

    obrigado desde ja

    a minha tv é uma sa,sung c 6000
    Que antena é que estás a usar?

    DX2

    Nota: peço a todos para não porem dúvidas neste tópico pois arriscam-se a que elas demorem muito tempo a ser respondidas ou que fiquem sem resposta. Se o abrirem na parte dos tópicos normais torna-se mais fácil responder e as respostas desse tópico podem vir a servir de ajuda a outros membros que precisem do mesmo esclarecimento.

    Obrigado.
    Última edição por DX2; 16-08-2011 às 10:27.
    «« O texto acima não foi, nem nunca será, escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico »»

    DEMOCRACIA SEMPRE, ABRIL NUNCA MAIS!



  2. #62
    Gforum Iniciado
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Posts
    47

    Padrão

    ola boa tarde gostaria de saber se adquirindo uma antena para TDT, se poderei ligar mais do que um televisor como faço actualmente com a analógica, obrigado

  3. #63
    n9s
    n9s está offline
    Gforum Dedicado
    Data de Ingresso
    Jun 2010
    Posts
    299

    Padrão

    Boa noite

    Claro que sim. Podes ligar várias. Eu tenho uma fracarro sigma6 hd com amplificador daxis e alimentador televes para duas televisões k são as saidas do alimentador. Se precisar de mais, é só colocar repartidadores depois da fonte de alimentação.

    Cumps

  4. #64
    Gforum Iniciado
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Posts
    47

    Padrão

    Qual a melhor marca e quis os valores de antenas para TDT. Obrigado

  5. #65
    DX2
    DX2 está offline
    Gforum Veterano Avatar de DX2
    Data de Ingresso
    Jan 2011
    Localização
    A 60km do centro de Portugal Continental
    Posts
    3.587

    Padrão

    Vocês vão-me desculpar (mais uma vez) mas ainda não perceberam que este tópico é para notícias sobre a TDT portuguesa? As dúvidas colocadas aqui, mesmo que respondidas, não vão poder ajudar outros membros porque ficam perdidas no meio de várias páginas.

    Mais uma vez peço: abram um tópico com a vossa dúvida.

    Obrigado.
    DX2
    «« O texto acima não foi, nem nunca será, escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico »»

    DEMOCRACIA SEMPRE, ABRIL NUNCA MAIS!



  6. #66
    Banido
    Data de Ingresso
    Jun 2007
    Localização
    Por aí
    Posts
    54

    Padrão

    Ontem ouvi um médico afirmar convictamente que só podia ver TDT quem tivesse televisão por cabo. E também afirmou que em Janeiro acabarão as antenas.

    Por aqui podem ver os estado de desinformação geral da nossa população. Se um médico afirma isto com toda a convicção imaginem o que será dos idosos e do resto da população sem escolaridade.

    É assim o estado da nossa TDT... A PT deve estar a esfregar a mãos com os Meos que vão vender...

  7. #67
    DX2
    DX2 está offline
    Gforum Veterano Avatar de DX2
    Data de Ingresso
    Jan 2011
    Localização
    A 60km do centro de Portugal Continental
    Posts
    3.587

    Padrão

    Isso não é desinformação, é "chico-espertice". Esse médico, só porque leu na internet alguma coisa sobre a TDT, já pensa que sabe tudo e ai de quem lhe disser o contrário.

    DX2
    «« O texto acima não foi, nem nunca será, escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico »»

    DEMOCRACIA SEMPRE, ABRIL NUNCA MAIS!



  8. #68
    jpt
    jpt está offline
    Gforum Iniciado
    Data de Ingresso
    Feb 2007
    Idade
    43
    Posts
    14

    Padrão

    Concelho de Manteigas todo sem um unico sinal
    de TDT.
    Como é possivel!!! Existe um retransmissor de TV analogica.
    É o país que temos!!!
    O interior não existe!!!

  9. #69
    Administrador Avatar de Fonsec@
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    always here
    Idade
    48
    Posts
    28.894
    Blog: Windows 10 vai ter suporte para ficheiros áudio no formato FLAC

    Padrão PT baixa preço dos descodificadores TDT para satélite



    A PT vai aumentar para 37 euros a comparticipação na aquisição de caixas descodificadoras para quem irá receber por satélite a TDT, fixando em 40 euros o custo por caixa, contra os 55 euros praticados até agora.
    «A PT confirma que irá aumentar significativamente a comparticipação para a aquisição de descodificadores de TDT complementar, tendo presente a evolução dos preços de mercado dos descodificadores e acatando as indicações do ICP - Anacom», indicou à Lusa a PT.
    «Todos os cidadãos que tiverem necessidade de adquirir um descodificador de TDT complementar irão passar a pagar 40 euros em vez dos actuais 55 euros. A comparticipação da PT aumenta assim para 37 euros», esclareceu a operadora, obedecendo assim à indicação dada pelo regulador relativamente aos preços destes equipamentos.
    Os novos limites da comparticipação retroagem a 7 de Outubro, indicou fonte da ANACOM. Significa que os utilizadores de TDT que recebem o sinal de televisão via satélite e que tiverem comprado as caixas descodificadoras do sinal digital depois dessa data receberão agora 37 euros, em vez dos 22 euros que irão receber todos aqueles que se tiverem antecipado àquela data.
    Por outro lado, os utilizadores mais carenciados (beneficiários de Rendimento Social de Inserção, reformados e pensionistas com pensões até 500 euros e deficientes com incapacidades iguais ou superiores a 60 por cento), irão pagar apenas 50 por cento do preço limite fixado, ou seja, 20 euros.
    A determinação da PT decorre de uma decisão de sentido provável tomada pelo regulador, que verificou uma descida de preços de ordem semelhante no custo das caixas descodificadoras para o sinal digital terrestre por transmissor, e responde à obrigação de equidade para ambos os tipos de utilizadores.
    A medida abrange cerca de 120 famílias, de acordo com dados do regulador.


    Lusa/SOL


  10. #70
    Gforum Sénior
    Data de Ingresso
    Jul 2011
    Localização
    Zona de Arranhó- Arruda dos vinhos
    Idade
    57
    Posts
    162

    Thumbs up

    viva

    "A medida abrange cerca de 120 famílias, de acordo com dados do regulador."

    É um saco cheio......

    Saudaçoes GForundistas
    fermat

  11. #71
    Gforum Dedicado
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Posts
    219

    Padrão

    Citação Postado originalmente por fermat Ver Post
    viva

    "A medida abrange cerca de 120 famílias, de acordo com dados do regulador."

    É um saco cheio......

    Saudaçoes GForundistas
    fermat
    120.000 e não 120. Esse número no tópico anterior foi, com certeza, um lapso.

  12. #72
    Gforum Iniciado
    Data de Ingresso
    Aug 2009
    Idade
    29
    Posts
    2

    Thumbs down Antena tdt e derivação para várias televisoes com um unico aparelho

    Tenho 7 televisoes em casa. Qual a melhor solução? Adquirir 7 descodificadores TDT?

    Sempre Alerta,

    Gigs

  13. #73
    Gforum Iniciado
    Data de Ingresso
    Nov 2010
    Idade
    34
    Posts
    57

    Padrão

    Sim.. gastas uma pipa de massa nas 7 tvs e metes 7 decos.. ou entao deitas as 7tv s pro lixo e compras 7 novas tvs e sempre das mais lucro a economia...

  14. #74
    Administrador Avatar de Fonsec@
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    always here
    Idade
    48
    Posts
    28.894
    Blog: Windows 10 vai ter suporte para ficheiros áudio no formato FLAC

    Padrão Alentejanos querem 'tratamento equitativo' no acesso à TDT



    A Associação de Municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral (AMBAAL) exigiu hoje um «tratamento equitativo» para todos os cidadãos no acesso à Televisão Digital Terrestre (TDT), alertando para casos de «dificuldades» de sinal na região.A AMBAAL está «descontente» com a forma como o processo tem sido conduzido, porque «a TDT não cobre o território nacional da mesma forma», e exige «tratamento equitativo para todos os cidadãos», disse à Agência Lusa o presidente da AMBAAL e da Câmara de Moura (CDU), José Maria Pós-de-mina.
    «Qualquer cidadão, independentemente de onde more, deve ter acesso à TDT em perfeitas condições», defendeu, frisando que se trata de «um direito que deve ser garantido a todos os cidadãos em condições de igualdade, o que, infelizmente, não está a acontecer».
    Segundo o autarca, há «constrangimentos» no acesso à TDT, sobretudo em zonas do interior, como o Baixo Alentejo, onde, pelo menos nos concelhos de Moura e Almodôvar, há casos de «dificuldades de acesso ao sinal», disse.
    No caso de Moura, «a indicação que é dada às pessoas é para apontarem as antenas para Vila Viçosa», que fica a cerca de 100 quilómetros, disse o autarca, referindo que «já várias pessoas do concelho contactaram a câmara por causa de dificuldades de acesso ao sinal» da TDT.
    A AMBAAL pede a «correcção» dos casos de «dificuldades» no acesso ao sinal da TDT e apela a que «seja considerada a situação particular do Baixo Alentejo», disse José Maria Pós-de-mina.
    No caso da TDT, «estamos a falar de tecnologias inovadoras e dispendiosas, sobretudo para a população idosa», para a qual as consequências serão «nefastas», disse.
    A AMBAAL defende que «o período de adaptação deveria ser mais alargado, em função dos meios disponíveis» e já que «estamos na presença de tratamento diferenciado de cidadãos», frisou.
    Segundo o autarca, «há empresas a contactar as câmaras para financiarem a aquisição de repetidores para permitir que as pessoas possam ter um sinal de TDT em condições».
    Os municípios integrados na AMBAAL «não estão disponíveis para substituírem as entidades que têm responsabilidades nesta matéria, muito menos num quadro em que as câmaras estão com extremas dificuldades em cumprir as suas obrigações», disse.

    Lusa/SOL


  15. #75
    Administrador Avatar de Fonsec@
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    always here
    Idade
    48
    Posts
    28.894
    Blog: Windows 10 vai ter suporte para ficheiros áudio no formato FLAC

    Padrão TDT: Quatro canais gratuitos em vez de 50



    Na quinta-feira as populações de 25 concelhos dos distritos de Lisboa, Setúbal e Beja deixaram de ter televisão analógica. Foi a primeira fase do início da Televisão Digital Terrestre (TDT), que se vai estender a todo o território nacional até 26 de Abril.«Acabámos de dar um passo muito importante em termos tecnológicos», disse o ministro Miguel Relvas, que assistiu no Castelo de Palmela ao ‘apagão’, para o qual muitos portugueses só agora se começaram a preparar. Segundo a ANACOM (Autoridade Nacional de Comunicações), «só nas últimas semanas centenas de milhares de famílias terão feito a migração».
    Inicialmente, estava previsto que deixasse de haver televisão analógica em todo o litoral esta semana, mas o atraso na compra dos equipamentos necessários para receber o sinal digital levou a ANACOM a desdobrar a primeira fase de ‘apagamento’, «para garantir uma melhor operacionalização e monitorização» do processo.
    1. Quais as oportunidades perdidas da TDT?
    A TDT abre espaço para quase 50 novos canais. Mas os portugueses não vão beneficiar disso quando acabar a TV analógica. Tudo porque o Governo ainda não decidiu o que fazer com as frequências criadas pela nova tecnologia.
    Só no Multiplexer A – no qual estão as frequências da RTP, SIC e TVI – vai haver espaço para quatro ou cinco novos canais.
    A essas frequências juntam-se mais cinco multiplexers (cada um dos quais com oito ou nove canais) que foram atribuídos por concurso público à PT, mas que acabaram por ser ‘devolvidos’ ao Estado, uma vez que a operadora desistiu de ficar com eles. Neste momento, o espaço que está livre está nas mãos das operadoras de telemóvel, para a tecnologia 4G – tendo o Estado ganho 270 milhões de euros com a operação.
    Ao SOL, o gabinete do ministro Miguel Relvas recusou adiantar que planos tem o Governo para estas frequências.
    2. O que ganha Portugal com a TDT?
    Segundo a ANACOM, as vantagens são a melhoria da qualidade de som e imagem e as novas funcionalidades que até aqui apenas estavam disponíveis para quem tinha televisão paga: guia electrónico de programação, gravação de programas e pausa de imagem, consoante as características do descodificador que se compre.
    Quem estava em zonas do interior onde não recebia bem o sinal dos quatro canais generalistas, vai poder passar a vê-los em óptimas condições. O problema é que, nestas regiões, muitos são os que estão a orientar as antenas para Espanha, optando por deixar de ver a televisão portuguesa.
    3. Qual a situação no resto da Europa?
    A recomendação de passar para a TDT partiu da União Europeia, mas Portugal é dos últimos Estados-membros – ao lado do Reino Unido, da Itália e da Grécia – a desligar a televisão analógica. Os primeiros a avançar foram o Luxemburgo e a Holanda, em 2006.
    Apesar da recomendação para que os países façam o switch-off este ano, o que regula as frequências de televisão é o Acordo de Genebra de 2006, que dá protecção às emissões analógicas até 17 de Junho de 2015. Daí que na Bulgária, por exemplo, o concurso para a TDT deva arrancar apenas em 2014.
    A grande diferença é que em quase todos os países ter TDT significa ter mais canais gratuitos. «Os canais públicos têm sido uma solução recorrente na Europa para estimular as pessoas a migrarem para a TDT. Seria possível, por exemplo, colocar o canal Parlamento na ‘televisão aberta’», afirma ao SOL Sérgio Denicoli, professor da Universidade do Minho, que se questiona no seu blogue TV Digital em Portugal sobre «qual será o motivo que impede a disponibilização de todos os canais da RTP na TDT».
    4. O que é preciso para continuar a ver TV?
    Todos os que não têm televisão paga nem os novos televisores com a tecnologia MPEG 4 vão ter de investir na compra de um descodificador.
    Para saber se precisa de um descodificador – semelhante às boxes da TV paga – ou de uma antena (prato) para receber a TDT por satélite, pode ir ao site tdt.telecom.pt ou ligar para o tel. 800 200 838.
    5. Em que zonas não basta ter um descodificador?
    De acordo com a ANACOM, «100% da população tem cobertura digital: 90% por via terrestre e os restantes 10% através de satélite, devido a questões que têm a ver com a geografia ou com a dispersão demográfica».
    Uma vez que cerca de 70% da população já tem televisão paga, apenas cerca de 120 mil famílias vão receber a TDT por satélite. Com esta mudança, todos os portugueses vão passar a poder ver os quatro canais de acesso gratuito – que até agora chegavam apenas a 90% da população.
    A ZON, por exemplo, aproveitou para lançar uma campanha que dá acesso aos quatro canais nacionais e a chamadas ilimitadas por 9,99 euros, com oferta do telefone e da instalação. Segundo a empresa, «está a correr muito bem a venda desse pacote».
    6. Qual o valor mais alto que se pode pagar para ter TDT?
    O preço dos descodificadores varia em função do modelo e das funcionalidades. Há descodificadores a partir de 25 euros. Mas há dezenas de ofertas no mercado, com os valores mais altos a rondar os cem euros.
    A instalação do prato satélite, quando necessária, não pode, segundo a ANACOM, «ultrapassar os 61 euros». Em algumas zonas, poderá ser necessário fazer alguma intervenção nas antenas.

    As famílias carenciadas têm direito a um subsídio correspondente a 50% do preço, com o limite de 22 euros, na compra dos kits satélite ou dos descodificadores de TDT. Primeiro terão de comprar e pagar os equipamentos e só depois se podem candidatar ao reembolso. Para isso, existe um formulário em tdt.telecom.pt e nas lojas PT.
    7. Quais as soluções para as aldeias históricas?
    Em regiões como as Aldeias de Xisto – paisagens de onde há muito desapareceram as antenas dos telhados –, a TDT foi vista como um problema. Por ficarem em zonas sombra, terão de ser servidas por sinal de satélite, o que implica colocar antenas nas casas.
    Mas a ANACOM assegura ter solução: «Ficou decidido que as aldeias farão um levantamento da sua situação em termos de infra-estruturas, após o que a PT poderá equacionar soluções».
    Sem explicar que tecnologia poderá ser usada, a ANACOM afirma que «a TDT ao invés de constituir um problema pode sim vir a ser a solução para a retirada das antenas, protegendo assim o património das aldeias».

    SOL


Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Já fez "Like" na nossa página do facebook?

Acompanhe todas as novidades.