Vendido em versões de 166, 200 e 233 MHz, o MMX é um dos processadores com maior possibilidade de overclock da história, provavelmente perdendo apenas para o Celeron. O único problema com estes processadores é a famigerada trava do multiplicador. Com exceção dos primeiros Processadores MMX de 166 e 200 MHz, todos a possuem.

De qualquer maneira, ainda nos resta aumentar a velocidade do barramento, conseguindo respectivamente 187, 225 e 262 MHz com barramento de 75 MHz e 208, 249 e 290 MHz com Bus de 83 MHz. Com exceção do 233 rodando a 290, os processadores mantém uma boa estabilidade. Quase sempre nestes casos, os problemas são decorrentes do aumento da frequência da placa mãe, o que pode ser minimizado com o aumento dos tempos de acesso da memória RAM e do cache L2 no Setup.

Caso você tenha a sorte de ter um processador MMX sem a trava do multiplicador, poderá tentar também 262 MHz (3.5x 75 MHz) ou 250 MHz (3x 83 MHz) no caso do 166 MMX e 290 (3.5 83 MHz) ou 262 (3.5x 75 MHz) no caso do de 200 MHz, com modestas possibilidades de sucesso.

Algumas vezes, para conseguir overclocks mais agressivos nos processadores MMX, é preciso aumentar sua voltagem. O mais comum é aumenta-la de 2.8 para 2.9v. Alguns malucos porém, chegam a subir a voltagem para 3.3v. Isto torna-se necessário porque com o maior aquecimento do processador, os materiais que o compõe se tornam mais resistentes à passagem da corrente elétrica, o que é solucionado com o aumento da voltagem. Aumentando a voltagem porém, acabamos agravando ainda mais o problema do superaquecimento, gerando uma bola de neve que coloca em risco o processador.

Eu não recomendo em hipótese alguma subir muito a voltagem do processador. Aumentar a voltagem em 5 ou 7% não chega a oferecer grandes riscos, mas acima disto não vale à pena, pois fatalmente a estabilidade ficará comprometida devido ao maior aquecimento do processador e a vida útil será brutalmente abreviada. Acredito que nestes casos, o procedimento mais adequado é ao invés de aumentar a voltagem, melhorar a ventilação do processador, diminuindo sua temperatura e dispensando o uso de voltagens mais altas.