Lisboa é a protagonista da edição de Maio da "Hemispheres", revista de bordo da companhia aérea norte-americana United Airlines. A cidade faz a capa da publicação que, num artigo de 12 páginas, sugere aos seus leitores "três dias perfeitos" na capital portuguesa, onde sobressaem experiências históricas, musicais e gastronómicas.


O texto do jornalista Chris Wright propõe aos turistas uma passagem obrigatória por Belém e pelo Mosteiro dos Jerónimos, ícones da história portuguesa, mas não esquece as "nostálgicas melodias do fado" nem a oportunidade de cair na tentação e perder-se nas compras pela cidade.

Ilustradas por fotografias da autoria de Pedro Guimarães, as palavras de Wright começam por dar a conhecer contos de uma Lisboa quase totalmente destruída pelo terramoto de 1755 e que depois se reergueu, posicionando-se como "uma das cidades mais sedutoras da Europa, plena de beleza, graça e melancolia".

O programa contempla, além de uma viagem pela história, que inclua uma ida à Sé Catedral, um passeio pelos sabores lisboetas, para o qual o jornalista sugere os incontornáveis pastéis de Belém e uma refeição na Bica do Sapato. Como não podia deixar de ser, o Bairro Alto, o Chiado, o Rossio e a Avenida da Liberdade aparecem também como locais privilegiados para quem gosta de estar "no centro da ação".

Com o propósito de sentir "a doce melancolia lisboeta", a Hemispheres recomenda ainda uma tradicional noite de fados - género musical considerado pelo jornalista como a melhor tradução da forma de ser e estar dos lisboetas - apontando, porém, opções mais "trendy" como o Lx Factory, os renovados Terreiro do Paço e Cais do Sodré e também a zona do Príncipe Real.

Bnoticias