Resultados 1 a 9 de 9

Tópico: Mamiferos da Letra P

  1. #1
    GForum Vip Avatar de migel
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    Douro "Património Mundial"
    Idade
    53
    Posts
    15.623

    Padrão Mamiferos da Letra P

    Mamiferos da Letra P
    Cump
    Migel

  2. #2
    Administrador Avatar de Fonsec@
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    always here
    Idade
    48
    Posts
    27.122
    Blog: A empresária cavaleira

    Padrão Panda Gigante


    Nome científicoAiluropoda melanoleuca
    O panda gigante é um dos animais selvagens mais admirados e adorados em todo o mundo, sendo por esse motivo escolhido como símbolo do WWF ( World Wildlife Fund ), que se dedica à protecção de espécies ameaçadas. De facto, o panda gigante está verdadeiramente ameaçado, embora a sua situação já tivesse sido bastante mais dramática.

    Os pandas gigantes vivem em alguns dos territórios mais altos e inóspitos das montanhas chinesas, junto ao território tibetano, o que, por um lado, tem dificultado a feitura de um levantamento efectivo de quantos animais sobrevivem em liberdade, mas por outro, tem a vantagem de ir protegendo alguns destes animais dos caçadores furtivos.

    Os pandas foram capturados até há alguns anos atrás, uns para serem usados em circos e espectáculos, outros apenas para serem mostrados como troféus de caça, e outros ainda para alimentação humana. Esta sangria, conjuntamente com a dificuldade de sobrevivência da maior parte das crias, levou a que este animal quase fosse extinto. Por outro lado, a necessidade das comunidades locais em aproveitar terrenos férteis para agricultura fez desaparecer algumas florestas de bambu, de que estes animais se alimentam quase exclusivamente, e que têm um crescimento muito lento, diminuindo assim consideravelmente o território disponível para a alimentação da espécie.

    Como o bambu é um alimento nutricionalmente muito pobre, os pandas têm de passar grande parte da sua vida a comer, não podendo, por esse motivo, gastar muitas energias. O seu corpo, adaptado a este regime, funciona de forma muito lenta e compassada, pelo que o panda é um animal muito fácil de caçar, tanto mais que, ao contrário de outros ursos, não é violento nem agressivo.

    Sabemos hoje que existem ainda algumas comunidades de pandas a viver em liberdade e as autoridades chinesas tudo têm feito para proteger e monitorizar estes animais. Por outro lado, alguns académicos chineses criaram há alguns anos parques protegidos e um programa de apoio às crias recém nascidas, por forma a diminuir a elevada mortalidade que é natural verificar-se nas crias destes animais. Se no princípio os resultados eram desanimadores, e poucos animais sobreviviam, a experiência acumulada e a dedicação exclusiva de alguns biólogos e veterinários a este projecto, fez com que, nos dias de hoje, quase todas as crias sobrevivam. O número de animais recenseados tem vindo a aumentar aos poucos, abrindo uma janela de esperança para o futuro.

    As mães pandas fazem, no máximo, uma gravidez por ano, que dura cerca de 9 meses. Nascem um ou dois pequenos pandas com pouca mais de 10 cm e que na maior parte dos casos pesam entre 80 e 90 gramas, sendo portanto muito frágeis para as condições em que vivem.

    Os pandas medem, em adultos, cerca de 1,55 m, pesam cerca de 150 kg e podem viver 25 anos, embora haja registo de um animal desta espécie que viveu em cativeiro na China até aos 35 anos.


  3. #3
    Banido
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    Bósnia-Herzegovina
    Posts
    277

    Padrão Puma



    (Puma), também conhecida por puma, onça-parda, onça-vermelha, leão-da-montanha ou leão-baio, é um mamífero carnívoro da família dos felídeos

    Classificação
    Por muito tempo, a suçuarana foi considerada pertencente ao mesmo gênero que o gato doméstico (Felis catus), sendo classificada como Felis concolor. A contrário de outros grandes felinos, como o leão e a onça, a suçuarana não urra. Sua vocalização está muito mais próxima a um miado, porque, como os pequenos felídeos, seu hióide não é elástico e carece de grandes pregas vocais.


    Distribuição geográfica
    A suçuarana habita as regiões Neártica e Neotropical, adaptando-se aos mais diversos tipos de biomas. Prefere áreas florestadas, mas é capaz de viver em ambientes desérticos. Evita áreas urbanas e rurais.


    Aparência
    Sua pelagem varia do castanho-avermelhado ao cinza-azulado, sendo esbranquiçada no focinho, garganta, peito, ventre e na parte interior das patas. Espécimes melânicos são comuns, enquanto albinos são raros.

    Seu tamanho pode chegar até 1,95 m. Os machos adultos pesam de 53 a 72 kg, enquanto as fêmeas variam de 34 a 48 kg. Os espécimes de clima frio tendem a ser maiores que os de clima quente.


    Reprodução
    O tempo de gestação é de aproximadamente 95 dias, ao fim do qual nascem de dois a quatro filhotes. Os filhotes apresentam pelagem pintada, que desaparece em torno dos seis meses. A maturidade sexual se dá entre dois e três anos. A expectativa de vida é calculada em 12 anos.


    Dieta
    A suçuarana é um predador competente, caçando desde grandes presas como alces e cervos a roedores e lebres. Os animais de clima temperado preferem caças maiores como os cervídeos, enquanto os de clima quente tendem a caçar presas de porte médio. Acredita-se que a competição com a onça-pintada leva a esse fato.

    Uma vez morto o animal, a suçuarana cobre a carcaça e volta para se alimentar dela de tempos em tempos. A suçuarana não come animais que não tenha matado.

    Status de conservação

    Pantera-da-flóridaDevido à destruição de seu habitat natural, as suçuaranas se vêem obrigadas a invadir áreas rurais, e até mesmo urbanas, em busca de suas presas. Ao atacar gado doméstico, ela provoca a ira de pecuaristas, que a caçam, levando esta espécie ao risco de extinção. Outro fator que concorre para seu extermínio é o isolamento de grupos populacionais destes felinos.

    Dois hábitos da suçuarana a tornam presa fácil para caçadores e fazendeiros. As carcaças que guarda para alimentação posterior podem ser envenenadas e, ao subir em árvores quando acuadas por cães, são facilmente morta a tiros.

    De todas suas subespécies, uma encontra-se extinta: o puma-de-wisconsin. A pantera-da-flórida (Puma concolor coryi) que habita os Everglades encontra-se em grande risco de extinção, uma vez que se calcula que existam apenas de 25 a 50 indivíduos selvagens.


    Hábitos
    A suçuarana é uma criatura reverenciada às vezes como benevolente, às vezes como covarde, pelo fato de não atacar o homem, preferindo fugir à sua presença

  4. #4
    Gforum Veterano Avatar de cyber_wordl
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    viseu
    Idade
    22
    Posts
    2.022

    Padrão Pantera Nebulosa


    Family: Neofelis nebulosa

    Espécie: Nenhuma

    Tamanho máximo: 1m/20kg

    Reprodução: Até 5 filhotes, após 99 dias de gestação.

    Vida social: Solitária

    Dieta: Caça pássaros, macacos, porcos, javali, búfalos jovens, cervos e até porcos-espinhos.

    Status: Vulnerável.

    Do Nepal ao sudeste da China, em Taiwan e Sumatra, a Pantera Nebulosa habita florestas montanhosas de até 2.500m de altitude. Vive principalmente nas árvores, movendo-se de galho em galho com a agilidade de um esquilo.

    Seu pêlo amarelo-castanho se destaca pelas inconfundíveis manchas grandes e irregulares em forma de nuvens, que deram origem ao seu nome. A pantera nebulosa é parente próxima do leopardo.

    Mesmo assim, a estrutura do seu crânio a diferencia dos outros felinos, sendo classificada pelos zoólogos como uma subespécie diferente.

  5. #5
    GForum Vip Avatar de migel
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    Douro "Património Mundial"
    Idade
    53
    Posts
    15.623

    Padrão Panda Gigante

    Os pandas gigantes vivem em alguns dos territórios mais altos e inóspitos das montanhas chinesas, junto ao território tibetano, o que, por um lado, tem dificultado a feitura de um levantamento efectivo de quantos animais sobrevivem em liberdade, mas por outro, tem a vantagem de ir protegendo alguns destes animais dos caçadores furtivos.

    O panda gigante é um dos animais selvagens mais admirados e adorados em todo o mundo, sendo por esse motivo escolhido como símbolo do WWF ( World Wildlife Fund ), que se dedica à protecção de espécies ameaçadas. De facto, o panda gigante está verdadeiramente ameaçado, embora a sua situação já tivesse sido bastante mais dramática.

    Os pandas foram capturados até há alguns anos atrás, uns para serem usados em circos e espectáculos, outros apenas para serem mostrados como troféus de caça, e outros ainda para alimentação humana. Esta sangria, conjuntamente com a dificuldade de sobrevivência da maior parte das crias, levou a que este animal quase fosse extinto. Por outro lado, a necessidade das comunidades locais em aproveitar terrenos férteis para agricultura fez desaparecer algumas florestas de bambu, de que estes animais se alimentam quase exclusivamente, e que têm um crescimento muito lento, diminuindo assim consideravelmente o território disponível para a alimentação da espécie.

    Alimentação

    Como o bambu é um alimento nutricionalmente muito pobre, os pandas têm de passar grande parte da sua vida a comer, não podendo, por esse motivo, gastar muitas energias. O seu corpo, adaptado a este regime, funciona de forma muito lenta e compassada, pelo que o panda é um animal muito fácil de caçar, tanto mais que, ao contrário de outros ursos, não é violento nem agressivo.

    Sabemos hoje que existem ainda algumas comunidades de pandas a viver em liberdade e as autoridades chinesas tudo têm feito para proteger e monitorizar estes animais. Por outro lado, alguns académicos chineses criaram há alguns anos parques protegidos e um programa de apoio às crias recém nascidas, por forma a diminuir a elevada mortalidade que é natural verificar-se nas crias destes animais. Se no princípio os resultados eram desanimadores, e poucos animais sobreviviam, a experiência acumulada e a dedicação exclusiva de alguns biólogos e veterinários a este projecto, fez com que, nos dias de hoje, quase todas as crias sobrevivam. O número de animais recenseados tem vindo a aumentar aos poucos, abrindo uma janela de esperança para o futuro.

    Reprodução

    As mães pandas fazem, no máximo, uma gravidez por ano, que dura cerca de 9 meses. Nascem um ou dois pequenos pandas com pouca mais de 10 cm e que na maior parte dos casos pesam entre 80 e 90 gramas, sendo portanto muito frágeis para as condições em que vivem.

    Tamanho, peso e longevidade
    Os pandas medem, em adultos, cerca de 1,55 m, pesam cerca de 150 kg e podem viver 25 anos, embora haja registo de um animal desta espécie que viveu em cativeiro na China até aos 35 anos.
    Cump
    Migel

  6. #6
    Administrador Avatar de brunocardoso
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    Porto
    Idade
    56
    Posts
    5.156

    Padrão Panda-Gigante

    Boas
    Este tópico é para completar a informação do anterir

    Panda-Gigante
    Nome vulgar: PANDA GIGANTE
    Classe: Mammalia
    Ordem: Carnivora
    Família: Ursidae
    Nome científico: Ailuropoda melanoleuca
    Nome inglês: Panda
    Distribuição: Sul da China
    Habitat: Florestas de bambu da região montanhosa da China, em altitudes de 1500 até 3000 metros.
    Hábitos: Alimentam-se quase que exclusivamente de folhas tenras e brotos de bambu.
    Comprimento: até 1,5 m
    Peso: até 160 kg
    Época reprodutiva: o acasalamento ocorre na primavera e no inverno nascem dois filhotes
    Gestação: 7 a 9 meses
    Nº de filhotes: 02
    Peso dos filhotes: 02 kg
    Alimentação na natureza: quase exclusivamente de folhas tenras e brotos de bambus. O pouco valor alimentício do bambu obriga-os a comer o dia inteiro. Algumas vezs pegam um peixe ou um pequeno mamífero.
    Causas da extinção: Hoje existem apenas 1.000 desses animais no mundo, vivendo em reservas florestais ou cativeiros. A devastação das florestas asiáticas, a lenta reprodução do bambu (sua base alimentar), o excesso de burocracia, ineficiência e a caça voraz colocaram o panda sob sério risco de extinção. Dificultando ainda mais a preservação da espécie, a sua capacidade de procriar é mínima.

    Eles não hibernam e passam o verão nos altos platôs do Tibete oriental. Alimentam-se quase que exclusivamente de folhas tenras e brotos de bambu, que levam à boca com as patas dianteiras.

    As fêmeas têm um único período fértil por ano e a cada gravidez elas conseguem gerar apenas dois filhotes, que estão sujeitos a acidentes fatais quando ainda pequenos. Não é raro a mãe sufocar o filho por excesso de carinho, ou então esmagá-lo ao adormecer distraidamente sobre ele. Ao nascer, o panda mede somente 10 centímetros e pesa menos de 100 gramas.

    Embora tenha um sistema digestivo preparado para o consumo de carne, o panda se alimenta exclusivamente das folhas e do talo do bambu, ficando até 14 horas seguidas sentado, consumindo de 12 a 14 kg da planta. Talvez por isso a espécie tenha uma existência solitária, se reunindo em grupos ocasionalmente ou no período de fertilidade das fêmeas, que se estende por apenas três dias.

    Vivem sozinhos, abrigados em ocos de árvores ou fendas de rochas. O panda tornou-se o símbolo das espécies ameaçadas e o emblema da Fundação Mundial de Vida Selvagem.
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos 0,,11827935,00.jpg   220px-Giant_Panda_2004-03-2.jpg   200px-Panda1.jpg   PDpanda.jpg   PDrolar.jpg  
    Um abraço

    Bruno Cardoso



  7. #7
    Gforum Dedicado Avatar de amvf
    Data de Ingresso
    Dec 2007
    Localização
    AGUA LONGA
    Idade
    49
    Posts
    235

    Padrão Petauro do Açúcar



    História
    Pequeno marsupial, nocturno, que no seu habitat natural vive em tocas de árvores juntamente com a sua família.

  8. #8
    GForum Vip
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    Gforum...Sempre
    Posts
    13.062

    Padrão Petauro do Açúcar (Para complemento da Informação)

    Citação Postado originalmente por amvf Ver Post


    História
    Pequeno marsupial, nocturno, que no seu habitat natural vive em tocas de árvores juntamente com a sua família.

    Para complemento:

    O Petauro do Açúcar pencente à classe dos Mamíferos e o seu comprimento total varia entre os 25 30 cm quando adulto, tendo a cauda metade do seu comprimento. Tem algumas características especiais, tais como: pêlo cinzento prateado e uma lista fina, muito escura, quase negra, que vai do nariz até à base da cauda, sendo a ponta desta também negra. Já a zona abdominal é de côr branco sujo. Os olhos são grandes e escuros, as orelhas são hirtas, grandes e sem pêlo. Têm cinco dedos nas patas dianteiras e outros cinco nas patas traseiras.

    As fêmeas têm uma bolsa na parte inferior da barriga onde se conclui a gestação das crias.

    Estes animais nocturnos em liberdade vivem cerca de 7 anos, já em cativeiro, podem viver 12 a 15 anos.


    .
    Última edição por Matapitosboss; 05-02-2008 às 21:49.
    Cumps
    Matapitosboss


    __________________________________________
    "Se eu podia viver sem o Gforum? Podia, mas não era a mesma coisa."



    [Desaparecidos]

    www.ruipedro.net (Menino de Lousada, raptado dia 4 de Março de 1998)
    www.findmadeleine.com (Menina desaparecida na praia da Luz, no Algarve)

  9. #9
    Gforum Veterano Avatar de Grunge
    Data de Ingresso
    Aug 2007
    Localização
    Brunoy,France
    Idade
    34
    Posts
    5.124

    Padrão Paquidermes

    Paquidermes

    O termo paquiderme deriva do grego «pakhýdermos», que significa «de pele grossa».

    Os paquidermes são também os maiores e mais pesados mamíferos terrestres.

    Algumas destas espécies correm, ou já correram, risco de extinção. Hoje, grande parte delas são internacionalmente protegidas e fazem parte de programas internacionais de trocas entre zoos ou parques nacionais.

    Depois de serem senhores de vastos territórios em África e na Ásia, elefantes e rinocerontes foram dramaticamente dizimados pelos caçadores furtivos para lhes serem retirados, respectivamente, dentes e chifres, com valores incalculáveis nos mercado negro. Hoje, algumas espécies recuperam de forma nunca pensada, para repovoarem livremente os territórios dos seus antepassados.

    Quanto aos hipopótamos, continuam a ser os reis dos rios africanos.

    ------------

    Abraço

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Já fez "Like" na nossa página do facebook?

Acompanhe todas as novidades.