Funcionamento de válvulas ainda preocupa agência espacial

NASA adia lançamento do vaivém Discovery pela quarta vez

Os engenheiros técnicos da Agência Espacial norte-americana estiveram reunidos ontem e decidiram adiar pela quarta vez o lançamento do vaivém Discovery, o primeiro de 2009. A NASA está preocupada com o funcionamento de três válvulas necessárias para manter o tanque de combustível externo da nave pressurizado.

“Precisamos fazer mais testes para compreender melhor a situação antes do lançamento”, comentou Bill Gerstenmaier, administrador associado do centro de operações da NASA, em Washington.

“Não temos pressões de calendários para cumprir e tomámos a decisão certa. Quando voarmos, queremos fazê-lo com toda a confiança”, acrescentou.

O vaivém tem três válvulas de controlo por onde passa hidrogénio do interior do aparelho para os tanques de combustível externos. Os engenheiros querem perceber quais serão as consequências se uma delas se quebrar e atingir o tanque de combustível.

A nova data de lançamento poderá só ser ponderada para o final do mês de Fevereiro. Inicialmente, estava previsto o Discovery ser lançado a 27 de Fevereiro para uma missão de 14 dias até à Estação Espacial Internacional (ISS, sigla em inglês), a fim de levar um novo conjunto de painéis solares.

Os três adiamentos anteriores foram explicados por questões de segurança. Na última missão do vaivém, em Novembro, um pequeno pedaço de uma válvula quebrou-se. Apesar de não ter colocado perigos para o vaivém ou tripulação, a agência quer certificar-se de que tal não volte a acontecer.