Cratera Rembrandt, com quase 700 quilômetros de diâmetro, descoberta pela sonda Messenger em uma porção nunca vista antes do planeta Mercúrio.[Imagem: NASA/Science/AAAS]
A sonda espacial Messenger revelou que Mercúrio, o menor planeta do Sistema Solar, é também mais dinâmico do que os cientistas calculavam.
Em seu segundo sobrevoo sobre o planeta, em busca de sua órbita definitiva, que deverá trazer muitas outras revelações, a sonda da NASA descobriu que a atmosfera de Mercúrio, sua interação do seu campo magnético com o vento solar e o seu passado geológico apresentam níveis de atividades muito maiores do que se acreditava.
Cratera Rembrandt
Outra descoberta significativa foi o de uma cratera de impacto gigantesca, com quase 700 quilômetros de diâmetro e que nunca havia sido observado pelos telescópios terrestres. A cratera foi batizada de Rembrandt.
Não é para menos: ao sobrevoar Mercúrio, a sonda capturou 1.200 fotos de alta resolução e revelou mais de 30% da superfície do planeta que nunca havia sido observada diretamente.
"Uma das maiores surpresas foi descobrir como é forte a dinâmica da interação entre o campo magnético do planeta e o vento solar, diferente do que havíamos observado durante o primeiro sobrevoo em Janeiro de 2008. A descoberta de uma cratera de impacto enorme e incrivelmente bem preservada demonstra atividade vulcânica e deformacional," diz o pesquisador Sean Solomon, principal cientista da missão.
A sonda também descobriu magnésio na camada mais externa da atmosfera de Mercúrio, demonstrando que o magnésio é um constituinte importante da superfície do planeta. A descoberta de magnésio não é exatamente uma surpresa. O que surpreende é a sua quantidade e a sua larga distribuição.
Planeta desconhecido
Metade do planeta Mercúrio era absolutamente desconhecida até um ano atrás, quando a sonda Messenger fez o seu primeiro sobrevoo. Os atuais mapas do planeta eram totalmente brancos de um lado. As primeiras imagens coletadas durante os dois sobrevoos já permitiram aos cientistas conhecer, por meio de imagens de alta resolução, mais de 90% dessa área até agora desconhecida.
A sonda ainda fará um terceiro sobrevoo sobre o planeta, antes de atingir uma órbita estável ao redor do planeta, quando a missão científica poderá começar de fato, com o uso pleno de todos os instrumentos da Messenger.


Inovação Tecnológica