Mais jovem português de sempre a conquistar um título mundial de Todo-o-Terreno, Nuno Matos regressa em 2011 ao Campeonato Nacional de TT para concretizar uma dupla estreia: por um lado, a subida à mais competitiva categoria T1; por outro, a passagem para o volante de um novíssimo Opel Astra Proto, um veículo de motorização Diesel construído e desenvolvido de raiz em Portugal…

Com um registo de quatro títulos conquistados em outros tantos anos de competição, Nuno Matos concretiza em 2011 a ambicionada subida ao mais competitivo e permissivo Agrupamento T1, apostando agora num Opel Astra Proto para se bater com os melhores protagonistas do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno.

“Após o bicampeonato na categoria T8, em 2007 e 2008, o título nacional de T2, em 2009, e a vitória na Taça Internacional FIA de Bajas, no ano passado, o passo seguinte só podia ser mesmo a subida à categoria que justamente representa o expoente máximo desta disciplina”, explica.

“É um salto gigante a todos os níveis, uma vez que é neste agrupamento que convivem os mais experientes e consagrados pilotos nacionais e, também, onde evoluem os mais competitivos carros do pelotão. De qualquer modo, toda a equipa está motivada para assumir este novo desafio em 2011”, concretiza Nuno Matos.

Desportivamente, Nuno Matos assume que encarará a nova época “como uma espécie de ‘ano zero’, um pouco à semelhança do que sucedeu há dois anos, aquando da minha passagem para o Agrupamento T2. Acima de tudo, quero adaptar-me o mais rapidamente possível ao novo carro e evoluir a minha prestação a cada prova”.

“Obviamente que temos as nossas ambições desportivas…” – prossegue. “Mas, nesta primeira fase, o mais importante será acumular quilómetros e perceber onde nos poderemos situar em relação à forte e numerosa concorrência que se perspectiva para este ano”.

Opel Astra proto é a aposta

Por força deste novo projecto, que coincide com o seu regresso ao Campeonato português, Nuno Matos estreará em 2011 o Opel Astra Proto, um carro construído de raiz nas oficinas da DePieres Competições e naturalmente preparado de acordo com as especificações técnicas deste mais permissivo agrupamento.

Apesar de ter o seu antigo T2 como “única referência”, Nuno Matos mostra-se convicto que se trata de “um carro com enorme potencial de evolução e que, assim espero, poderá vir a afirmar-se como uma das boas surpresas deste Campeonato”.

Salvaguardando as devidas diferenças face às viaturas tidas como referência na disciplina, “trata-se de um carro que aparenta ser muito fácil de conduzir e que apresenta como principais trunfos a sua excelente distribuição de peso e o seu baixo centro de gravidade”, destaca Nuno Matos.

Tendo por base um chassis tubular, o Opel Astra Proto está equipado com um motor diesel de 3 litros, com cerca de 280 cv de potência, recorrendo a uma caixa sequencial SADEV de 6 velocidades e a dois amortecedores OHLINHS por roda.

A nova temporada do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno arranca com a Baja CARMIM, nos próximos dias 19 e 20 de Março, em Tavira, no Algarve.

Auto Portal