Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
Resultados 16 a 27 de 27

Tópico: Pilotos da Primeira Guerra Mundial

  1. #16
    Moderador Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    7.505

    Padrão Oswald Boelcke (1891-1916)

    Considerado por muitos como um dos pais do combate aéreo. Foi um dos primeiros estudiosos de tácticas aéreas. Abateu 40 aviões inimigos. Corajoso e humilde, morreu na colisão de seu avião com outro aparelho alemão, em 28 de Outubro de 1916. A sua morte foi muito sentida na Alemanha.
    Última edição por mjtc; 23-03-2012 às 14:21.

  2. #17
    Moderador Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    7.505

    Padrão Manfred Albrecht Von Richthofen (1888-1918)

    Foi o maior mito alemão e um dos maiores pilotos de aviões de todos os tempos. Ingressou aos 10 anos no Corpo dos Cadetes, tornando-se oficial de cavalaria. Com o início da guerra, participou nos vôos de reconhecimento e bombardeamento. Em 1916 recebeu a formação como piloto de caça. Aprendeu a pilotar no Esquadrão de Oswald Boelcke. Era um guerreiro meticuloso, que primeiro estudava o avião do inimigo, em especial os britânicos, antes de desferir o golpe mortal. O prazer maquiavélico em abater o inimigo, a sua agressividade e arrogância, cheio de ideais e heroísmo, próprio dos filhos da nobreza da época, tornou um piloto temerário. Em pouco tempo, abateu 16 aviões franceses ou ingleses, que lhe rendeu a medalha de Honra e Mérito, a maior condecoração militar do Império Alemão e o posto de Capitão de Esquadra. Tratava os seus adversários como animais selvagens, derrubando 2 ou 3 caças por dia. O seu sangue-frio valeu a alcunha do "Matador" e era conhecido pelos ingleses de "Barão Vermelho".

    Em Janeiro de 1917, comandou o famoso Esquadrão Flying Circus, cujos aviões eram exagerademente pintados. Fidalgo com os amigos e até com os adversários, era igualmente conhecido como "Cavaleiro Teutónico da Era Moderna" e "Nobre Inimigo da Coragem e Destreza". O próprio Richthofen contou a sua carreira de piloto no livro publicado em 1917. A 1ª Edição do "Der Rote Kampfflieger" vendeu mais de 250.000 exemplares no ano, tendo sido reeditado várias vezes. Escrita em estilo arrogante, a biografia do Barão Vermelho alimentou o mito de um grande herói da guerra. Por ironia do destino, foi abatido por um piloto inxeperiente canadiano, atrás das linhas britânicas, no dia 21 de Abril de 1918. O Barão Vermelho obteve 80 vitórias no seu currículo. O seu funeral foi uma das maiores cerimónias ocorridas na guerra, com honras militares. A sua morte foi um duro golpe para os pilotos alemães.
    Última edição por mjtc; 12-09-2014 às 01:19.

  3. #18
    Moderador Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    7.505

    Padrão Max Immelmannm (1883-1916)

    Outro mito da propaganda alemã. Era chamado de "Águia de Lille", pelas suas actuações na França. Criou o chamado "Giro Immelmannm" (rápida ascensão em meio looping, seguido de rotação horizontal e mergulho para confundir o perseguidor que estivesse na sua cauda), manobra que se tornou padrão no combate aéreo. Este piloto obteve 17 vitórias antes de ser fuzilado em vôo pelo piloto britânico George McCubbin, em 18 de Junho de 1916. A Alemanha negou a morte do piloto alemão pelo britânico, comunicando que Immelmannm tinha morrido de um desastre de avião devido a uma avaria. A sua morte foi um duro golpe no moral alemão. Temendo que Oswald Boelcke, outro às alemão, pudesse morrer na guerra, o Kaiser mandou-o afastar por um mês da guerra, mas isso só retardou a morte do piloto.
    Última edição por mjtc; 23-03-2012 às 14:26.

  4. #19
    Moderador Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    7.505

    Padrão Werner Voss (1897-1917)

    Era um piloto hábil e corajoso, obtendo 43 vitórias. Foi considerado um dos 40 maiores ases alemães da Primeira Guerra Mundial. Sendo um dos rivais do Barão Vermelho, não conseguindo superar o mito. Morreu corajosamente no dia 23 de Setembro de 1917, quando enfrentava simultaneamente 7 aviões britânicos.
    Última edição por mjtc; 23-03-2012 às 14:27.

  5. #20
    Moderador Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    7.505

    Padrão Ernet Udet (1896-1941)

    Piloto alemão que obteve 62 vitórias. Influenciou muitos pilotos alemães com a sua técnica e experiência. Foi um dos responsáveis pelo desenvolvimento da Luftwaffe. Também foi um dos primeiros pilotos a usar o pára-quedas para escapar da queda do avião, após ter feito um ataque eficaz contra o tanque inimigo. Afastou-se da carreira militar depois de entrar em divergências com Hermann Goring.
    Última edição por mjtc; 23-03-2012 às 14:28.

  6. #21
    Moderador Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    7.505

    Padrão Hermann Wilhelm Goring (1893-1946)

    Este homem bonacheirão com aspecto de quem não faz mal a uma mosca, sempre com ar simpático, foi o autor do abate de 22 aviões inimigos. A sua aparência enganadora esconde um assassino de sangue-frio. Ingressou na partido nazi como comandante-em-chefe, da Luftwaffe e Ministro da Aviação Alemã. Foi julgado e condenado à morte no tribunal de Nuremberga, por crimes contra a Humanidade. Evitou a forca, suicidando-se com veneno na noite de 16 de Outubro de 1946. A maior parte da sua carreira política está ligado ao partido nazi.
    Última edição por mjtc; 23-03-2012 às 14:29.

  7. #22
    Moderador Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    7.505

    Padrão Alexander Kazakov (1891-1919)

    A Rússia tem também um representante na aviação da Primeira Guerra Mundial: Alexander Kazakov, o maior às russo com 17 vitórias, conquistadas na Frente Ocidental, onde o combate aéreo mostrou-se menos intenso. Morreu num período crucial da Revolução Russa.
    Última edição por mjtc; 23-03-2012 às 14:30.

  8. #23
    Moderador Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    7.505

    Padrão Erich Hartmann (1922-1993)

    A Segunda Guerra Mundial também trouxe grandes ases da aviação, sendo de destacar os corajosos pilotos alemães que cometeram grandes proezas. De entre eles, cita-se Erich Hartmann, considerado um dos maiores pilotos da história do combate aéreo. Foi atribuído 352 aviões inimigos abatidos (345 soviéticos e 7 americanos, sendo esses 260 caças). Durante a Segunda Guerra Mundial, Hartmann serviu na Luftwaffe, cumprindo 1404 missões, entrando em combate 825 vezes. Hartmann foi obrigado a realizar 14 aterragens forçadas devido a avarias no seu avião. Excelente atirador, atacava de surpresa e atirava à menos de 50 metros de distância, o que eliminava a possibilidade de o inimigo escapar e destruia completamente os aviões inimigos. Por atirar tão próximo, o seu avião era atingido pelos destroços dos aviões inimigos. A sua mãe, Elisabeth Wilhelmine Machtholf, foi uma das primeiras mulheres a pilotar um planador, tendo-o ensinado a pilotar. Hartmann obteve a licença de piloto em 1939 e entrou no activo em 1942. Hartmann considerava o combate aéreo tradicional com manobras e troca de tiros entre os pilotos, um desperdício de combustível e munição.
    Última edição por mjtc; 23-03-2012 às 14:32.

  9. #24
    Moderador Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    7.505

    Padrão Gehard Barkhorn (1919-1983)

    Piloto alemão, obteve 301 vitórias em 1104 missões de combate, destas vitórias, todas foram na Frente Oriental. Iniciou a sua carreira militar em 1937, ao entrar para a Luftwaffe, como Cadete. Entrou ao activo como piloto de caça em 1940. Durante a guerra foi abatido 9 vezes, saltou do avião 1 vez e foi ferido 2 vezes. Na sua primeira missão, não fez nenhuma vitória, pelo contrário, foi abatido no canal da Mancha, e em seguida resgatado. O seu primeiro sucesso veio na sua 120º missão, realizada no dia 2 de Julho de 1941, na Frente Oriental, atingindo a sua 10ª vitória em 30 de Novembro de 1941. No dia 23 de Janeiro de 1944, foi o primeiro piloto de caça a completar a 1000 missão de combate. No dia 21 de Abril de 1945, teve um acidente grave: voou com um avião a jacto ME 262, tendo o motor falhado, obrigando a abortar o ataque aos bombardeiros americanos. Voltou à base em Riem, sendo seguido por caças americanos P-51 Mustang. Para facilitar a sua saída do avião, havia deixado o cockpit aberto, mas este deslizou acertando o seu pescoço obrigando-o a permanecer no hospital até ao final da guerra. Foi um dos poucos pilotos alemães com um grande número de vitórias na Frente Oriental a escapar aos soviéticos. Prisioneiro dos americanos, foi libertado em Setembro de 1945. Aposentou-se como General no dia 30 de Junho de 1975. Mas a sua vida teve um final infeliz: no dia 6 de Janeiro de 1983, durante uma viagem de carro até à Colónia, Barkhorn e a sua esposa, Christi, foram surpreendidos por uma tempestade de Inverno e tiveram um grave acidente de carro, que vitimou a sua esposa. Barkhorn resistiu e foi levado ao hospital, mas devido à gravidade dos ferimentos, acabou por falecer dois dias mais tarde, a 8 de Janeiro de 1983. Foi enterrado com todas as honrarias militares numa cerimónia em que estiveram presentes muitos dos seus antigos companheiros da Luftwaffe.
    Última edição por mjtc; 23-03-2012 às 14:36.

  10. #25
    Moderador Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    7.505

    Padrão Gunther Rall (1918-2009)

    Este piloto alemão teve um total de 275 vitórias, sendo o terceiro piloto alemão mais bem sucedido da Segunda Guerra Mundial. No pós-guerra, seguiu a sua carreira militar e ocupou o posto de Inspector da Luftwaffe (1971-1973), e foi adido militar na NATO. Escreveu as suas memórias no livro "Meu Livro de Voo" publicado em 2004.
    Última edição por mjtc; 23-03-2012 às 14:37.

  11. #26
    Moderador Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    7.505

    Padrão Johannes Steinhoff (1913-1994)

    Foi um dos primeiros pilotos alemães a voar no caça a jacto ME-262 em combate. Obteve 176 vitórias. Foi membro do famoso Esquadrão JU 44, liderado por Adolf Galland. Antes da guerra, estudou para ser professor na Universidade de Jena. Não conseguindo emprego, alistou-se na Kriegsmarine, onde serviu como cadete-do-ar naval. Foi transferido para a Luftwaffe antes de Goring se tornar seu oficial em chefe em 1935. Após a guerra, foi um oficial superior da Força Área da Alemanha Ocidental, e comandante militar da NATO.
    Última edição por mjtc; 23-03-2012 às 14:39.

  12. #27
    Gforum Veterano Avatar de Johny89
    Data de Ingresso
    Jun 2009
    Localização
    Atlantic City
    Idade
    25
    Posts
    658

    Padrão














Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12

Tópicos Similares

  1. Fim da I Guerra Mundial foi há 91 anos
    Por nuno29 no fórum Arquivos
    Respostas: 0
    Último Post: 12-11-2009, 00:21
  2. História da 2ª Guerra Mundial.
    Por Fanan no fórum História Universal
    Respostas: 0
    Último Post: 06-07-2008, 01:44
  3. Primeira Guerra Mundial - De 1914 A 1918
    Por migel no fórum História Universal
    Respostas: 3
    Último Post: 14-12-2007, 19:13

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Já fez "Like" na nossa página do facebook?

Acompanhe todas as novidades.