A homenagem a José Saramago que se realiza hoje e sexta-feira em Barcelona pretende assinalar o oitavo mês após a morte do Nobel de Literatura português, ocorrida a 18 de Junho.

Hoje, Pilar del Rio, viúva do escritor, tradutora e presidente da Fundação José Saramago, estará presente no acto Barcelona homenageia José Saramago que decorrerá às 19h locais (18h em Lisboa) na Biblioteca Jaume Fuster.

Um recital musical com Paco Ibañez, que cantará Grândola Vila Morena, e a leitura de textos do escritor português integram a sessão organizada pela editora Alfaguara.

A sessão de sexta-feira, promovida pela Cátedra José Saramago do Instituto Camões na capital catalã, coordenada por Helena Tanqueiro, decorrerá na Faculdade de Tradução e interpretação da Universidade Autónoma de Barcelona.

Será exibido o documentário José&Pilar, de Miguel Gonçalves Mendes, com a presença da viúva do escritor.

Pilar del Rio, juntamente com Miguel Gonçalves Mendes, irão debater com os alunos da Faculdade as traduções da obra do escritor.

Para além da projecção do documentário sobre a relação do Nobel, falecido em Junho passado, com a sua mulher, será feita uma leitura de extractos de obras de José Saramago em nove línguas: português e de traduções em alemão, francês, árabe, castelhano, inglês, italiano, russo e japonês.

Terá lugar também a actuação musical de Juan Canovas Ortega, acompanhado à guitarra por Tofel Martinez.

Será ainda um vídeo sobre o historial da passagem de Saramago pelo centro do Instituto Camões em Barcelona.

A homenagem ao Nobel de Literatura português está também inserida nas comemorações do décimo aniversário do Instituto Camões em Barcelona.

Lusa / SOL