PARVOVIROSE
È uma doença contagiosa do cão provocada por um vírus, que causa vómitos e diarreia com sangue com grande intensidade. Afecta os cães de todas as idades, mas os mais novos e os mais velhos são mais atingidos. O vírus pode causar morte súbita em cachorros de 4 a 8 semanas, por atingir o músculo cardíaco. O tratamento intensivo deve ser iniciado logo que a doença é diagnosticada, e pode levar 3 a 10 dias até o cão poder voltar a casa. De qualquer modo a doença é muitas vezes fatal!

ESGANA
È uma doença muito contagiosa. È causada por um vírus que aparece mais frequentemente nos cachorros ou nos cães mais idosos. Os sintomas são variados e vão desde uma simples constipação, a convulsões com possíveis paralisias. Muitas vezes os que recuperam podem ficar com "sequelas" que se traduzem por contracções musculares não controladas. A melhor forma de prevenir esta doença, é mantendo a vacinação do seu cão actualizada, pois o tratamento pode ser inútil mesmo com o uso das técnicas e medicamentos mais modernos. O tratamento consiste essencialmente em controlar as infecções secundárias que poderão aparecer no cão debilitado, na desparasitação e na manutenção de uma nutrição e hidratação equilibradas.

LEPTOSPIROSE
É uma doença contagiosa provocada por uma bactéria. Provoca vários sintomas: febre, vómito, desidratação, falência hepática ou renal aguda e aparecimento de pequenas hemorragias. O tratamento pode ou não resultar, e consiste na administração de antibióticos, juntamente com medidas de suporte do estado hídrico do animal. De qualquer forma, é sempre de ter em conta que um esquema de vacinação actualizado, diminui sempre a frequência e/ou gravidade da doença.

HEPATITE
Doença contagiosa provocada por um vírus que atinge o fígado e endotélios (córnea). Os sintomas têm evolução hiperaguda (o cão morre em horas) ou aguda (5 a 7 dias) e são variados: febre, vómito, diarreia, dor abdominal, desidratação, etc. O tratamento consiste no suporte hídrico e nutricional do cão até que recupere da infecção hepática.

TOSSE DE CANIL
É uma traqueobronquite infecciosa. Tem como etiologia múltiplos vírus, que facilmente se transmitem de um cão para outro. Embora o cão permaneça bem disposto, começa a apresentar uma tosse profunda como se estivesse "engasgado". O tratamento é geralmente bem sucedido, mas o animal pode levar semanas a recuperar. A vacina diminuí a frequência desta doença.

RAIVA
Doença contagiosa provocada por um vírus. Atinge mortalmente todos os animais de sangue quente, inclusive o Homem. O vírus é eliminado na saliva, e a sua propagação ocorre quando um animal doente morde um saudável. O vírus atinge o sistema nervoso do animal, provocando alterações do seu comportamento (agressividade, nervosismo, desorientação, convulsões) e paralisia progressiva. O animal morre por paralisia respiratória. Em Portugal não se regista um caso de raiva há alguns anos, mas de qualquer modo a vacinação anti-rábica deve manter-se, pois como já foi dito anteriormente, todos os animais de sangue quente podem ser atingidos, e assim um animal selvagem doente (raposa, morcego, coelho) pode de um momento para outro passar de um país onde há raiva, para um outro isento desta doença, passando a ser um foco contagioso.