Um casal terá sido esfaqueado pelo filho, de 14 anos, na residência da família, no Bairro Monte Real, em Tires, concelho de Cascais, por razões ainda não esclarecidas.

Apesar de ser menor, o adolescente foi ontem presente a um juiz de instrução, por estar em causa um crime contra pessoas. Não foi possível, contudo, apurar a medida de coacção aplicada. O ataque, apurou o JN junto de fontes policiais, terá ocorrido cerca das 23 horas de anteontem. Aparentemente, nenhum vizinho se terá apercebido de algo de anormal naquela habitação. Só quando as ambulâncias dos Bombeiros Voluntários da Parede chegaram é que se terão apercebido do sucedido.

"Quando chegámos, encontramos o homem, de 40 anos, deitado no chão, ferido com dois golpes no tórax e mais duas facadas nos braços. A mulher, de 37 anos, tinha sido esfaqueada no abdómem", contou, ao JN, um dos bombeiros que socorreu o casal.

O adolescente não tinha qualquer ferimento, mas, segundo os bombeiros, estava em estado de choque. Os feridos foram transportados para o Hospital de Cascais. Porém, devido ao seu estado crítico, o homem acabou por ser transferido quase de imediato para o Hospital de S. Francisco Xavier, em Lisboa. Ambos foram sujeitos a intervenções cirúrgicas, dado que a sua situação clínica era bastante grave.

O filho do casal foi também transportado ao Hospital de Cascais para receber apoio psicológico, tendo ficado à guarda da PSP, que já apreendeu a alegada arma com o qual o crime foi cometido.

Segundo o JN apurou, não são conhecidas desavenças entre o casal, nem entre este e o filho, que frequenta um colégio religioso.



JN