Tegucigalpa, 04 Ago - A Frente Nacional de Resistência contra o golpe de Estado nas Honduras, que agrupa os partidários do presidente destituído Manuel Zelaya, acusou segunda-feira o regime de facto de preparar "uma guerra suja" utilizando grupos paramilitares.

"Sabemos que os grupos militares reconstituem o Batalhão 3-16 dos esquadrões da morte, responsáveis pelos desaparecimentos dos anos 80", para efectuar "uma guerra suja, sob o nome de Operação Toundra", declarou o professor Rafael Alegria, um líder do Frente, numa conferência de imprensa em Tegucigalpa perante cerca de 2.000 partidários de Manuel Zelaya.

O Batalhão 3-16, formado sob a ditadura do general Policarpo Paz Garcia, foi acusado de várias dezenas de desaparecimentos nas Honduras no início dos anos 80.
fonte:jn.