O Procurador-Geral da República são-tomense abriu um «processo crime sob forma de instrução preparatória», para «apurar a verdade material» sobre a importação de bens alimentares adquiridos com crédito brasileiro e considerados impróprios para consumo.

«No quadro desse processo, já ouvimos algumas pessoas, vamos continuar a ouvir mais e já existem materiais suficientes para abrirmos um processo-crime contra a STP Trading», disse à fonte do Ministério Publico são-tomense, acrescentando que «espera concluir o processo o mais depressa possível para o encaminhar para os tribunais».

Leite importado pela sociedade «STP Trading» está incluído entre os doze produtos alimentares adquiridos no mercado brasileiro através de uma linha de crédito de cinco milhões de dólares (3,5 milhões de euros) aberta por Brasília em Dezembro de 2007, no âmbito de um acordo com o Governo são-tomense.

Diário Digital / Lusa