O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ordenou a revisão e o alargamento das medidas de segurança no país, depois da tentativa frustrada de atentado num avião da Delta-Northwest Airlines no passado dia 25.

«Não descansaremos até acharmos todos os envolvidos no ataque. Esta é uma séria recordação dos riscos que corremos e daqueles que ameaçam a nossa casa», afirmou segunda-feira, em declaração ao país a partir de Honolulu, no Havaí, onde passa as festas de fim de ano.

«O ataque poderia ter matado quase 300 civis e tripulantes, civis inocentes que queriam celebrar as festas com seus familiares», salientou.

Diário Digital / Lusa