Pelo menos cinco pessoas morreram esta segunda-feira na sequência da passagem do tufão ‘Megi’ pelo norte da ilha de Luzón, a maior das Filipinas, segundo um novo balanço oficial.

O primeiro balanço das autoridades locais dava conta de uma vítima mortal, um pescador que morreu afogado num rio, na cidade de Tuguegarao (norte).

Dezenas de pessoas ficaram feridas em múltiplos acidentes provocados pelo tufão, nomeadamente inundações, deslizamento de terras e cortes de estradas.

Mais de três mil pessoas foram retiradas das zonas costeiras de Cagayan e Isabela e cerca de 16 voos domésticos foram suspensos.

O temporal também provocou danos na rede eléctrica nacional, deixando sem luz mais de três milhões de pessoas em seis províncias do norte do país.

O tufão, que atingiu esta segunda-feira a ilha com ventos superiores a 269 quilómetros/hora e chuvas intensas, já está a perder força, de acordo com as mesmas fontes.

Nas últimas horas, o ‘Megi’, de categoria quatro numa escala de cinco, registou ventos de 180 quilómetros/hora.

Este é o décimo tufão que atinge este ano as Filipinas. Em Julho passado, mais de 100 pessoas morreram no país durante a passagem de outra tempestade.


CM
__