O homem acusado de matar a filha e a mulher a 22 de Maio de 2010 foi, esta sexta-feira, condenado pelo Tribunal Judicial de Braga a uma pena de prisão efectiva de 23 anos, em cúmulo jurídico.

Sérgio M., de 36 anos, que já anunciou ir recorrer da pena imposta pela morte da filha, foi condenado a 18 anos por cada um dos crimes e ainda ao pagamento de 165 mil euros à família das vítimas pela perda e "sofrimento infligido".

Em tribunal, Sérgio M. afirmou que quem matou a filha de ambos terá sido a mulher.

Jornal de Notícias