Cardeal-patriarca
D. Policarpo alerta para a “rotina”

O Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, considera a rotina uma grande ameaça para a Igreja Católica. "A História gasta tudo e a Igreja, ao longo de dois mil anos, sofreu também o desgaste do tempo, cuja principal manifestação é a rotina", disse em entrevista ao jornal do Patriarcado, ‘Voz da Verdade’, frisando: "Não podemos anunciar a palavra de Deus como uma rotina".

A este propósito, o Patriarca lembrou que a actual falta de sacerdotes pode trazer problemas. "Nas necessidades actuais, e procurando responder aos desejos desta ou daquela aldeia, compreendo que os jovens sacerdotes andem a correr de um lado para o outro. Mas é uma ameaça tremenda". D. José defendeu que também na preparação para o casamento, a Igreja "caiu na rotina" e defendeu um acompanhamento dos casais após o enlace. "Nós, neste momento, casamo-los na igreja, presidimos à cerimónia e abandonamo-los", disse o Patriarca, que fechou as celebrações do seu Jubileu Sacerdotal.


C.da Manha