Anunciou o Ministério da Saúde egípcio
Egipto: Confrontos no Cairo fizeram 17 mortos

Os confrontos registados no Cairo, Egipto, entre sexta-feira e terça-feira envolvendo manifestantes que contestam os militares no poder e forças da ordem fizeram 17 mortos, anunciou o Ministério da Saúde egípcio.

O balanço foi actualizado depois de dois feridos terem morrido hoje no hospital aumentando para 17 o número de vítimas mortais, declarou à televisão e à agência oficial Mena Hicham Chiha, um responsável do Ministério da Saúde.

Há ainda 46 feridos em hospitais dependentes do Ministério e um número indeterminado em estabelecimentos das forças de segurança, indicou.

Os confrontos começaram no passado dia 16 e envolveram forças da ordem e manifestantes que acampavam desde finais de Novembro em frente à sede do governo para protestar contra a nomeação pelos militares de Kamal el-Ganzouri para o cargo de primeiro-ministro, funções que já ocupara durante o regime do presidente deposto, Hosni Mubarak.

Os manifestantes exigem o fim do poder militar, visando em particular o chefe das forças armadas e Chefe de Estado em exercício, marechal Hussein Tantaoui.

Para sexta-feira foi convocada uma nova manifestação para reclamar que os membros das forças de segurança responsáveis por actos de violência respondam na justiça.


C.da Manha