Previsto mais um aumento nos preços de gasóleo e gasolina


O preço dos principais combustíveis, que já aumentou mais de 75 por cento desde 2004, deverá voltar a subir a partir de hoje, reflectindo a cotação média dos produtos energéticos nos mercados internacionais.

O aumento destes preços deverá ser inferior ao registado no início da semana passada.

De acordo com fonte do sector, na última semana, as cotações médias da gasolina subiram 3,4 por cento e as do gasóleo 2,1 por cento, quando na semana anterior tinham aumentado 3,82 e 3,31 por cento, respectivamente.

De acordo com dados da Direcção Geral de Energia e Geologia (DGGE), relativos a sexta-feira, o preço médio do litro de gasóleo comercializado no continente é de 1,475 euros e o da gasolina é de 1,675 euros.

Estes são valores muito superiores aos que se registavam há oito anos.

Desde o início de 2004, o preço médio da gasolina sem chumbo normal já subiu 76,2 por cento; o preço médio do gasóleo rodoviário mais do que duplicou, crescendo 110,7 por cento.

Nessa altura, um litro de gasolina custava (em média) 95 cêntimos; o litro de gasóleo custava 70 cêntimos.

No mesmo período, o preço do petróleo subiu de forma abrupta. No início de 2004, o preço do barril de petróleo Brent era 32,3 dólares, segundo estatísticas do ministério da Energia dos Estados Unidos; na semana passada, o barril de Brent atingiu os 128,1 dólares.

No mesmo período, o euro apreciou-se 4 por cento face ao dólar.


Lusa/SOL