Cerca de 100 ativistas do movimento Es.Col.A da Fontinha ocuparam hoje o espaço exterior da Câmara do Porto, animando, com performances e música, milhares de pessoas reunidas nos Aliados para celebrar a Revolução dos Cravos, mas sem incidentes.

Uma bandeira negra do movimento Es.Col.A e um cartaz onde se lê "Diz-me em quem bates, dir-te-ei quem és" foram as duas lembranças que os ativistas do projeto Es.Col.A deixaram hoje ao autarca do Porto, Rui Rio.

Fonte das relações públicas da PSP do Porto adiantou à Lusa que o efetivo policial destacado para garantir hoje a segurança na manifestação do 25 de abril não registou, até ao momento, "nenhum incidente".

Um projeto sem fins lucrativos que oferece várias valências, como aulas de desenho, ioga, teatro ou guitarra e um clube de xadrez para todas as idades, o Es.Col.A - Espaço Colectivo Autogestionado do Alto da Fontinha estava instalado na antiga escola primária desde abril de 2011 e foi quinta-feira passada, dia 19, despejado do local, por ordem da Câmara Municipal do Porto.

Diário Digital com Lusa