Incidente ocorreu junto "Zé das Bifanas", uma rulote de comes e bebes popular na noite bracarense

Estudante condenado a cinco anos de prisão por matar homem

O Tribunal de Braga condenou, esta terça-feira, a cinco anos de prisão efetiva, um estudante cabo-verdiano acusado de agredir, causando-lhe a morte, um homem, de 60 anos, conhecido como "Lopinhos".
O Colectivo de Juízes entendeu não suspender a pena dada a extrema "agressividade" manifestada pelo arguido - alegadamente embriagado - ao desferir um pontapé no peito da vítima que caiu no chão e ficou a sangrar de um ouvido e da cabeça.
Considerou, ainda, que Keven Almeida, de 21 anos, se mostrou indiferente perante a sorte da vítima, quer porque se afastou do local sem dele querer saber, quer porque não se preocupou em conhecer o seu estado, quando se encontrava internado no Hospital.
O crime ocorreu na madrugada de 09 de abril de 2011 junto a uma roulote de bifanas na rotunda da Rodovia, onde o aluno da UMinho terá agredido o "Lopinhos, um toxicodependente muito conhecido em Braga.
Começando, sem motivo aparente, por lhe tirar os óculos e deu-lhe, a seguir, um violento pontapé, estatelando-o no solo e causando-lhe ferimentos graves que resultaram em morte.
No final da leitura do acórdão, o advogado de defesa Luís Russel disse ao JN que irá recorrer para a Relação de Guimarães, pedindo a suspensão da pena com o argumento de que o jovem de Cabo Verde está bem integrado socialmente, tem um filho de dois anos e frequenta, com boas notas, o curso de Comunicação Social da Universidade do Minho.
A suspensão da pena havia já sido pedida pelo Ministério Público nas alegações finais, posição que - disse - será mantida pelo Procurador no recurso.


Jornal de Notícias