Agredidos estão ligados aos protestos contra o Governo angolano
Luanda: ataque contra jovens faz três feridos




Três pessoas ficaram gravemente feridas e outras sofreram escoriações num ataque cometido na passada terça-feira à noite, em Luanda, contra uma dezena de jovens ligados aos protestos contra o Governo angolano.

Os jovens encontravam-se reunidos na casa do rapper Carbono Casimiro, em Luanda, quando, pelas 21h00, cerca de 15 homens encapuzados e armados irromperam pela residência e começaram a agredi-los, contaram à Lusa Américo Vaz e Massilon Chindombe, que estavam no local, mas conseguiram refugiar-se num quarto.

Os dois jovens responsabilizam as "milícias" favoráveis ao "regime" do Presidente José Eduardo dos Santos e garantem que os homens que os agrediram são os mesmos que já antes atacaram nas manifestações organizadas pelo grupo.

Américo Vaz afirma ter fotografias e vídeos que podem servir de prova e que serão entregues nos próximos dias, juntamente com uma queixa formal, à Procuradoria-Geral da República.


C. da Manha