Gestor da fortuna de Vítor Baía diz que tem 100 euros no banco

O economista investigado por burla a Vítor Baía possui contas bancárias que somam apenas pouco mais de 100 euros.
Negando qualquer crime, António Esteves assume-se falido. "De mim, Baía receberá zero", diz.
António Esteves garante que o hotel em Évora cujo negócio faz parte do rol de queixas de Vítor Baía é um "bom negócio" e que só a polémica pública suscitada pela queixa por burla apresentada pelo ex-futebolista lhe está a "tirar valor".
"Também me prejudica, pois tenho 10% da empresa", garante.
Ao JN, diz que o empreendimento turístico custou, com a construção, cerca de 15 milhões de euros, e esteve para ser negociado com o grupo Espírito Santo por 17,5 milhões.

Fonte: Jornal de Notícias