Resultados 1 a 2 de 2

Tópico: Ser Bombeiro

  1. #1
    Moderadora Global Avatar de Satpa
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    Portugal
    Idade
    49
    Posts
    9.379

    Windows Ser Bombeiro

    SER BOMBEIRO

    Entende-se por bombeiro(a) o profissional que presta socorro, previne e garante a segurança de pessoas e bens no que se refere a catástrofes naturais e outros acidentes, designadamente no combate a incêndios, Inundações, alagamentos, desabamentos, deslizamentos, no socorro a náufragos e na urgência Pré Hospitalar, recorrendo aos meios, procedimentos e técnicas adequadas (Portaria nº 247/2004 de 6 de Março).

    A profissão de bombeiro em Portugal, está enquadrada em termos funcionais pelo Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC), Organismo que depende do Ministério da Administração Interna. Este Serviço tem como objectivo a protecção e socorro de pessoas e bens, competindo-lhe genericamente, orientar e coordenar todas as actividades de protecção civil e socorro nomeadamente:

    • Prevenir a ocorrência de riscos colectivos resultantes de acidentes de acidentes graves, catástrofe ou calamidade;

    • Atenuar e limitar os efeitos decorrentes de tais situações;

    • Proteger, socorrer e assistir pessoas e bens em perigo;

    • Orientar, coordenar e fiscalizar as actividades exercidas pelos corpos de bombeiros.

    Para o desempenho destas missões este Serviço depende essencialmente dos bombeiros dispersos por vários tipos de corpos de bombeiros.

    Tipos de Corpos de Bombeiros Existentes em Portugal

    CORPOS DE BOMBEIROS - TIPO DE BOMBEIROS - VINCULO LABORAL

    Regimento, Batalhão e Companhia de Bombeiros Sapadores
    Totalmente Compostos por Bombeiros Profissionais
    Câmaras Municipais



    Corpo de Bombeiros Municipais
    Compostos por Bombeiros Profissionais e Voluntários
    Câmaras Municipais


    Corpo de Bombeiros Voluntários
    Compostos por Bombeiros Profissionais e Voluntários
    Associações Humanitárias


    Corpos de Bombeiros Privativos
    Totalmente Compostos por Bombeiros Profissionais
    Empresas Privadas


    A ANBP representa estes trabalhadores ou seja, aqueles que exercem a actividade de bombeiro a título profissional e ainda aqueles cujo conteúdo funcional faz parte integrante para o desempenho cabal desta profissão (telefonistas, maqueiros, motoristas, quarteleiros etc. independentemente de prestarem serviço em Organismos Públicos ou Privados.

    Com efeito, podemos salientar relativamente aos fins estatutários desta Associação, o seguinte objectivo:

    lncrementar a valorização profissional e cultural dos associados através de publicação de documentação, seminários, cursos de formação profissional e outras iniciativas, por si ou em colaboração com outros organismos.

    Um dos factores característicos desta profissão, é tratar-se de uma área tradicionalmente masculina, mas onde as mulheres têm vindo a profissionalizar-se nos últimos tempos. Esta situação é bastante significativa pois dos cerca de 40.000 bombeiros portugueses apenas 11,4% são mulheres, segundo fonte do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil.

    Relativamente ao acesso das mulheres bombeiras a postos de chefia, também segundo este Serviço, apenas 1% destas mulheres ocupa estes cargos., o que representará em todo o país menos de meia centena.

    Efectivamente, esta tem sido ao longo do tempo uma área tradicionalmente masculina. Por exemplo, nas Corporações de Bombeiros Sapadores só passou a ser possível a entrada de mulheres há escassos anos, pelo que o seu número, a nível nacional, não passará de poucas dezenas.

    No entanto, as mulheres têm vindo nas últimas décadas a incorporar-se neste sector de actividade, mas maioritariamente nas áreas do socorro à vida humana e dentro das Corporações de Bombeiros Voluntários. Ainda assim, é necessário trilhar um longo caminho no sentido de trazer a esta profissão, nomeadamente para outras áreas de actividade de Bombeiro, mais mulheres, de forma a minimizar esta assimetria.

    Por outro lado, e ao longo do país, grande parte das Corporações de Bombeiros demonstram baixos níveis de qualificações escolares e/ou profissionais nos indivíduos que aí prestam serviço, sendo mesmo em certas regiões, o exercício destas funções uma forma de colmatar a falta de emprego noutros sectores de actividade.

    Assim, os conhecimentos que os formandos venham a adquirir, hão-de ser um factor de grande importância para o futuro dos novos Bombeiros nomeadamente a nível da Sociedade do Conhecimento e da Informação.

    Aliás, bastar-nos-á acompanhar a Comunicação Social, durante a época de fogos, para podermos, sem grandes equívocos, perceber que os problemas que se colocam à Sociedade Portuguesa e aos Bombeiros são de complexidade crescente, não havendo alternativas para a respectiva solução que não sejam as que emanam do conhecimento, da organização e da comunicação, mas também as que permitam estruturar de forma profissional o sector da Protecção e Socorro.

    Neste sentido, conforme já referido, foi no ano transacto regulamentada a Profissão de Bombeiro, pela Portaria 247/2004, de 6 de Março, tendo sido a Escola Nacional de Bombeiros reconhecida para a emissão do Certificado de Aptidão Profissional (CAP), bem como para certificar os Cursos de Formação Profissional, quer de Formação Inicial, quer de formações complementares modulares.

    Com efeito, a Formação apresenta-se como um factor fundamental de melhoria profissional, bem como de enriquecimento pessoal, dotando estes quadros de ferramentas técnicas e de novos conhecimentos e aptidões, contribuindo para o seu sucesso pessoal e para o das organizações onde estão colocados.

    Este factor é de extrema importância uma vez que a actuação dos Bombeiros é bastante abrangente e o seu papel é fundamental enquanto factor de Desenvolvimento Social, nomeadamente nas seguintes áreas: Higiene e Segurança, Saúde Pública, Salvaguarda da Vida Humana, Salvaguarda do Património Ambiental, Salvaguarda do Património Histórico, Assistência Social, Desporto e Cultura e Lazer.



  2. #2
    Woman
    Data de Ingresso
    Apr 2008
    Idade
    30
    Posts
    3.079

    Padrão Bombeiros em Portugal

    Bombeiros Sapadores e Municipais

    Sapadores Bombeiros de LisboaOs Corpos de Bombeiros Sapadores e Municipais existem nos municípios mais importantes, constituindo um departamento dependente da respectiva Câmara Municipal. Enquanto que os Corpos de Bombeiros Sapadores são inteiramente constituídos por profissionais, os municipais englobam tanto profissionais como voluntários em tempo parcial.

    Actualmente existem apenas os seguintes corpos de Bombeiros Sapadores:

    Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa
    Batalhão de Sapadores Bombeiros do Porto
    Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga
    Companhia de Bombeiros Sapadores de Gaia
    Companhia de Bombeiros Sapadores de Coimbra
    Companhia de Bombeiros Sapadores de Setúbal [1]


    Bombeiros Voluntários
    Os Corpos de Bombeiros Voluntários estão espalhados por praticamente todas as sedes de município e por muitas outras povoações de Portugal, sendo responsáveis pela grande maioria das operações de socorro no país, em virtude do reduzido número de Corpos Profissionais existentes. Os Corpos de Bombeiros Voluntários dependem de associações humanitárias de âmbito local, que são financiadas através dos seus sócios, de peditórios à população, de subsídios públicos e do desenvolvimento de actividades de cariz lúdico e cultural.


    Bombeiros Militares
    O Exército, a Marinha e a Força Aérea,dispôem de Corpos de Bombeiros para combate a incêndios e operações de socorro em algumas das suas unidades. Os Bombeiros das bases da Força Aérea são chamados Operadores de Sistemas de Assistência e Socorro (OPSAS). Os Bombeiros das unidades da Marinha são chamados Especialistas de Limitação de Avarias.

    Na Guarda Nacional Republicana foi criada em 2006 uma unidade especializada em operações de combate a incêndios florestais e Protecção Civil, denominada Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro (GIPS). O GIPS funciona como uma força de bombeiros de élite cujas equipas actuam rapidamente, transportadas por helicópteros ou veículos ligeiros, em áreas ameaçadas de catástrofe, realizando uma primeira intervenção até à chegada de reforços com equipamento mais pesado.

    O BOMBEIRO PESSOA informa: E de acordo com a Lei nº 9.608/98 Art. 1º todo o Bombeiro pode agir Voluntáriamente desde que queira e tenha a inscrição do CCM da Prefeitura da sua Cidade; foi criado um Projeto humanitário de Valorização da Vida e Proteção ao Meio Ambiente que se encontra devidamente registrado sob o nº 3.364.002, que estar convocando Bombeiros Civis, Voluntarios, Comunitarios e Municipais para participarem das palestras nos Bairros das Cidades do Estado de São Paulo.o Site:wwwcbsocorristasdesaopaulo.blogspot.com - e-mail:cb.socorristas.de.saopaulo@policiaonline.zzn. com - e-mail:bombeiropessoa@policiaonline.zzn.com.


    Bombeiros Profissionais Civis
    As grandes empresas industriais, portuárias, aeroportuárias e florestais têm normalmente corpos privativos de bombeiros, vocacionados para a actuação especializada no seu ramo de actividade.




    Fonte: Wikipédia

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Já fez "Like" na nossa página do facebook?

Acompanhe todas as novidades.