A Câmara de Almeirim aprovou na reunião do executivo de segunda-feira celebrar um protocolo com a Autoridade Nacional de Protecção Civil com vista a dotar os Bombeiros Voluntários de Almeirim de uma equipa de intervenção permanente. O acordo tem um custo anual de 66 mil euros, metade dos quais serão suportados pela autarquia e o restante pela autoridade. Esta equipa que vai estar disponível para ocorrer a situações de emergência é constituída por cinco elementos, que se junta aos 17 funcionários da corporação.

A acção da equipa está direccionada para a área da emergência. Vão prestar o socorro em casos de incêndios, inundações, desabamentos, abalroamentos e em todos os acidentes ou catástrofes. Podem ser ainda utilizados no socorro a náufragos, em operações de segunda intervenção, desencarceramento ou apoio a sinistrados no âmbito da urgência pré-hospitalar. Os elementos que constituem a equipa podem também desempenhar tarefas de planeamento, formação, reconhecimento dos locais de risco e das zonas críticas, preparação física e desportos, limpeza e manutenção de equipamento, viaturas e instalações.


O Mirante