Além das Fronteiras da Ciência

"Quanto mais o homem sabe, mais
aumenta a sua ignorância"

(SÓCRATES)




Antiga foto, mostrando um militar norte-americano diante
do esquife contendo o corpo de um alienígena. Talvez se
trate do Caso Roswell.



Foto proibida, provavelmente originária da ÁREA 51.
Um feto alienígena conservado em preservativo líquido!
O rótulo alerta que o material é radioativo.



E essa outra foto, de procedência e origem ignoradas,
nos mostraria uma outra criatura alienígena capturada!



E talvez a espantosa explicação para as misteriosas imagens
estampadas no Planalto de Nazca, Peru - através de técnicas
desconhecidas e na nossa mais remota antigüidade - resida
nos chamados CROP CIRCLES, Um dos maiores enigmas com
que se defronta a ciência.......



Desenhos geométricos belíssimos como esses, surgem repentinamente nos
campos. E não existe qualquer tipo de fraude pois, assim como ocorreu em
Nazca, a COISA VEM DO ALTO! Em todas as partes do mundo esse espantoso
mistério desafia a ciência e os pesquisadores. A explicação mais lógica talvez
seja uma avançadíssima espécie de projeção feita a partir de um outro
planeta, no qual as criaturas que o habitam estejam tentando alguma forma
de comunicação conosco! E que linguagem melhor que os símbolos?



E um ponto notável das aparições desses misteriosos círculos
é Stonehenge, na Inglaterra, misterioso monumento elabora-
do há mais de 5 mil anos por uma civilização desconhecida,
o qual, acredita-se, tenha se tratado de uma "homenagem"
dos homens terrestres aos "povos do céu", com os quais
teriam mantido estreitos contactos.



Talvez o mais lindo e também o mais enigmático deles
tenha sido aquele batizado de " O Escorpião", surgido
igualmente na Inglaterra, em Devizes, 1994. Que sim-
bolizaria isso? Quem sabe uma distante e desconhe-
cida constelação?



Estranhas caveiras de cristal, encontradas na América Central,
algumas delas junto às ruinas da civilização maia. Talhadas em
únicos blocos de puríssimo cristal, através de ferramentas e
técnicas desconhecidas, além de tudo emitem curiosas vibrações
que favorecem poderes psíquicos e causam surrealistas visões
naqueles que as tocam!



O quê há de estranho nesse mural egípcio, situado em Abydos?
Nada...... A não ser alguns "hieróglifos" que a ciência não pode
interpretar (e finge não ver), pelo fato de serem desconhecidos
e não catalogados. Precisamente os que retratam algumas
máquinas voadoras, inexistentes há mais de 3000 anos!



Brincar com o desconhecido sem o necessário conhecimento
pode realmente se tornar algo muito perigoso. Tentando
utilizar, ou emular, os princípios utilizados pelos OVNI, a
Marinha dos EUA, já em 1943, realizou com o navio U.S.S.
Eldridge o chamado "Projeto Filadélfia", que consistia em
torná-lo invisível através de bombardeamento mediante a
geração de potentes campos eletromagnéticos, segundo as
teorias de Einstein e do Dr. Morris Jessup (também depois
convenientemente "suicidado" por saber demais sobre OVNI).
A coisa até deu certo, porém fugiu inteiramente ao controle.
Durante o desaparecimento da embarcação em meio a uma
névoa esverdeada, muitos dos tripulantes não retornaram ao
nosso mundo tridimensional durante a sua materialização,
ocorrida em outro local distante, algum tempo depois!
Outros, os que voltaram, passaram a ser vítimas de horríveis
fenômenos: entradas em outras dimensões, e nessa espécie
de "limbo maldito", sem espaço e sem tempo, mantinham
apavorantes contatos com estranhas criaturas semelhantes
aos humanóides que tripulam os OVNI e, pior, muitos deles
morreram em meio a um fogo infernal vindo do nada:
a combustão espontânea dos seus corpos!



Fonte: Dominios Fantasticos