Abin pede investigação para OVNIs em Itatira

Por Antônio Carlos Alves

Os moradores de Itatira estão apreensivos com estranhas aparições no céu. Alguns dizem ficar doentes

Itatira. Uma população em pânico. Esse é o cenário do município de Itatira, que fica a 216 quilômetros de Fortaleza, depois das aparições de objetos luminosos não identificados nos céus da região. Os 17.689 moradores do município estão apavorados com os relatos de pessoas que afirmam terem sidos seguidos por Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs). Nos 514 km² da cidade ninguém fala em outro assunto. Diante dos fatos, a Agência Brasileira de Inteligência Nacional (Abin) enviou documento para o delegado regional de Canindé, Francisco José Ferreira Braúna, pedindo que apurasse os fatos na região de Itatira. De imediato, o delegado designou o inspetor Dalton Júnior para acompanhar o caso na zona rural.

O clima de apreensão já tomou conta de estudantes das localidades de Cachoeira BR, Bandeira Nova e Velha, Morro Branco, Lagoa de Dentro, Linda, Pica Pau e Lagoa do Mato. Em Cachoeira, onde reside a jovem Amanda Silva Gomes, 18 — ela fotografou uma das aparições e afirmou que especialistas da Universidade de Campinas (Unicamp) entrou em contato e que, até o fim do mês, vão estar no município para falar com ela —, suas colegas Ana Patrícia do Nascimento, 16, Francisca Claudiana Silva Uchôa, 17, e Maria Katiele Martins Alves, 17, estão decididas a mudar o horário das aulas para evitar serem seguidas pelos objetos. Elas estudam à noite na Escola Eduardo Barbosa e precisam percorrer cerca de quatro quilômetros para chegar até a sala de aula.

Segundo o inspetor Dalton Júnior, o depoimento do agricultor Luís Denis Menezes é “estranho”. “O rapaz me falou que foi seguido por uma luz de cor amarelada com um calor intenso. Tentou fugir, mas a bateria de sua moto descarregou e ele correu mato adentro causando várias lesões no corpo”, disse o inspetor.

Conforme o que foi apurado, mais de 200 aparições já foram registradas em Itatira. Para se ter uma explicação sobre os fatos, de acordo com o ufólogo Agobar Peixoto, de 9 em 9 anos ou de 10 em 10 anos essas aparições se concentram em uma região cearense fazendo uma varredura no Ceará. Ele disse que o caso de Itatira será analisado. Para isso, visita o município hoje. “Considero as imagens feitas por Amanda de grande importância para estudos da Ufologia e um documento raro de ser visto”, disse o estudioso em Ufologia.

Rotas

De acordo com ele, existem duas rotas de Ovnis na região. A primeira começa na Chapada da Diamantina (MG), passa por São Raimundo Nonato (PI), Tauá, Quixeramobim, Itatira e Quixadá (CE). Já a segunda segue a rota da cidades de Canindé, Santa Quitéria, Sobral, Tianguá, todas no Estado, e Pedro II (PI). É como uma espécie de círculo.

Para aumentar o pânico, o pescador Francisco Paulo da Silva, conhecido como Pacatuba, 64, estava em um açude capturando peixes quando viu um objeto luminoso no céu. Assustado, fugiu e perdeu seus equipamentos de pesca e, por consequência disso, diz que agora vive tenso e ansioso.

Outro que afirma estar doente é Manoel Alves Barbosa, conhecido como Bena, 65. Ele conta que já viu o objeto voador por duas vezes. A primeira foi quando se deslocava do distrito de Queima da Onça para Lagoa de Dentro. A segunda vez quando foi pegar o seu jumento Pachola por volta das 19 horas. Os dois casos aconteceram há, exatos, 15 dias.

O prefeito do município, José Ferreira Matheus, e vice, Paulo Ruberto Mota Cavalcante, são cautelosos com referência ao assunto. Porém, irão entrar em contato com autoridades do Estado e ufólogos do Centro de Ufologia Brasileiro (CUB), com o intuito de esclarecerem os fatos.


Fonte: Diário do Nordeste