Resultados 1 a 1 de 1

Tópico: Entrevista de Paul Davies!

  1. #1
    Gforum Veterano Avatar de mjtc
    Data de Ingresso
    Feb 2010
    Localização
    lisboncity
    Posts
    6.957

    Padrão Entrevista de Paul Davies!

    Paul Charles William Davies nascido em Londres, no dia 22 de Abril de 1946, é um Físico, Escritor e Apresentador de origem britânica reconhecido internacionalmente. Actualmente ocupa o cargo de Professor de Filosofia Natural no Centro Australiano de Astrobiologia na Universidade de Macquaire, Sydney. Doutorado pela Universidade de Londres, trabalhou também nas universidades de Cambridge, Newcastle upon Tyne e Adelaide. Seus campos de pesquisa incluem Cosmologia, Teoria Quântica de Campos e Astrobiologia. Desde 2005, ocupa a liderança da SETI: Post-Detection Science and Technology Taskgroup da International Academy of Astronautics. O talento de Davies como divulgador científico foi reconhecido na Austrália com um Advance Australia Award e dois Eureka Prizes. No Reino Unido ganhou a Kevin Medal and Prize em 2001 pelo Instituto de Física e o Prémio Michael Faraday de 2002 pela Royal Society. Por suas contribuições às implicações mais profundas da ciência, recebeu o Prémio Templeton de 1995.

    Professor Paul Davies tem dito que é possível
    encontrar sinais de civilizações extraterrestres.

    De acordo com este especialista, uma pista para encontrar civilizações extraterrestres inteligentes poderia ser estruturas artificiais reconhecidas no espaço e ao redor de estrelas. "Existem outros tipos de assinaturas artificiais de tecnologia alienígena, pelas quais poderíamos procurar", disse o Professor Paul Davies ao canal News24. Davies é Director do SETI (Procura por Inteligência Extraterrestre), pertence ao Post-Detection Science and Technology Taskgroup of the International Academy of Astronautics e é professor na Arizona State University. Ele disse que da mesma forma que uma inteligência extraterrestre poderia dizer se existe vida na Terra, nós poderíamos identificar estruturas no espaço que revelariam a presença de extraterrestres. "Por exemplo, projectos de engenharia espacial em grande escala. Na Terra, os seres humanos têm um impacto no seu meio ambiente. A milhares de anos-luz do nosso planeta, os extraterrestres podem dizer se estamos queimando combustível fóssil, porque o aquecimento global é detectável".

    A Esfera de Dyson!

    O aquecimento global causado pelo homem é o resultado do impacto humano no planeta por somente 100 anos, e Davies sugere que uma civilização antiga poderia ter feito um impacto ainda maior no seu planeta e no sistema solar. "Imagina o impacto que uma civilização, a qual tem existido por dezenas de milhares de anos, poderia ter no seu meio ambiente planetário". disse ele. Ele citou a teoria da esfera de Dyson, que foi proposta pelo Físico Freeman Dyson em 1960. A teoria de Dyson sugere que uma civilização usaria o material planetário, ou estruturas em órbita, para cercar sua estrela mãe, a fim de capturar toda sua energia, à medida que os suprimentos de energia do seu planeta começassem a acabar. Davies disse que os astrónomos seriam capazes de detectar tais esferas, se elas existissem, mas que as tentativas actuais estão limitadas pela nossa tecnologia e pelo financiamento. Davies disse que outra forma mais fácil de procurar por inteligência extraterrestre seria a de procurar por evidências mais próximas.

    Escalas de Tempo!

    "Mas há uma outra estratégia que poderíamos adoptar. Isto é, poderíamos começar a procurar um pouco mais perto do nosso planeta; é mais fácil procurar no nosso quintal astronómico por evidência de extraterrestres. Neste jogo, tem-se que pensar não só em grandes quantidades de espaço, mas também em grandes quantidades de tempo. O universo tem 13,7 biliões de anos de idade, assim as estrelas e planetas tiveram muito tempo para ser formar e para a vida surgir, antes mesmo da Terra existir. Assim, é preciso pensar nas imensas escalas de tempo do universo", afirmou Davies. Ele sugeriu que se um ser alienígena tivesse visitado a Terra durante sua história, é provável que tenha sido durante nossa época pré-histórica, dada a idade da Terra de 4,7 biliões de anos. "É um tema favorito de ficção científica, das teorias da conspiração que pensam que estamos sendo visitados agora, mas retorno ao ponto inicial: Devemos pensar nas imensas escalas de tempo. Assim, que tipo de vestígios alienígenas poderia sobreviver 100 milhões de anos? Eu pensei em três coisas que poderíamos realmente encontrar após 100 milhões de anos". Ele disse que se pudéssemos encontrar alguma evidência que não fosse degradar após um longo período de tempo, poderíamos identificar as pistas de visitações alienígenas.

    Visitação Alienígena!

    "Um desses vestígios é o lixo nuclear. Como já é conhecido, o lixo nuclear deve durar por quase uma eternidade. Se os extraterrestres tivessem usado uma nave espacial propulsionado por energia nuclear, ou estivessem utilizando alguma tecnologia nuclear e tivessem despejado os desperdícios, poderíamos achar este lixo. Acontece que realmente existe um depósito de lixo nuclear – de dois biliões de anos – em Gabão, na África Ocidental. É uma mina de urânio e foi descoberto alguns anos. Este depósito de urânio tornou-se crítico à dois milhões de anos e ninguém está sugerindo que seja resultado de tecnologia extraterrestre, mas já deu para entender que descobrimos um local de lixo nuclear de dois biliões de anos". disse Davies. Ele também disse que uma grande actividade de mineração poderia sugerir a ocorrência de uma visita alienígena. "A segunda coisa seria qualquer tipo de actividade de mineração, especialmente em corpos celestes próximos, e até mesmo na Terra. Primeiramente poderíamos encontrar minas bem aqui na Terra, mas elas seriam mais evidentes na Lua". Na Terra, a acção climática e erosão faria a identificação destas minas muito difícil. Por exemplo, houve um debate entre os especialistas acerca de um Monumento Submarino Yonaguni, que foi descoberto na década de 1980, na costa do Japão, e duvidavam se seria ou não artificial.

    Mensagem!

    A Lua não possui atmosfera, assim a actividade de mineração deveria ser facilmente exposta. "Existe um lugar onde podemos procurar sem maiores esforços – e este lugar é na Lua. Temos neste momento um satélite chamado Lunar Reconnaissance Orbiter que actualmente está mapeando a Lua, com uma resolução de meio metro, o que é muito bom", disse Davies. Ele adicionou que se realmente alienígenas antigos visitaram a Terra, eles poderiam ter implantado uma mensagem no nosso código genético, que somente poderíamos decifrar quando nossa tecnologia fosse avançada o suficiente. Davies tem tido uma longa carreira em Física Teórica, Cosmologia e Astrobiologia, e escreveu vários livros, desde "Física da Assimetria do Tempo" (1974), e "O Silêncio Assustador". No SETI ele propõe políticas quando o contacto for feito com uma civilização extraterrestre mais avançada, e o asteróide 6870 Paul Davies foi baptizado em sua homenagem.
    Última edição por mjtc; 26-11-2012 às 20:22.

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Já fez "Like" na nossa página do facebook?

Acompanhe todas as novidades.