Doenças Hereditárias

As doenças hereditárias são transmitidas, por herança dos pais ou antepassados, ao bebé, através dos genes. As principais são a diabetes, hemofilia, obesidade, hipertensão e as alergias.

Não existe ainda uma forma de se evitar que esses males passem para os filhos, nem é regra geral que os filhos herdem todos os males de seus pais ou antepassados.

O importante é conhecer essas doenças e desde cedo habituar-se com elas, caso surjam, tomando todas as precauções para conviver com elas e mantê-las sob controle. É sabido que muitas dessas doenças apenas sejam desencadeadas a partir de determinados fatores, como infecções, problemas de cunho emocional e alimentação inadequada.

Conheça um pouco de cada uma dessas doenças

Diabetes

Caracteriza-se pela elevada taxa de açúcar no sangue, por insuficiência ou total ausência de insulina no organismo. Inexistindo esse hormônio, o organismo entra em colapso por falta de energia, surgindo os clássicos sintomas da doença, que são: Fome e sede incontroláveis, excesso de urina, sonolência, câibrase alterações visuais.

Esses sintomas evoluem rapidamente, mas se forem diagnosticados, a doença poderá ser mantida sob controle com a aplicação diária de insulina.

Hipertensão

As causas reais da doença ainda não são conhecidas pela medicina, podem ter sua origem por herança genética ou até em anomalias congênitas, como malformação das artérias, impedindo o sangue de fluir normalmente.

Uma alimentação saudável, sem excesso de sal, além de exercícios físicos constantes impedem que a criança se torne obesa, prevenindo a doença.

Obesidade

Um dos erros mais freqüentes das mães de primeira viagem é julgar que seu leite é fraco, reforçando-o com mamadeiras de farinhas, cremes e açúcar.

Quando a criança começa a comer sua papinha, doces, frituras e refrigerantes entram generosamente no seu cardápio e, caso tenha uma tendência hereditária para a obesidade, certamente será uma séria candidata a ter essa doença.

O leite materno, uma alimentação balanceada e exercícios físicos são os melhores instrumentos para o crescimento e desenvolvimento saudável, prevenindo esta e muitas outras doenças.

Em alguns casos a obesidade pode estar associada a problemas nas glândulas endócrinas, necessitando um tratamento prescrito por um endocrinologista.

Alergia

A rinite alérgica, a urticária e a asma são os tipos mais comuns de alergias, tendo sua origem na reacção do organismo à poeira da casa ou poluição em geral.

Se os pais são alérgicos, existe uma grande possibilidade de que o bebé venha a manifestar os mesmos sintomas. Como os factores que desencadeantes poderão ser diferentes, recomenda-se às mães cuidados especiais na limpeza da casa, especialmente com tapetes, cortinas, brinquedos, roupas de cama, colchão e travesseiro.

Impedir que fumem próximo do bebê ou do local onde ele dorme, evitar roupas de lã, manter os animais domésticos afastados e estimular a prática de desporto, principalmente a natação, também são medidas recomendáveis.

Além disso, manter o bebê sob observação e, a qualquer manifestação, consultar o pediatra ou um imunologista.