Laqueadura, ligadura de trompas ou laqueação de trompas consiste no método de esterilizacção feminina caracterizado pelo corte e/ou ligamento cirúrgico das trompas de falópio, que fazem o caminho dos ovários até o útero. Assim, as trompas impedem a passagem do óvulo e os espermatozóides não o encontram, não havendo fecundacção. É um procedimento seguro que pode ser feito de várias maneiras, sendo necessária internacção e anestesia geral ou regional. Existem cerca de dez técnicas para a laqueadura: pode-se colocar anéis de plástico, queimar e cortar as trompas, clipes de titânio, fazer com fio de sutura, etc. Alguns dos possíveis problemas que podem ocorrer durante o procedimento, como o médico dar um nó muito forte ou atingir as artérias quando cortar as trompas, prejudicando a circulacção do ovário e prejudicando suas funções. Segundo o ginecologista Malcolm Montgomery isso pode, em casos extremos, causar menopausa precoce..

Após a operacção, o risco de gravidez da mulher é de menos de 1%]. O uso de métodos contraceptivos torna-se obsoleto. Porém, uma laqueadura não impede a mulher de contrair DSTs.

A decisão de realizar a cirurgia deve ser tomada com ponderacção, visto que a mulher está sujeita a danos psicológicos e muitas chegam a se arrepender de tê-la feito. Segundo o médico Caio Parente Barbosa, cerca de 60% das pacientes que querem fazer reversão é porque mudaram de parceiro, os outros motivos principais são a perda dos filhos ou mudança nas condições financeiras.

A laqueadura é reversível, sendo que em torno de 70% das mulheres que a fizeram podem tentar realizar a cirurgia de reversão. Dessas, 80% poderão ter a chance de engravidar. O grau de reversibilidade depende da lesão causada na cirurgia. As laqueaduras mais fáceis de reverter são as feitas com anel plástico ou clipes de titânio.