Quando o rapaz ou a rapariga atinge a puberdade, sente de forma acentuada a necessidade de obter satisfação sexual e sente-se fortemente atraído(a) por inúmeros estímulos sexuais, de acordo com os seus gostos e preferências pessoais. A satisfação destas necessidades expressa-se através de comportamentos sexuais.

Quantas vezes ouviste os teus amigos e amigas falarem acerca das suas experiências sexuais e pensares “ mas eu nunca fiz isso” ou “nunca fiz dessa forma” ou ainda, “não me lembro de ter sentido isso”- será que sou normal?

Pelo facto de as pessoas não vivenciarem as suas experiências sexuais da mesma forma, não significa que sejam anormais, antes pelo contrário, significa apenas que não existem duas pessoas iguais e que portanto também ao nível do comportamento sexual as diferenças existem.

O que importa realmente é que permitas a ti próprio não ser exactamente igual a toda a gente e compreender que é sempre possível imaginar outras experiências sexuais.

As Práticas Sexuais

É importante que selecciones as informações e as mensagens que recebes sobre o comportamento sexual, por exemplo através de revistas, filmes ou do que ouves, principalmente através dos amigos e amigas da mesma idade, adaptando essa informação às tuas necessidades. Por outro lado, não tentes “encaixar” as tuas experiências ou dificuldades sexuais a partir de informações pouco claras e muito gerais.

Para entender o comportamento sexual individual é necessário ter em conta os processos implicados na sequência que vai desde o estímulo sexual até aos comportamentos da pessoa.

Perante o mesmo estímulo cada pessoa vai processar esse facto de forma diferente devido às suas características físicas, aos seus afectos e à maneira de pensar e de sentir, dando origem consequentemente a comportamentos sexuais diferentes.

Se reparares, o que para ti pode ser erótico, para outro colega teu não terá o mesmo significado. Também os afectos relacionais como o desejo, atracção e enamoramento, influenciam os teus comportamentos sexuais. Todos estes factores se misturam e fazem com que os comportamentos sexuais que as pessoas têm perante determinados estímulos sejam muito variados.