Calcinhas comestíveis




As calcinhas comestíveis são feitas de gelatina, bem fininha, imitando um tecido. No mercado, são encontradas em diversos sabores e modelos diferentes. É um material erótico utilizado, normalmente, para estimular a prática do sexo oral. Porém, nem todas as pessoas topam utilizar este tipo de acessório, pois a calcinha comestível é vestida pela mulher, como uma calcinha normal.
Por ser feita de gelatina, a calcinha comestível vai derretendo aos poucos, conforme o corpo da mulher vai ficando umedecido. Para as preliminares, este é o grande detalhe deste objeto. Conforme a mulher é tocada e vai ficando excitada, a calcinha se desfaz e, no sexo oral, o homem pode abusar das carícias sobre ela, fazendo-a sumir.
Alguns homens não gostam das calcinhas comestíveis, por elas estarem em contato direto com as genitais da mulher, e ter que engolir este tipo de material não é agradável a eles. Na verdade, a calcinha comestível não precisa ser propriamente devorada, basta que ela fique um pouco molhada que se desmancha, além disso, quem não gosta do sabor das calcinhas ou da situação de ter de engoli-las, pode jogar com elas rebentando as alças e fazendo sexo oral já sem elas.
Muitas mulheres têm curiosidade em utilizá-las com seus parceiros, mas nem todas se sentem à vontade para isso. Apresentar este tipo de material ao parceiro requer bastante intimidade, pois ele pode se negar a tocar na calcinha comestível e, de certa forma, broxar a relação sexual.
Em se tratando de sexo, não se pode esquecer da fantasia, e é neste ponto que a calcinha erótica mexe. Sabe-se que homens e mulheres têm um certo fetiche sobre a calcinha, existe todo um jogo pra retirá-la, o desejo de fazer sexo oral sem tirá-la e ainda, alguns homens gostam de somente colocá-la de lado um pouco na hora de fazer sexo.


A calcinha comestível entraria neste jogo como um acessório que está ali, mas desmancha, ou seja, ela não atrapalha a excitação do homem ou da mulher. E como se parece muito com uma calcinha comum, a fantasia pode rolar solta na hora do sexo oral. Ela pode ser arrancada com a boca, pode ser lambida até desaparecer, pode-se fazer sexo oral por cima dela, pode-se transar com pedaços dela ainda intactos na frente, dos lados e atrás no corpo da mulher, ou seja, inúmeras coisas podem ser pensadas e realizadas com um pequeno acessório.
Cabe lembrar que este tipo de material serve para estimular a criatividade e a prática do sexo oral, mas não quer dizer que seja necessário utilizá-la ou que precise ser comida. Neste caso, comestível é somente pra denotar que o material pode ser engolido ou entrar em contato com a boca.
Pode-se experimentar o uso da calcinha comestível, mas se um dos parceiros não se sentir à vontade com ela, não precisa ficar com vergonha ou sentir-se esquisito. Não existe regra no sexo, nada é lei. Gostar de determinado objeto erótico ou não é coisa do indivíduo, e cabe a ele poder dizer isso pra que seu relacionamento e sua sexualidade possam ser aproveitados da melhor maneira possível.


E gostar de utilizar este tipo de acessório também não é problema. O problema é impor ao outro seu uso. Mas, nada melhor do que apresentar a calcinha erótica pro parceiro ou pra parceira e ver o que pode acontecer. Surpresas sempre são bem vindas quando se trata de sexo.



Anne Griza
Sexologa