Resultados 1 a 2 de 2

Tópico: Como construir Rampas em Curva

  1. #1
    Moderadora Global Avatar de Satpa
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    Portugal
    Idade
    49
    Posts
    9.436

    Arrow Como construir Rampas em Curva

    Para acessibilidade de um deficiente em certos locais é necessário a construção de Rampas, aqui estão algumas regras a que devem obedecer.

    Rampas em Curva: inclinações

    Como é que devem ser medidas as inclinações longitudinal e transversal das rampas em curva?

    As normas referem no seu ponto 2.5.3 que “se existirem rampas em curva, o raio de curvatura não deve ser inferior a 3 m, medido no perímetro interno da rampa, e a inclinação não deve ser superior a 8%”.

    Como é sabido, a percentagem de inclinação de uma rampa deve ser medida de acordo com a seguinte fórmula:

    i = (h x 100):c

    em que (i) é a inclinação (%) e (h) a altura vencida num determinado comprimento (c), medido em planta.

    Inclinação Longitudinal

    Para calcular a inclinação longitudinal nas rampas em curva, o comprimento deve ser medido em planta sobre o perímetro interno da rampa.

    O perímetro interno da rampa é o limite da rampa mais próximo do seu centro de curvatura.

    O limite a que se faz referência é o limite utilizável da rampa, ou seja, ou limite da sua largura útil. Se, por exemplo, a rampa tiver um murete, o perímetro é medido pelo lado do murete virado para o interior da rampa.

    Como é sabido, o perímetro de uma circunferência aumenta com o seu raio. E por isso, o perímetro interno da rampa será menor que o perímetro externo (o lado oposto).

    Se ambos os lados vencem a mesma altura, então a inclinação da rampa será necessariamente maior no perímetro interno (onde se vence mesma altura num comprimento menor).

    É, por essa razão que, no caso das rampas em curva, a inclinação da rampa em curva se deve medir no seu perímetro interno e não a meio da sua largura. Se calculássemos os 8% de inclinação máxima a meio da largura, metade da rampa teria uma inclinação superior.

    Pela mesma razão, é com base nas medidas do perímetro interior que se deve definir a colocação de patins intermédios.

    Uma nota ainda a este respeito: da leitura das normas resulta claro que as inclinações de 10% e 12% admitidas em 2.5.2 não são, em nenhum caso, admitidas nas rampas em curva.

    Inclinação Transversal

    A inclinação transversal das rampas em curva deve ser medida sobre o raio de curvatura.

    Se a rampa for semicircular esta medição é relativamente simples.

    Se a rampa for desenhada com base numa outra figura geométrica regular curva, a inclinação transversal deve ser medida em pontos a definir caso a caso, sempre com base nos raios de curvatura aplicáveis em cada parte.

    Se a curvatura da rampa for irregular e não se basear, no seu todo ou em nenhuma das partes, em qualquer figura geométrica, deverão ser efectuadas tantas medições quantas as necessárias para se assegurar que o máximo de 2% é respeitado. Em diferentes pontos do perímetro interno podem ser traçadas tangentes, medindo-se a inclinação transversal sobre as linhas perpendiculares a essas tangentes.


    Uma regra simples ajuda a cumprir estas exigências: ambos os lados da rampa devem vencer a mesma altura, e em ambos os extremos a rampa deve ter um remate perpendicular, naquele ponto, ao perímetro interno (que, no caso das curvas semicirculares ou baseadas noutras figuras geométricas, corresponderá ao raio de curvatura).

    Para facilitar o trabalho a quem projecta e a quem aprecia projectos, vale a pena sugerir, desde já, que quando existam rampas em curva o projectista refira no futuro plano de acessibilidades (quando este for obrigatório) não apenas a inclinação da rampa mas também o seu desenho geométrico, indicando os centros de cada curva e os raios de curvatura segundo os quais mediu a inclinação transversal.


    Recomendação

    Deve ser posto um cuidado especial no desenho e na construção das rampas curvas.

    Este tipo de rampas levanta, logo à partida, um conjunto de dificuldades a quem as utiliza em cadeira de rodas.

    De modo a reduzir estes inconvenientes, recomenda-se que as rampas em curva possuam o maior raio de curvatura possível e a menor inclinação possível.

    Nota final

    O que aqui se diz em relação às rampas em curva também se aplica às curvas nos passeios pedonais inclinados. Uma simples observação de alguns passeios que bordejam esquinas de 90º em zonas inclinadas permite encontrar inclinações muito elevadas junto à esquina. Nestes pontos o risco de queda é agravado pela superfície derrapante da calçada.

    Agradecimentos: João Branco Pedro em
    acessibilidadeportugal

  2. #2
    Gforum Junior
    Data de Ingresso
    Sep 2008
    Idade
    6
    Posts
    96

    Padrão

    Quero dar os parabens aos moderadores e a este Forum por terem o que + nenhum Forum tem esta exelente ajuda a deficientes,eu sou paraplexico a 8 anos e vi coisas aqui fantasticas e que ajudam muito.UMA BOA CONTINUAÇAO

Tópicos Similares

  1. como construir o nosso próprio barco
    Por bombeiro2 no fórum Equipamento
    Respostas: 4
    Último Post: 21-10-2009, 18:36
  2. Cientistas da NASA descobrem como construir telescópios gigantes na Lua
    Por Satpa no fórum Instrumentos Astronómicos/Outros
    Respostas: 0
    Último Post: 09-06-2008, 15:20
  3. Estudo mundial: Curva da felicidade tem a forma de um U
    Por Grunge no fórum Notícias, Informações e Curiosidades
    Respostas: 0
    Último Post: 31-01-2008, 20:52
  4. Queres construir um K3?
    Por esbeleleu no fórum Manuais & Tools
    Respostas: 0
    Último Post: 07-12-2006, 12:17

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Já fez "Like" na nossa página do facebook?

Acompanhe todas as novidades.