Jardim gastronômico oferece propriedades medicinais
Ervas que podem ser plantadas em casa temperam e cuidam do corpo



Perfumadas e úteis, as mais de 200 mil espécies de ervas medicinais, aromáticas e condimentares podem ser plantadas em espaços de todos os tamanhos, mas requerem cuidados básicos para terem vida longa e para poderem ser bem aproveitadas.

As irmãs Sabrina e Silvia Jeha, herboristas e donas do viveiro Sabor de Fazenda, localizado na zona norte de São Paulo, ensinaram nesta sexta-feira (12), no espaço Estação Bem-Estar, no Parque Ibirapuera, como cultivar e utilizar as mais diferentes ervas. Abaixo, listamos as vedetes da horta:

Manjericão
Existem mais de 60 tipos desta planta. Aquelas com aroma de anis combatem cólicas intestinais e menstruais. Já os com aroma de cravo, principalmente a alfavaca, são muito úteis no tratamento de dores de cabeça e resfriados. Faça um chá com o manjericão e jogue pelo corpo durante o banho.

Além disso, todos são calmantes, digestivos e amenizam gastrites e espasmos musculares. Nos dias frios, experimente fazer um escalda-pés relaxante com o chá morno. Não é recomendada a secagem da erva, pois isso a faz perder o aroma. Conserve seus ramos em copos d’água e ela pode durar até duas semanas.

Quanto ao plantio, o ideal é que se corte fora as flores. Elas concentram o perfume, deixando as folhas mais insossas. Mas tudo pode ser reaproveitado. Embale as flores em gaze e jogue na água da massa quando estiver sendo cozida para perfumá-la.

Salsinha
Essa erva concentra grande quantidade de vitaminas A e C. Para conservar esta última, a planta nunca deve ser cozida. Também é diurética e útil para tratar chagas e feridas. Ela deve sempre ser podada das extremidades para dentro.

Hortelã
Essa poderosa erva acalma, refresca, traz energia, combate enjôos e problemas respiratórios, além de ser digestiva e vermífuga. Quando os galhos da planta estão compridos e a quantidade de folhas diminui é preciso fazer uma poda radical: cortar tudo a um dedo da terra e esperar que cresça novamente.

Cidreiras

Todos os tipos de cidreiras precisam ser plantados em vasos de diâmetro largo para vingarem. Elas não suportam excesso de água e necessitam de muito sol. A melissa é a cidreira mais calmante, mas todas elas têm essa propriedade.

A parte branca das ervas é muito utilizada na culinária tailandesa e as herboristas recomendam fazer uma limonada com a parte fresca da cidreira, lembrando que é preciso coar o suco porque a erva é cortante.

Tomilho
Além de muito saboroso, o tomilho é bactericida e fungicida. Na culinária, vai bem com carnes, queijos, massas e molhos. Já o tomilho limão, combina com saladas, peixes, sobremesas e sucos.



Abril.com