Resultados 1 a 16 de 16
Like Tree7Likes
  • 1 Post By tinita
  • 1 Post By tinita
  • 1 Post By tinita

Tópico: Gripes e resfriados: receitas caseiras para curar essas e outras doenças

  1. #1
    Playdiune
    Visitante

    Padrão Remédio contra a tosse

    Picamos uma grande cebola roxa e colocamos em um jarro de vidro. Adicionamos mel suficiente para cobrir a cebola completamente. Adicionamos o sumo de meio limão. Mexemos e deixamos a mistura até ao dia seguinte. De manhã, a mistura estará menos viscosa e, depois de peneirar as cebolas pequenas, aquecemos e tomamos pequenos goles quantidades do suco durante o dia para aliviar a tosse seca irritante.

  2. #2
    Moderador GForum Avatar de aiam
    Data de Ingresso
    May 2007
    Localização
    Litoral centro
    Posts
    4.601

    Padrão Remédio para tosse à base de chocolate


    Teobromina inibe o estímulo involuntário do nervo vago


    Teobromina pode ser encontrada no cacao e no chocolate.Uma equipa de investigadores britânicos afirmam que a teobromina, um componente químico presente no chocolate, poderá ser transformado em medicamento para a tosse persistente, em breve. O fármaco com este ingrediente encontrado no cacao e no chocolate está em fase final de testes. Os cientistas dizem que o medicamento poderá já estar no mercado dentro de dois anos, segundo anunciou hoje a BBC.
    A tosse é considerada persistente quando dura mais do que suas semanas e os remédios mais utilizados no combate a este tipo de tosse são opiáceos como xaropes que contêm codeína, um narcótico. No entanto, a Agência Reguladora de Remédios e Produtos Medicinais (MHRA) do país refere que o ingrediente não é aconselhável a menores de 18 anos, mas se o tratamento for com a teobromina já não tem este inconveniente.

    O mau estar pode mesmo passar de persistente a crónico quando se prolonga por mais de três ou quatro semanas e as causas podem advir da rinite, sinusite e asma brônquica.

    O composto não tem sabor e, por isso, o remédio poderá ser ingerido por quem não gosta de chocolate. Acredita-se que a teobromina inibe o estímulo involuntário do nervo vago, uma das principais causas da tosse persistente.

    A droga, chamada de BC1036, está a ser desenvolvida pela empresa britânica privada SEEK.

    ciênciahoje
    ___________
    O Desporto não dá mais anos à vida, mas dá mais vida aos anos. Por isso pratique-o regularmente.

  3. #3
    Administrador Avatar de edu_fmc
    Data de Ingresso
    Feb 2008
    Idade
    30
    Posts
    21.004

    Arrow Gripes e resfriados: receitas caseiras para curar essas e outras doenças


    Confira métodos caseiros para acabar
    com gripes e resfriados
    Foto: Thinkstock


    Esta época do ano, mesmo nas regiões onde o inverno não é rigoroso, aumenta bastante a ocorrência de gripes e resfriados. Cuidar da saúde da família vira uma tarefa bem complicada porque quando um sara o outro fica doente, e esse revezamento pode durar até a entrada da primavera, em setembro. Mas não precisa ser assim.

    A nutricionista e fitoterapeuta Vanderlí Marchiori, de São Paulo, indica alimentos que tratam e previnem esses males. Mas atenção: eles não dispensam a vacina contra a gripe H1N1. Se você perdeu a vacinação gratuita, deve procurar os hospitais ou as clínicas particulares - o que não dá é ficar sem proteção!


    Maçã com mel

    Quem está com a garganta inflamada deve evitar consumir líquidos gelados ou muito quentes, pois as temperaturas extremas causam irritação instantânea e pioram o incômodo. Para aliviar a dor, fatie uma maçã, cubra com mel e deixe descansando por três minutos. A fruta reduz a inflamação local enquanto o mel tem ação lubrificante e calmante. Coma cerca de duas unidades por dia.


    Água de coco e gengibre

    Às vezes, a dor de cabeça que surge com a gripe é provocada por alguns alimentos. Queijos, carne vermelha, gordura, fritura, leite, vinho e bebidas à base de cola podem ser considerados gatilhos para esse mal, pois têm corantes e desencadeiam reações alérgicas. Uma maneira de aliviar o problema é beber um copo de água de coco com uma colher (chá) de gengibre em pó quando a dor começar. A mesma receita previne o incômodo, basta tomar três vezes por semana. O gengibre inibe a formação de substâncias produzidas pelo organismo que causam peso na cabeça.


    Purê de frutas

    Depois que o resfriado vai embora, geralmente chega a tosse (isso se ela já não tiver aparecido antes). É possível diminuir o desconforto na garganta consumindo três vezes por dia um purê de frutas: amasse e misture manga, abacaxi, maçã, caqui e banana e adoce com mel. Também é importante beber pelo menos 2 litros de líquido por dia. Pode ser água pura ou chá feito com cascas de frutas, como maçã e abacaxi. Deve-se evitar a ingestão de pimenta, açúcar, fritura e álcool, de efeito irritante.


    Xarope para a família inteira

    Esse preparado caseiro é gostoso, barato e não tem contraindicações para adultos e crianças a partir de 2 anos. É expectorante, por isso alivia a coriza e a tosse.


    Ingredientes
    • 1 xícara (chá) de mel
    • 1 xícara (chá) de talos de agrião
    • 1 xícara (chá) de abacaxi picado
    • 1/2 xícara (chá) de gengibre ralado
    • 1/4 de xícara (chá) de água

    Preparo
    Ferva todos os ingredientes durante 10 minutos. Em seguida, triture o que ainda ficou sólido e coe, se necessário. Tome 1 colher (sopa) a cada 6 horas, durante, no mínimo, uma semana.


    Fonte: mdemulher.abril.com.br



  4. #4
    Super-Moderadora Avatar de tinita
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Localização
    Frente ao pc
    Posts
    4.171

    Padrão



    4 receitas caseiras contra sintomas de gripes e resfriados








    No frio, gripes e resfriados não hesitam em aparecer. Confira então 4 receitas caseiras para acabar com os seus sintomas



    Segundo o fitoterapeuta André Resende, autor do livro "O Poder das Ervas" (ed. Ibrasa), algumas receitas naturais são tiro e quada contra os sintomas da gripe e resfriado.

    Confira abaixo algumas sugestões:

    Febre e dor

    Ingredientes

    · 1 col. (sopa) de folhas de sabugueiro
    · 1 col. (sopa) de folhas de eucalipto
    · 1 col. (sopa) de folhas frescas de hortelã
    · 1 col. (sopa) de anis-estrelado
    · 1 col. (sopa) de folhas frescas de alecrim
    · 1 col. (sopa) de alfavaca
    · 1 litro de água
    · Mel para adoçar

    Modo de preparo

    Com um pilão, macere as folhas de sabugueiro, eucalipto e hortelã junto com o anis-estrelado, o alecrim e a alfavaca. Reserve. Ferva a água, acrescente as ervas maceradas e deixe ferver por mais três minutos. Coe e adoce com mel. Beba uma xícara a cada três horas.

    Imunidade baixa

    Ingredientes

    · 1 fatia de abacaxi
    · 1 col. (sopa) de polpa de acerola
    · 1 kiwi picado
    · 3 folhas frescas de hortelã
    · Suco de 2 laranjas
    · Mel para adoçar

    Modo de preparo

    Bata tudo e beba.

    Dor e mal-estar

    Ingredientes

    · 1 copo (americano) de suco de laranja
    · 2 rodelas de gengibre
    · 2 rodelas de nabo
    · 1 pedaço de canela em pau
    · 5 cravos da Índia
    · 3 folhas frescas de hortelã
    · Mel para adoçar

    Modo de preparo

    Ferva os ingredientes por três minutos. Coe, adoce e beba à noite.

    Coriza e nariz entupido

    Ingredientes

    · 2 copos de água
    · 1 limão com casca cortado ao meio
    · 1 pedaço de canela em pau
    · 2 rodelas de gengibre
    · 1 punhado de folhas de eucalipto
    · 1 punhado de folhas frescas de hortelã
    · Mel para adoçar

    Modo de preparo

    Aqueça a água, acrescente todos os ingredientes, menos o mel, e deixe ferver por cerca de três minutos. Coe, adoce com o mel e tome uma xícara a cada duas horas ou até desaparecerem os sintomas da gripe ou do resfriado.




    mdemulher
    xi-coração da Ernestina


    (SOU SEMPRE A QUE SOU MAS VOU SER SEMPRE A QUE LEVA A MAIS VALIA DE TER UM AMIGO ENTRE O CORPO E A ALMA)

  5. #5
    Super-Moderadora Avatar de tinita
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Localização
    Frente ao pc
    Posts
    4.171

    Padrão



    Além de aliviar o mal-estar, os xaropes caseiros custam baratinho e não agridem o organismo. Aprenda a prepará-los!




    Azia

    Ingredientes
    - 2 col. (sopa) de folhas e sementes frescas de erva-doce
    - 2 col. (sopa) de hortelã fresca
    - ½ xíc. (chá) de mel

    Modo de preparo
    Amasse as ervas com o cabo de uma colher, até formar uma pasta. Junte o mel, misture e deixe descansar na geladeira por seis horas. Coe e tome uma colher de sopa, três vezes ao dia.

    Bronquite

    Ingredientes
    - 1 xíc. (chá) de mel
    - 1 abacaxi cortado em rodelas
    - 3 beterrabas descascadas e picadas
    - 1 coração de bananeira
    - 4 col. (sopa) de açúcar mascavo

    Modo de preparo
    Coloque o mel em uma vasilha e encaixe uma peneira. Disponha o abacaxi, a beterraba e o coração de bananeira em camadas na peneira e despeje o açúcar. Deixe escorrer por 12 horas. Junte o melado que se formou e ferva em fogo médio, durante 20 minutos. Tome uma colher de sopa a cada oito horas.

    Dor de garganta

    Ingredientes
    - 3 col. (sopa) de flor de laranjeira
    - 3 dentes de alho
    - 1 limão com casca cortado em quatro partes
    - 1 xíc. (chá) de mel de eucalipto

    Modo de preparo
    Coloque os dentes de alho, o limão cortado e as flores de laranjeira em uma vasilha e macere. Despeje o mel, tampe e deixe descansar. Após 12 horas, esprema bem e coe. Tome duas colheres de sopa ao dia.

    Prisão de ventre

    Ingredientes
    - 5 ameixas secas
    - ½ xíc. (chá) de água
    - 3 col. (chá) de mel

    Modo de preparo
    Deixe as ameixas de molho na água, durante três horas. Em seguida, retire os caroços e amasse-as com um garfo. Devolva as ameixas à água, acrescente o mel e misture bem. Tome três colheres de sopa ao dia.


    Cólica


    Ingredientes
    - 1 xíc. (chá) de água
    - 1 col. (sopa) de alecrim fresco
    - 1 col. (sopa) de folhas e flores secas de camomila
    - ½ xíc. (chá) de mel

    Modo de preparo
    Ferva a água, o alecrim e as folhas e flores secas de camomila, por 10 minutos. Espere amornar, coe e junte o mel. Esquente novamente, mexendo sempre. Tome duas colheres de sopa ao dia.

    Anemia

    Ingredientes
    - 2 beterrabas (das grandes!) raladas
    - 1 xíc. (chá) de rapadura
    - ½ xíc. (chá) de água

    Modo de preparo
    Em uma panela, de preferência de ferro, ferva os ingredientes durante 15 minutos, mexendo sempre. O fogo deve ser baixo. Espere esfriar e coe. Tome uma colher de sopa, três vezes ao dia.

    Má digestão

    Ingredientes
    - 1 col. (sopa) de manjerona fresca
    - ½ xíc. (chá) de mel

    Modo de preparo
    Macere as folhas de manjerona e despeje o mel. Deixe a mistura descansar por seis horas. Coe e tome uma colher de sopa após o almoço e outra logo depois do jantar.

    Gripe

    Ingredientes
    - ½ maçã sem casca e sem sementes
    - ½ cenoura picada
    - Suco de 2 limões
    - ½ copo (100 ml) de água
    - 3 col. (sopa) de mel

    Modo de preparo
    Bata no liquidificador com água a maçã, a cenoura, o suco de limão e o mel. Tome de três a quatro colheres de sopa por dia.

    Inchaço

    Ingredientes
    - 1 cenoura ralada
    - ½ xíc. (chá) de água
    - ½ xíc. (chá) de mel

    Modo de preparo
    Bata a cenoura e a água no liquidificador. Acrescente o mel. Tome três colheres de sopa, três vezes ao dia.

    Nervosismo

    Ingredientes
    - Polpa de 1 maracujá
    - ½ copo (100 ml) de água
    - ½ xíc. (chá) de mel

    Modo de preparo
    Bata a polpa de maracujá e a água no liquidificador. Coe e leve a mistura ao fogo, em banho-maria. Acrescente o mel aos poucos. Deixe ferver durante cinco minutos. Tome três colheres de sopa ao dia.

    Recomendações


    Consulte antes um especialista
    Apesar de os remédios caseiros trazerem vários benefícios para o organismo, vale a pena pedir a avaliação de um profissional sobre o melhor tratamento para você.

    Armazene o xarope adequadamente
    Coloque-o em um vidro, deixe em temperatura ambiente até esfriar, tampe e guarde na geladeira ou em local arejado - quando bem acondicionado, ele dura até seis meses.

    Dê meia dose para as crianças
    Por serem menores, os pequenos devem consumir apenas metade da quantidade indicada nas receitas. A dica também serve para os idosos, mais sensíveis ao tratamento.

    Se você for diabética, prefira um chazinho
    Como os xaropes naturais têm mel e açúcar na composição, é melhor buscar a solução para o seu problema nos chás que não necessitem adoçar.



    mdemulher
    xi-coração da Ernestina


    (SOU SEMPRE A QUE SOU MAS VOU SER SEMPRE A QUE LEVA A MAIS VALIA DE TER UM AMIGO ENTRE O CORPO E A ALMA)

  6. #6
    GForum Vip Avatar de newpine
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Idade
    68
    Posts
    1.627

    Padrão

    Tem de facto muitos remédios baratinhos para ocasiões dificeis do nosso corpo.

    Algumas plantas , não conheço nem ouvi " falar ".

    Receio bem que ao experimentar vá fazer "bagunça ".

    Não queria misturar "alhos com bugalhos ", mas alguns , para além de serem curiosos e simples , vão ficar na memória .

    Dão jeito sim, senhora . (senhora, para a feitora do tópico ).

  7. #7
    Super-Moderadora Avatar de tinita
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Localização
    Frente ao pc
    Posts
    4.171

    Padrão



    Remédio caseiro para dor de ouvido




    Um ótimo remédio caseiro para acabar com a dor de ouvido é colocar um pedacinho de algodão molhado com azeite no ouvido.


    Aqueça levemente num pequeno recipiente uma colher de sopa de azeite ou de óleo de amêndoas, coloque umas gotas em um pedaço de algodão e ainda com a temperatura morna coloque sobre o ouvido de forma que fique tapado, mas sem pressionar.


    A temperatura morna diminui a dor e o óleo irá lubrificar a pele do canal auditivo possivelmente inflamada.
    O óleo de amêndoas pode ser usado embebido em um pedaço de algodão para tamponar o ouvido, assim como em substituição o azeite de oliva.


    Causas e tratamento para dor de ouvido

    A dor de ouvido pode ser causada por entrar água no ouvido ou como uma complicação após uma gripe ou resfriado, onde a secreção acumula-se no ouvido interno, por exemplo.


    Se desconfia-se que a causa da dor de ouvido seja a presença de água dentro do pavilhão auricular, o que pode fazer é virar o pescoço de lado, para o lado e que o ouvido dói e dar alguns pulinhos num pé só, com a cabeça ainda pendida de lado. Dessa forma é provável que a água saia e a dor de ouvido seja curada.


    Mas se a dor de ouvido tiver qualquer outra causa, o remédio caseiro acima citado pode ser útil. Mas se os sintomas da dor de ouvido persistirem ou agravarem-se recomenda-se uma consulta com um otorrinolaringologista.



    tuasaude
    xi-coração da Ernestina


    (SOU SEMPRE A QUE SOU MAS VOU SER SEMPRE A QUE LEVA A MAIS VALIA DE TER UM AMIGO ENTRE O CORPO E A ALMA)

  8. #8
    Super-Moderadora Avatar de tinita
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Localização
    Frente ao pc
    Posts
    4.171

    Padrão



    Chá para dor de garganta




    As dores de garganta são causadas por vários tipos de inflamação ou infecção.



    • Faringite: inflamação da faringe, que fica ao final da boca. Esse tipo de inflamação pode ser causada por vírus ou bactérias, além do refluxo e da sinusite. A doenças pode ser identificada pela vermelhidão da faringe ou formação de placas de pus, no caso de infecção bacteriana;



    • Laringite: inflamação da laringe, que fica localizada na parte mais baixa do pescoço. A doença pode ser confundida com a faringite, mas por ser mais profunda, só pode ser identificada com a ajuda de aparelhos específicos. Os sintomas da laringite são dor na laringe, rouquidão e tosse;



    • Amidalite: inflamação das amígdalas, tecido semelhante a um sino que fica no final da garganta. O problema também é causado por vírus ou bactéria e se confunde com outras doenças, como a gripe. Se os sintomas forem vermelhidão nas amígdalas, a doenças foi causada por vírus, mas se houver placas de pus, é de origem bacteriana.


    As dores de garganta costumam ser acompanhadas de outros sintomas, como febre, mal-estar e dificuldade para engolir. Em casos de infecções bacterianas, é necessário o tratamento com um antibiótico para acabar com os invasores. No entanto, algumas ervas naturais ajudam a reduzir os sintomas da dor de garganta. Por isso, hoje ensinaremos a preparar o chá de folha de abacateiro e tanchagem.



    Você vai precisar de:



    • 2 folhas de abacateiro
    • 2 folhas de tanchagem
    • 1 copo de água

    Modo de Preparo:


    Ferva a água e depois acrescente as folhas de tanchagem. Deixe ferver por 2 minutos e coe. Em seguida, acrescente as folhas de abacateiro e leve ao fogo para ferver novamente por 2 minutos. Espere esfriar e coe mais uma vez.


    Posologia


    Ao invés de tomar, faça uma gargarejo com este chá 3 vezes ao dia.



    natural.enternauta




    xi-coração da Ernestina


    (SOU SEMPRE A QUE SOU MAS VOU SER SEMPRE A QUE LEVA A MAIS VALIA DE TER UM AMIGO ENTRE O CORPO E A ALMA)

  9. #9
    Super-Moderadora Avatar de tinita
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Localização
    Frente ao pc
    Posts
    4.171

    Padrão Chás antivírus





    Chás antivírus



    A postos para o inverno








    Prepare-se para receber o inverno mais forte, reforçando as defesas do organismo para lutar contra gripes e constipações.



    Própolis

    Goma-resina utilizada pelas abelhas para revestir as colmeias e que resulta do trabalho das glândulas salivares sobre substâncias recolhidas na Natureza. Contém flavonoides com ação regeneradora dos tecidos, antioxidante e reguladora do sistema imunitário. É um antibiótico natural, por excelência.





    Chá de própolis


    Leve ao lume 3 dl de água com a casca de 1 limão (só o vidrado). Quando começar a ferver junte 1 colher, de sobremesa, de própolis e deixe ferver mais um minuto. Retire do lume, deixe repousar durante cinco minutos, filtre e sirva.

    Ginseng

    A denominação de “ginseng” refere-se à raiz ou rizoma de panax ginseng, uma planta perene de flores brancas e bagas vermelhas, mais conhecida por “ginseng coreano”. Estudos científicos indicam que aumenta a resistência às doenças, à fadiga e ao stress. Tem também uma atividade antiviral, antioxidante e tonificante cardíaco.





    Chá de raiz de ginseng

    Rale a raiz de ginseng até obter 2 a 3 colheres, de sopa. Deite-o em 1 l de água fria, leve ao lume e deixe ferver durante sete minutos em lume brando. Retire do lume, deixe repousar durante alguns minutos e filtre. Tome 3 ou 4 chávenas por dia, fora das refeições.

    Unha de gato

    Existem duas espécies desta trepadeira, mas a que se usa a nível medicinal é a Uncaria tomentosa. Esta planta encontra-se nas margens dos rios e zonas húmidas da região amazónica e outras regiões da América Central e do Sul. Na Europa, utiliza-se desde 1990 como tratamento auxiliar do cancro e Sida, assim como para outras doenças que afetam o sistema imunitário.





    Chá de unha de gato

    Junte 3 colheres, de sopa, de chá de unha de gato ralada, leve ao lume e deixe ferver durante três a cinco minutos. Retire do lume e deixe em infusão durante uma hora. Passado esse tempo, coe o chá. Beba antes das principais refeições e de deitar.

    Tomilho


    O chá de tomilho é recomendado para as infecções em geral, incluindo constipações, gripe, bronquite, dores de ouvidos e sinusite. Também lhe são atribuídos efeitos positivos sobre o mal-estar causado por dificuldades de digestão sobre a falta de ânimo.





    Chá de tomilho

    Adicione 2 colheres, de sopa, de tomilho seco a 1 litro de água, leve ao lume e deixe ferver durante um minuto. Desligue o lume, deixe o chá repousar alguns minutos e coe. Beba uma chávena após as principais refeições.

    Equinácea

    A raiz é a parte mais utilizada desta planta. Da sua composição distinguem-se polissacáridos, flavonoides e óleos essenciais, que lhe conferem capacidades antivirais e estimulantes do sistema imunitário. O seu extrato é indicado na prevenção e tratamento complementar de infecções respiratórias, gripes e constipações. É também anti-inflamatória.






    Chá de equinácea

    Coloque 3 colheres, de sopa, de raiz de equinácea em 1 litro de água fria, leve ao lume e deixe ferver durante dois minutos. Retire do lume e deixe repousar durante alguns minutos. Coe e beba uma chávena após as principais refeições.




    impala
    xi-coração da Ernestina


    (SOU SEMPRE A QUE SOU MAS VOU SER SEMPRE A QUE LEVA A MAIS VALIA DE TER UM AMIGO ENTRE O CORPO E A ALMA)

  10. #10
    Moderadora Global Avatar de Satpa
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Localização
    Portugal
    Idade
    49
    Posts
    9.396

    Arrow Gripe: perguntas e respostas


    Saiba o que é a gripe e como pode ser tratada.

    O que é a gripe?

    É uma doença aguda viral que afeta predominantemente as vias respiratórias.

    Como se transmite a gripe?

    O vírus é transmitido através de partículas de saliva de uma pessoa infetada, expelidas sobretudo através da tosse ou de espirros, mas também por contato direto, por exemplo, através das mãos.

    Qual é o período de incubação?

    O período de incubação (tempo que decorre entre o momento em que uma pessoa é infetada e o aparecimento dos primeiros sintomas) é, geralmente, de 2 dias, mas pode variar entre 1 e 5 dias.

    Qual é o período em que uma pessoa infetada pode contagiar outras?

    O período de contágio começa 1 a 2 dias antes do início dos sintomas e vai até 7 dias depois. Nas crianças pode ser maior.

    Quais os sintomas/sinais da gripe?

    No adulto, a gripe manifesta-se por início súbito de mal-estar, febre alta, dores musculares e articulares, dores de cabeça e tosse seca. Pode também ocorrer inflamação dos olhos.

    Nas crianças, os sintomas dependem da idade. Nos bebés, a febre e prostração são as manifestações mais comuns. Os sintomas gastrintestinais (náuseas, vómitos, diarreias) e respiratórios (laringite, bronquiolite) são frequentes. A otite média pode ser uma complicação no grupo etário até aos 3 anos. Na criança maior os sintomas são semelhantes aos dos adultos.

    A gripe e a constipação são a mesma doença?

    Não. Os vírus que as causam são diferentes e, ao contrário da gripe, os sintomas/sinais da constipação são limitados às vias respiratórias superiores: nariz entupido, espirros, olhos húmidos, irritação da garganta e dor de cabeça. Raramente ocorre febre alta ou dores no corpo. Os sintomas e sinais da constipação surgem de forma gradual.

    Como se diagnostica gripe?

    O diagnóstico é essencialmente clínico, através da identificação dos sintomas e sinais.

    Qual a gravidade da gripe?

    A gripe é, habitualmente, uma doença de curta duração (até 3 ou 4 dias), com sintomas de intensidade ligeira ou moderada, evolução benigna e recuperação completa em 1 ou 2 semanas.

    Nas pessoas idosas e nos doentes crónicos, a recuperação pode ser mais longa e o risco de complicações é também maior, nomeadamente, pneumonia e/ou descompensação da doença de base (asma, diabetes, doença cardíaca, pulmonar ou renal).

    Como se evita a gripe?

    A gripe pode ser evitada através da vacinação anual. Por sua vez, recomenda-se evitar o contacto com pessoas com a doença e lavar frequentemente as mãos para ajudar a diminuir a probabilidade de contágio.

    Quem deve ser vacinado contra a gripe?

    Devem ser vacinadas as pessoas que têm maior risco de sofrer complicações depois da gripe:

    Pessoas com 65 ou mais anos de idade, principalmente se residirem em instituições.
    As pessoas com mais de 6 meses de idade que sofram de:
    Doenças crónicas dos pulmões, do coração, dos rins ou do fígado.
    Diabetes em tratamento (comprimidos ou insulina).
    Outras doenças que diminuam a resistência a infeções.

    Quem não deve ser vacinado contra a gripe?

    As pessoas com alergia grave ao ovo ou que tenham tido uma reação alérgica grave a uma dose anterior de vacina contra a gripe.

    A vacina contra a gripe funciona?

    Sim. A vacina reduz muito o risco de contrair a infeção e se a pessoa vacinada for infetada terá uma doença mais ligeira.

    Quando deve ser feita a vacinação?

    Como, em Portugal, o pico da atividade gripal tem ocorrido entre dezembro e Fevereiro, a vacinação deve ser feita preferencialmente em outubro/novembro, podendo, no entanto, decorrer durante todo o outono ou inverno.

    Onde se compra a vacina?

    A vacina compra-se nas farmácias e, com receita médica, é comparticipada.

    Como se deve guardar a vacina?

    Depois de comprada, a vacina deve ser administrada logo que possível. Até levar ao serviço de saúde para ser administrada, a vacina deve ser conservada dentro da embalagem, no frigorífico, entre 2º e 8º C (nas prateleiras do meio do frigorífico e não na porta).

    Se estiver com gripe, o que fazer?

    Cuide-se:

    Fique em casa, em repouso.
    Não se agasalhe demasiado.
    Meça a temperatura ao longo do dia.
    Se tiver febre pode tomar paracetamol (mesmo as crianças). Não dê ácido acetilsalicilico às crianças.
    Se está grávida ou amamenta não tome medicamentos sem falar com o seu médico.
    Utilize o soro fisiológico para a obstrução nasal.
    Não tome antibióticos sem recomendação médica. Não atuam nas infeções virais, não melhoram os sintomas, nem aceleram a cura.
    Beba muitos líquidos: água e sumos de fruta.
    Se viver sozinho, especialmente se for idoso, deve pedir a alguém que lhe telefone regularmente para saber como está.

    Evite transmitir a gripe:

    Reduza, na medida do possível, o contacto com outras pessoas.
    Lave frequentemente as mãos com água e sabão. Caso não seja possível utilize toalhetes.
    Use lenços de papel de utilização única (deite nos sanitários ou no lixo comum).
    Ao espirrar ou tossir, proteja a boca com um lenço de papel ou com o antebraço. Não utilize as mãos.


    Fonte Portal da Saúde

  11. #11
    Super-Moderadora Avatar de tinita
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Localização
    Frente ao pc
    Posts
    4.171

    Padrão Por que o gargarejo com água morna e sal alivia a dor de garganta?





    Por que o gargarejo com água morna e sal alivia a dor de garganta?




    Essa mistura tem temperatura e composição química muito parecidas com as do nosso próprio organismo. Quando a água morna entra em contato com a mucosa ferida, seu calor faz com que haja uma dilatação dos vasos sangüíneos do local.

    Esse aumento da circulação auxilia um número maior de glóbulos brancos a passar do sangue para o tecido afetado, diminuindo a inflamação.

    Por esse motivo, só a água morna pura já bastaria para aliviar. Já o sal, muitos acreditam que sirva para limpar o local - mas não é bem assim. "Ele não limpa a boca. O que acontece é que temos aproximadamente 0,9% de sódio no sangue.

    Portanto, ao adicionarmos sal à água, fazemos com que sua composição fique parecida com a do líquido que temos no corpo, o que torna a mistura muito menos agressiva do que a água pura, aumentando sua eficácia na remoção do muco que se forma na garganta", afirma o otorrinolaringologista Celso Becker, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).


    mundoestranho
    xi-coração da Ernestina


    (SOU SEMPRE A QUE SOU MAS VOU SER SEMPRE A QUE LEVA A MAIS VALIA DE TER UM AMIGO ENTRE O CORPO E A ALMA)

  12. #12
    Super-Moderadora Avatar de tinita
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Localização
    Frente ao pc
    Posts
    4.171

    Padrão Receita Caseira Contra Tosse – Passo a Passo




    Receita Caseira Contra Tosse – Passo a Passo



    As pessoas não ficam gripadas porque querem, mas ficam porque o sistema imunológico não conseguiu combater o mal, e a doença acaba se manifestando pelo corpo, te deixando com aqueles sintomas de dor, febre e etc.

    Mas não só a dor é incomoda como também a tosse. Ninguém suporta aquele barulho de tosse, atormentando o juízo que todo mundo que está ao redor de quem está com esse problema.

    Para você que não pode ver o tempo mudar, que a garganta já começa a coçar, e aqueles movimentos de tosse já começam a aparecer, existe receitas caseiras que são excelentes para o combate da tosse trazendo alívio não só para você, mas como para todos a sua volta.

    Veja e siga passo-a-passo.

    Você precisa de:

    2 Colheres de mel 1 copo (350ml) de suco natural de Laranja 3 folhas de hortelã

    Preparo: Você coloca as duas colheres de mel em uma panela, depois de esquentar o mel acrescente o suco de laranja e deixe em fogo médio até engrossar, ao final, coloque as três folhas de hortelã e está pronto um xarope que trará efeito rápido, trazendo conforto.



    sabetudo
    xi-coração da Ernestina


    (SOU SEMPRE A QUE SOU MAS VOU SER SEMPRE A QUE LEVA A MAIS VALIA DE TER UM AMIGO ENTRE O CORPO E A ALMA)

  13. #13
    Super-Moderadora Avatar de tinita
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Localização
    Frente ao pc
    Posts
    4.171

    Padrão Como combater os resfriados






    Como combater os resfriados



    Dor de cabeça, nariz entupido, tosse, febre, olhos coçando, dor de garganta, dores musculares. Se você é como a maioria das pessoas, conhece muito bem os sintomas dos resfriados comuns. Apesar dos americanos gastarem bilhões de dólares por ano com consultas e remédios para resfriados (tudo, desde lenços de papel e vitamina C, até descongestionantes vendidos sem receita e chás de ervas), não existe cura para o resfriado comum. Felizmente, existem modos de você se recuperar mais facilmente.

    Neste artigo nós discutiremos todos os aspectos do resfriado, incluindo
    técnicas de autocuidado, quando você deve consultar um médico e como evitar transmitir seu resfriado para os inocentes que estão ao seu redor. Para começar, nós discutiremos sobre as origens e causas do resfriado comum.

    Um resfriado é uma infecção respiratória superior causada por qualquer uma das centenas de vírus diferentes que existem. Infelizmente os cientistas ainda não descobriram como derrotar estes vírus. O corpo deve confiar nas suas próprias defesas pessoais.

    Durante um resfriado, as partículas do vírus penetram a camada da mucosa do nariz e da garganta e se ligam às células. Os vírus fazem buracos nas membranas celulares permitindo que o material genético viral entre nas células. Dentro de um curto espaço de tempo, o vírus assume e força as células a produzirem centenas de novas partículas de vírus.

    Em resposta a esta invasão viral, o corpo libera suas defesas: o nariz e a garganta liberam elementos químicos que acionam o sistema imunológico, as células danificadas produzem elementos químicos chamados de prostaglandinas, que acionam a inflamação e atraem os leucócitos que combatem a infecção; os pequenos vasos sangüíneos se esticam, abrindo espaço para permitir a passagem do fluído do sangue (plasma) e leucócitos especializados para entrar na área infectada; a temperatura corporal aumenta, melhorando a resposta imunológica e a histamina é liberada, aumentando a produção de muco nasal num esforço para aprisionar as partículas virais e removê-las do corpo.

    Na batalha contra o vírus do resfriado, o corpo contra-ataca com sua artilharia pesada: leucócitos especializados chamados de monócitos e linfócitos; o interferon, geralmente chamado de "medicamento antiviral próprio do corpo" e 20 ou mais proteínas que circulam no plasma sangüíneo e revestem os vírus e células infectadas, tornando mais fácil os leucócitos identificá-los e destruí-los.

    Os sintomas que você experimenta como um resfriado são geralmente as respostas imunológicas naturais do corpo. Na verdade, no momento em que você estiver se sentindo resfriado, provavelmente já está infectado há um dia e meio. Uma vez infectado, você pode tentar amenizar algumas das dores. Na próxima seção você revisará algumas dicas para aliviar os sintomas do resfriado.

    Como enfrentar um resfriado

    Muitas pessoas acreditam no velho ditado, "Não faça nada e seu resfriado durará sete dias. Faça tudo e ele durará uma semana". Na verdade, não é incomum que um resfriado dure algumas semanas. E basicamente, isto é verdade. Mas seguir estas técnicas simples podem ajudar você a se sentir mais confortável e ajudar seu corpo a se curar o mais rápido possível.

    Tome muito líquido - os líquidos podem ajudar a afinar o muco, deixando que corra livremente e ajudando o corpo a expelir as partículas dos vírus que estão presas nele. A água e outros líquidos também combatem a desidratação. Então beba pelo menos 250ml de líquido a cada duas horas.




    Os líquidos ajudam a dissolver o muco
    deixando que ele flua livremente e ajudando
    o corpo a expeli-lo




    Faça uma canja de galinha - um dos líquidos quentes mais benéficos que você pode consumir quando tem resfriado é a canja de galinha. Foi receitado pela primeira vez para o resfriado comum pelo rabino/médico Moses Maimonides, no Egito do século XII, e se tornou o principal remédio folclórico desde então. Em 1978, o Dr. Marvin Sackner do Hospital Mount Sinai, em Miami Beach, Flórida, incluiu a canja de galinha em um teste sobre os efeitos da ingestão de água quente e gelada na depuração do muco. Para a surpresa do médico, a canja de galinha ficou em primeiro lugar, água quente em segundo e água gelada bem distante em terceiro. O trabalho de Sackner desde então tem sido reproduzido por outros pesquisadores.

    Descanso - os médicos discordam sobre se você deve ou não tirar um dia ou dois de folga do trabalho quando você pega um resfriado. Entretanto, todos concordam que um descanso extra ajuda. Se afastar do trabalho pode ser uma boa idéia também do ponto de vista da prevenção. Os seus colegas de trabalho provavelmente apreciarão se você não espalhar o vírus do resfriado pelo escritório. Se você decidir ficar em casa siga estes conselhos e vá devagar, leia um bom livro, assista tv, tire cochilos.

    Você também pode mudar sua rotina normal de exercícios quando está resfriado ou pelo menos durante os dias em que estiver pior. Novamente, deixe seu corpo ser seu guia. Se você estiver se sentindo péssimo, o melhor conselho é ficar na cama.

    Fique aquecido - ainda que o ar gelado não cause os resfriados, você pode se sentir mais confortável se ficar dentro de casa e coberto, especialmente se tiver febre. Não há motivo para estressar mais o corpo.

    Use uma solução de água e sal - a inflamação e inchaço do nariz durante um resfriado é causado por moléculas chamadas de citocinas ou linfocinas que são criadas pelo corpo enquanto combatem a infecção. A pesquisa mostra que retirar essas moléculas com água reduzem o inchaço. Encha um recipiente de spray nasal com água salgada diluída (uma colher de chá de sal para 250 ml de água) e aplique em cada narina três ou quatro vezes. Repita este procedimento cinco a seis vezes ao dia.

    Gargarejo com água morna e sal - gargarejar com água morna e sal (1/4 de colher de chá de sal em 250 ml de água morna) a cada duas horas pode melhorar a dor e a sensação de garganta arranhada. Água com sal é um adstringente (significa que faz com que o tecido contraia), o que pode melhorar a inflamação na garganta e ajudar a soltar o muco.

    Ingira vitamina C - apesar dos estudos sugerirem que a vitamina C pode estimular o sistema imunológico do corpo, a utilização desta vitamina no tratamento de resfriados ainda é controversa. Muitos médicos não recomendam a vitamina C como remédio para o resfriado. Entretanto, algumas evidências, altamente discutíveis, sugerem que a ingestão de 2.000 miligramas ou mais de vitamina C diariamente podem diminuir a gravidade dos sintomas do resfriado.

    Se você decidir tentar aumentar a ingestão de vitamina C durante o resfriado não extrapole. Enquanto descobriu-se que a vitamina C é relativamente segura em doses de até 10.000 miligramas por dia, algumas pessoas descobriram que a vitamina C pode causar diarréia. A maneira mais segura de obter mais vitamina C é simplesmente ingerir com mais freqüência alimentos ricos em vitamina C. Por exemplo, uma vez que você precisará aumentar a ingestão de líquidos enquanto estiver resfriado, tome suco de laranja.

    Vaporize - o vapor pode soltar o muco, especialmente se o muco estiver espesso. Um umidificador trará umidade ao seu ambiente, o que pode fazer você se sentir mais confortável e manterá os tecidos nasais úmidos. Isto é útil porque as membranas nasais secas fornecem uma proteção fraca contra a invasão viral.

    Pare de fumar - você vai se sentir melhor muito mais rápido e diminuir os riscos de ficar ainda mais doente. Os médicos dizem que para os fumantes é muito pior se recuperar de um resfriado do que para os não fumantes. Fumar enquanto se está resfriado irrita os brônquios, o que aumenta o risco de desenvolver pneumonia e outras complicações.

    Além de irritar a garganta e os brônquios fumar abala o sistema imunológico. Uma vez que você dependa do seu próprio sistema imunológico e não de medicamentos para curar um resfriado, vai querer estar na sua melhor forma possível para ganhar essa batalha.

    Fique longe de bebidas alcoólicas - melhor se abster das bebidas alcoólicas, pois elas aumentam a congestão da membrana mucosa e causam desidratação.

    Mantenha uma atitude positiva - alguns pesquisadores sugerem que uma atitude positiva de "eu posso vencer esse resfriado" pode melhorar o sistema imunológico enquanto você combate o resfriado. Por outro lado, uma atitude negativa poderia fazer com que as suas defesas diminuíssem ainda mais.


    Como funciona a transmissão

    A maioria dos especialistas em resfriados estão convencidos de que estes vírus são transmitidos de duas maneiras: pelo contato direto e por gotas nasais expelidas pela pessoa contaminada que são inaladas pelas outras pessoas (o chamado "método aerosol"). O método de contato direto funciona mais ou menos assim: você inala um vírus pelo seu nariz.

    Logo depois, você toca o nariz ou espirra na sua mão, o que contamina seus dedos com os vírus. Depois você abre uma porta depositando os vírus na maçaneta. Qualquer pessoa que segura a maçaneta pode pegar os germes. Elas podem tocar os olhos ou nariz e logo estarão resfriadas também.

    Os vírus podem viver em objetos inanimados como telefones, maçanetas e lenços de pano, mas não há certeza por quanto tempo. Para evitar espalhar seu resfriado para as outras pessoas através do contato direto, use lenços de papel ao invés de lenço de pano e sempre que for espirrar ou tossir, jogue os lenços fora imediatamente e lave as mãos freqüentemente.





    2006 Publications International, Ltd.
    Para evitar espalhar seu resfriado para as outras pessoas através do contato direto, use lenços de papel ao invés de lenço de pano, jogue os lenços fora imediatamente e lave as mãos freqüentemente



    As pessoas também podem pegar seu resfriado inalando diretamente as partículas de vírus. Enquanto a maioria de nós se sente desconfortável perto de alguém que está espirrando e tossindo, a verdade é que estes sintomas são o último estágio e geralmente aparecem quando a pessoa está menos infectada. A maioria das pessoas espalha seu resfriado para os outros durante os primeiros dias, quando a garganta dói e estão começando a ficar mal. De qualquer maneira cubra o nariz e a boca quando tossir ou espirrar.


    Desvantagens dos medicamentos

    Quando o inverno chega, os consultórios médicos enchem de pessoas procurando a cura para o resfriado. Infelizmente, a medicina moderna não possui um medicamento que seja eficiente contra os mais de 200 vírus. Antibióticos, como a penicilina, não funcionam contra os vírus do resfriado.

    Quando consultar um médico

    Enquanto a maioria dos resfriados pode ser eficientemente tratado em casa, você deve ligar para o médico, se:


    • tiver uma dor de cabeça e o pescoço rijo sem outros sintomas de resfriado;
    • tiver uma dor de cabeça e de garganta sem outro sintoma de resfriado;
    • tiver sintomas de resfriado e dor significativa no nariz e na face e que não desaparece;
    • tiver uma febre acima de 38,3ºC (adultos);
    • seu filho tiver febre acima de 38,8ºC;
    • tiver febre repentina;
    • tiver uma tosse seca por mais de dez dias;
    • sua tosse produzir sangue;
    • e seu filho tem febre acima de 38,8ºC.




    Entretanto, isso não evita que muitas pessoas peçam aos médicos injeções de penicilina ou antibióticos que, além de serem ineficientes contra os resfriados, são caros e podem causar efeitos colaterais que podem fazer você se sentir ainda pior. Essa utilização não garantida de antibióticos contribui para o desenvolvimento de cepas de bactérias resistentes a antibióticos.

    Alguns especialistas em resfriados acreditam que os remédios populares para resfriado podem na verdade inibir as respostas imunológicas do corpo uma vez que suprimem os sintomas do resfriado. Todos os sintomas do resfriado são parte da resposta natural do seu corpo nesta batalha contra os invasores virais. Parar ou suprimir estas respostas na verdade pode fazer com que seu resfriado dure mais.

    Por exemplo, alguns especialistas dizem que uma febre moderada (abaixo de 38,8ºC) melhora a capacidade do corpo em combater o vírus do resfriado. Já se você tem mais que 60 anos, possui problemas no coração ou tem alguma doença de saúde que compromete a imunidade, você deve entrar em contato com o médico ao primeiro sinal de febre.


    Outro exemplo de remédios para resfriado potencialmente contraproducente são os anti-histamínicos, que são ingredientes comuns nas fórmulas para multi-sintomas dos resfriados. Os anti-histamínicos evitam que o nariz escorra, mas eles causam mais mal do que bem, secando ainda mais as membranas da mucosa que já estão irritadas. Os anti-histamínicos tornam o muco nasal mais espesso e fazem você usar muito mais descongestionante. Para completar, os anti-histamínicos podem causar uma tosse irritante.

    Um remédio para resfriado sem prescrição que pode trazer algum alívio sintomático útil é a pseudoefedrina. Esse descongestionante libera as vias nasais congestionadas reduzindo o inchaço e produção de fluído, enquanto promove a drenagem do muco nasal. As pessoas que tem pressão arterial alta ou doença do coração, entretanto, deve evitar estes medicamentos sem prescrição.

    Os xaropes para tosse que contém guaicolato de glicerina (mas não dextrometorfano) podem ajudar a soltar o catarro.

    O resfriado ocasional é um fato da vida com o qual todos temos que lidar. Munidos das informações deste artigo você vai lidar muito melhor com seu próximo resfriado.



    HowStuffWorks

    Casconha gosta disto.
    xi-coração da Ernestina


    (SOU SEMPRE A QUE SOU MAS VOU SER SEMPRE A QUE LEVA A MAIS VALIA DE TER UM AMIGO ENTRE O CORPO E A ALMA)

  14. #14
    Super-Moderadora Avatar de tinita
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Localização
    Frente ao pc
    Posts
    4.171

    Padrão ABC da tosse







    ABC da tosse










    Saiba como interpretar este sintoma e que soluções podem ajudá-la a recuperar




    Chegou a época das gripes, constipações e da inevitável tosse, que tentamos combater a todo o custo.
    Um estudo realizado pelo Imperial College of London defende que a teobromina, presente no cacau, poderá ter efeitos antitússicos.

    Enquanto esperamos pela confirmação desta descoberta (e pela desculpa perfeita para comer chocolate quando está frio), pedimos a Carlos Robalo Cordeiro, pneunologista e presidente da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) para indicar os principais sinais de alerta, os cuidados a ter e as formas para pôr fim à incomodativa tosse.


    Origem

    A tosse é um mecanismo natural de defesa contra agressões ao sistema respiratório. «É muito frequente nas doenças do aparelho respiratório superior (nariz e garganta), nomeadamente na sinusite, uma patologia muitas vezes esquecida», afirma Carlos Robalo Cordeiro, pneumologista, e «um dos casos mais comuns é a tosse com bronquite, que surge nomeadamente nos fumadores».
    O especialista realça ainda que este sintoma pode também estar associado a «uma infecção, como constipação ou gripe, uma alergia, ou um ref luxo gastro-esofágico».

    Ajuda médica

    Passar vários dias com uma «tosse repetitiva e de causa pouco explicada», sentir um «aumento da quantidade ou mudança de aspecto das secreções» (nomeadamente a presença de sangue), rouquidão persistente e «dores torácicas que dificultem a respiração completa» são situações em que, segundo o presidente da SPP, deve consultar um médico.


    Tratamento

    A tosse protege o sistema respiratório de agressões, mas mais do que no sintoma, «é na causa que devemos intervir», realça o especialista. Os tratamentos mais utilizados são os anti-inf lamatórios, os antibióticos, os anti-alérgicos e os mucolíticos.

    No entanto, em alguns casos, «se não conseguimos esclarecer a causa, temos de prescrever antitússicos para diminuir a agressividade e persistência da tosse», que pode perturbar o sono ou provocar dores de cabeça.

    Em casa

    Existem alguns truques caseiros que podem aliviar os sintomas da constipação. Gargarejar com água salgada ajuda a diminuir a inf lamação, ingerir líquidos quentes dilata as vias respiratórias, e respirar ar húmido facilita a drenagem das secreções.
    Além disso, «os citrinos ajudam a combater as infecções virais», diz o especialista. Xaropes caseiros contra a tosse que contêm mel, cenoura ou cebola, devido aos seus antioxidantes, «acabam por ter algum benefício em termos de desoxidação das vias aéreas», comenta.

    Identifique os principais tipos de tosse

    Aguda: Dura até três semanas e está, geralmente, associada a constipações, gripes ou outras infecções do sistema respiratório superior (nariz e garganta).

    Sub-aguda: Dura entre três e oito semanas. Pode ser a sequela de uma infecção respiratória como a constipação.

    Crónica: Dura mais de oito semanas e é frequente nos casos de bronquite crónica ou refluxo gastro-esofágico.




    saude.sapo



    Casconha gosta disto.
    xi-coração da Ernestina


    (SOU SEMPRE A QUE SOU MAS VOU SER SEMPRE A QUE LEVA A MAIS VALIA DE TER UM AMIGO ENTRE O CORPO E A ALMA)

  15. #15
    Super-Moderadora Avatar de tinita
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Localização
    Frente ao pc
    Posts
    4.171

    Padrão DOR DE GARGANTA | Perguntas e respostas





    DOR DE GARGANTA | Perguntas e respostas





    1.) Qual o melhor remédio para dor de garganta?

    R: Depende. Se estivermos falando de sintomas, os anti-inflamatórios são bastante efetivos . Mas estes apenas melhoram a inflamação, não agindo diretamente sobre a causa. Se a pergunta se refere a cura, então, não existe uma resposta única. Dor de garganta pode ter várias causas diferentes, sendo que cada uma possui um tratamento específico. Não existe um remédio único que cure todos os tipos de dor de garganta.

    2.) Quais são as principais causas de dor de garganta?

    R: Infecções bacterianas, principalmente do grupo estreptococos; infecções virais, como mononucleose, influenza (vírus da gripe), HIV e enterovírus; irritações da mucosa da faringe de origem não infecciosa, doenças auto-imunes como doença de Kawasaki ou síndrome de Behçet, entre outros.

    3.) Toda dor de garganta precisa de antibiótico?

    R: Não, somente aquelas causadas por bactérias.

    4.) Faringite e amigdalite são a mesma coisa?

    R: Não. Faringite é inflamação da faringe; amigdalite da amígdalas. Como ambas estão anatomicamente próximas e são susceptíveis às mesmas causas inflamatórias, é comum inflamarem juntas, em um quadro chamado de faringoamigdalite. O tratamento também é o mesmo, mas faringite e amigdalite não são a mesma coisa.

    5.) Não tratar corretamente uma faringite, esperando que ela melhore sozinha, ou tratá-la apenas com remédios caseiros pode causar alguma complicação?

    R: Sim, principalmente se for uma infecção de origem bacteriana. Estas devem sempre ser tratadas com antibióticos. Quando se trata de doenças, evite sempre o caminho mais fácil, que são a automedicação e o uso de remédios caseiros sem comprovação científica.

    6.) Quais são as complicações mais comuns de uma faringite/amigdalite bacteriana não tratada?

    R: Escarlatina, febre reumática, Glomerulonefrite pós-estreptocócica e abcessos de garganta.

    7.) Por que algumas pessoas tomam injeção de Benzetacil para infecções de garganta?

    R: Para prevenir contra a febre reumática. Este tratamento é especialmente indicado para crianças.

    8.) Pode-se substituir o Benzetacil por antibióticos orais?

    R: Sim, porém, o tratamento por via oral pode demorar até 10 dias, dependendo do antibiótico. Como a melhora clínica costuma vir em 72 horas, muitos pacientes abandonam o tratamento antes do fim, favorecendo a ocorrência de bactérias resistentes e correndo o risco de desenvolverem febre reumática. O benzetacil é feito em dose única e permanece agindo no corpo por vários dias, garantindo assim o tratamento completo.

    9.) Se eu retirar as amígdalas, vou ficar livre das dores de garganta para sempre?

    R: Provavelmente não. Muitas das pessoas que operam as amígdalas deixam de ter amigdalites e passam a ter crises de faringites. A infecção só muda de sítio. Atualmente a retirada das amígdalas é indicada apenas em crianças e, mesmo assim, em casos selecionados.

    10.) Mel com própolis ajuda a curar dor de garganta?

    R: A clássica receita popular não apresenta suporte científico e funciona tanto quanto um placebo. O mel não ajuda e o efeito anti-inflamatório do própolis é muito menor do que qualquer anti-inflamatório vendido em farmácias.

    11.) Beber líquidos gelados ou comer sorvete pode piorar minha minha dor de garganta?

    R: Não, mas algumas pessoas obtêm alívio sintomático com alimentos quentes. Alguns pacientes não toleram alimentos gelados durante as crises, mas isso é individual.

    12.) É normal aparecerem gânglios no pescoço durante uma crise de faringite/amigdalite?

    R: Sim, perfeitamente normal e esperado.

    13.) Dor de garganta é transmissível?

    R: Sim, principalmente as de origem viral. No caso das amigdalites bacterianas, sugerimos evitar contato por por até 24 horas após o inicio do tratamento com antibióticos, período em que o risco de transmissão cai bastante.

    14.) Como diminuir o risco de transmissão da dor de garganta?

    R: Lavar as mãos com frequência é o melhor meio de evitar a transmissão de vírus e bactérias. Evite, também, contato próximo com pessoas doentes, principalmente nos primeiros dias.

    15.) É preciso fazer algum exame complementar antes de se fechar o diagnóstico de faringite bacteriana e iniciar o tratamento com antibióticos?

    R: Não, o diagnóstico é clínico e não requer outros exames. Estes podem ser solicitados em casos especias, como em amigdalites de repetição.


    mdsaude
    newpine gosta disto.
    xi-coração da Ernestina


    (SOU SEMPRE A QUE SOU MAS VOU SER SEMPRE A QUE LEVA A MAIS VALIA DE TER UM AMIGO ENTRE O CORPO E A ALMA)

  16. #16
    Super-Moderadora Avatar de tinita
    Data de Ingresso
    Dec 2011
    Localização
    Frente ao pc
    Posts
    4.171

    Padrão Mel: uma doce alternativa para o tratamento da tosse na criança





    Mel: uma doce alternativa para o tratamento da tosse na
    criança

    As causas da tosse podem ser variadas, desde infeção em qualquer ponto das vias respiratórias, alergias, asma, presença de corpos estranhos, irritação das vias aéreas por substâncias como o fumo do tabaco, entre outras.






    A tosse é uma resposta fisiológica à irritação das vias aéreas, que funciona como um importante mecanismo de defesa do sistema respiratório, permitindo a expulsão de secreções e/ou material estranho. É um sintoma muito frequente na idade pediátrica, mas necessário, que incomoda a criança e preocupa os pais, sendo responsável por muitas noites mal dormidas e tendo, consequentemente, implicações na escola e no trabalho, nomeadamente ao nível do absentismo.

    Apesar de originar grande preocupação nos pais, a tosse na criança é, na maioria das vezes, condicionada por situações benignas e autolimitadas. As causas da tosse podem ser variadas, desde infeção em qualquer ponto das vias respiratórias, alergias, asma, presença de corpos estranhos, irritação das vias aéreas por substâncias como o fumo do tabaco, entre outras. Na maioria das vezes, a tosse passa em alguns dias ou semanas e o organismo da criança reestabelece-se naturalmente.

    A oferta de medicação de venda livre nas farmácias, nomeadamente xaropes para a tosse, é numerosa, dispendiosa e variada, mas poucos são os pais que sabem que a eficácia desses medicamentos não é comprovada e, por vezes, são até mesmo desaconselhados. Daí a importância de orientar os pais, de forma a diminuir significativamente a sua ansiedade e o uso inadequado e/ou desnecessário de terapêutica, à qual podem estar associados efeitos adversos.

    Então, os pais só podem esperar que a tosse passe? Não. Se o seu filho tem tosse deve consultar o médico assistente, que em função das queixas, do tipo de tosse e do exame físico indicará a forma mais adequada de avaliar e tratar o seu filho.

    Se a tosse não é atribuída a nenhuma doença específica como asma, pneumonia, sinusite, rinite alérgica, entre outras, mas é devida a uma infeção das vias aéreas superiores sem tratamento curativo específico, como por exemplo as constipações, existem algumas medidas que os pais podem adoptar para minimizar o desconforto. Aquela dica antiga de hidratar a criança continua imbatível: incentive o seu filho a beber água. Não se esqueça que o fumo passivo é uma causa comum de tosse, por isso mantenha o seu filhote em locais livres de fumo de tabaco ou outras substâncias que possam irritar as vias aéreas. Além disso, segundo alguns estudos realizados, há outra medida que os pais podem adoptar nestes casos - dar mel aos seus filhos. É uma daquelas coisas que a sua avó já dizia: o mel é bom para a tosse.

    Publicado, recentemente, na revista científica Pediatrics, um estudo veio reforçar o efeito positivo do mel na tosse da criança. O estudo analisou 300 crianças, entre 1 e 5 anos, para identificar se o mel aliviava a tosse noturna. A conclusão foi que as crianças que ingeriram mel apresentaram melhoria significativa da tosse noturna e menor dificuldade para dormir comparativamente às que receberam um xarope sem mel.

    Assim, este estudo veio enfatizar as recomendações fornecidas pela Organização Mundial de Saúde e pela Academia Americana de Pediatria para o uso de mel, cerca de 2,5 a 5 ml, como potencial tratamento da tosse em crianças com mais de 1 ano. Já outros estudos anteriormente publicados, tinham demonstrado maior eficácia do mel no alívio da tosse, comparativamente aos xaropes antitússicos/expetorantes e anti-histamínicos. Apesar da crescente evidência do uso de mel como suavizador da tosse na criança, esta ainda não é uma recomendação da Sociedade Portuguesa de Pediatria.

    O mel deve ser administrado durante um curto período de tempo, e ter em consideração o risco de cáries dentárias e obesidade. Além disso, não se esqueça que a ideia generalizada de o mel ser uma substância natural que não faz mal a ninguém, não é bem assim. Crianças com menos de 1 ano não podem consumir mel porque o seu organismo ainda não tem proteção contra a bactéria Clostridium botulinum, que pode estar presente no mel e é responsável pela transmissão do botulismo.

    É importante perceber que o mel vai atuar, essencialmente, como mecanismo de alívio do desconforto, proporcionando menor incómodo e noites mais tranquilas para a criança e para os pais.

    Marlene Rodrigues, com a colaboração de Sofia Martins, Pediatra do Serviço de Pediatria do Hospital de Braga



    educare
    Última edição por tinita; 16-05-2013 às 14:14.
    xi-coração da Ernestina


    (SOU SEMPRE A QUE SOU MAS VOU SER SEMPRE A QUE LEVA A MAIS VALIA DE TER UM AMIGO ENTRE O CORPO E A ALMA)

Tópicos Similares

  1. Dicas Caseiras Para Doenças
    Por edu_fmc no fórum Dicas e Truques para Prevenção da Saúde
    Respostas: 0
    Último Post: 17-06-2010, 23:40
  2. Receitas caseiras para diminuir o apetite
    Por estela no fórum Tendências, Saúde e Beleza
    Respostas: 3
    Último Post: 07-10-2009, 11:53
  3. Dicas Caseiras Para Várias Doenças
    Por edu_fmc no fórum Dicas e Truques para Prevenção da Saúde
    Respostas: 0
    Último Post: 01-09-2009, 00:55
  4. Receitas Caseiras Para Branquear os Dentes
    Por edu_fmc no fórum Dicas e Truques para Prevenção da Saúde
    Respostas: 0
    Último Post: 30-06-2009, 13:35
  5. Resfriados e gripes pioram reações ao volante, diz estudo
    Por Grunge no fórum Notícias, Informações e Curiosidades
    Respostas: 0
    Último Post: 31-01-2009, 13:47

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Já fez "Like" na nossa página do facebook?

Acompanhe todas as novidades.