Chega a casa, cansado, e stressado. De repente, sente uma forte dor no peito, que começa a irradiar aos braços e ao queixo. O hospital mais próximo está longe...

Infelizmente esse é um caso freqüente. O coração pára de bater normalmente, a pessoa começa a sentir-se fraca e, em uma dezena de segundos, perde a consciência — geralmente antes da chegada do socorro que ela chamou.

É importante saber que ela pode socorrer-se tossindo fortemente várias vezes, respirando profundamente antes de cada tossida. A respiração precisa ser profunda e prolongada, como para expulsar secreções do fundo do peito. É necessário intercalar profundas respirações entre as tossidas e repetir essa seqüência sem parar a cada dois segundos — até a chegada do socorro ou até que os batimentos cardíacos voltem ao normal. As respirações profundas levam oxigênio aos pulmões e as tossidas activam a circulação sanguínea massajando o coração e ajudando-o assim a retomar seu ritmo original.

Conselhos no comunicado “Cuidados com a Saúde” do Hospital Geral de Rochester. (Votre Santé, nº 30, março 2002)