O que é a diabetes?
"A diabetes é uma doença endócrina (porque afecta uma hormona) e metabólica (porque interfere com o processamento dos nutrientes) que resulta do mau funcionamento do pâncreas. O pâncreas é um órgão do aparelho digestivo que tem, entre outras funções, a função de produzir a insulina, uma hormona que serve para o corpo conseguir utilizar a glucose (açúcar) existente nos alimentos. Quando o pâncreas adoece e deixa de produzir insulina , ou não a consegue produzir em quantidade suficiente, o indivíduo torna-se diabético."

O que é a glucose?
"A glucose é um açúcar que existe em diferentes tipos de alimentos e que, após a digestão desses alimentos, é absorvida para o sangue onde é transportada para as células, servindo para produzir a energia necessária ao funcionamento do organismo. Para que a glucose possa ser aproveitada pelas células é necessária a presença de insulina.

A existência de glucose no sangue é necessária a todas as pessoas para garantir funções vitais como a respiração, circulação, digestão, e as actividades da vida diária (pensar, andar, praticar exercício, trabalhar, dançar, etc.)."

Quais são os sintomas iniciais da diabetes?
"Quando um indivíduo sofre de diabetes o seu organismo não produz insulina em quantidade suficiente (ou produz mas esta não actua) para aproveitar a glucose existente nos alimentos que ingere, o que faz com que a glucose se acumule em excesso no sangue.

Para tentar reduzir o excesso de glucose existente no sangue o organismo procura eliminá- la através da urina, que transporta os produtos excedentários ou nocivos existentes no sangue quando este é filtrado no rim. Para poder eliminar toda a glucose em excesso o indivíduo urina mais que o habitual (a isto chama-se poliúria), e a perda de água pela urina tem que ser compensada por um aumento da ingestão de líquidos. Assim, além de poliúria o diabético tem polidipsia (sede exagerada que obriga à ingestão de grandes quantidades de água).

Por outro lado, como o corpo não consegue aproveitar a glucose dos alimentos, o indivíduo emagrece, sente-se debilitado e com falta de forças, apesar de sentir fome e comer (polifagia) exageradamente para compensar a falta de glucose.

São assim estes os sintomas principais da diabetes no seu início: poliúria, polidipsia, emagrecimento, falta de força e polifagia. Quando a diabetes surge na idade adulta associada ao excesso de peso, o indivíduo pode ter sede intensa e urinar com frequência mas não perde peso."

O que é a hiperglicémia?
"Hiperglicémia é o excesso de glucose (açúcar) existente no sangue quando o pâncreas deixa de produzir quantidade suficiente de insulina para o seu aproveitamento pelo organismo. Se a glucose não é aproveitada acumula-se no sangue e o excesso é eliminado pela urina."

O que é a glicosúria?
"Glicosúria é a presença de glicose (açúcar) na urina. Na maioria dos casos a glicosúria resulta da subida dos níveis de glucose no sangue, causada pela diabetes."

Qual é a causa da diabetes?
"A diabetes é causada por uma alteração do funcionamento do pâncreas que deixa de produzir insulina em quantidade suficiente para a utilização de glucose pelo organismo.

Há factores genéticos que condicionam o aparecimento de diabetes, mas só por si não causam a doença. O desenvolvimento de diabetes em pessoas predispostas é influenciado por factores externos como a obesidade, certas infecções virais, hábitos alimentares, sedentarismo, problemas emocionais, stress, etc."

A diabetes é hereditária?
Sim. A predisposição para se sofrer de diabetes é transmitida de pais para filhos , embora não seja ainda perfeitamente clara a forma de transmissão. No entanto, apesar de os factores genéticos serem importantes para o aparecimento da diabetes, não são suficientes; é a acção de factores externos sobre as pessoas com predisposição hereditária que vai causar a doença, pelo que os filhos de pais diabéticos podem diminuir a probabilidade de aparecimento da diabetes se adoptarem hábitos de vida saudáveis.

Porque é que a obesidade facilita o aparecimento de diabetes em pessoas com predisposição hereditária?
"A obesidade é a causa principal da diabetes nos adultos depois dos quarenta anos de idade. Os indivíduos gordos sujeitos regularmente a excessos alimentares e ingerindo grande quantidade de alimentos ricos em açúcar, necessitam de produzir muita insulina para aproveitar e armazenar todo esse açúcar. A sobrecarga contínua do pâncreas, forçado a produzir durante anos grandes quantidades de insulina, leva ao seu “esgotamento”, tornando-o incapaz de funcionar em condições normais."

A diabetes é uma doença frequente?
"A diabetes é frequente e o seu aparecimento tem aumentado nos países ocidentais devido aos excessos alimentares comuns nos países ricos e à diminuição de actividade física na sociedade actual.

Em Portugal a diabetes atinge cerca de 2% da população adulta (as crianças e os jovens também podem sofrer de diabetes mas com uma frequência muito menor, aproximadamente 1 em cada 1000)."

Que tipos de diabetes existem?
"Existem dois tipos de diabetes , a diabetes tipo I e a diabetes tipo II.
A diabetes tipo I afecta crianças, adolescentes e adultos jovens, e é a forma mais grave de diabetes em que o pâncreas é completamente incapaz de fabricar insulina; os indivíduos com diabetes tipo I necessitam de fazer uma ou mais injecções de insulina diariamente para sobreviver.

A diabetes tipo II resulta da falência do pâncreas ao fim de vários anos de funcionamento excessivo devido a erros alimentares. É a forma de diabetes que aparece na idade adulta em indivíduos gordos e pode ser controlada pela dieta, redução do peso e comprimidos que ajudam o pâncreas a produzir alguma insulina."

Como se faz a prevenção da diabetes?
A prevenção da diabetes faz-se evitando as causas desencadeantes da doença. Em especial os familiares de doentes diabéticos (com maior risco de desenvolver a doença), mas também os indivíduos que desconhecem o seu potencial de risco, devem procurar fazer uma alimentação saudável, evitando os doces e alimentos ricos em açúcar, controlando o seu peso para não engordar e praticando actividade física regular, evitando sedentarismo e stress permanente.

Quem são as pessoas com maior risco de ter diabetes?
"1.os familiares de diabéticos
2.as pessoas com excesso de peso
3.as mães que deram á luz recém-nascidos com peso superior a quatro quilos"

A diabetes tem cura?
"Não. A diabetes é uma doença crónica para a qual ainda não há cura. No entanto, se o doente seguir correctamente o tratamento e a dieta, e tiver comportamentos saudáveis, pode fazer uma vida normal com o mínimo de complicações.

O tratamento da diabetes baseia-se numa dieta adequada, actividade física regular e medicação adequada à capacidade de funcionamento do pâncreas (comprimidos antidiabéticos ou injecções de insulina).

Enquanto os diabéticos tipo I necessitam de fazer todos os dias injecções de insulina por toda a vida, os diabéticos tipo II podem, na maioria das vezes, ser tratados com comprimidos, usando insulina apenas em alguns períodos transitórios como as infecções graves, a gravidez, as fracturas, as operações cirúrgicas, etc."

Quais são as complicações da diabetes?
"As complicações da diabetes não tratada ou descompensada atingem diferentes órgãos e podem pôr em risco a vida do diabético. As mais frequentes são a cegueira, a gangrena de um pé, as infecções, a insuficiência renal, as doenças do coração, a hipoglicémia e o coma diabético."

O que é a hipoglicémia?
"A hipoglicémia é a baixa de açúcar no sangue para níveis inferiores ao desejável e necessário ao funcionamento regular do organismo. No diabético a hipoglicémia pode resultar de uma medicação incorrecta, de irregularidade nos horários das refeições com períodos demasiado longos sem ingestão de alimentos ou de uma desadequação entre as doses de medicamentos e o tipo de actividade desenvolvida.

Os sinais de hipoglicémia são a sensação de fome, a turvação da visão, sensação de desfalecimento, zumbidos, formigueiros, irritabilidade ou agressividade e perda de conhecimento. Qualquer diabético deve saber reconhecer os primeiros sintomas da hipoglicémia para rapidamente a corrigir, comendo de imediato um pacote de açúcar ou um copo de água açucarada, fazendo a seguir uma refeição adequada. Quando a hipoglicémia não é corrigida atempadamente o doente pode entrar em coma hipoglicémico."

Qual é a causa do coma diabético?
"O coma diabético resulta da acumulação de uma substância tóxica no sangue do diabético, a acetona, que se forma na sequência da incapacidade da utilização da glucose por falta de insulina.

Os sinais que indiciam a possibilidade de coma diabético são a perda de apetite, as náuseas, os vómitos, diarreia, o cansaço, as alterações do humor, sonolência, dores e sensação de aperto no peito, falta de ar, hálito com cheiro a maçã reineta. Um doente em risco de coma diabético apresenta níveis elevados de acetona na urina e deve ser rapidamente transportado a um hospital."

Qual é o papel de um diabético no controle da sua doença?
"O diabético tem um papel fundamental no controle da sua doença pois deve aprender a adaptar o tratamento aos níveis de glucose existentes no sangue, à actividade que pratica e á alimentação que faz. Tem também de aprender a alimentar-se correctamente, a conhecer os sinais de hipoglicémia (baixa de açúcar no sangue) e os cuidados de higiene a ter nomeadamente com os pés para prevenir ou tratar precocemente as complicações.

Tendo necessidade de fazer regularmente injecções de insulina deve aprender a fazê-lo sozinho, para não estar continuamente dependente de terceiros. Deve saber medir os níveis de glucose no sangue utilizando as tiras de glicémia, os níveis de glucose na urina ou a pesquisar a presença de acetona.

A diabetes é uma doença crónica que pode ser controlada através de um acompanhamento médico regular, sendo o diabético o melhor aliado do médico e um elemento indispensável ao sucesso do tratamento."

Autora: Dra Ana Ferrão

Fonte: medicoassistente.com - O seu Médico Assistente on-line