Resultados 1 a 5 de 5

Tópico: Cartuchos para a caça menor

  1. #1
    Gforum Veterano Avatar de stieve108
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Posts
    353

    Padrão Cartuchos para a caça menor

    Breves noções


    A carga padrão do calibre 12, situa-se nas 32 gramas de chumbo, com uma tolerância de + 2 e – 2 gramas, ou seja entre 30 e 34 g, que todavia mantêm o seu equilíbrio! A chumbada não é uma roda plana como sugere a superfície de impacto num papel, onde se vê um círculo! A carga de chumbo, logo no cartucho tem a forma de um cilindro, depois viaja no cano e a seguir livremente no ar, a diferentes velocidades e se espalha, pelo que acabará por ter a forma de um cone em que o vértice corresponde ao meio e a aba, ou borda do círculo, viaja atrasada em relação ao meio. Ou seja ficam espaços por pode passar uma peça!



    (As espingardas não chumbam todas igualmente, embora haja com certeza uma standartização, mas a qualidade e portanto fabrico dos canos tem influência. Há que testar a arma que vamos usar e experimentar os cartuchos numa chapa! O comprimento dos canos, com as modernas pólvoras, tem a ver com a facilidade em apontar, e não com o compor da bagada.



    Num tiro em que seja preciso encarar e apontar rapidamente é vantajoso um cano curto, já num tiro largo e com grande desconto é melhor um comprido. As cargas ditas fortes, porque maior quantidade de chumbo, como 36 gramas, têm a vantagem de encher melhor o espaço da bagada. Mas, sofrendo um maior efeito dispersante, alargam e acabam por deixar claros no preenchimento desse espaço. Isto se compõe usando canos mais fechados ou chocados, mas claro com duas obrigações; uma é atirar mais longe para não desfazer a peça, e outra, o termos habilidade para isso.



    Portanto, cargas fortes, de 36 g e daí para cima, são para tiros largos e atiradores muito bons! Uma carga forte (mais peso de chumbo) produz um tiro mais lento, o que se reflecte nos descontos a dar. Uma carga mais leve (menos peso de chumbo) produz um tiro mais rápido e portanto atenua a questão dos descontos que não estão ao alcance de todos. Mas dentro do limite ou terá um efeito altamente dispersante!


    Publicado na Calibre 12 - de Outubro de 2007 - Armas e Munições)
    A sorte protege os audazes.

  2. #2
    Gforum Veterano Avatar de stieve108
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Posts
    353

    Padrão

    As cargas fortes, dão maior coice, influindo no atirador e no resultado do tiro, logo atenção ao peso da arma que deve ser equilibrado, sendo uma vantagem o uso de semi-automáticas que amortecem a explosão e o recuo.

    A carga standard do calibre, para um mesmo número do chumbo, é em teoria, a que melhor enche o espaço da bagada ou tem uma mais uniforme distribuição dos chumbos. Para chumbo mais grosso podemos aumentar a carga, pois sendo mais grosso, tem na mesma gramagem menos bagos, o que provoca os tais claros.

    Os utilizadores de semi-automáticas recorrem muitas vezes às cargas fortes.

    Para chumbo mais miúdo devemos diminuir a carga, ou se provoca a dispersão. Isto é uma consideração teórica, desde que usando sempre a mesma a arma e choques. Não esquecer que o estrangulamento dos canos, a distância e até as temperaturas do dia (provocando variação nas pressões) têm influência no tiro. O chumbo mais grosso mata mais longe por ter mais poder derrubante e pedir um número de bagos menor do que o miúdo para ter efeito letal.
    Embora pareça preciosismo, há vantagem em usar 2 cartuchos de chumbos diferentes em dois tiros à mesma peça, exemplos, o clássico 7 no cano direito e 6 no esquerdo, para uma perdiz saltada que se afasta.

    É atirada perto com chumbo mais miúdo, numa carga que usa bem a dispersão e a leveza no choque mais aberto, permitindo depois fazer a emenda com uma carga mais forte, à peça que se afasta, usando o choque mais estrangulado.

    O inverso para uma batida, em que se atira a uma peça que entra, primeiro com o cano mais estrangulado, e depois mais perto, com o cano mais aberto. (Daí a razão de as armas de dois canos terem normalmente estrangulamentos diferentes em cada cano e as de monogatilho terem um selector de tiro que permite escolher o cano com que se vai atirar).

    O habitual cartucho com dispersor no cano direito para o coelho que salta aos pés e dentro do mato e o cartucho normal no cano esquerdo, para a emenda mais afastada ou um tiro para a limpa.


    (Publicado na Calibre 12 - de Outubro de 2007 - Armas e Munições)
    A sorte protege os audazes.

  3. #3
    Gforum Veterano Avatar de stieve108
    Data de Ingresso
    Sep 2006
    Posts
    353

    Padrão

    Em teoria podemos então resumir:

    - Carga standard no calibre 12, são 32 g de chumbo com tolerância de +2 ou –2.
    - Tiro perto = choque aberto e gramagem standard.
    - Tiro largo = choque fechado e mais gramagem.
    - Mais gramagem = tiro mais lento mas menos claros.
    - Menos gramagem = mais velocidade, maior dispersão, mais claros.
    - Mais gramagem = maior coice e vice-versa.
    - Confirma-se o clássico quadro seguinte sobre a relação do número do chumbo e das cargas nos cartuchos com peças:
    Codornizes – Chumbo 10 ou 9, com 28 ou 30 g.
    Narcejas – Chumbo 9 ou 8, com 30 ou 32 g.
    Tordos – Chumbo 8 ou 7 ½, com 30 a 32 g.
    Rolas – Chumbo 8, 7 ½ ou 7 com 30 a 32 g.
    Pombos – Variando com as distâncias e choques, há quem utilize do 7 ao 4.
    Verifica-se uma nítida preferência pelo nº 6 ou 5, com 34 a 36 g.
    Perdizes – Há duas realidades distintas:
    Bravas – chumbo 7 e 6 são os indicados, com 34 ou 36 g!
    Postas – chumbo 7 ½ e 7 com 32 g!
    Galinhola – 7 ½ ou 7 com 32 g.
    Patos – Consoante distâncias e choques, os locais e hora, usam-se desde o 7 ao 4!
    O mais comum é o chumbo 6 e 5 com 34 ou 36 g. Altos, o nº 4 e 36 ou mais
    gramas.
    Lebre - Ideal o chumbo 6 ou 5 com 34 a 36 g.
    Coelhos - Há um consenso no chumbo 6 e 32 g. Com ou sem dispersor!
    Definindo o “cartucho que dá para tudo” sem dúvida chumbo nº 7 com 32 gramas!


    Bons tiros, cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguem, boas caçadas…


    cumps

    (Publicado na Calibre 12 - de Outubro de 2007 - Armas e Munições)
    A sorte protege os audazes.

  4. #4
    Gforum Veterano Avatar de joao carvalho
    Data de Ingresso
    Jan 2007
    Posts
    182

    Padrão

    nao tinha lido nao compro calibre 12 mas compro a revista caça e caes de caça.
    só tenho a agradecer o post.
    um abraço.
    amigo do seu amigo

  5. #5
    Gforum Iniciado
    Data de Ingresso
    Sep 2008
    Idade
    47
    Posts
    22

    Padrão

    Só hoje è que descobri este poste,e tenho a dizer que ando a procura de informação de como se carrega os cartuchos, nos proprios , è claro que hoje jà não se usa carregar os cartuchos ,mas eu gostava de saber de como se carrega !
    Se algem souber e poder dispor de tal informaçâo eu agradeço!
    desde jà agradeço

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •