Ponte da Barca: Concelho vai ser Território de Energia Limpa

A Câmara de Ponte da Barca assina, quarta-feira, um protocolo de colaboração com três entidades para promover o concelho como Território de Energia Limpa, informou hoje fonte ligada ao processo.

Segundo a fonte, este protocolo, a assinar com o Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial (INEGI), Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores/Porto e a empresa SmartWatt - Eficiência Energética e Microgeração, constitui «um primeiro passo para a criação de um cluster energético no concelho».

Com duração de cinco anos, renovável pelo mesmo período, o protocolo prevê, no imediato, o desenvolvimento de um Plano de Acção para a Eficiência Energética Municipal, a realizar pelo Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, laboratório associado a funcionar na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).

O mesmo protocolo contempla ainda a criação de um Sistema de Contabilidade Energética Municipal, a implementar pela SmartWatt, uma empresa especializada nesta área e que se encontra igualmente sedeada na FEUP.

O INEGI, associação de utilidade pública também ligada à Universidade do Porto, terá a incumbência de instalar um sistema de eficiência energética no edifício das piscinas municipais de Ponte da Barca.

«A intenção é promover uma utilização racional de energia neste equipamento, o que pressupõe, a montante, uma análise técnica exaustiva da sua situação energética nas vertentes eléctrica e térmica», disse a fonte.

Sustentou também que a câmara «quer que Ponte da Barca assuma plenamente o rótulo de Território de Energia Limpa para atrair investidores interessados em explorar economicamente as potencialidades energéticas do concelho, nomeadamente recursos eólicos, solares e hídricos, biomassa ou mesmo matérias-primas para a produção de biocombustíveis».

Disse ainda que o município deseja assumir a liderança da eficiência energética na região minhota, funcionando como «catalizador» de outras iniciativas regionais nesta área.

Ponte da Barca conta com a maior central hidroeléctrica do país, a Barragem do Alto Lindoso, que, juntamente com as barragens do Lindoso e de Touvedo, é responsável por 6,1 por cento da energia total produzida em Portugal, num valor que corresponde a cerca de 90 milhões de euros por ano.

Diário Digital / Lusa