Reciclagem de automóveis cresceu 1.200% em três anos

O Ministro do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional (MAOTDR), Nunes Correia, aproveitou a inauguração da Re-Source, unidade modelar de desmantelamento de veículos em fim de vida, para apresentar o balanço da reciclagem de veículos automóveis que cresceu 1.200% em três anos.O MAOTDR, Nunes Correia, aproveitou a inauguração da unidade da Re-Source Portuguesa, em Amarante, para apresentar os resultados da Valorcar e o balanço da Acção Nacional de Erradicação de Depósitos Ilegais de Veículos em Fim de Vida.
Entre 2005 e 2008 registou-se um aumento de 6.600 para 88.000 veículos automóveis encaminhados para reciclagem e para outras formas de valorização correspondendo ao aumento de mais de 1.200%, reduzindo significativamente os depósitos ilegais de veículos em fim de vida. A regulamentação de diversos fluxos específicos de resíduos permitiu reduzir os “depósitos de sucata” (os chamados cemitérios de automóveis) considerados como um flagelo que contamina e degrada o ambiente.
O Decreto-Lei n.º 33/2007, de 15 de Fevereiro, que aliviou a carga burocrática associada ao procedimento da concessão do Incentivo Fiscal ao Abate e a reforma do Imposto Único de Circulação revelaram-se decisivos para a adesão à medida por parte dos particulares. Desde 2008 o cidadão que abandone um veículo ou o entregue a um sucateiro ilegal não tem forma de cancelar o registo de propriedade continuando a pagar o Imposto Único de Circulação. A empresa Valorcar desenvolveu uma rede nacional de centros de abate de veículos em fim de vida tendo aberto em apenas três anos 43 centros.
Em Portugal Continental estão identificados 780 depósitos ilegais de veículos em fim vida tendo sido removidos em pouco mais de seis meses cerca de 450 sucateiros que não conseguiram satisfazer os requisitos ambientais que permitem a sua legalização.
Data: 10-03-2009
Fonte: Portais do Cidadão e da Empresa com Portal do Governo