A alimentação dos filhotes se baseia, quase toda, na papa (duas colheres de sopa para cada ovo cozido (de 15 a 20 minutos) e amassado com o garfo, ou então, uma papa de pão com leite e água em iguais proporções, ou ainda ambas, em dias alternados. É importante que se observe qual das duas opções os pais parecem preferirem na alimentação dos pequenos.

Caso o criador opte pela papa de pão com leite e água, esta não deve permanecer o dia todo, pois azeda com facilidade em climas quentes. No máximo deve permanecer até seis horas antes de ser trocada.

Verduras somente podem ser administradas aos pais após o terceiro dia de vida dos filhotes pois podem causar diarreia.

Após os filhotes saírem do ninho, a alimentação deverá ser a mesma indicada acima. Entre 25 e 30 dias os filhotes começarão a comer sozinhos, beliscando as folhas de agrião, sementes, etc.

Depois de separar os filhotes dos pais continue a dar a papa por mais algumas semanas até que comecem a quebrar e a descascar as sementes.

O criador pode ajudar a fêmea a tratar dos filhotes com pouco desenvolvimento. Será necessário o criador providenciar um palito de fósforo, ou um bastão afinado na ponta com 2mm mais ou menos para enfia-lo bico a dentro. Observar bem se não ficaram farpas ou pontas agudas.

Nos casos em que as fêmeas não alimentam os filhotes, devemos alimenta-los de 3 a 4 vezes por dia com papa de pão com leite e água ou papa com ovo levemente humedecida para facilitar a absorção pelo filhote. Retire o ninho com cuidado para não assustar a fêmea; com o movimentos feito no ninho os filhotes abrem o bico facilmente. Nos primeiros dias você poderá encontrar alguma dificuldade em alimentar o filhote, porque eles não param de mexer a cabeça, mas com a pratica e o tempo, irá adquirir mais jeito e os filhotes começarão a se firmar melhor, facilitando o processo. Lembre-se que esta deve ser a última alternativa para salvar um filhote não alimentado pelos pais.

A quantidade a ser dada varia conforme a fome do filhote, perceba que no início eles comem e o alimento passa directo sem ficar no papo. Após uns dias, você notará que a comida já irá parar no papo mostrando se está bem alimentado ou não. O papo parece até que está inchado mas não há necessidade de se preocupar, pois é um facto normal. As vezes irá notar que o papo fica com um pouco de ar dentro (bolhas de ar), isto também não é problema e resolverá sozinho, conforme o alimento vai sendo ingerido.

Quando for alimentar o filhote pela última vez ao dia, esta alimentação necessita ser mais reforçada, pois o filhote irá passar um longo período nocturno com aquela última alimentação.

Sempre após fornecer alimentos aos filhotes verifique se suas narinas e bicos estão limpos para evitar que a comida resseque, tampando as narinas ou atraia insectos.