Como não podia deixar aqui o meu contributo aqui vai:

Aos dezoito anos "fugi de casa " e fui assentar praça em Tancos no antigo Regimento de Caçadores Pára-Quedistas e por lá fiquei a cumprir o "velho" tempo de serviço Militar obrigatório que era na altura de 16 meses.
Como não sabia fazer mais nada pois toda a vida tinha andado a estudar no final do tempo meti o 1º contrato e consegui ir ao Curso de Cabos.
Entretanto saiu convite para ir ao Curso de Sargentos do Quadro Permanente, e concorri e lá entrei e durante dois anos a dar ao "cabedal " até o acabar.

Até 1994 permaneci na FAP o que muito me orgulho, até os Pára-quedistas passarem para o Exército.