Página 1 de 8 1 2 ... Último

Hybrid View

  1. #1

    Registo
    Sep 2006
    Idade
    63
    Posts
    5.611

    Arrow Arquivo das Notícias Mercados de Capitais ;

    Arquivo das Notícias Mercados de Capitais

    Como é existente esta secção de Arquivos para Notícias mais Antigas, Trancadas, etc.., vamos a partir desta data organizar o seu arquivo por Títulos, ou seja, neste tópico vão ser arquivados os Tópicos que dizem respeito ás Notícias Mercados de Capitais.
    Última edição por brunocardoso; 01-07-2008 às 19:41.
    Um abraço

    Bruno Cardoso



  2. #2

    Registo
    Sep 2007
    Idade
    47
    Posts
    3.920

    Padrão Crédito à Habitação

    9 de Maio de 2008
    Euribor volta a cair mas mantém-se acima dos 4,8%.

    As taxas Euribor voltaram a cair na sessão de hoje, depois do Banco Central Europeu (BCE) ter mantido os juros de referência na Zona Euro nos 4%. As taxas Euribor seguiam assim a aliviar das últimas subidas.

    A Euribor a seis meses, o indexante mais utilizado no crédito à habitação em Portugal, desceu para os 4,872% e a taxa a 12 meses caiu para 4,941%. Já a taxa Euribor a três meses manteve-se inalterada nos 4,855%.

    As taxas Euribor, que se têm afastando da taxa de juro de referência da Zona Euro devido à instabilidade financeira, estão assim a aliviar dos ganhos sentidos nos últimos tempos, depois de Jean-Claude Trichet, presidente do BCE ter ontem mantido a taxa de juro de referência inalterada.

    No seu discurso, Trichet reiterou as suas preocupações com a inflação na Zona Euro, sendo essa a principal justificação para manter a taxa de juro nos 4%.

    Para o presidente da autoridade monetária da Zona Euro os fundamentais da economia estão sólidos, referindo que o principal risco para a economia pode surgir da instabilidade dos mercados financeiros.

    Trichet acrescentou que "vamos fazer, a qualquer momento, o que julgarmos apropriado para sermos féis ao nosso mandato", ou seja, o responsável diz que o BCE vai actuar de forma para cumprir o objectivo de controlo da inflação, que deveria rondar os 2% e encontra-se actualmente acima dos 3%.

    Jornal de Negócios
    Última edição por Hdi; 09-05-2008 às 13:53.

  3. #3

    Registo
    Sep 2007
    Idade
    47
    Posts
    3.920

    Padrão Euribor regressam aos ganhos

    12 Maio 2008

    As taxas Euribor regressaram aos ganhos, invertendo a tendência registada na semana passada depois do Banco Cetral Europeu ter mantido inalterada a taxa de juro de referência na Zona Euro. A euribor a 6 meses subiu hoje, após três sessões a descer.

    A Euribor a seis meses subiu hoje para os 4,877%, depois de ter descido nas últimas três sessões. A taxa a três meses subiu para os 4,857% e a Euribor a 12 meses voltou a subir, depois de duas sessões a cair, para os 4,948%.

    O BCE decidiu, na semana passada, manter a taxa de juro de referência para a Zona Euro inalterada nos 4%.

    A decisão levou as euribor, taxa que é o indexante mais utilizado nos créditos à habitação, a aliviar das valorizações registadas no final do mês de Abril.

    Jornal de Negócios

  4. #4

    Registo
    Sep 2007
    Idade
    47
    Posts
    3.920

    Padrão Taxas Euribor sobem nos prazos mais longos

    Com excepção do mês, as maturidades do mercado monetário interbancário registaram hoje uma progressão generalizada, estando a Euribor a três meses a aproximar-se de novos máximos dos últimos cinco meses.

    Para os peritos, os números da inflação na Zona Euro hoje divulgados, combinados com o forte crescimento da economia alemã no primeiro trimestre do ano, significam que o Banco Central Europeu (BCE) não deverá baixar a sua taxa de juro de referência no curto prazo.

    Os especialistas recordam que, devido aos efeitos da crise de crédito, os bancos europeus continuam com bastante receio de emprestarem dinheiro entre si, cobrando juros cada vez mais elevados uns aos outros, já que temem que os activos que as instituições financeiras possuem e que garantem estes empréstimos poderão ter um valor bastante inferior ao estimado. Uma vez que as taxas Euribor são uma média das taxas praticadas entre os bancos, estas reflectem directamente estes receios.

    Prazos.......Hoje.......Quarta-feira

    1 mês..........4,377....... 4,382
    3 meses.......4,860....... 4,859
    6 meses.......4,899....... 4,892
    1 ano..........4,989....... 4,971

    (valores expressos em percentagem)

  5. #5

    Registo
    Sep 2007
    Idade
    47
    Posts
    3.920

    Padrão Governo revê em alta Euribor a 3 meses para 4,3%

    O Governo reviu hoje em alta a taxa interbancária Euribor a três meses para um valor médio de 4,3%, contra os 4,2% previstos no OE2008.

    A Euribor a três meses tem negociado em níveis máximos desde 2006 e hoje já tocou nos 4,86%.

    Esta taxa é influenciada pela liquidez no sistema financeiro e pela política monetária dos bancos centrais e tem principal peso sobre os créditos concedidos pelos bancos aos seus clientes, com especial peso nos créditos à habitação, e beneficia quem tem depósitos em contas a prazo.

    Jornal de Negócios

  6. #6

    Registo
    Mar 2007
    Idade
    42
    Posts
    39

    Padrão Vamos Fazer A DiferenÇa!

    Vamos fazer a diferença!
    Isto tem que começar por algum lado!

    Vamos passar a palavra e não ser indiferentes, temos que fazer com que as coisas mudem!

    A subida vertiginosa do preços dos combustíveis tem que parar e temos que fazer com que baixem!

    Para tal vamos combinar três dias nacionais seguidos de

    NÃO ABASTECIMENTO NA BP, GALP, REPSOL!

    Esses dias serão o 1 -2 -3 de Junho que vem!

    VAMOS FAZER A DIFERENÇA!

    Nesses dias abasteçam em outros postos de combustíveis tais como a Esso, Total, Continente (antigo Carrefour), Intermarché, Jumbo e Eleclerc!

    Juntos teremos força para baixar os lucros destes gigantes!

    Agora é só passar a palavra com urgência!

    Estou farto de ser levado na hora de pagar!

    CHEGA!

    SEJAMOS UNIDOS PORTUGUESES E TODOS OS QUE TENTAM SOBREVIVER EM PORTUGAL!

    NÃO ESQUEÇAM 1 - 2 - 3 de JUNHO que vem Não Abasteçam na BP, GALP e REPSOL!

    FORÇAPORTUGAL!


    Imprime isto e coloca em cafés da tua zona ..

  7. #7
    Avatar de Scorpion
    Registo
    Sep 2006
    Posts
    1.355
    Eu abasteço onde é mais barato, e que actualmente na minha zona está no posto do Jumbo-Gondomar a 1.295€ litro...

  8. #8

    Registo
    Sep 2007
    Idade
    47
    Posts
    3.920

    Padrão PEX: Nova bolsa arranca hoje para concorrer com a Euronext

    O PEX inicia hoje a sua actividade na qualidade de sistema de negociação multilateral (SNM). Promete inovação, quer captar a dispersão de capital de pequenas e médias empresas e conseguir desviar parte da negociação de acções da Euronext Lisbon. Os argumentos são custos menores do que os praticados nas bolsas tradicionais, horário de negociação alargado até às 19 horas e novos serviços.

    Criado em 2003 por ex-responsáveis da Bolsa de Valores de Lisboa, o PEX funcionou até agora como mercado não regulamentado, concentrando-se em segmentos específicos como as obrigações de caixa e os certificados.

    Jornal de Negócios

  9. #9

    Registo
    Jan 2008
    Idade
    54
    Posts
    1.436

    Padrão Credit Suisse reforça participação na PT para 2,22%

    Credit Suisse reforça participação na PT para 2,22%


    O Credit Suisse reforçou a sua participação no capital da Portugal Telecom (PT) para 2,22%, informou esta segunda-feira a operadora de telecomunicações.
    A instituição financeira suíça aumentou a sua posição a 6 de Junho, passando a deter um total de 20.945.723 acções representativas de 2,22% do capital social e dos direitos de voto correspondentes ao capital social da PT.
    fote DD

  10. #10
    Avatar de ronaldo7
    Registo
    May 2008
    Idade
    31
    Posts
    143
    portugal vende tudo
    0 fanatismo tras pobreza

  11. #11

    Registo
    Sep 2006
    Idade
    63
    Posts
    5.611

    Arrow Comissão Europeia dá «luz verde» para ajuda aos pescadores da UE



    Comissão Europeia dá «luz verde» para ajuda aos pescadores da UE
    A Comissão Europeia aprovou, esta terça-feira, medidas temporárias de apoio às pescas, como ajuda à reconversão das frotas, apoios de emergência para a cessação provisória da actividade e modos de intervenção no mercado para aumentar o valor do pescado.
    Com este pacote de medidas, Bruxelas quer contribuir para combater os efeitos no sector das pescas das sistemáticas subidas de preços dos combustíveis.
    Os esquemas previstos para a reconversão das frotas têm como objectivo facilitar a concessão de ajudas para uma reestruturação profunda onde esta for necessária, para tornar os navios energeticamente mais eficientes e para tornar os métodos de captura mais amigos do ambiente.
    Estas medidas serão apresentadas pelo comissário europeu para as Pescas, Joe Borg, no próximo Conselho de Ministros da Agricultura e Pescas da UE, que decorre no Luxemburgo no início da próxima semana e deverá ser adoptada uma proposta formal no início de Julho.
    A Comissão Europeia propõe a concessão de uma ajuda temporária num máximo de três meses a navios imobilizados, a aplicar até ao fim do ano e com a condição de as embarcações beneficiárias entrarem num plano de reestruturação num prazo de seis meses.
    Bruxelas considera ainda a possibilidade de alterar o regime da ajuda mínima ("minimis") para 30.000 euros por navio em vez de por empresa, mas com um limite máximo de 100.000 euros por empresa.
    Já no que respeita à promoção do valor do pescado no primeiro ponto de venda (a lota, por exemplo), a Comissão prevê uma atribuição adicional de 20 a 25 milhões de euros no orçamento e ainda ajudas do Fundo Europeu das Pescas.
    Este item inclui a criação de um sistema de monitorização do mercado e auditorias.

    Fonte: TSF
    Um abraço

    Bruno Cardoso



  12. #12

    Registo
    Sep 2007
    Idade
    47
    Posts
    3.920

    Padrão Fuga dos certificados supera 500 milhões desde alteração de regras

    Os certificados de aforro continuam com cada vez menos adeptos em Portugal. A fuga destes produtos, onde mais de 700 mil portugueses têm as suas poupanças aplicadas, iniciou-se em Fevereiro, depois do Governo ter alterado as regras de remuneração dos certificados. Desde então, os resgates líquidos já superam os 500 milhões de euros.

    De acordo com os dados ontem publicados pelo Instituto de Gestão do Crédito Público (IGCP), no mês de Maio os resgates de certificados de aforro totalizaram 197 milhões de euros e as novas subscrições 100 milhões de euros.

    O saldo foi negativo em 97 milhões de euros, um valor que confirma que os portugueses continuam a retirar o dinheiro destes produtos de poupança.

    Ainda assim, o ritmo de saída de dinheiro dos certificados de aforro até está a abrandar. Fevereiro foi o pior mês, com os portugueses a resgatarem 260 milhões de euros e a colocarem apenas 98 milhões nestes produtos de poupança.

    Os resgates líquidos de 162 milhões de euros explicam-se com o facto de o governo ter criado a nova série C de certificados de aforro, que apesar de ser menos atractiva, pagava juros mais elevados do que a extinta série B.

    O fluxo de saída prolongou-se nos meses seguintes, embora de forma menos intensa, revelando que os certificados estão a perder adeptos . Nos últimos quatro meses, ou seja, desde que o Governo alterou a legislação dos certificados de aforro, os resgates totais ascendem já a 933 milhões de euros, e as novas subscrições a 414 milhões de euros.

    O saldo é negativo em 519 milhões de euros, valor que representa cerca de 3% do total que os portugueses têm aplicado nestes produtos financeiros emitidos pelo Estado - 17,666 mil milhões de euros.

    Jornal de Negócios

  13. #13
    Avatar de Satpa
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    56
    Posts
    9.473

    Novo Preço dos bilhetes da CP passam a variar consoante quilómetros percorridos

    Transportes
    Preço dos bilhetes da CP passam a variar consoante quilómetros percorridos

    Um bilhete de comboio Tavira/Vila Real passará a custar mais quatro cêntimos a partir de 29 de Junho, enquanto Faro/Lagos sofre uma redução de dez cêntimos, ao abrigo do novo modelo tarifário nos serviços regionais da CP

    Segundo afirmou hoje o porta-voz da empresa, Carlos Madeira, actualmente os passageiros pagam 1,61 euros por bilhete entre Tavira e Vila Real de Santo António, no Algarve, um percurso de 25 quilómetros que passará a custar 1,65 euros.

    Relativamente à ligação entre Faro e Lagos, o bilhete reduz de 6,40 euros para 6,30 euros, num percurso que totaliza 84 quilómetros, referiu.

    A partir de 29 de Junho o modelo tarifário para os comboios regionais e inter regionais terá uma base quilométrica, uma medida que permitirá terminar com anteriores distorções, disse Carlos Madeira.

    Neste âmbito, os percursos até 50 quilómetros sofrem um aumento máximo de 0,10 cêntimos e mínimos de 0,03 cêntimos, enquanto nos trajectos superiores a 50 quilómetros o máximo será 0,30 cêntimos e a redução de menos 7,95 cêntimos, indicou.

    O porta-voz da CP adiantou, ainda, que nas linhas onde a empresa utiliza comboios mais antigos será introduzida uma «redução especial no preço dos bilhetes».

    Assim sendo, nos percursos até 50 quilómetros o aumento máximo será 0,09 e o mínimo 0,05 cêntimos, ao passo que os bilhetes para trajectos superiores a 50 quilómetros o máximo será 0,20 cêntimos e a redução de 7,50 cêntimos.

    O porta-voz da CP, Carlos Madeira, adiantou à agência Lusa que as novas tarifas vão introduzir uma correcção face ao modelo em vigor, embora «não se possa falar em aumentos no tarifário, já que em termos médios há uma descida».


    Lusa/SOL

  14. #14

    Registo
    Sep 2007
    Idade
    47
    Posts
    3.920

    Padrão Cadilhe custa três milhões ao BPN

    É este o preço da exclusividade assumida por Miguel Cadilhe quando saiu do BCP.

    A exclusividade de Miguel Cadilhe custa perto de três milhões de euros. Foi este o valor que o BCP e o antigo ministro das Finanças de Cavaco Silva terão acordado como compensação pelo compromisso de que Cadilhe não trabalharia em qualquer outro banco. Este valor, definido no final de 2001 - quando o economista abandonou a administração do BCP - poderá agora ter de ser pago pela Sociedade Lusa de Negócios (SLN) ao banco liderado por Carlos Santos Ferreira, soube o Diário Económico.

    Até ao fecho da edição, não foi possível confirmar se o BCP aceitou prescindir deste valor ou se a SLN, em nome de Cadilhe, poderá ter de ressarcir o grupo, total ou parcialmente. O ex-administrador do BCP terá exigido, desde o início, não ter de ressarcir o banco deste valor.

    Certo é que deixará de receber os mais de dez mil euros de pensão de que usufruía desde 2002, a partir do momento em que assumir oficialmente funções na SLN. Cadilhe não irá, no entanto, ficar totalmente desvinculado do BCP. Continuará na mesma a ter direito a uma reforma como quadro da instituição, quando atingir a idade da reforma. A diferença está em receber apenas esse valor ou acumular com os cerca de dez mil euros, de que agora teve de prescindir.

    Fonte oficial da ‘holding’ que detém o BPN confirmou ao Diário Económico que Cadilhe terá ainda de ser designado presidente da SLN, conforme avançava ontem o Jornal de Negócios, pela SLN Valor, principal accionista do grupo, eleito na última sexta-feira. “A SLN Valor indigitará o Sr. Dr. Cadilhe, conforme já aprovado pelos senhores accionistas e nos termos legais”, explica a mesma fonte. Esta indigitação poderá estar dependente de um último contacto formal com o BCP.

    Cadilhe ter-se-á comprometido a comunicar ao banco a sua eleição, assim que tal acontecesse, para desta forma deixar de receber os mais de dez mil euros de pensão, soube ainda o Diário Económico.

    Para além dos perto de dez mil euros que ficou a receber e que iria acumular com a reforma do BCP, estes cerca de três milhões de euros de compensação a Cadilhe terão sido acordados com o pressuposto de o ex-administrador nunca mais, na sua vida profissional, vir a desempenhar funções em outra instituição bancária. Uma exigência estabelecida no final de 2001, altura em que Cadilhe tinha ainda apenas 57 anos e portanto um período considerável, em teoria, até à idade da reforma, 65 anos.

    A SLN irá compensar Cadilhe, pelo menos, pela perda destes mais de dez mil euros que recebia desde 2002 e eventualmente também a compensação pelos três milhões de euros. Os termos finais do acordo entre Cadilhe, SLN e BCP terão sido acertados em definitivo muito recentemente.

    No primeiro dia de trabalho da nova administração da SLN, eleita na sexta-feira, Cadilhe esteve ausente, por estar no Porto, estando a vinda para Lisboa prevista apenas para quarta-feira. Fonte do grupo garante, no entanto, que este esteve em contacto com os membros da sua equipa que reuniram informalmente ontem em Lisboa. Até porque a administração da SLN “assumiu hoje [ontem]”, formalmente, funções, explicou fonte oficial. A tomada de posse de Cadilhe depende agora da sua indigitação pela SLN Valor.

    Diário Económico

  15. #15

    Registo
    Mar 2007
    Posts
    34
    se calhar e para pagar o casamento.... do pinto da corruption eh eh eh

Página 1 de 8 1 2 ... Último

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar