Uma empresa britânica de segurança desenvolveu uma câmara capaz de detectar objectos como armas, drogas ou explosivos escondidos em baixo da roupa das pessoas a uma distância de até 25 metros.
Chamada de T5000, a câmara funciona com uma tecnologia que detecta a radiação electromagnética de ondas Terahertz, emitidas naturalmente pelas pessoas e objectos. Estas ondas estão numa categoria entre o infravermelho e as microondas e são capazes de atravessar nuvens e paredes.

A característica destas ondas muda de acordo com cada objeto, o que possibilita ao aparelho conseguir distinguir cocaína de açúcar, por exemplo.

"Se olharmos para alguém em terahertz, a pessoa iria aparecer brilhando como uma lâmpada e a intensidade do brilho dos objectos iria variar", disse um porta-voz da empresa ThruVision, que produz a câmara.

O porta-voz ressalta ainda que, apesar de conseguir "ver" em baixo das roupas, a câmara não mostra detalhes do corpo das pessoas.

A nova câmara foi desenvolvida em parceria com a Agência Espacial Europeia e será apresentada nesta semana durante uma feira de exposições do Ministério do Interior da Grã-Bretanha.

Segurança

Segundo os produtores, o novo dispositivo poderá ser usado em estações de trem, centros de comércio e outros locais públicos para aumentar a segurança.

"Os atos de terrorismo balançaram o mundo nos últimos anos e as precauções de segurança ficaram mais intensas globalmente", disse Clive Beattie, director da ThruVision.

"A habilidade de ver objectos metálicos e não-metálicos nas pessoas a 25 metros de distância é certamente uma chave que poderá melhorar os sistemas de segurança", afirma.

Uma câmara similiar já é utilizada em alguns prédios e escritórios da região londrina de Canary Wharf, um dos centros financeiros de Londres. As filmadoras são instaladas nas recepções das empresas e conseguem detectar objectos em baixo das roupas das pessoas a uma distância de até 12 metros.


.