Página 19 de 115 Primeiro ... 918 19 202969 ... Último
  1. #271
    Avatar de sneto2000
    Registo
    Nov 2007
    Posts
    3.185
    INDY: O brasileiro Castro Neves não lamenta largar em segundo

    Hélio Castro Neves quase conquistou a pole position para a etapa de Detroit. O brasileiro, porém, foi superado apenas pelo líder do campeonato, Scott Dixon.

    O piloto da Penske é o único com chances de tirar o título do neozelandês. Ele prevê uma batalha dura pela vitória.

    "Nós temos um grande carro. Eu sabia que isso ia ficar entre Scott e eu. Tudo será muito próximo entre nós", disse Castro Neves, 43 pontos atrás do rival.

    "Eu forcei o máximo que pude, mas infelizmente nós não fizemos uma volta melhor."

    "Largar em segundo não é tão ruim. Na verdade, é muito bom. Nós vamos tentar fazer de tudo para vencer a corrida de amanhã", garantiu o brasileiro.

    Fonte: Tazio

  2. #272
    Avatar de sneto2000
    Registo
    Nov 2007
    Posts
    3.185
    NASCAR: Jimmie Johnson faz a pole na Califórnia

    O piloto da Chevrolet, Jimmie Johnson, atualmetne na 4ª colocação,
    obteve a pole para a 25ª etapa da nascar Sprint Cup, que será
    disputada neste domingo no Auto Club Speedway, na Califórnia.

    Ao seu lado vai largar Jeff Gordon (Chevrolet), enquanto da 2ª fila
    largarão Jeff Gordon (Chevrolet) e Kasey Kahne (Dodge). O líder do
    campeonato, Kyle Busch (Toyota), largará da 11ª posição do grid.

    1. Jimmie Johnson Chevrolet 39.912s (180.397 mph)
    2. A.J. Allmendinger Toyota 40.076s
    3. Jeff Gordon Chevrolet 40.097s
    4. Kasey Kahne Dodge 40.188s
    5. Patrick Carpentier Dodge 40.255s
    6. Elliott Sadler Dodge 40.338s
    7. Martin Truex Jr Chevrolet 40.351s
    8. Dave Blaney Toyota 40.363s
    9. Kurt Busch Dodge 40.412s
    10. Aric Almirola Chevrolet 40.419s
    11. Kyle Busch Toyota 40.421s
    12. David Reutimann Toyota 40.446s
    13. Jamie McMurray Ford 40.448s
    14. Tony Stewart Toyota 40.482s
    15. Greg Biffle Ford 40.507s

    Fonte: Super SpeedWay

  3. #273
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão WTCC em Oschersleben: 1ª corrida

    Tiago Monteiro foi quarto
    Tiago Monteiro obteve a quarta posição na primeira corrida do programa deste fim-de-semana do WTCC, sendo o Seat melhor posicionado.

    A contenda foi ganha com grande à vontade pelo brasileiro Augusto Farfus, em BMW 320si, com mais de sete segundos de avanço sobre o primeiro de dois Chevrolet Lacetti, que completaram o pódio, Robb Huff e Alain Menu.

    A segunda corrida do programa realiza-se às 14:50 horas de Portugal,e tem transmissão em directo pelo Eurosport, com o piloto português a sair na quinta posição.

    Curiosamente, nenhum dos pilotos que lutam pelo título logrou pontuar, o que diz muito do equilíbrio de andamentos no WTCC. O piloto da BMW ganhou vantagem após a partida, chegando à primeira na frente da corrida, para não mais a largar, aumentando p+aulatinamente a margem que o separava do segundo colocado.

    Huff passou por alguns momentos 'quentes' na partida, já que sofreu um toque do seu companheiro de equipa, Nicola Larini, mas pode continuar e assim assegurar um saboroso segundo posto.

    Alain Menu completou o pódio para a Chevrolet depois de passar Gabriele Tarquini nas voltas inicias da corrida. De Tiago Monteiro falaremos assim que for possível falar com o piloto.

    AS

  4. #274
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão SuperLeague Fórmula em Donington Park



    Vitória "chinesa", F. C. do Porto foi sétimo

    A equipa chinesa Beijing Guoan, por intermédio de Davide Rigon, foi a vencedora da primeira corrida da nova Superleague Formula, que este fim-de-semana se realiza em Donington Park. O F. C. do Porto, com Tristan Gommendy, foi sétimo na estreia.

    O autor da pole, Davide Rigon liderou do princípio ao fim, mesmo depois da passagem do safety-car devido a um incidente de corrida, no caso a equipa do Milão (Robert Doornbos) que se despistou.

    A estrela da corrida foi Adrian Valles, que depois dos problemas eléctricos nos treinos, partiu de 17º logrando chegar em 1uinto depois duma corrida fabulosa.

    Na verdade, a fiabilidade ainda é um problema, já que seis das sete desistências sucederam devido a problemas técnicos. O primeiro de todos foi Robert Doornbos, que irá partir da pole-position, caso a sua equipa consiga reparar o monolugar a tempo da segunda corrida, que é realizada com a grelha invertida.
    AS

  5. #275
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Acura conquista dobradinha em Detroit

    Primeira vitória da Andretti Green no ALMS
    A prova do American Le Mans Series (ALMS) em Detroit voltou a ser bastante disputada, assistindo-se à primeira vitória do Acura da Andretti Green Racing (AGR), por intermédio da dupla Franck Montagny/James Rossiter.

    Os dois primeiros lugares do pódio foram mesmo ocupados por dois carrros da marca japonesa, com David Brabham e Scott Sharp a ficarem com o segundo posto, no Acura da equipa Highcroft.

    Para Montagny e Rossiter, a vitória ficou decidida nas boxes, com a equipa AGR a ser a mais lesta nas paragens da boxe e a apostar numa táctica diversa que deu os seus frutos, primeiro ao trocar de pilotos numa fase ainda prematura e, depois, ao decidir manter os mesmos pneus para a parte final da corrida.

    Condicionados pelas suas posições à partida, os Audi foram recuperando lugares, mas Lucas Luhr abandonou devido a um violento despiste e a dupla Emanuele Pirro/Marcel Fassler não foi além do terceiro posto, vencendo a categoria LMP1.

    Nos GT1 a vitória continuou a ser um feudo privado entre os Corvette, com Oliver Gavin e Olivier Beretta a vencerem a classe à frente do outro Corvette C6R de Magnussen e O'Connells's.

    Entre os GT2 a Porsche foi, desta feita, a mais forte, conseguindo uma dobradinha na classe, com a equipa Flying Lizard a colocar Wolf Henzler e Jorg Bergmeister no lugar mais alto e Johannes van Overbeek e Patick Pilet em segundo. Mika Salo e Jaime Melo, em Ferrari, ficaram com o terceiro posto.

    1. P2 Montagny/Rossiter Acura ARX-01b 104 voltas
    2. P2 Brabham/Sharp Acura ARX-01b + 3.985s
    3. P1 Pirro/Fassler Audi R10 TDI + 20.114s
    4. P2 De Ferran/Pagenaud Acura ARX-01B + 28.836s
    5. P2 Dumas/Bernhard Porsche RS Spyder + 59.266s
    6. P2 Long/Briscoe Porsche RS Spyder + 59.792s
    (...)
    10. GT1 Gavin/Beretta Corvette C6.R + 4 laps
    11. GT1 O'Connell/Magnussen Corvette C6.R + 4 laps
    12. GT2 Bergmeister/Henzler Porsche 911 GT3 + 6 laps
    13. GT2 Van Overbeek/Pilet Porsche 911 GT3 + 6 laps
    14. GT2 Salo/Melo Ferrari 430 GT + 6 laps
    AS

  6. #276
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Piloto português envolvido em colisão múltipla

    Monteiro desiste; vitória para Félix Porteiro

    O português Tiago Monteiro voltou a não ter a sorte do seu lado, ao abandonar pouco depois da largada, tendo ficado envolvido numa colisão múltipla que também envolveu James Thompson e Ibrahim Okyay.
    A vitória foi para o espanhol Félix Porteiro, num BMW 320si, terminando à frente de Tom Coronel, da Seat.

    Monteiro, que terminou a primeira corrida em quarto lugar, tinha na segunda prova a oportunidade de melhorar essa classificação, mas um acidente na primeira curva deitou por terra as esperanças do portuense.

    No entanto, se a luta pela vitória na primeira corrida tinha sido parca em emoções, o mesmo não se pode dizer da segunda, com o primeiro lugar a ser discutido pelo trio composto por Félix Porteiro, Tom Coronel e Robert Huff.

    Com diversos toques e tentativas de ultrapassagem entre si, acabou por ser o espanhol da BMW a levar a melhor, deixando Coronel e Huff a poucos décimos, numa das chegadas mais apertadas da temporada - sete décimos separaram os três primeiros na linha de chegada.

    Logo atrás ficaram Marc Gene, Andy Priaulx, Augusto Farfus e Sergio Hernandez (vencedor dos Independentes), que protagonizaram mais uma luta interessante, com os quatro carros a chegarem separados por menos de um segundo.

    O melhor dos Seat na primeira corrida

    Tiago Monteiro conseguiu este Domingo o 4º lugar na primeira corrida do WTCC em Oschersleben. O piloto da Seat saiu da terceira posição, assinando uma excelente partida e uma corrida com um ritmo muito consistente. Tiago sobreviveu à primeira curva que faz da partida na Alemanha uma das mais complicadas de todo o campeonato. Depois preocupou-se em gerir o andamento para controlar o desgaste dos pneus, num circuito mais favorável à concorrência:

    "O carro esteve sempre muito rápido durante todo o fim-de-semana e a confirmação foi não só o terceiro lugar na qualificação como o segundo melhor tempo que consegui no Warm Up. Depois já sabia que ia ser uma loucura na partida. Eu larguei bem mas não tinha por onde passar. Quando chegámos à primeira curva éramos pelo menos oito literalmente colados. Houve muitos toques mas correu tudo bem. À terceira volta já tinhamos percebido que era impossível acompanhar o ritmo do BMW e dos Chevrolet. Os cinco pontos são importantes para os objectivos da SEAT. Na segunda corrida poderia ter feito igual ou mesmo melhor. Tenho pena de ter saído mal daquela confusão. Mas é um incidente de corrida habitual neste circuito."

    Na segunda corrida Tiago saía da terceira linha da grelha. O quinto lugar em que largava o português, colocava-o de novo no meio da confusão da primeira curva. Só que desta vez as coisas não correram bem para o lado do nº18 e uma colisão forçou a desistência:

    "Fiquei com o Farfus do meu lado direito e não tinha por onde me defender porque estava bloqueado por todos os lados. Foram vários os carros que acabaram por sair de pista na primeira curva. Ele acabou por perder a trajectória porque vinha demasiado rápido e quando voltou à pista acertou-me em cheio. Fique de lado e fui abalroado por outros. Os danos no meu carro não me permitiram continuar. Foi pena porque poderia ter ficado nos quatro primeiros. Foi um fim-de-semana de altos e baixos, mas fiquei satisfeito porque conseguimos imprimir um ritmo forte. Demos o máximo que era possível."

    Nas corridas de Oschersleben a SEAT conseguiu manter a liderança da tabela de pilotos e construtores. No entanto, a competição foi liderada pelos homens da casa, com a BMW a vencer as duas corridas.

    A próxima etapa do WTCC está marcada para dentro de duas semanas em Itália. A 20 e 21 de Setembro o Campeonato Mundial de Turismos chega ao circuito de Imola.AS


  7. #277
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão SuperLeague Fórmula: 2ª corrida

    Sevilha vence, F. C. do Porto em nono

    O fim-de-semana do F. C. do Porto saldou-se por um sétimo e um nono lugar, com a segunda contenda a ser vencida, com grande margem - cerca de 11 segundos - por Borja Garcia em representação do Sevilha F. C.

    O piloto da formação espanhola foi quem melhor se adaptou às terríveis condições de Donington Park, com muita chuva, facto que levou a vários acidentes que resultaram na entrada em pista do Safety-Car por duas vezes.

    Depois da segunda saída do safety-car, Borja Garcia demorou algum tempo a desenvencilhar-se de Tuca Rocha, que corre pelo Flamengo, numa luta interessante de seguir, mas a partir daí o espanhol, nunca mais teve qualquer adversário por perto, tal a margem que depressa alcançou.

    As lutas no meio do pelotão foram muitas, com algumas trocas de posição. Destaque igualmente para a luta pelo lugar mais baixo do pódio, qual acabou nas mãos do Liverpool, depois dum bom duelo com o Borussia de Dortmund.

    O piloto francês da equipa portuguesa terminou em nono, beneficiando da desistência perto do fim, da equipa do Corinthians, cujo piloto não evitou um aparatoso aquaplanning.AS

  8. #278
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão 24 Horas de Zolder não correram bem a Lamy

    Pedro Lamy e a sua equipa, a Sport Garage, não foram felizes nas 24 Horas de Zolder, terminando a prova na 14ª posição, depois do seu companheiro Steve Zacchia, não ter evitado uma violenta saída de pista, por volta das 4 da manhã, que danificou bastante o Ferrari 430 da equipa, provocando um afastamento da luta pela vitória da prova.

    O piloto português, que havia estado durante toda a semana em Vallelunga, Roma, a trabalhar no desenvolvimento do Peugeot 908 HDi FAP em Vallelunga, Itália, com vista à participação na derradeira etapa do Campeonato Le Mans Series, chegou à Bélgica, sem hipóteses de treinar e habituar-se ao Ferrari 430, uma máquina completamente diferente da que normalmente conduz nas LMS:

    "Apenas realizei algumas voltas no Warm-Up e depois apenas voltei aos comandos do carro durante a corrida. Foi uma experiência nova, que correu bem, mas que acabou por não ter o resultado que desejávamos", começou por explicar Pedro Lamy, triste com o desfecho da corrida.

    Nas 12 horas iniciais, Lamy, Vincent Vosse, Steve Zacchia e Eddy Renard, marcaram presença constante entre os 5 primeiros classificados, chegando inclusive a liderar a prova, mas infelizmente, "uma saída de pista violenta do Steve Zacchia acabou por fazer a equipa perder muito tempo nas boxes e qualquer hipótese de lutar pela vitória". Ao amanhecer, um outro problema atingiu o Ferrari 430 da equipa de Pedro Lamy:

    "O meu companheiro de equipa, ao tentar recuperar algum do tempo perdido, pisou o corrector com demasiada força e tivemos um problema de transmissão. No cômputo geral foi um fim-de-semana muito complicado e que não nos deixará saudades", concluiu o piloto português que dentro de 15 dias disputará a derradeira etapa da edição de 2008 das Le Mans Series.AS

  9. #279
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Scheider vence e dá passo em frente rumo ao título


    Timo Scheider (Audi) venceu pela segunda vez esta temporada, numa corrida em que na sua maior parte susteve os ataques de Paul di Resta (Mercedes), numa luta em que os odis pilotos nunca estiveram separados por mais de dois segundos.

    Apesar da emoção, Scheider nunca cometeu qualquer erro e manteve o comando. A fechar o pódio ficou classificado Mattias Ekstrom, também em Audi, subindo quatro lugares em relação à posição de partida, mercê de uma estratégia nas boxes diferente da dos seus adversários.

    Jamie Green (Mercedes), outro dos principais candidatos ao título, não foi além do quarto lugar e viu ainda di Resta igualá-lo na tabela pontual.

    Martin Tomczyk terminou em quinto, à frente de Bruno Spengler e de Tom Kristensen, com o derradeiro lugar pontuável a ficar para Gary Paffett, que se superiorizou a Bernd Schneider na luta pelo oitavo lugar.
    A três provas do fim do campeonato, Scheider lidera com 54 pontos, mais nove do que Jamie Green e Paul di Resta.

    AS

  10. #280
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Vantagem de 44 pontos a três provas do fim

    Giovanardi quase campeão

    Fabrizio Giovanardi, ao volante de um Vauxhall Vectra, deu um passo decisivo na revalidação do título do BTCC, ao vencer uma das provas e ao ficar em segundo e terceiro nas duas outras rondas do fim-de-semana de Silverstone.

    Numa jornada em que a chuva marcou presença em todas as corridas, coube a Jason Plato, no Seat Leon TDI, a vitória na primeira tirada, levando a melhor sobre Fabrizio Giovanardi, que terminou praticamente colado ao britânico.

    Na segunda corrida, foi a vez do italiano vencer, deixando o BMW de Colin Turkington em segundo, ao passo que Plato não foi além do sétimo posto final, perdendo ainda mais pontos para o líder do campeonato.

    Já na derradeira prova do dia, Mat Jackson (BMW) cruzou a meta em primeiro, na frente de Adam Jones e Giovanardi.

    Com apenas três corridas para o fim do campeonato (em Brands Hatch), Giovanardi tem o título quase garantido, já que dispõe de 44 pontos de vantagem sobre Jason Plato, quando só restam 52 possíveis.AS

  11. #281
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Muller e Tarquini separados por dois pontos

    Robert Huff, Félix Porteiro e Augusto Farfus foram os grandes beneficiados no que ao campeonato diz respeito, num fim-de-semana em que dos homens da frente, só Andy Priaulx logrou aumentar em quatro pontos o seu pecúlio, passando a somar 53, enquanto o líder, Yvan Muller, somou um único ponto, passando agora a ter dois de avanço para o segundo classificado, Gabriele Tarquini.

    Por sua vez, o italiano, teve duas corridas para esquecer, já que colocou fora de prova Andy Priaulx da primeira corrida, foi penalizado em um minuto, facto que lhe comprometeu a segunda corrida. Bem pode dar-se por satisfeito por só ter perdido um ponto no campeonato para Yvan Muller.

    Muito por decidir, portanto, numa competição que tem somente três pilotos que venceram mais do que uma corrida, entre eles, o português Tiago Monteiro.

    A oito corridas do fim da competição, a luta franco-italiana intensifica-se, mas começa a ter cada vez mais perto outros protagonistas que já estiveram mais longe de se juntarem a esta luta.

    Quanto a Tiago Monteiro, tem sido pouco regular na obtenção de pontos, e está fora do top 10 da competição, fruto de alguns azares que teve, como por exemplo, hoje, em que se viu envolvido num acidente.AS

  12. #282
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Na corrida de abertura do Circuito ACDME 3

    Patrick Cunha estreou-se a vencer
    Patrick Cunha estreou-se a vencer no PTCC tornando-se no sexto vencedor diferente nas nove corridas já realizadas. O momento decisivo da corrida ofi claramente a partida, onde o piloto do Seat, que partiu da quarta posição, "saltou" para o comando, para não mais o largar ao ao final da contenda:

    "Fiz um excelente arranque e apesar de alguma confusão nas primeiras curvas, consegui ganhar desde logo uma boa vantagem, até porque ataquei muito forte".

    Na realidade, a partir do momento em que assumiu o comando da corrida, o piloto do SEAT Leon Supercopa limitou-se a controlar a concorrência, sagrando-se no final das 12 voltas o sexto vencedor diferente em nove corridas. "Até que enfim", começou por desabafar. "Há muito que procurava esta vitória e com este resultado volto a sonhar com o título".

    Francisco Carvalho foi segundo

    Com o segundo lugar, Francisco Carvalho reduziu a diferença para o líder do campeonato, reconhecendo "ter sido o resultado possível, em função do tempo perdido com a confusão da primeira volta". Em razão do estado da carroçaria do Peugeot 407 S2000, João Figueiredo foi um dos mais prejudicados com a impetuosidade registada na volta inicial, com o jovem de Coimbra a lamentar que "os toques de que fui vítima tornaram o carro inguiável. Era impossível fazer melhor".

    Apesar de tudo, o terceiro lugar permitiu-lhe reduzir a diferença pontual para César Campaniço, com quem travou um interessante duelo nas últimas voltas. Para o piloto do BMW 320si, "não fosse o pião feito na curva ´vip´, na primeira volta, para evitar o Francisco Carvalho, é provável que o resultado fosse diferente, mas as corridas são mesmo assim".

    Impedido de entrar em confronto "directo" com os adversários, "devido às dificuldades de orçamento", José Monroy terminou num positivo quinto lugar, precedendo José Carlos Ramos, agastado com "determinadas situações vividas em pista". Menos sorte tiveram António João Silva e o jovem Nuno Torres, obrigados a desistir na sequência de toques no seio do pelotão.

    Sexta vitória de Vasco Campos na Categoria 3

    Na Categoria 3 e apesar de uma fuga de gasolina no Alfa Romeo 147, Vasco Campos conquistou a sexta vitória da temporada - quinta consecutiva - com o piloto da Trofa a assumir que se tratou de "uma corrida difícil, devido ao cheiro intenso no habitáculo". Depois de ter passado pelo comando e de ter protagonizado um curioso duelo com o líder, Rui Alves foi o segundo classificado, à frente de Gonçalo Manahu, ambos aos comandos dos Renault Clio RS 2.0.

    Corrida 1: 1º Patrick Cunha (SEAT Leon Supercopa), 22m40,269s; 2º Francisco Carvalho (SEAT Leon Supercopa), a 2,817s; 3º João Figueiredo (Peugeot 407 S2000), a 10,232s; 4º César Campaniço (BMW 320si), a 10,667s; 5º José Monroy (SEAT Leon Supercopa), a 10,893s; 6º José Carlos Ramos (SEAT Leon Supercopa), a 26,110s; 7º Vasco Campos (Alfa Romeo 147), a 1m24,692s; 8º Rui Alves (Renault Clio RS 2.0), a 1m25,207s; 9º Gonçalo Manahu (Renault Clio RS 2.0), a 2 voltas;
    Não classificados: António João Silva (SEAT Leon Supercopa) e Nuno Torres (Ford Focus ST170).
    Volta mais rápida: a 6ª de César Campaniço, em 1m51,699s, à média de 134,8 km/h.

    Qualificação: 1º João Figueiredo (Peugeot 407 S2000), 1m49,336s; 2º César Campaniço (BMW 320si), 1m49,428s; 3º Francisco Carvalho (SEAT Leon Supercopa), 1m50,593s; 4º Patrick Cunha (SEAT Leon Supercopa), 1m50,727s; 5º José Monroy (SEAT Leon Supercopa), 1m50,881s; 6º António João Silva (SEAT Leon Supercopa), 1m51,460s; 7º Nuno Torres (Ford Focus ST170), 1m52,476s; 8º José Carlos Ramos (SEAT Leon Supercopa), 1m52,836s; 9º Vasco Campos (Alfa Romeo 147), 1m56,406s; 10º Rui Alves (Renault Clio RS 2.0), 1m57,954s; 11º Gonçalo Manahu (Renault Clio RS 2.0), 2m00,399s.
    AS

  13. #283
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Campeonato de Portugal de Clássicos

    Jorge e Santos repartem louros
    Joaquim Jorge, na primeira, e Carlos Santos, na segunda corrida, levaram a melhor nesta jornada do Campeonato de Portugal de Clássicos. Se o primeiro venceu pela segunda vez este ano, o segundo teve a sua estreia.

    A primeira corrida começou por ser liderada por António Barros, no Porsche, mas um problema mecânico forçou-o ao abandono, deixando caminho aberto para a vitória de Barros.

    Alexandre Rebelo terminou a prova no segundo posto, beneficiando da desistência de Carlos Santos, ao passo que mais atrás, Kiko Mora e José Batista lutaram pelo terceiro lugar final até que este também foi forçado a abandonar na penúltima volta.

    Já a segunda corrida foi mais monótona, com Joaquim Jorge a aguentar a liderança durante as primeiras voltas, até que Carlos Santos, que ficou de fora na primeira corrida depois de se soltar um tubo no seu motor, tomou posse do primeiro lugar, à frente de Joaquim Jorge. Alexandre Rebelo ficou com o derradeiro lugar do pódio.

    Classificações

    1ª Corrida: 1º Joaquim Jorge (Ford Escort RS 1600), 12 voltas em 24m09,256s; 2º Alexandre Rebelo (Porsche 911 RSR), a 46,913s; 3º Kiko Mora (Ford Escort RS), a 59,108s; 4º Domingos Coutinho (BMW 2800 CS), a 1m35,078s; 5º José Baptista (Ford Escort RS), a 2 voltas; 6º António Barros (Porsche 911 RSR), a 4 voltas; 7º Francisco Pinto (BMW 2002), a 6 voltas.
    Volta mais rápida: Carlos Santos em 1m53,969s à médoa de 132,1 km/hora

    2ª Corrida: 1º Carlos Santos (Porsche 911 RSR), 12 voltas em 23m26,080s à mádia de 130,5 km/hora; 2º J. Jorge, a 2m872s; 3º A. Rebelo, a 1m07,523s; 4º K. Mora, a 1m12,820s; 5º D. Coutinho, a 1 volta.
    Volta mais rápida: Carlos Santos em 1m55,332s à média de 130,5 km/hora.

    Pole-position: António Barros com 1m54,327s, à media de 131,7 km/hora

    José A. Pedro

  14. #284
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Campeonato de Portugal de Clássicos 1300

    Beirão acima da média
    Alexandre Beirão venceu, pela primeira vez na temporada, uma prova do Campeonato de Portugal de Clássicos 1300.

    O piloto do Alfa Romeo esteve uns furos acima da concorrência, mostrando um andamento que ninguém conseguiu acompanhar, mais na segunda corrida do que na primeira.

    Numa grelha de partida com apenas nove Alexandre Beirão levou a melhor na primeira corrida dos Clássicos 1300, depois de alguma disputa, neste caso, até à penúltima volta com Miguel Ferreira, que partiu da "pole", mas não conseguiu resistir à maior velocidade de Bairão. Na tentativa de não perder contacto com Beirão, Ferreira fez um pião e abandonou.

    Paulo Antunes e Pedro Gaspar beneficiaram do abandono de Miguel Ferreira para subir ao segundo e terceiro posto, ao passo que Fernando Soares venceu entre os Históricos 71, sendo ainda o quinto da geral.

    Na segunda corrida, nada nem ninguém impediu que Alexandre Beirão vencesse, mantendo-se longe de todos os adversários. No final, foram cerca de dez segundos a separar o primeiro do segundo lugar, pertença de Miguel Ferreira, após um longo duelo com Paulo Antunes.

    Fernando Soares foi quarto e voltou a ser o melhor nos Históricos 71, ganhando uma posição a três voltas do final a Pedro Gaspar.


    Classificações

    1ª Corrida: 1º Fábrica Italiana-TRSport/Alexandre Beirão (Alfa Romeo), 10 voltas em 21,11,743s à media de 119,6 km/hora; 2º Radical Seguros/Paulo Antunes (Datsun 1200), a 11,520s; 3º Pedro Gaspar (Datsun 1200), a 14,932s; 4º Luís Alegria (Datsun 1200), a 22,944s; 5º (1º H71) Fernando Soares (Austin Cooper S), a 26,734s; 6º João Torres (Dastun 1200), a 1m09,955s; 7º Jorge Lobo (Alfa Romeo GTA Júnior), a 2m12,927s; 8º Miguel Ferreira (Ford Escort), a 2 voltas; 9º Pedro Mexia Alves (Ford Escort), a 3 voltas.

    Volta mais rápida: M. Ferreira com 2m05,783s à média de 119,7 k /hora.

    2ª Corrida: 1º A. Beirão, 10 voltas em 20m59,822s à média de 120,4 km/hora; 2º M. Ferreira, a 10,022s; 3º P. Antunes, a 11,750s; 4º (1º H71) F. Soares, a 40,258s; 5º P. Gaspar, a 55,700s; 6º L. Alegria, a 57,658s; 7º J. Torres, a 1m21,878s; 8º J. Lobo, a 1 volta:

    Volta mais rápida: A. Beirão em 2m05,069s à média de 120,4 km/hora
    Pole-position: Miguel Ferreira com 2m05,321s à media de 120,1 km/hora
    AS

  15. #285
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão 'Formiga' trabalhadora

    António Félix da Costa viveu este fim-de-semana uma das experiências mais enriquecedores nos monolugares, ao competir simultaneamente na F.Renault 2.0 Eurocup e na variante do Norte da Europa, a F.Renault NEC. Quatro corridas no total!

    "Formiga" alcançou dois lugares no top-ten nas corridas da Eurocup - foi décimo na primeira e nono na segunda. "Deu para ver que realmente o campeonato é muito competitivo e, como tive alguns problemas no set-up para Nurburgring, nunca estive em posição de discutir os primeiros lugares".

    Mas a maior frustração veio na F.Renault NEC, onde Félix da Costa ainda tinha aspirações ao título, mas onde acabou por não evitar a consagração do rápido finlandês Valtteri Bottas.

    O português foi sétimo na primeira corrida da NEC, mas na segunda chegou a passar pela liderança antes de ser ultrapassado por Bottas. Quando rodava em segundo, um toque de um seu companheiro na Motopark Academy (Jokinen) levou o português a terminar o fim-de-semana fora de pista.AS

Página 19 de 115 Primeiro ... 918 19 202969 ... Último

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar