Página 7 de 115 Primeiro ... 6 7 81757107 ... Último
  1. #91
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Terceira hora em Le Mans

    Lamy atrasou-se com problemas de caixa

    O carro de Pedro Lamy caiu várias posições depois de ter perdido 23 minutos nas boxes a resolver um problema com a caixa de velocidades, o que obrigou Alexander Wurz a perder seis voltas, caindo para 27º. O Audi de Rinaldo Capello passou para o comando.

    Os outros dois Peugeot ocupam os restantes lugares do pódio, com uma vantagem confortável sobre os outros dois Audi. Depois de uma saída de pista do Pescarolo, o melhor dos "outros" passou a ser o protótipo japonês Dome, na altura com Yuji Tachikawa ao volante, tentando manter uma vantagem ténue sobre o melhor Oreca.

    Jos Verstappen, no Porsche da VM, lidera o LMP2, à frente do Porsche da Essex e do Pescarolo de João Barbosa, agora com Stéphane Grégoire ao volante, na 13ª posição da geral. Miguel Amaral, sem forçar muito o andamento, mantém o Lola da Quifel ASM estável no 7º lugar dos LMP2. Antonio Garcia conseguiu colocar a Aston Martin no comando dos GT1 enquanto Mika Salo lidera os GT2, no Ferrari da Risi.

    Paulo Manuel Costa, em Le Mans

  2. #92
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão 24 Horas de Le Mans - 6 Horas

    Peugeot contra-ataca

    A Peugeot regressou ao controlo dos acontecimentos nas 24 Horas de Le Mans, com um andamento mais forte para contrariar o menor número de paragens da Audi. Montagny lidera seguido de Villeneuve, enquanto Lamy recuperou de 29º para 10º.

    O piloto português vai continuar a andar ao máximo e tentar recuperar mais tempo, mas como se encontra a cinco voltas do líder, as suas hipóteses são bastante reduzidas a não ser que todos os outros carros oficiais tenham problemas sérios.

    Tom Kristensen mantém o Audi nº 2 no terceiro lugar, mas apesar de o seu R10 ser o mais rápido da marca alemã, não consegue contrariar a performance dos seus adversários franceses. Os Audi de Biela e Rockenfeller estão já a uma volta do primeiro classificado, enquanto Soheil Ayari, no Oreca-Courage, ocupa o 6º lugar e melhor dos carros a gasolina.

    Stéphane Grégoire, colega de João Barbosa, caiu para 14º lugar, depois do português ter realizado uma série de voltas mais rápidas no Pescarolo da Rollcentre. O protótipo da equipa de Martin Short continua atrás dos dois melhores LMP2, os Porsche da VM Motorsport (actual líder) e da Team Essex. O Lola da Quifel ASM Team ocupa o 7º lugar dos LMP2, com um ritmo mais lento que os principais adversários, mas já ocupou o quinto posto.

    Nos GT1, a Corvette e a Aston Martin mantém uma animada batalha pelo comando, com o carro americano a reconquistar a liderança depois de algumas horas atrás do bólide britânico. Nos GT2, O Ferrari da Risi já construiu uma pequena vantagem sobre o seu adversário mais directo, o Porsche da Felbermayr-Proton.

    Paulo Manuel Costa, em Le Mans

  3. #93
    Avatar de sneto2000
    Registo
    Nov 2007
    Posts
    3.185
    NASCAR: Kyle Busch ganha a pole em Michigan pela chuva

    A chuva voltou a definir o grid de largada de uma etapa da Nascar
    Sprint Cup. Pela 3ª vez um classificatório foi cancelado, e o grid da
    LifeLock 400 foi definido pela classificação dos pilotos no campeonato.

    O pole position é Kyle Busch, pela terceira vez em 2008. Jeff Burton
    larga em 2º, seguido por Dale Earnhardt Jr, Carl Edwards e Denny
    Hamlin. O bicampeão Jimmie Johnson será o 6º no grid.

    A largada para a corrida no oval de 2 milhas de Michigan será neste
    domingo.

    » Veja abaixo os melhores no grid da prova:
    1. Kyle Busch Toyota M&M's
    2. Jeff Burton Chevrolet AT&T Mobility
    3. Dale Earnhardt Jr. Chevrolet AMP Energy / National Guard
    4. Carl Edwards Ford Office Depot
    5. Denny Hamlin Toyota FedEx Freight
    6. Jimmie Johnson Chevrolet Lowe's
    7. Greg Biffle Ford DISH Network / DishDVRs
    8. Jeff Gordon Chevrolet DuPont
    9. Kasey Kahne Dodge Budweiser / LifeLock
    10. Kevin Harvick Chevrolet Shell / Pennzoil
    11. Clint Bowyer Chevrolet Jack Daniel's
    12. Tony Stewart Toyota The Home Depot
    13. David Ragan Ford AAA Insurance
    14. Ryan Newman Dodge Alltel
    15. Mark Martin Chevrolet U.S. Army

    Fonte: Super SpeedWay

  4. #94
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão 24 Horas de Le Mans - 18 horas

    Audi aproveita chuva

    A entrada em cena da chuva no palco das 24 Horas de Le Mans permitiu à Audi superiorizar-se à Peugeot. Pedro Lamy e os seus colegas continuam em sexto, a 10 voltas do primeiro.



    Allan McNish conseguiu já criar um fosso de uma volta sobre o Peugeot de Nicolas Minassian, enquanto Christian Klien vem ainda mais longe, seguidos dos outros dois Audi. Atrás do carro de Lamy, o Pescarolo de Benoit Tréluyer é o melhor carro a gasolina, enquanto Vanina Ickx, colega de João Barbosa, subiu à 10ª posição.

    A VM Motorsport não tem tido problemas em manter o primeiro lugar dos LMP2, depois dos problemas de electrónica do Porsche da Essex. A Quifel ASM Team mantém-se no quarto lugar, depois de ter parado em duas ocasiões com problemas eléctricos. A Aston Martin Racing lidera os GT1 com duas voltas de avanço, enquanto nos GT2 a Risi Competizione ainda não perdeu o comando.AS

  5. #95
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Toque afasta Monteiro dos pontos

    A primeira corrida da jornada de Brno do WTCC teve como vencedor o italiano Alessandro Zanardi. Autor da "pole position", Zanardi foi batido no arranque por Felix Porteiro mas, na volta número quatro, conseguiu suplantar o seu colega de equipa, assumindo um comando que nunca mais abandonou.

    Aliás, cimentou mesmo um avanço que se limitou a gerir no final da corrida, para averbar a sua segunda vitória no campeonato, e primeira nesta temporada.

    O segundo lugar foi para Porteiro, que ainda teve que se preocupar durante algum tempo com os ataques de Alain Menu, mas o suíço da Chevrolet nunca conseguiu ultrapassar o espanhol, terminando no lugar mais baixo do pódio.

    Quanto a Tiago Monteiro, que largou do sexto lugar da grelha de partida, tentou surpreender os seus adversários por fora, na travagem para a primeira curva e, quando parecia que iria conseguir ganhar duas posições, um toque do seu colega de equipa Gabriele Tarquini, provocou uma monumental "atravessadela" do seu Seat Leon TDI, bem no miolo do pelotão.

    E o português bem pode dar-se por "feliz" por ter apenas perdido o pára-choques da frente do Leon, pois a colisão esteve eminente durante vários momentos, enquanto se recompunha da confusão.

    O toque entre os dois pilotos da Seat Sport apenas foi maléfico para o português, que caiu diversas posições, para 11º lugar, de onde não conseguiu recuperar - pelo contrário, depressa perdeu mais dois lugares, terminando a corrida em 13º, embora resistindo aos ataques Andy Priaulx, primeiro, e de Jordi Gené, depois, com estes a terminarem atrás do piloto português.AS

  6. #96
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão 24 horas de Le Mans sem surpresas

    Audi: Oito vitórias em nove anos
    Desde o final do século 20 que só uma única vez, em 2003 a Bentley, interrompeu o avassalador domínio da Audi nas 24 horas de Le Mans e o ano de 2008 não foi excepção. Ainda não foi desta que a Peugeot regressou às vitórias na mítica prova, com o Audi R10 a alcançar a terceira vitória consecutiva.

    Desta feita, a vitória coube à equipa Audi Sport North América, com o R10 TDI a ser guiado por Rinaldo Capello, allan McNish e o inevitável Tom Kristensen, que alcança assim a sua oitava vitória.

    Para a Peugeot, restou a "consolação" da obtenção dos restantes lugares do pódio, o que não deve deixar nem só um pouco felizes os seus responsáveis e pilotos, mesmo não deixando de ser um bom resultado de conjunto, já que esta é somente a segunda participação do 908 FHI FAP na mítica prova.

    Entre os portugueses, Pedro Lamy há muito já se sabia que dificilmente passaria do quinto posto, onde terminou, enquanto a Quifel ASM Team de António Simões e Miguel Amaral, foi quarta classificado na LMP2. Já João Barbosa, e a Rollcentre Racing, ficaram às portas do top 10, na 11ª posição da geral, mas no top 10 da categoria.

    Treze vitórias entre os...vencedores

    Tom Kristensen, Allan McNish e Rinaldo Capello voltaram a colocar a Audi no topo da tabela ao cabo das míticas 24 horas de Le Mans. Para o comum dos observadores, não é grande novidade, mas a verdade é que a 76 Edição da prova foi equilibrada até final, já que a distância entre as duas equipas da frente nunca foi muito grande e qualquer percalço, incidente, ou mudança súbita das condições de pista, poderia ter ditado mudanças na classificação.

    Para Kristensen esta foi a oitava vitória, para McNish a segunda, dez anos depois da estreia a vencer, enquanto para 'Dindo' Capello a vitória de hoje foi a terceira.

    Peugeot esteve mais perto

    Apesar de ter sido mais forte na primeira parte da corrida, Peugeot não conseguiu o seu grande objectivo, embora tenha colocado os seus dois carros no pódio.

    Apesar da maior potência dos Peugeot, a superioridade dos Audi R10 TDI à chuva foi determinante, e durante a noite, a equipa vencedora chegou a uma vantagem de três minutos sobre o Peugeot Nº 7 de Jacques Villeneuve, Marc Gene, e Nicolas Minassian. No final vecneu a maior consistência dos Audi face à maior velocidade dos Peugeot.AS

  7. #97
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Tarquini vence corrida animada

    A segunda corrida do WTCC que se realizou em Brno foi ganha pelo italiano Gabriele Tarquini, que conseguiu afastar-se da enorme confusão que se gerou atrás de si, para construir um avanço tal que, nos últimos quilómetros da corrida, Alex Zanardi não conseguiu ultrapassar.

    Foi, por isso, uma vitória "in extremis", com o Seat a quase ser passado pelo BMW na última curva, só não acontecendo isso por um pequeno erro de Zanardi, que deixou o carro escorregar demasiado.

    O terceiro lugar foi para o Lacetti de Robbie Huff, que num fim-de-semana conturbado ofereceu o segundo pódio à Chevrolet, depois de uma corrida sempre ao ataque, como aliás sucedeu ao longo das dez voltas da prova, com quase todos os pilotos em pista.

    Tiago Monteiro foi, uma vez mais, infeliz, nunca conseguindo destacar-se no meio das incríveis sessões de toques entre os pilotos que rodavam na sua frente, para ganhar posições.

    O melhor que garantiu foi estar em 11º a meio da corrida, caindo depois duas posições, que voltou a ganhar na derradeira volta, concluindo assim uma jornada algo cinzenta, numa pista que reputou de pouco favorável aos Leon TDI - mas em que, afinal, foi um deles o vencedor de uma das duas provas.AS

  8. #98
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão António Félix da Costa com quatro pódios em três corridas

    António Félix da Costa participou este fim-de-semana na 3ª prova do Campeonato Norte Europeu de Formula Renault que se realizou no circuito finlandês de Alastaro, tendo obtido mais um pódio para o seu currículo.

    Na primeira sessão de treinos qualificativos, ainda que tenha conseguido o 4º tempo, António passaria para o 9º lugar em virtude de ter conseguido a sua volta rápida com bandeiras amarelas em pista. Já para a segunda sessão, António Félix da Costa efectua uma volta bastante rápida obtendo a 2ª posição, a menos de 3 décimas da pole position.

    Na primeira corrida do programa, António efectua mais uma das suas excelentes largadas, conquistando quatro lugares nos primeiros metros da corrida e chegando à 4ª posição ainda no decurso da 1ª volta. Contudo, fruto da sua inexperiência, António deixa o carro deslizar ligeiramente na partida, levando a que o jovem piloto de Cascais venha a ser penalizado com um stop-and-go, terminando a corrida na 14ª posição.

    Na segunda corrida, António Félix da Costa larga do 2º lugar da grelha e consegue passar o até então imbatível Valetterie Bottas. No decurso da corrida, António começa a sentir alguns problemas com a pressão dos seus pneus passando a ocupar a 2ª posição que manteria até ao final da corrida.

    De acordo com o jovem piloto português: "Foi pena termos recebido a penalização na primeira corrida pois sentia-me capaz de lutar pelo primeiro lugar. O Bottas está cada vez mais ao meu alcance e atendendo a que este é já o seu último ano de competição, e que eu estou ainda no meu primeiro ano, posso-me considerar bastante satisfeito com os resultados obtidos até agora e muito optimista para as próximas corridas. Conseguimos mais um grande pódio na segunda corrida e saio de Alastaro com um 3º lugar geral consolidado no campeonato e ainda com o título de melhor rookie."

    A próxima prova do NEC tem lugar nos dias 5 e 6 de Julho, no circuito alemão de Oscherleben, onde António Félix da Costa irá atacar o 2º lugar do campeonato.AS

  9. #99
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão 24 horas de Le Mans: Os tempos nas boxes

    Se olharmos para os dois primeiros classificados da prova que terminou há pouco chega-se a uma conclusão muito fácil. Talvez mais importante do que a velocidade em pista, é o número de vezes que se vai às boxes e o tempo que lá se perde.

    A diferença final entre primeiro e segundo foi de uma volta, e na "classificação" das boxes, o Audi com o número dois rumou às boxes 32 vezes, perdendo um total de 31m56s, enquanto o segundo classificado, o Peugeot com o Nº 7, perdeu 41m40s em 36 paragens. Dez minutos só nas boxes, e se pensarmos que uma volta requer 3m30s em média, então a explicação encontra-se com facilidade.AS

  10. #100
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Problema de caixa condicionou resultado final

    Pedro Lamy: "Infelizmente os problemas destas 24 horas aconteceram ao nosso carro"
    Pedro Lamy terminou as 24 Horas de Le Mans no quinto posto, numa corrida ganha pelo Audi do dinamarquês Tom Kristensen, do britânico Allan McNish e do italiano Rinaldo Capelo.

    A equipa do piloto português, que largou da pole-position desta 76.ª edição e comandou as primeiras 2h30m de prova, passou por diversos problemas mecânicos ao longo da prova, acabando por cumprir menos 13 voltas do que as 381 do conjunto alemão.

    A Peugeot acabou por completar os outros dois lugares do pódio, com o segundo posto a ser conquistado pelo 908 HDi-FAP n.º 7 (M. Gene, N. Minassian e J. Villeneuve) e o terceiro pelo carro n.º 9, pilotado pelo francês Franck Montagny, o austríaco Christian Klien e o brasileiro Ricardo Zonta.

    As primeiras duas horas de corrida foram de domínio francês, com os três leões diesel a ganharem vantagem sobre os rivais alemães. Mas tal como é frequente nas corridas de resistência, nem tudo o que parece é e logo quando Alexander Wurz pegou no carro, encontrou dificuldades em engrenar a primeira velocidade. O problema foi resolvido mas a equipa caiu para o 31.º posto:

    "Tendo em conta o andamento imprimido nas primeiras duas horas de corrida, ainda acreditámos ser possível lutar pela vitória aqui em Le Mans. Quando passei o carro ao Sarrazin estávamos na primeira posição, já com uma vantagem confortável para os segundos classificados, o mesmo aconteceu quando o Sarrazin passou o carro ao Wurz, mas ai começaram os problemas... Primeiro foi uma peça da caixa de velocidades que nos obrigou a permanecer muito tempo nas boxes, perdendo seis voltas para o primeiro", explicou Pedro Lamy, algo decepcionado com os problemas encontrados nestas 24 Horas de Le Mans.

    À passagem da oitava hora de prova, os sinais de recuperação eram evidentes e o 908 HDi FAP n.º 8 já rodava no sexto posto, a somente cinco voltas do líder, na altura o Peugeot de Marc Gene. Mas três horas depois, nova infelicidade para a equipa de Lamy. Um problema eléctrico travou a progressão na tabela e obrigou a nova paragem nas boxes: "De madrugada, voltámos a ter um problema no carro, desta feita eléctrico, onde tivemos que mudar a bateria do carro e perdemos mais 3 voltas". Quando o carro regressou à pista ocupava a nona posição.

    Sempre de trás para a frente e determinado a inverter os acontecimentos, Lamy trouxe de novo o Peugeot 908 para o sexto lugar, estavam decorridas 15 horas de prova. Por volta desta altura, a equipa decidiu mudar algumas afinações aerodinâmicas para obter mais aderência ao traçado de La Sarthe, copiosamente invadido por uma intensa chuva: "Os problemas são naturais numa prova desta envergadura, mas infelizmente, parece que todos os problemas destas 24 horas aconteceram ao nosso carro..."

    Finalmente, a quatro horas do fim, a equipa do piloto português conseguiu ultrapassar o Audi de Biela, Pirro e Werner, segurando o quinto posto até final.

    "Gostava de agradecer à Peugeot esta oportunidade e sempre que o carro esteve bom, conseguimos imprimir um ritmo bastante rápido. Gostaria ainda de dar os parabéns ao vencedor, que soube gerir muito bem esta fantástica corrida. Espero regressar no próximo ano e que as coisas corram melhor", concluiu Pedro Lamy.

    AS

  11. #101
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Gonçalo Araújo bisa na estreia

    No final da primeira tirada de 25 minutos foi Gonçalo Araújo quem sobressaiu sobre os demais. Vindo da segunda posição da grelha, e depois de encetar animado duelo com o gaulês Fabien Rosier, o piloto português tirou o melhor partido de um pequeno erro do rival para saltar para a primeira posição. A partir desse momento Araújo começou a cavar um fosso que lhe permitiu concluir com uns confortáveis 5,419s de vantagem para o piloto francês.

    Enquanto isso, o jovem catalão Pol Rosell Costa foi o constante terceiro. Optando por um início mais cauteloso e um ritmo mais forte no final.

    No segundo embate do dia dos Fórmulas, Gonçalo Araújo voltou a estar bem. Com o rival francês a ter uma prova menos conseguida, Araújo acabou por ter no jovem catalão Pol Rosell Costa o grande rival. Os dois pilotos efectuaram boas largadas da primeira linha da grelha e ao cabo de três voltas chegaram a trocar de posições, mas a verdade é que Araújo, vindo da pole, rapidamente reassumiu a liderança para não mais a perder.

    Enquanto isso, Pol ficava algo isolado no segundo posto, mas Luís Santos, quer largou de quinto e no final da primeira volta era já terceiro, começou a aproximar-se no final dos 25 minutos de corrida e, devido a um erro do catalão, chegou a estar muito perto do intermédio do pódio na última volta. Contudo, o piloto espanhol de 16 anos defendeu-se muito para garantir a segunda posição.

    Já no que toca à Taça das Senhoras, que nesta jornada contou apenas com a catalã Sara Garcia, o fim-de-semana não foi fácil. Debatendo-se com um carro pouco competitivo e com mais alguns problemas, a jovem de 15 anos terminou sempre na segunda metade da tabela de classificação, ainda assim, mostrou-se esperançada em melhorias para a próxima jornada.

    Os três primeiros da Fórmula Júnior FR 2.0 em discurso directo

    1ª Corrida

    Gonçalo Araújo - Vencedor
    "Fiz uma boa largada a partir da segunda posição da grelha, mas o Fabien também esteve muito bem e conseguiu fazer a primeira curva na frente. Tínhamos optado por uma estratégia que nos permitia ficar com o carro melhor a meio da corrida e acabou por funcionar muito bem. Recuperei e depois consegui passar na sequência de um erro do Fabien."

    Fabien Rosier - 2º Lugar
    "Foi uma boa corrida, mas cometi um erro que me custou a vitória e no final de contas acabei por não conseguir fazer tudo como queria. O carro estava bom e a equipa fez um excelente trabalho, pelo que lhes tenho de agradecer todo o esforço e dar os parabéns ao Gonçalo. É a minha estreia nesta competição e vim a esta prova para ficar a conhecer o Circuito do Estoril; não vou fazer o campeonato todo, mas pode ser que volte para conhecer mais alguma pista."

    Pol Rosell Costa - 3º Lugar
    "Saí de terceiro e queria manter a posição na partida para depois tentar melhorar ao longo da corrida, mas os meus rivais estavam muito fortes, perdi algum tempo e, apesar de ter recuperado um bocado, não deu para mais. Precisava de mais uma volta. Mas para estreia nos Fórmulas foi um bom resultado."

    Sara Garcia - Vencedora da Taça das Senhoras
    "Foi uma corrida um bocado difícil porque o motor vinha um pouco mal de fábrica, não conseguia ir além das 6.000 rotações, e com uma recta tão longa já sabia que ia ser muito complicado."

    2ª Corrida

    Gonçalo Araújo - Vencedor
    "Foi a estreia que queria ter no troféu. O carro esteve muito bem e consegui fazer boa partida. Mas o Pol também esteve bem e chegou mesmo a passar-me, mas consegui recuperar de imediato. Agora vamos tentar repetir as vitórias na próxima jornada aqui no Estoril. Obrigado à equipa."

    Pol Rosell Costa - 2º Lugar
    "Na segunda ou terceira volta tentei passar o Gonçalo, travei tarde, mas ele acabou por recuperar de imediato e depois isolou-se na frente. No final ainda tive de me defender do Luís e, apesar de um erro, conseguiu manter a posição e terminar em segundo."

    Luís Santos - 3º Lugar
    "A primeira corrida não foi muito boa, mas esta foi bem diferente. Larguei bem de quinto e na primeira volta já era terceiro. Rodei atrás do Pol toda a corrida e quando ele cometeu um erro na última volta tentei passá-lo, mas ele defendeu-se muito bem."

    Sara Garcia - Vencedora da Taça das Senhoras
    "Larguei da via de boxes devido a um problema com a caixa de velocidade. Ainda consegui recuperar uma posição, mas o carro não está bom, não deu para mais. Espero que que na próxima corrida diferente."

    Classificação 1ª Corrida

    Pos Abreviado Dif Total
    1 Gonçalo Araujo 00:25:23,608
    2 Fabien Rosier a 5,419
    3 Pol Rosell Costa a 6,877
    4 Bruno Serra a 11,111
    5 Luis Santos a 22,440
    6 Alan Sicart a 34,779
    7 Azor Duenas a 35,739
    8 Joffrey Didier a 37,699
    9 Fábio Mota a 37,924
    10 Sara Garcia a 1:05,931
    11 Hugo Pereira a 1:10,922
    12 Fiorio de Sousa a 1 volta
    13 Remy Kirchdorffor a 1 volta
    AS

  12. #102
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão As várias categorias em Le Mans

    A LMP2 foi ganha pelo Porsche RS Spyder dos holandeses da Van Merskteijn Motorsport (com Peter van Merksteijn, Jos Verstappen e Jeroen Bleekemolen) enquanto na GT1 esse desiderato ocube ao Aston Martin DBR9 nº 009, de David Brabham, Darren Turner e Antonio García. Nos GT2, venceu a tripla Jaime Melo, Mika Salo e Gianmaria Bruni, em no Ferrari 430 GT2 da Risi Competizione.

    Feudo da Porsche na LMP2

    Os Porsche RS Spyder inscritos pelos holandeses da Van Merskteijn Motorsport (com Peter van Merksteijn, Jos Verstappen e Jeroen Bleekemolen) e pelos dinamarqueses do Team Essex (com John Nielsen, Casper Elgaard e Sascha Maassen) dominaram a corrida, não dando margem para réplica a nenhum protótipo de outra marca, com a decisão a pender para a equipa holandesa, hoje de manhã, quando o outro carro teve um problema de electrónica.

    A Quifel ASM Team, de Miguel Pais do Amaral, Olivier Pla e Guy Smith, obteve a quarta posição a oito voltas do Pescarolo-Judd da Saulnier Racing (Mathieu Lahaye/Pierre Ragues/Frankie Cheng).

    Aston Martin vence Corvette novamente

    A Aston Martin e a Corvette reeditaram a sua "velha" luta que voltou a ser ganha pela marca britânica, depois duma boa luta em pista, onde as trocas de posição entre o melhor representante de cada marca foram constantes. A vitória acabou por cair para o Aston Martin DBR9 nº 009, pilotado por David Brabham, Darren Turner e Antonio García.

    Ferrari dominou nos GT2

    Depois de assumir a liderança da sua categoria no final da segunda hora de prova, Jaime Melo, Mika Salo e Gianmaria Bruni não tiveram problemas em levar o Ferrari 430 GT2 da Risi Competizione até à vitória.AS

  13. #103
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Vitórias repartidas

    O Circuito do Estoril recebeu o Circuito MCE 1, a primeira jornada de duas novas competições propostas pela FPAK, o Campeonato de Portugal de Resistência e a Fórmula Júnior Cup FR 2.0.

    Com 20 formações inscritas, coube à "Resistência" abrir as hostilidades com a primeira corrida de 50 minutos, em que a dupla Hugo Pereira/Filipe Carrasco (Radical SR 3) triunfou sem grandes problemas entre os homens dos Sport Protótipos, bem como à geral, se bem que aqui com alguma sorte devido ao atraso de António Nogueira, que se viu forçado a largar da via de boxes.

    Mas a verdade é que Pereira e Carrasco largaram da primeira posição para a perderem apenas momentaneamente aquando da obrigatória trocas de pilotos, ia a corrida já na segunda metade. Enquanto isso, Paulo Ramalho e Rui Ramalho, que se debateram com problemas de pneus, lograram, ainda assim, a segunda posição na categoria com o Juno SSE CN.

    Enquanto isso, no que toca aos Turismos e GT António Nogueira foi o grande vencedor. O piloto do Marcos G7 LM600 não começou bem; uma distracção levou a que se atrasasse a sair das boxes para a pré grelha, pelo que se viu obrigado a partir da via de boxes para a corrida. Um erro que o próprio reconheceu e que acabou por lhe custar a vitória absoluta, de qualquer forma Nogueira realizou uma prova exemplar e ao cabo de três voltas era já terceiro da geral e líder da classe.

    Carlos Faria esteve em bom plano ao recuperar várias posições para assumir a segunda posição a terceira posição a meio da corrida, ascendendo depois mais um furo na classificação. Contudo, Pedro Marreiros e Tiago Raposo Magalhães, que se estrearam aos comandos da máquina inglesa, estiveram muito fortes, logrando, nos metros finais da corrida, roubar a posição a Faria que, assim, se viu relegado para o mais baixo do pódio.
    Nogueira vence segunda corrida



    Já no segundo embate de 50 minutos António Nogueira levou de vencida a prova entre os Turismos e GT, bem como à geral. Um resultado que não surge como surpresa dada a potência do Marcos, de tal forma que, vindo da 15ª posição da grelha, Nogueira era segunda ao cabo da primeira volta para assumir a liderança à quarta passagem pela linha de meta.

    A partir daí, e tirando a paragem obrigatória nas boxes, o piloto não mais se viu arredado do primeiro posto, vencendo com mais de 1m45s de margem e depois de ter reduzido o andamento no final. Atrás de si na classe José Carvalho (Caterham Academy) e José Quaresma (Caterham SV) com ambos a levarem a cabo animada corrida.

    Paulo e Rui Ramalho vencem nos Sport Protótipos

    Já no que toca aos Sport Protótipos o triunfo coube, desta feita, a Paulo e Rui Ramalho, isto apesar dos problemas de pneus que tiveram na primeira corrida. Mas a verdade é que a dupla optou por continuar com os pneus usados facultados por uma formação da Fórmula Júnior FR 2.0, ao invés de usarem pneus de chuva, isto porque eram vários os pingos que se faziam sentir no Circuito do Estoril.

    De todas as formas, foi uma aposta que acabou por trazer excelentes frutos. A cerca de dois segundos ficou a dupla Hugo Pereira/Filipe Carrasco, que, devido a uma escolha menos positiva de pneus, acabaram por inverter as posições da primeira corrida com os irmãos Ramalho. No terceiro posto ficou, de novo, Fernando Gaspar e o seu filho, desta feita com uma corrida muito mais positiva, já que conseguiram largar e terminar.

    Os vencedores da Resistência em discurso directo

    Primeira corrida

    Hugo Pereira/Filipe Carrasco - Vencedores Sport e Protótipos
    "Fizemos boa partida e conseguimos desde logo alguma vantagem que nos permitiu rodar com uma margem de dez segundos ao cabo de sete voltas. O carro estava bem equilibrado, isto apesar de algumas falhas nas travagens. Fizemos boa troca de pilotos e, apesar da penalização de dez segundos, que nos obrigou a vir às boxes, conseguimos uma boa vitória." (Hugo Pereira)

    Paulo Ramalho/Rui Ramalho - 2º Lugar Sport e Protótipos
    "Foi a nossa estreia em provas de resistência, estamos mais acostumados ao Campeonato de Montanha, pelo que foi tudo novo, nomeadamente o procedimento de partida. Tivemos um problema com a escolha de pneus; julgámos que os pneus duros davam para fazer todo o fim-de-semana, mas a verdade é que depois dos treinos já não tínhamos pneus para a corrida e tivemos de recorrer a uma equipa da Fórmula Júnior que nos arranjou um conjunto de pneus velhos. O problema é que, como tinham medidas diferentes, o carro ficou sem frente. Além disto, tivemos ainda problemas de comunicação com a box via rádio e acabámos por entrar no pit lane para um penalização que, afinal, era para os nossos rivais." (Paulo Ramalho)

    Fernando Gaspar/Fernando M. Gaspar - 3º Lugar Sport e Protótipos
    "A corrida não chegou a ser! Tivemos uma falha eléctrica; houve um cabo que se partiu e entrou em contacto com a bateria, provocando um curto circuito. No final ainda dei duas voltas para ver se o carro andava, pelo que vamos ver como será a segunda corrida." (Fernando Gaspar)

    António Nogueira - Vencedor Turismos e GT
    "A corrida podia ter sido muito melhor. Atrasei-me para a formação da grelha e tive de partir do pit lane, o que me fez ficar logo muito atrasado em relação ao primeiro; penso que podia ter sido o primeiro à geral. Mas a verdade é que foi um erro meu!"

    Pedro Marreiros/Tiago Raposo Magalhães - 2º Lugar Turismos e GT
    "É a nossa primeira experiência com os Caterham. Tivemos algumas dificuldades de afinação nos treinos livres, o que acabou por afectar o resultado para a grelha, de todas as formas consegui uma boa largada e depois a troca de pilotos também correu muito bem. O Tiago esteve muito forte e conseguiu o segundo posto mesmo no final, o que nos deu a vitória entre os Caterham, campeonato em que estamos mais apostados." (Pedro Marreiros)

    Carlos Faria - 3º Lugar Turismos e GT
    "Apesar de ter vindo sem assistência, esta primeira tirada de hoje correu bem. Tinha alguns acertos a fazer, mas acabei por não conseguir o que me fez perder tempo no final. Vamos a ver, este promete ser um ano diferente em termos de Caterham."

    Segunda corrida

    Paulo Ramalho/Rui Ramalho - Vencedores Sport e Protótipos
    "Às vezes o que é velho é bom! Os pneus aguentaram e não foi necessário voltar a recorrer ao nosso fornecedor! Estávamos com dúvidas no início, pensámos usar os pneus de chuva novos que tínhamos, mas acabámos por optar por poupá-los para a Montanha. No fim de contas, e apesar da escolha ter sido feita com base nos custos, acabou por ser a mais acertada." (Paulo Ramalho)


    Hugo Pereira/Filipe Carrasco - 2º Lugar Sport e Protótipos
    "Fizemos a escolha errada de pneus e tivemos ainda um problema com a carenagem, o que nos obrigou a vir às boxes para o resolver e acabámos por perder muito tempo." (Filipe Carrasco)

    Fernando Gaspar/Fernando M. Gaspar - 3º Lugar Sport e Protótipos
    "Esta correu muito melhor, o meu filho conseguiu partir para a corrida e isso foi a grande diferença! Como não conhecíamos bem o carro rodámos com atenção ao consumo de combustível." (Fernando Gaspar)

    "Optámos por trocar para pneus de chuva já na grelha, isto porque nunca veríamos o terceiro posto em perigo e porque estávamos muito longe do segundo para podermos lutar pela posição." (Fernando M. Gaspar)

    António Nogueira - Vencedor Turismos e GT
    "Desta vez não me atrasei e consegui partir da grelha, mas a verdade é que não tive tempo para apertar os cintos todos antes de sair da via de boxes. Optei por rodar com os pneus da primeira corrida para poupar, mas se tivesse de fazer mais algumas voltas teria de trocar. Vi que podia andar mais, mas preferi gerir no final."

    José Carvalho - 2º Lugar Turismos e GT
    "Na primeira corrida tive um pequeno problema porque, quando fiz a paragem nas boxes, o carro não pegou e perdi uns 20 segundos. A segunda corrida foi muito gira, com algumas gostas de chuva e nevoeiro. Seja como for, o balanço do fim-de-semana é positivo."

    José Quaresma - 3º Lugar Turismos e GT
    "Para primeira experiência foi muito giro, isto apesar do carro se ter calado por completo na primeira corrida, o que me obrigou a partir de último para a segunda tirada do dia. Mas estou muito contente com este meu primeiro contacto com o Caterham."

    Pos Piloto Marca/Modelo Dif Total

    1 "Hugo Pereira Filipe Carrasco" Radical SR 3 00:50:16,056

    2 António Nogueira Marcos G7 LM600 a 17,270

    3 "Paulo Ramalho Rui Ramalho" Juno SSE CN a 1 volta

    4 "Pedro Marreiros Tiago Magalhães" Caterham Academy a 3 voltas

    5 Carlos Faria Caterham Academy

    6 José Carvalho Caterham Academy a 3 voltas

    7 Nuno Carvalho Caterham Academy

    8 "André Marques Nuno Santos" Caterham Academy a 3 voltas

    9 "Monteiro da Costa Tiago Brandão" Caterham Academy

    10 Isaac Chande Caterham Academy a 4 voltas

    11 Pedro Pita Caterham Academy a 4 voltas

    12 "José Maria José Luis Pacheco" Caterham Academy a 4 voltas

    13 Alberto Grilo Caterham Academy a 4 voltas

    14 José M. Costa Caterham Academy a 4 voltas

    15 "João Galvão João Miguel Pacheco" Caterham Academy a 4 voltas

    16 "Fernando Gaspar Fernando Mayer Gaspar" Formula G Phasar K1 a 20 voltas

    17 "João Carlos Arez José Manuel Dias" Porsche 911 Carrera a 25 voltas

    José Quaresma Caterham SV a 12 voltas
    AS

  14. #104
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Piloto português empurrado para fora do top 10

    Tiago Monteiro: "Parecia uma corrida de Stock Car, os toques eram constantes"

    Tiago Monteiro não pontuou este fim-de-semana no circuito de Brno. O piloto português já tinha avisado que a etapa do WTCC na República Checa não era muito favorável ao SEAT León TDI, mas uma excelente afinação e uma condução nos limites permitiu ao piloto partir da terceira linha da grelha na primeira corrida. Como de costume, Tiago fez uma excelente partida lançada e superou os adversários.

    Só que na primeira curva foi tocado pelo colega de equipa Gabriele Tarquini, que obrigou Tiago a mostrar excelentes dotes de pilotagem para controlar o León nº18. No entanto, o incidente significava a perda de muitos lugares e comprometia uma boa posição na grelha para a segunda corrida:

    "Frustrante é a palavra que me ocorre. Foi um fim-de-semana muito trabalhoso. O sexto lugar na grelha da primeira corrida foi tirado a ferros, o resultado de um trabalho incansável da equipa na preparação do carro e meu nos 30 minutos da sessão. Depois, na partida, consegui ganhar velocidade e surpreender os carros da frente. Nem queria acreditar quando senti o toque pela direita e vi que era o Tarquini. Por pouco não conseguia evitar o despiste. No final da prova ele pediu desculpas, mas o mal estava feito. Só por um acaso conseguiria chegar aos pontos."

    A sair para a segunda corrida no 12º lugar, Tiago sabia que seria muito complicado entrar no Top 8 e que estava precisamente no epicentro da acção. O piloto português confirmou isso mesmo logo após a partida, ao ver-se envolvido em várias lutas que marcaram uma das corridas mais animadas do campeonato:

    "Aquilo parecia uma corrida de Stock Car. Os toques eram constantes, muitas ultrapassagens, os pneus a degradarem-se rapidamente e a tornarem imprevisível o ponto de travagem do carro que seguia à frente e a trajectória que iria adoptar. Por tudo isto, e apesar da adrenalina, estive sempre preocupado em gerir a minha posição até porque adoptar uma postura mais agressiva não me faria chegar aos pontos. Só espero que no Estoril as coisas mudem. Já é tempo de ter uma dose de sorte. E em casa terá seguramente outro sabor."

    Tiago Monteiro terminava a segunda corrida em 11ºlugar, à frente dos colegas de equipa Jordi Gene e Rickard Rydell.

    Em Brno confirmou-se que o circuito checo era mais favorável aos Chevrolet e BMW. Alessandro Zanardi dominou a primeira corrida e por pouco vencia também a segunda, que acabaria por ser ganha por Gabriele Tarquini.

    Agora o Campeonato do Mundo de Super Turismos vem para Portugal. O WTCC estará no Circuito do Estoril entre os dias 11 e 13 de Julho. Nas bancadas e no paddock são esperadas 75 mil pessoas que vão dar todo o apoio ao piloto do SEAT León nº 18.AS

  15. #105
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Quifel-ASM Team terminou à beira do pódio


    Miguel Pais do Amaral levou o Lola B05/40 AER, classe LMP2, da equipa Quifel-ASM Team, até ao final das 24 horas de Le Mans, terminando na quarta posição. Guy Smith, Miguel Pais do Amaral e Olivier Pla, cumpriram da melhor forma o objectivo de levar o carro até ao fim da dura prova francesa, colocando-se num destacado 4º lugar, 20º da geral.

    A equipa Quifel-ASM lutou pelo terceiro lugar durante a noite e madrugada, mas os problemas de caixa e o tempo instável, obrigaram a uma toada mais calma na condução do Lola B05/40 AER. O Lola B05/40 AER que pode ter feito a sua última participação nas 24 Horas de Le Mans, uma vez que a equipa Quifel-ASM Team pensa adquirir um carro mais competitivo para o próximo ano. O tempo instável que se manteve até ao fim da corrida, obrigou a equipa a manter os pneus de chuva que se revelaram pouco eficazes.AS

Página 7 de 115 Primeiro ... 6 7 81757107 ... Último

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar