Página 15 de 92 Primeiro ... 514 15 162565 ... Último
  1. #211
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Tragédia na Edição de 2008 do Transoriental

    Equipa Kamaz excluída na sequência da morte de um motard

    A Edição de 2008 do Transoriental, substituto do extinto Rali Paris-Moscovo-Pequim, está já marcada pela tragédia, com a organização liderada por René Metge a ser confrontada com a morte de dois concorrentes na última terça-feira, apenas seis dias depois da partida oficial em S.Petersburgo (Rússia).

    Piloto oficial da equipa Zhengzohou Nissan, mas aqui integrado no francês Team Dessoude, o chinês Xu Lang não resistiu aos ferimentossofridos na especial do dia anterior, a última em teritório russo, quando foi atingido na face pelo cabo de um reboque, numa altura em que socorria um outro concorrente que tinha ficado com seu o carro preso na lama.

    Apesar de prontamente assistido no local, chegaria ao hospital de Orenburg, na Rússia, já em estado considerado muito grave, acabando por falecer na manhã seguinte. Nesse mesmo dia, ao km 120 da sexta etapa, entre Qaratubak a Torgai, no Cazaquistão, a organização deparou-se com novo e trágico acidente, este em plena corrida, envolvendo o Kamaz de Vladimir Chaguin e a KTM do francês Philippe Tonin, vítima de queda fatal no momento em que era ultrapassado pelo rápido camião
    da equipa russa.

    O episódio, infelizmente já recorrente, acabou por gerar uma onda de revolta por todo o pelotão das duas rodas, tanto mais que há muito que são conhecidos os exageros do quintúplo vencedor do Dakar, já por diversas vezes acusado de conduta anti-desportiva por outros concorrentes.

    Dois dias depois, a organização ditaria mesmo a exclusão de toda a equipa Kamaz da corrida, cujo final se mantém agendado para o próximo sábado, em Pequim (China).

    AS

  2. #212
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Todo-o-Terreno - Ruben Faria mantém 4.º lugar

    ENQUANTO HÉLDER RODRIGUES É 7.º NO RALI DOS SERTÕES



    O motard português Ruben Faria (Honda) manteve hoje a quarta posição do Rali dos Sertões, ao conseguir um quinto lugar na sétima etapa da prova brasileira de todo-o-terreno, disputada entre Balsas e Floriano, na extensão de 235 quilómetros cronometrados.

    Ruben Faria, que venceu a especial mais curta da prova (prólogo) e a mais longa (sexta), conseguiu segurar o quarto posto da geral, mantendo-se na corrida a um lugar no pódio.

    "Por ter ganho a etapa de ontem (segunda-feira), hoje fui o primeiro concorrente. É difícil, porque estás a ser perseguido pelos pilotos oficiais. Perdi algum tempo com duas hesitações e fui alcançado pelo líder, o brasileiro José Hélio. Deixei-o passar com o objectivo de seguir o seu rasto, o que fiz durante algum tempo até ser apanhado pelos pilotos oficiais. Terminei a especial em quinto, mas mantenho o quarto lugar da geral", disse Ruben Faria.

    O piloto luso não assumiu a luta pelo terceiro lugar, referindo apenas que agora vai tentar manter o quarto posto, até porque tem de poupar a moto, numa altura em que ainda faltam três etapas, num total de 570 quilómetros cronometrados.

    Um pouco mais abaixo na classificação está o seu compatriota Hélder Rodrigues, que manteve hoje o sétimo lugar, ao terminar a etapa na 10.ª posição.

    "Ontem, depois de chegar ao final da etapa, achei prudente mudar o motor. Quero chegar ao fim e, se o conseguir no top-10, tanto melhor para o Lagos Team. Esta prova está a assumir uma posição entre as mais duras do Mundo, a seguir ao Dakar. Vamos tentar manter o sétimo lugar, o que pode vir a ser um óptimo resultado da equipa face ao número de pilotos oficiais presentes", disse Hélder Rodrigues.

    Quarta-feira, disputa-se a oitava etapa do Rali dos Sertões, entre Floriano e Crateus, uma especial de 220 quilómetros.

    "Rc"

  3. #213
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Decisões da FIA asseguram futuro dos Ralis

    Apesar de não terem sido tomadas decisões oficiais, a reunião de ontem do Conselho Mundial teve o condão de alinhar muito do que virá a ser feito em termos de ralis a partir de 2010. Os carros de "Superprodução" passam a ser o topo da modalidade, e o documento com as regras finais já não deverá demorar muito a estar finalizado.

    Como se sabe, foi dada luz verde aos Super 2000 "Plus" que há muito são falados para substituir os actuais WRC a partir de 2010, o que finalmente vem dar a necessária estabilidade e permitir às marcas iniciarem ou adequarem os seus projectos nesse sentido.

    ISC deverá ser o promotor

    Outro dos assuntos quentes da reunião pré-Conselho Mundial tinha a ver com o Promotor para a competição e acredita-se que será novamente a ISC International Sportsworld Communicators) da North One Television, afinal a firma que detém os direitos comerciais, e mais do que a discussão de quem poderá ser, o que está na mesa é o que vai ser feito em termos de promoção da modalidade, pois actualmente é quase inexistente.

    Há detalhes ainda para serem ajustados, mas em termos globais está tudo bastante bem encaminhado, o que deverá ter deixado com um sorriso na face os responsáveis da Citroen e da Ford, que, recorde-se chegaram a ameaçar a saída do WRC caso as resoluções não estivessem na linha do que pretendiam.

    Tendo em conta que não existiram decisões oficiais, nenhum dos responsáveis das equipas teceu qualquer comentário, embora fontes internas tenham revelado que estão confortáveis com o que resultou da reunião: "ainda há trabalho a fazer, mas agora temos informação para tomar decisões." revelou uma fonte da Citroen. AS

  4. #214
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Gustavo Louro de carro "Zero" no SATA


    Gustavo Louro vai conduzir um dos carros "zero" que irão abrir o percurso na 43ª edição do SATA Rali Açores, prova que se disputa nos próximos dias 3 a 5 de Julho na ilha de São Miguel.

    Depois de já ter disputado dois ralis este ano, o piloto terceirense aceitou o convite do Grupo Desportivo Comercial, pelo que poderá cumprir a totalidade de um rali em que não participou em 2007.

    O hexa-campeão açoriano referiu que "essa opção só foi possível dado que o Horácio Franco me cedeu o seu carro de treinos, pelo que poderei fazer toda a prova, embora num ritmo bem diferente, mas aproveitando as funções de carro de segurança para rodar mais um pouco em terra", disse.

    Recorde-se que Gustavo não participa no "SATA" desde 2006, ano em que foi o melhor açoriano e o terceiro da geral na prova. Trata-se de um rali onde o piloto conheceu sortes diversas, mas que confessa ser "um dos mais bonitos, senão o mais bonito dos que já disputei em 15 anos de carreira", adiantou.

    Para já o projecto do piloto nesta época desportiva apenas inclui mais uma participação, no rali Ilha Lilás (5/6 Setembro), novamente aos comandos do Mitsubishi Lancer EVO9 de Horácio Franco, afirmando o piloto de Angra que "não é impossível fazer mais ralis em 2008 mas, para já, nada aponta para isso", disse Gustavo Louro.AS

  5. #215
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Recorde de inscritos

    Mais de uma centena em Vila Verde!

    Depois dos 84 inscritos em Vila Nova de Cerveira, o Campeonato Open volta a fazer história, agora através do Rali Vila Verde, sexta etapa do calendário e última em pisos de asfalto, a disputar entre sexta-feira e sábado próximos.

    Nesta que será a sua oitava edição, a prova minhota superou todas as expectativas, com a organização do Clube Automóvel do Minho a ultrapassar a histórica barreira da centena de inscritos, podendo orgulhar-se de exibir uma lista composta por 101 equipas, das quais 16 oriundas do país vizinho.

    Sem grandes alterações ao figurino de 2007 e mantendo a sua candidatura ao escalão principal, o rali será disputado ao longo de dez classificativas, sendo apenas quatro repetidas, num esquema que já inclui a tradicional Super Especial de sexta-feira à noite, para um total de 63,80 quilómetros cronometrados. Única alteração de monta é a eliminação dos rápidos cinco quilómetros finais do troço de Mixões da Serra, por sugestão dos pilotos e emnome da segurança. Numa jornada que volta a pontuar para os Clássicos, o Campeonato Júnior, o Troféu Fastbravo e o Regional Norte, as principões atenções voltam a estar centradas na luta pela primazia do Open, mais agora que Jorge Santos tem a sua liderança cada vez mais ameaçada por Pedro Peres.

    No capítulos das novidades, importa assinalar a presença de Miguel Araújo, o vencedor surpresa da última edição, de novo aos comandos do Peugeot 206 S1600, mas também a passagem de Ricardo Teodósio para um mais competitivo Saxo Kit Car, por troca com o habitual Lancer Evo IV.
    AS

  6. #216
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão World Rally Car, "Superprodução" e "Produção"

    Regras dos WRCs em discussão

    Banzé, cagaçal, estardalhaço e carpido são tudo boas palavras para resumir uma das discussões que ainda está em aberto na Comissão de Ralis da FIA relativamente às novas regras dos WRCs a partir de 2010.

    Efectivamente, o limite do barulho que os carros vão ser autorizados a produzir - para bem da segurança e do espectáculo - é uma das regras que ainda não foram decididas.

    Contudo, o AutoSport sabe que os regulamentos dos World Rally Car para 2010 estão perto de estar concluídas, embora neste momento os detalhes precisos ainda sejam um segredo bem guardado por parte da FIA.

    Há, contudo, discussões sobre alguns pontos, como por exemplo o já referido ruído, mas não só. Para já, sabe-se que vão passar a haver três nomes distintos: Os WRC, "Superprodução" (S2000 e Grupo N actuais) e "Produção" (Grupo R).AS

  7. #217
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Baja Serra de Monchique

    Protagonistas em directo - Agrupamento T2

    Nelson Clemente: "Pressão não está do nosso lado"

    "Temos todas as condições lutar por um bom resultado. Monchique não é muito favorável aos motores atmosféricos a gasolina, mas temos a experiência necessária para tentar ultrapassar todos os problemas que vamos enfrentar. A concorrência no T2 é cada vez maior e isso torna bastante interessante este campeonato, onde há sempre uma mão cheia de pilotos que podem discutir a vitória. A pressão está do lado dos nossos adversários e não do nosso lado. É a eles que cabe passar ao ataque, pois necessitam recuperar os pontos que têm de atraso, pelo que teremos que estar atentos ao comportamento de cada um, para depois optarmos pela nossa táctica de corrida...".

    Jorge Plácido: "Atacar segundo lugar"

    "Nesta altura temos carro para lutar pelos primeiros lugares do grupo e para defender a nossa posição no Campeonato. A prova de Monchique é muito dura, não só por causa dos pisos, mas também porque habitualmente está muito calor e pó. Tentaremos andar entre os primeiros, mas sempre atentos ao que fazem os nossos adversários, pois queremos garantir mais alguns pontos e tentar chegar mesmo ao segundo lugar do Campeonato".

    Pedro Silva Nunes: "Recuperar atraso"

    "O acidente no Transibérico constituiu um revés enorme na luta pelo título, pelo que agora resta-nos tentar vencer as corridas que faltam e esperar que os nossos adversários também tenham algum azar. Da nossa parte vamos dar tudo para ganhar, começando já em Monchique. É uma prova de que gosto muito, pois para além de ter ganho no ano passado o TTMB, consegui ainda ficar no top ten absoluto, o que foi excelente".

    Rui Sousa: "Lutar pela vitória no T2"

    "Queremos participar em Espanha na máxima força, e lutar pela vitória no T2, por isso esta deslocação a Monchique é fundamental para testar algumas alterações introduzidas na nova Isuzu D-Max. Vamos participar na prova sem qualquer pressão e com uma filosofia de teste. O tipo de traçado da Baja de Monchique, e a temperatura normalmente elevada, são o cenário ideal para preparar a dureza da Baja de Aragon".
    AS

  8. #218
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Baja Serra de Monchique

    Protagonistas em directo - Agrupamento T1

    Filipe Campos: "Vamos para ganhar"

    "Vamos para ganhar. Não podemos ter outras aspirações, apesar do respeito que temos pelos nossos adversários. Estamos certos que a oposição vai ser forte e para além da tradicional dureza e extensão do percurso, ainda há que contar com um factor suplementar: o calor intenso que se perspectiva, o que está longe de ser um aliado para as mecânicas. O importante é impormos um ritmo forte desde o início, porque queremos ser um dos primeiros pilotos no percurso, de modo a reduzirmos a probabilidade de sermos afectados pelo pó de concorrentes que eventualmente nos precedam".

    Miguel Barbosa: "Recuperar liderança"

    "Nada mudou para nós após o Transibérico, nem postura, nem os objectivos. Por isso, vou-me tornar repetitivo, mas mais uma vez vamos para Monchique para lutar pela vitória e para tentarmos recuperar o comando do campeonato. Vamos atacar desde o início mas não de uma forma desenfreada que comprometa o resultado final. Evitar erros e percalços é sem dúvida uma preocupação nossa. Penso que se conseguirmos que isto aconteça, vamos terminar a prova com um bom resultado".

    Pedro Grancha: "Recuperar terreno"

    "Depois da vitória alcançada (entre as equipas nacionais) na última etapa do Rali Vodafone Transibérico, creio que estamos no bom caminho. Na prova mais difícil e mais competitiva da temporada, e que tinha mais quilómetros que as outras três anteriores juntas, conseguimos finalmente evidenciar o valor da nossa máquina e os resultados foram elucidativos. O nosso projecto é novo e ainda continuamos a evoluir, mas estou certo de que, a partir de agora, poderemos recuperar e lutar por uma posição entre os primeiros, não só nas provas, mas também no campeonato".

    Miguel Farrajota: "Tentar o pódio"

    "Estou muito satisfeito com as nossas prestações esta temporada. O nosso DePieres Rav4 Proto, de fabrico nacional, está a demonstrar um enorme potencial numa fase que continua a ser de desenvolvimento. Desde que o estreámos, terminámos todas as corridas, já fomos ao pódio numa e estivemos envolvidos na luta pela segunda posição. Espero que essa situação se repita agora em Monchique, porque temos cada vez mais razões para acreditar que isso é possível."

    Moniz da Maia: "Carro novo"

    "A primeira das duas unidades que foram adquiridas para este projecto vai ser estreada por mim, porque decidimos que o Filipe Campos não devia correr os riscos inerentes à estreia de uma viatura. Pessoalmente, já ficaria satisfeito se terminar num dos lugares pontuáveis. As minhas aspirações são diferentes da grande maioria dos pilotos, pelo que acima de tudo quero é acumular mais alguns pontos para o campeonato".

    Fernando André: "Apostar na regularidade"

    "O Transibérico foi a grande maratona que deu origem a preciosos acertos no carro. Nunca desistimos em nenhuma das etapas e acho que já foi encontrada a fiabilidade desejada. Estou com muita confiança no Mégane, e apesar de saber que vou encontrar uma concorrência com outros recursos, estou com um ânimo excelente para Monchique, uma prova interessante, mas que deve ser abordada com alguns cuidados, apostando sempre na regularidade. Queremos começar o Verão com o pé direito, conquistando pontos para o campeonato". AS

  9. #219
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Desafio ELF Mazda regressa em Monchique

    Este fim-de-semana vai para a estrada mais uma prova, a quinta, do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno 2008. A Baja Serra de Monchique, com a organização a cargo do Automóvel Clube do Algarve, é uma das provas mais técnicas do calendário, onde as dificuldades impostas pelas elevadas temperaturas torna ainda mais exigente a condução.

    Depois de Lígia Albuquerque ter vencido a primeira prova, aos comandos da PickUp BT-50, é a vez de Bruno Oliveira alinhar com a sua máquina, acompanhado por Bruno Fernandes. Igualmente motivados estarão as duplas Pedro Costa/Luís Cavaleiro e António Teixeira/António Esteves.

    A prova decorrer ao longo de cerca de 350 quilómetros de extensão e terá o seu início com a Super Especial de sábado, com 10,87 km.
    AS

  10. #220
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Monchique abre segunda metade do calendário

    A primeira de quatro finais

    Embora transferindo o seu epicentro do sotavento para o barvalento, a região do Algarve volta a receber, pela segunda vez este ano, mais uma etapa do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno. Depois da ibérica Baja Terras d'el Rei, em Abril passado, as atenções voltam-se agora para a décima edição da Baja Serra de Monchique (nona desde que foi integrada no campeonato), em nova organização do Clube Automóvel do Algarve, agora em simultâneo com motos e quads, para um total de 103 concorrentes à partida, sendo 41 nos automóveis.

    Pela frente, uma etapa domingueira composta por dois sectores selectivos para os carros e um único sector para motos e quads, num caso e noutro antecedidos por uma Super Especial a realizar na véspera.

    Regresso à normalidade

    Inaugurando a segunda metade do calendário (ficarão depois a faltar as deslocações a Beja, Castelo Branco e Portalegre, respectivamente), a baja algarvia marca uma espécie de regresso à normalidade, pois segue-se à longa e desgastante jornada do ACP, onde a confusa (e criticada) regra das bonificações produziu alterações profundas em todas as tabelas classificativas, desde a absoluta à dos agrupamentos T1, T2 e T8.

    Garantindo a pontuação máxima em jogo no Transibérico (23 pontos), Filipe Campos ultrapassou Miguel Barbosa no comando do campeonato, passando o portuense a dispor de três pontos de vantagem para o rival lisboeta, situação que faz antever um final de ano bastante animado.

    Cada vez mais adaptado ao BMW X3, Campos não rejeita a condição de principal favorito, mesmo se a história diz que nunca conseguiu triunfar em Monchique, ao contrário do actual Campeão em título, destacado vencedor das duas últimas edições. Em todo o caso, a única apreensão do piloto da X-Raid é mesmo "o lugar de saída para a etapa de domingo, pois dificilmente conseguirei bater o Miguel (Barbosa) na Super Especial".
    Ataque ao pódio


    Mais atrás, e não obstante a corrida pelo título estar já reduzida a dois pilotos, a luta pelas posições secundárias também promete, pois tanto o regressado Ricardo Leal dos Santos, actual quarto classificado do campeonato (com 18 pontos), como Pedro Grancha e Miguel Farrajota, ex-aequo no quinto lugar (ambos com 17 pontos) podem legitimamente aspirar à terceira posição do ausente Helder Oliveira (20 pontos).
    De resto, e no capítulo das estreias, Bernardo Moniz da Maia vai já dispor de nova e definitiva unidade do BMX X3, esta com caixa de 6 velocidades, enquanto José Gameiro cumpre o desejado baptismo da recém-chegada Navara Off Road, exemplar em tudo idêntico ao utilizado por Pedro Grancha desde o início do ano.

    Ao nível do Agrupamento T2, agora comandado por Nelson Clemente, por troca com o azarado Pedro Silva Nunes, a principal nota vai para a inscrição das duas Isuzu D-Max de Edgar Condenso - o agora vice-líder da competição, após a surpreendente vitória no Transibérico - e Rui Sousa, este para preparar a deslocação à Baja Aragon.

    Referência final para o Agrupamento T8, também ele profundamente alterado no seu escalonamento após a última prova, com Nuno Matos a dispor agora de larga vantagem sobre os demais perseguidores, respectivamente Jorge Coutinho e Rafael Feu, enquanto o anterior líder, Francisco Gil, acidentado no Transibérico, baixou a quarto.
    AS

  11. #221
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Programa Baja Serra de Monchique

    PROGRAMA

    Sábado, 28 de Junho

    Verificações Documentais e Técnicas 08h00/11h30
    Reconhecimento da Super Especial 10h00/13h00
    Entrada em Parque Fechado Até às 13h00
    Partida do Parque Fechado - 1ª Moto 14h50
    Partida para a Super Especial (10,87 km) - 1ª Moto 15h30
    Partida do Parque Fechado - 1º Auto 16h20
    Partida para a Super Especial (10,97 km) - 1º Auto 17h00
    Conferência de Imprensa 19h45

    Domingo, 29 de Junho

    Partida do Parque Fechado para a 1ª Etapa 07h30
    Partida para o SS (250,81 km) - 1ª Moto 08h00
    Partida para o SS 1 (85,38 km) - 1º Auto 08h00
    Chegada prevista ao final do SS 1 - 1º Auto 09h18
    Partida do Parque de Reagrupamento - 1º Auto 10h35
    Partida para o SS 2 (250,81 km) - 1º Auto 11h00
    Chegada prevista ao final do SS - 1ª Moto 11h59
    Chegada prevista ao final do SS 2 - 1º Auto 14h45
    Cerimónia do Pódium 17h00

    AS

  12. #222
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Rally dos Sertões 2008: após 8ª etapa

    Volkswagen "sozinha em casa"

    A Volkswagen domina com grande à vontade a edição de 2008 do Rally dos Sertões, quarta prova da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno, competição quase desprovida de interesse, já que as principais equipas, Volkswagen e Mitsubishi, dividem-se entre esta competição e o "Dakar Series".

    Nesta prova, os dois VW rodam seguros na frente, com a liderança a pertencer a Giniel de Villiers, com com menos 12m40s que o seu companheiro de equipa Mark Miller, também em VW Race Touareg. Na terceira posição, um perfeito desconhecido chamado Reinaldo Varela, a quase duas horas a meia do líder.

    Portugueses no top 10 das motos

    No pólo oposto, nas motos a luta pela liderança é intensa, com a prova a ser liderada, provisoriamente por um piloto local, José Hélio, que "leva" quase dois minutos de vantagem para o primeiros dos "grandes lobos" da modalidade: Cyril Déspres. Na terceira posição, já a 27m52s do líder está classificado David Casteu, enquanto Marc Coma é quarto classificado a 57.08s do brasileiro.

    Na quinta posição surge o primeiro motard luso, Ruben Faria, a 51 segundo do espanhol da KTM Repsol. Pedro Bianchi Prata é sexto já a 2h04m34s do líder, enquanto Hélder Rodrigues roda na posição seguinte, a sétima, a quase três horas do líder.

    Faltam apenas duas etapas para se completar a prova, que termina amanhã na cidade de Natal, no estado de Rio Grande do Norte. AS

  13. #223
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Sexto da geral e 1ª lugar da classe: Após 9ª Etapa

    Pedro Bianchi Prata em bom plano nos Sertões

    A 9ª etapa entre Crateús e Mossoró com uma especial de 220km decorreu normalmente, sem grandes incidentes ou dificuldades para Pedro Bianchi Prata, que é sexto da geral e primeiro da sua classe a pós 9ª Etapa.

    Nesta fase o piloto do Team Bianchi Prata já quer apenas manter a posição, optando por não arriscar nas especiais:

    "A especial foi mais curta, o que foi bom depois de tantos dias de prova. Poupa um pouco a moto e também o piloto!" explicou o Pedro Bianchi Prata. "Adoro este Rally pela diversidade da prova, cada etapa é diferente e o ritmo é bastante acelerado desafiando a nossa capacidade física e psicológica. Em geral correu bem, andei sempre tranquilo sem grandes dificuldades. Prefiro manter a minha posição do que arriscar tudo que tenho vindo a conquistar nestes 9 dias de Rally. Amanhã é a ultima etapa, vou continuar a dar o meu melhor, arriscando onde achar que devo, mas sempre com o máximo de cuidado."

    A 10ª Etapa e última etapa do Rally dos Sertões conta com uma especial mais curta de 130km de Mossoró a Natal. Este percurso, que apesar de arenoso, é tranquilo e permitirá que os pilotos chegam ao fim deste Rally dos Sertões sem grandes.AS

  14. #224
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Lagos Team no Rally dos Sertões

    Ruben Faria é quinto e Hélder Rodrigues sétimo da geral
    O Rally dos Sertões, prova de Todo-o-Terreno que este ano atingiu um estatuto mais internacional, só vai conhecer o vencedor da prova das motos, no último momento.

    A última etapa que terminará nos areais da cidade de Natal, terá uma Especial de 130 quilómetros à qual se adicionará uma especial espectáculo de cinco quilómetros a caminho do pódio. Os pilotos do Lagos Team tiveram um bom comportamento, com especial destaque para Ruben Faria, que na penúltima jornada foi o quarto mais rápido e ainda pode almejar ao quarto lugar da final, se conseguir superar o piloto oficial da KTM, o espanhol Marc Coma, com quem tem estado a discutir o quarto lugar final.

    Para o piloto português, cotado entre os melhores do Mundo nesta disciplina, o dia de amanhã vai ser decisivo, e nada está perdido: "A diferença de 1m26s, depois de tantos quilómetros para o Marc Coma, é um sinal positivo. Embora a quinta posição da geral seja já um resultado que me agrada, amanhã vou tentar ir buscar a quarta posição" explicou o piloto, prosseguindo no seu raciocínio: "Para mim é importante recuperar o quarto lugar, e penso ser possível. Como o Marc sai dois minutos antes de mim, tenho hipótese de saber se há viabilidade para lhe roubar a quarta posição, que era importante para mim, porque ficaria à frente de alguns pilotos oficiais, numa prova com dificuldades idênticas a um Dakar. Ele terá de correr mais riscos do que eu, mas vai depender bastante do tipo de percurso."

    De uma coisa podem estar certos, é que o piloto algarvio não vai poupar esforços: "Vamos chegar ao fim no Top 5, que é a minha posição natural entre os vários pilotos oficiais que vieram ao Rally dos Sertões. Está a ser um treino real intenso, porque os brasileiros montaram um Dakar nestas regiões. Vamos ver como corre amanhã. Com a luta pela vitória entre o Zé Hélio e o Cyril Despres, tudo pode acontecer."

    Hélder Rodrigues não tem de provar nada a ninguém, e a estratégia de hoje foi cumprida: "Fazer o maior número de quilómetros que for possível, e terminar na primeira dezena de pilotos mais rápidos, é o que estou a tentar. Consolidei o 7º lugar da geral com o Pedro BIanchi já inalcançável, posso já sonhar com o fim da prova, com tudo o que me foi pedido, estrategicamente realizado. Mas convém não esquecer que amanhã pode passar-se muita coisa. Lá para os lugares cimeiros ainda pode dar a volta"... comentou Hélder Rodrigues que fez o 12º tempo na etapa de hoje.AS

  15. #225
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Erro da organização leva a reviravolta na classificação

    Ruben Faria venceu a nona etapa no Sertões

    Que a questão dos tempos do Rally dos Sertões não estava a ser gerida com perfeição pela organização já se sabia, pois em vários dias se percebeu que os tempos não eram disponibilizados com a celeridade que se impõe.

    Ontem ficou a saber-se que nem com falta de celeridade se evitam os erros, e foi isso mesmo que sucedeu a Ruben Faria, que depois de ter visto o seu tempo...revisto, foi declarado vencedor da nona etapa.

    A organização do Rally dos Sertões, foi instada pelo piloto português Ruben Faria, a confirmar a hora de chegada ao controlo do final da especial, depois do piloto do Lagos Team ter chegado a Massoró(RN) e ter solicitado a verificação do seu tempo de chegada. O final da prova cronometrada ficava a 180 quilómetros da cidade que recebe esta noite a caravana desta dura prova. Ruben Faria percorreu a especial em 1h44m16,00s ganhando ao líder da prova1m02s. e 1m04s. ao brasileiro Zé Hélio.

    Depois de chegar ao final da jornada, Ruben Faria tinha ficado com a sensação que havia uma diferença entre o tempo que lhe foi atribuído, e o que os comissários averbaram na carta de controlo do David Casteau. Outros pilotos que com ele convivem, julgavam que o piloto tinha feito uma marca melhor do que a organização lhe dera, tendo chegado ao final da especial com uma diferença muito maior para o piloto que chegou depois, e a quem a organização atribuiu a mesma hora de chegada, o que não aconteceu. Perante as evidências, lógicas Ruben Faria foi declarado umas horas depois o vencedor da 9ª etapa.

    Ruben Faria muito satisfeito por recuperar o quarto lugar da geral. "Foi um bocado confuso todo este processo de verificação do meu tempo na especial. Sei que andei muito bem, mas com tudo ainda em luta, foi uma vitória ainda mais saborosa. Estou obviamente muito contente, por ter conseguido hoje a minha terceira vitória nesta prova. Recuperei a 4ª posição com 2m13s de vantagem para o Marc Coma, e amanhã sou eu o primeiro piloto na estrada."AS

Página 15 de 92 Primeiro ... 514 15 162565 ... Último

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar