Página 38 de 92 Primeiro ... 2837 38 394888 ... Último
  1. #556
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Boa lista de inscritos em Monte Carlo

    O Rallye Monte Carlo será em 2009, de 20 a 24 de Janeiro, a prova de abertura do IRC. O Automobile Club de Monaco, responsável pela sua organização desde 1911, tinha inicialmente previsto o fecho das inscrições para o passado dia de 18 de Dezembro mas decidiu prolongar o prazo para as mesmas até quarta-feira, último dia deste ano.
    Boa lista de inscritos em Monte Carlo -

    Esta decisão deveu-se não só ao reduzido número de inscrições reunido até aí, confidenciam-se 38 concorrentes, mas também porque muitos dos projectos na série promovida pelo Eurosport foram ultimados posteriormente.



    Apesar de não existirem dados oficiais, estão já em carteira muitas mais inscrições, cerca do dobro das conseguidas até à data inicial, de entre as quais destacam-se cerca de 30 concorrentes com viaturas S2000 e 15 em Mitsubishi ou Subaru de Produção.



    Entre os potenciais candidatos aos primeiros lugares destacam-se os Peugeot 207 S2000 de Nicolas Vouilloz, Freddy Loix, Kris Meeke, Didier Auriol, Stephane Sarrazin, Andrej Jereb, Pascal Enjolras e ainda o piloto escolhido pela BF Goodrich.



    A Abarth disponibilizará Punto S2000 para Giandomenico Basso, Anton Alen, Umberto Scandola, Frederic Romeyer, Olivier Burri, Renato Travaglia e Luca Rossetti, provável número 1 devido à prioridade FIA A. Outro piloto a poder "abrir a estrada" é o finlandês Juho Hanninen, também prioritário FIA A que juntamente com Jan Kopecky, estreia em competição o Skoda Fabia S2000.



    Certa é igualmente a presença do sueco Per-Gunnar Andersson com o Proton Satria Neo S2000, viatura que poderá também ser utilizada pelo francês Bryan Bouffier.

    No que toca às viaturas tradicionais da Produção, muitos são aqueles que recorrem ao Mitsubishi Lancer IX. Há muito confirmado, o austríaco Franz Wittmann lidera uma longa lista em que constam também o holandês Jasper van den Heuvel, em transição para o IRC, Miguel Baudouin e Jean-François Mourgues.

    Apesar dos nomes oficiosamente confirmados garantirem à partida uma edição bastante animada da prova monegasca, muitos outros concorrentes poderão ainda oficializar a sua participação nos próximos dois dias.

    Peugeot não vai a Monte Carlo

    Chegou a ser uma possibilidade, mas a verdade é que a ida de Bruno Magalhães ao Rali de Monte Carlo ficou sem efeito, já que a resposta de um possível patrocinador não chegou em tempo útil. Contudo, o programa desportivo da Peugeot Portugal continua em aberto, permanecendo como hipótese a realização de um mini-programa no IRC.

    Ainda com possibilidades de alinhar na prova estão Bernd Casier, que se manterá ao volante do VW Polo S2000 da filial belga da marca, e Gilles Panizzi, que apesar de ter chegado a ser dado como piloto da Skoda não descarta outras hipóteses de também marcar presença regular no campeonato.AS

  2. #557
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Open estreia Desafio ModelStand


    A par do repetente Troféu Fastbravo, o Campeonato Open de Ralis 2009 vai ter a companhia do debutante Desafio ModelStand em oito das dez provas do calendário, falhando apenas os ralis de Montelongo e Gondomar, aproveitando os concorrentes apenas os seis melhores resultados.

    Agrupando os 206 GTI do extinto troféu Peugeot, a competição vai distribuir cerca de 50 mil euros, premiando os dez melhores classificados no final da época, variando entre os oito mil euros para o primeiro classificado e os dois mil para o décimo. A organização da Exporacing Eventos espera juntar um mínimo de dez carros e um máximo de 15. O custo de inscrição está fixado em 1.000 euros.AS

  3. #558
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão ANTEVISÃO 2009: Três WRC podem competir na Madeira


    Apesar do regulamento do campeonato madeirense principal ser dos poucos que ainda não foi publicado pela FPAK, tudo se conjuga para que a temporada regional seja competitiva. A federação quis ouvir os principais intervenientes locais da modalidade e isso é que leva a que nesta altura ainda não se saiba se os WRC podem voltar a correr na ilha e pontuarem para a competição absoluta.

    Dependendo do desfecho desta questão, poderão correr três WRC (Vítor Sá, Filipe Freitas e Miguel Nunes) ou três S2000 (Alexandre Camacho, Miguel Nunes e Filipe Freitas). Essa é uma garantia de que haverá emotividade nas nove provas agendadas e que estarão repartidas pelos campeonatos principal e open (VSH e Clássicos), por sua vez juntos na recém-criada Taça da Madeira.

    Para além dos actores principais, na Madeira estarão dois Mitsubishi Lancer X (João Magalhães e Rui Pinto), o Peugeot 206 S1600 de Samir Sousa, o possivelmente regressado Citroën C2 S1600 de Aécio Anjo e vários R3 como os Renault Clio de Luís Serrado, Alexandre Jesus e José Carlos Magalhães ou o Peugeot 206 de Filipe Pires.


    AS

  4. #559
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão ANTEVISÃO 2009: Moura defende o título


    Mantendo as mesmas sete provas da edição deste ano, o Campeonato de Açores de Ralis 2009 não traz novidades. Regulamentarmente, no entanto, passa a ser obrigatório estar inscrito no campeonato para pontuar para o Grupo N e A.

    Relativamente a participantes, Ricardo Moura defenderá o título ao volante do Mitsubishi Lancer Evo IX, mas não sabe ainda se poderá contar com a oposição do seu maior rival esta temporada, Fernando Peres, que não confirmou ainda a sua presença. Será disputada a Taça da Região Autónoma dos Açores para viaturas de Grupo A e N entre 1,6 e 2 litros. AS

  5. #560
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão ANTEVISÃO 2009: O pior dos cenários


    A exemplo de outras competições internacionais, também o Campeonato de Portugal de Ralis aproxima-se carregado de nuvens negras, tudo apontando para que deixe de contar com o envolvimento de equipas oficiais, confirmado que está já o abandono da Fiat e a mais que provável redefinição do projecto da Peugeot, com a alternativa mais válida a ser um mini-programa no Intercontinental Rally Challenge.
    ANTEVISÃO 2009: O pior dos cenários -

    "É uma das propostas que está em cima da mesa", garante Carlos Barros, director desportivo e técnico da equipa Peugeot Total. "O actual contexto não é fácil, mas alguma coisa iremos fazer em 2009", justificou aquele responsável, bastante apreensivo em relação à qualidade do próximo CPR: "Se este ano algumas listas já rondaram os 20 a 25 participantes, o que já era muito pouco dignificante para a imagem do Nacional, imagine-se como será em 2009".

    Neste contexto, tudo se conjuga, portanto, para que o mais emblemátivo dos campeonatos de ralis venha mesmo a ser um exclusivo de alguns (poucos) privados, o que numa análise algo optimista até poderá tornar a competição bastante mais equilibrada e aberta, embora inevitavelmente nivelada por baixo.

    As dúvidas dos privados

    Relativamente aos privados, são ainda muitas as indefinições, a começar logo por Vítor Pascoal, terceiro classificado nos dois últimos campeonatos: "Lógico que gostaria de continuar com o Peugeot por mais um ano. Mas a esperança é pouca e a probabilidade maior é mesmo transitar para o CPTT, viabilizando um projecto mais barato ao nível do Agrupamento T2", revelou o amarantino. De resto, também Nuno Barroso Pereira deverá abandonar o seu projecto na categoria S2000, após o revés do BPN, admitindo trocar o Fiat Grande Punto por um mais económico Subaru Impreza de Grupo N.

    Campeão Nacional de Produção, Adruzilo Lopes pretende defender o título em 2009, embora trocando o actual Subaru Impreza N11 por um mais competitivo N15 (versão revista e melhorada do Impreza N14), como é vontade da ARC Sport. A oposição será, contudo, ainda mais forte, já que aos repetentes Fernando Peres e Pedro Meireles juntar-se-ão, também, Vítor Lopes, com o seu Subaru Impreza N12, e o madeirense Bernardo Sousa, com um programa completo no Nacional em carro ainda a definir. Igualmente da Madeira poderá vir o seu actual Campeão em título, Alexandre Camacho. "Confirmo a vontade de participar no próximo CPR, embora seguras só estão as partipações em duas provas de asfalto", revelou o piloto privado do Peugeot 207 S2000.

    CPR2 em estreia

    De resto, e em termos de estrutura, a principal novidade é mesmo a instituição de um novo Campeonato 2 Litros/2 Rodas Motrizes (ou CPR2), onde passarão a evoluir os R2 Max do redefinido Challenge C2/Total. A competição terá por base seis ralis continentais e atribuirá um total de três títulos - Absoluto, 1600cc (A/N), 1601/2000cc (A/N/Diesel) - e duas taças nacionais - Diesel/Marcas e GT. Único interessado na categoria GT, Mex não tem ainda confirmado o seu projecto com o Porsche 997 GT3 por considerar "pouco prestigiante lutar apenas por uma taça".

    CALENDÁRIOS

    CAMPEONATO DE PORTUGAL DE RALIS
    Data Prova Organizador Piso
    06.07/03 Rali Torrié Targa Clube Terra
    03.05/04 Rali de Portugal ACP Terra
    07.09/05 SATA Rali Açores GD Comercial Terra
    05.06 Junho Rali do Porto FC Porto Terra
    30/07.01/08 Rali Vinho Madeira CS Madeira Asfalto
    18.19/09 Rali Centro de Portugal CAMG Asfalto
    16.17/10 Rali de Mortágua CA Centro Asfalto
    21.22/11 Rali Casinos do Algarve CA Algarve Asfalto

    CAMPEONATO DE PORTUGAL DE RALIS 2L/2RM
    Data Prova Organizador Piso
    06.07/03 Rali Torrié Targa Clube Terra
    01.02/05 Rali Vila Verde CAM Terra
    05.06 Junho Rali do Porto FC Porto Terra
    18.19/09 Rali Centro de Portugal CAMG Asfalto
    16.17/10 Rali de Mortágua CA Centro Asfalto
    21.22/11 Rali Casinos do Algarve CA Algarve Asfalto

    CAMPEONATO OPEN E JÚNIOR DE RALIS
    Data Prova Organizador Piso
    16.17/01 Rali Montelongo FC Porto Asfalto
    13.14/02 Rali Portas do Ródão Esc. Castelo Branco Asfalto
    13.14/03 Rali do CAM CAM Asfalto
    17.18/04 Rali Vidreiro CAMG Asfalto
    16.17/05 Rali VN Cerveira Targa Clube Asfalto
    12.13/06 Rali de Arganil CA Centro Terra
    11.12/09 Rali de Murça CA Régua Terra
    03.04/10 Rali de Loulé CA Algarve Terra
    30.31/10 Rali Sentir Penafiel CAST Terra
    04.05/12 Rali Cidade Gondomar Gondomar AS Terra

    CAMPEONATO DE PORUGAL DE CLÁSSICOS - RALIS
    Data Prova Organizador Piso
    16.17/01 Rali Montelongo FC Porto Asfalto
    13.14/02 Rali Portas do Ródão Esc. Castelo Branco Asfalto
    13.14/03 Rali do CAM CAM Asfalto
    17.18/04 Rali Vidreiro CAMG Asfalto
    16.17/05 Rali VN Cerveira Targa Clube Asfalto
    11.12/09 Rali de Murça CA Régua Terra
    AS

  6. #561
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão ANTEVISÃO 2009: Porta aberta para o sucesso


    Depois do êxito da edição de 2008, o Open de Ralis volta a reunir todos os condimentos para se afirmar pleno de sucesso na próxima temporada. Desde logo porque há garantias que o nível da promoção se mantenha, o que, por outras palavras, significa que o motor do campeonato continuará bem oleado.
    ANTEVISÃO 2009: Porta aberta para o sucesso -

    Por outro lado, alguns dos pilotos protagonistas da última temporada já confirmaram a sua presença a que se juntam ainda alguns outros que prometem tornar as lutas pelas primeiras posições uma constante fonte de animação.

    Entre os "repetentes" há então a registar o nome de João Ruivo (Fiat Stilo Multijet) e Luís Mota (Mitsubishi Lancer Evo IV), sendo que o Campeão, Pedro Peres, faz ainda parte da lista dos indecisos, a qual Jorge Santos também integra. Para a linha da frente promete entrar Armindo Neves (Hyundai Coupé Kit Car), enquanto Carlos Matos (Renault Clio S1600) iniciará o campeonato "à experiência" logo decidindo se continua e Octávio Araújo (Citroen Saxo Kit Car) apenas tem previstas participações pontuais.

    O campeonato terá um calendário de 10 provas (cinco em asfalto e cinco em terra) e voltará a englobar o Campeonato Júnior, bem como o emocionante Troféu Fastbravo (Seat Marbella) e, em estreia, o novo Troféu Modelstand (Peugeot 206 GTI).

    Com um calendário menos preenchido (seis provas, em que cinco são de asfalto e a última é de terra), mas também integrado no Open, está o Campeonato Nacional de Clássicos - Ralis, no qual se sabe já que o Campeão, José Sousa, não irá defender o título.


    CAMPEONATO OPEN E JÚNIOR DE RALIS
    Data Prova Organizador Piso
    16.17/01 Rali Montelongo FC Porto Asfalto
    13.14/02 Rali Portas do Ródão Esc. Castelo Branco Asfalto
    13.14/03 Rali do CAM CAM Asfalto
    17.18/04 Rali Vidreiro CAMG Asfalto
    16.17/05 Rali VN Cerveira Targa Clube Asfalto
    12.13/06 Rali de Arganil CA Centro Terra
    11.12/09 Rali de Murça CA Régua Terra
    03.04/10 Rali de Loulé CA Algarve Terra
    30.31/10 Rali Sentir Penafiel CAST Terra
    04.05/12 Rali Cidade Gondomar Gondomar AS Terra

    CAMPEONATO DE PORUGAL DE CLÁSSICOS - RALIS
    Data Prova Organizador Piso
    16.17/01 Rali Montelongo FC Porto Asfalto
    13.14/02 Rali Portas do Ródão Esc. Castelo Branco Asfalto
    13.14/03 Rali do CAM CAM Asfalto
    17.18/04 Rali Vidreiro CAMG Asfalto
    16.17/05 Rali VN Cerveira Targa Clube Asfalto
    11.12/09 Rali de Murça CA Régua Terra

    AS

  7. #562
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão ANTEVISÃO 2009: IRC sempre a crescer


    Pode até parecer estranho numa altura em que o automobilismo parece atravessar dias de tempestade mas o Intercontinental Rally Challenge não só manterá a excelente forma de 2008 como crescerá em competitividade.
    ANTEVISÃO 2009: IRC sempre a crescer -

    Poucos foram os que acreditaram, aquando do lançamento do então International Rally Challenge, que a série proposta pelo Eurosport iria ter tamanho sucesso. Passando do quase anonimato de 2006 para a ribalta em apenas dois anos, esta competição assente na utilização de viaturas S2000 e tradicionais carros da Produção arrisca-se a ser uma das mais disputadas do próximo ano tamanho o interesse revelado por várias marcas e concorrentes na sua disputa.

    Custos mais reduzidos que no WRC

    Apesar dos tempos serem de crise, o tipo de veículos sobre os quais assenta este campeonato requerem não só um menor investimento na aquisição mas também custos de manutenção e participação muito mais reduzidos. Esses são trunfos inegáveis quando as finanças andam em baixa aos quais junta-se a possibilidade de equipas a disputarem campeonatos nacionais poderem alinhar de forma competitiva entre os habituais dominadores de todo o calendário.

    A época do IRC será em 2009 mais longa e terá doze eventos finalmente repartidos por vários continentes. A maior parte, nove, têm sede na Europa mas a caravana desloca-se também à América do Sul (Brasil), África (Quénia) e Ásia (Japão). A exposição mediática beneficia igualmente do prestígio de ralis como o Monte Carlo, Safari ou Sanremo, outrora parte incondicional do campeonato mundial, ou da excelência de Ypres, Barum ou Vinho Madeira, de há muito no núcleo duro do Europeu.

    Apetecível para as Marcas

    O interesse dos construtores é inegável pois os S2000 são a base dos futuros veículos de ponta do WRC ou, como bem o expressou Pierre Louis Colin da Peugeot britânica, o reforço da imagem de marca e dos produtos ser essencial numa fase em que as vendas decrescem. Só isso justificará a adesão da Skoda, MG, Proton e Opel, construtores com carros desenvolvidos pelos seus departamentos de competição ou em parceria com preparadores como a Oreca, MSD ou Mellors Elliot Motorsport.

    Peugeot e Abarth são as referências

    As referências do campeonato são a Peugeot e a Abarth com os 207 S2000 e Punto S2000, respectivamente. Ambas as casas apresentarão na prova de abertura já em Janeiro versões bastante beneficiadas das suas viaturas com maior débito de potência, novas caixas de velocidades e suspensões e ainda peso melhor distribuído. Com tais melhorias esperam poder manter o seu estatuto face aos recém-chegados e ainda a novas versões como o Mitsubishi Lancer X da Ralliart.

    Leque alargado de pilotos

    Ao nível dos pilotos são reconduzidos os valores seguros desta série. Em liça vão estar Nicolas Vouilloz, campeão em título, Freddy Loix, Giandomenico Basso, Luca Rossetti, Didier Auriol ou Paolo Andreucci que, contudo, deverão temer a ameaça de jovens promissores como Jan Kopecky, Juho Hanninen, Anton Alen, Umberto Scandola, Bryan Bouffier, Per-Gunnar Andersson ou Kris Meeke. Está assim junto um elenco de marcas, modelos e concorrentes que deverá catapultar ainda mais o reconhecimento, emoção e competitividade do campeonato.

    Eurosport junta IRC e WTCC

    A Eurosport Events, promotora conjunta do IRC e WTCC, aproveitará ao máximo as possibilidades permitidas pelas provas destes dois campeonatos disputarem-se no mesmo fim-de-semana no Brasil para potenciar a atracção de ainda mais espectadores. O Rali Internacional de Curitiba terá lugar entre 5 e 7 de Março enquanto a segunda ronda do Campeonato Mundial de Turismo tem lugar no dia seguinte no autódromo daquela cidade bem ao sul no Brasil.

    Esta associação dos dois eventos permitirá que o público seja duplamente atraído para uma deslocação àquela zona do país pois poderá presenciar o rali cujo parque de assistência estará nas imediações do circuito e depois deslocar-se ainda a tempo das qualificações naquela pista permanente. Geraldine Filiol, do Eurosport, destacou que tal só é possível porque a promoção dos dois eventos é conjunta e que esta poderá ser uma boa experiência a repetir com outras provas e noutros países.

    Europeu em lume brando

    Revitalizado há dois anos pela FIA com a introdução de novos regulamentos, o Campeonato da Europa pode ser mais uma das competições afectadas pela crise financeira internacional. O calendário, mais longo e penalizante em tais circunstâncias, reúne agora onze eventos por força da saída para o WRC da prova polaca e pela integração dos ralis Principe de Asturias (Espanha) e Valais (Suíça).

    Os principais candidatos ao ceptro deverão ser as equipas que disputarem as quatro provas concomitantes com o IRC e participem ocasionalmente noutros eventos. O Europeu vivia bastante da militância de pilotos como Krum Donchev, Michal Solowow e Volkan Isik que deverão abandonar esta competição pois a economia mais facilmente debilitada dos seus países de origem inviabiliza tais projectos.

    Portugal em evidência no IRC

    País fundador do IRC em 2006 com o Rali Vinho Madeira, Portugal volta a estar em evidência nesta série no próximo ano pois o nosso país volta a ser o único em que se disputam duas provas. À clássica madeirense e em alternância com o Vodafone Rali de Portugal junta-se agora o Sata Rallye Açores que, por força da integração nesta série, vê a sua data de realização antecipada em cerca de dois meses, para Maio.

    Também as equipas nacionais podem voltar a brilhar pois espera-se que, em vingança dos tremendos infortúnios de que tem sido vítima, a Peugeot e Bruno Magalhães possam confirmar um programa reduzido no campeonato. Para além destes, outros concorrentes podem estar sob o olhar atento da comunidade internacional nos ralis lusos como foi exemplo a prestação de Alexandre Camacho no RVM 2008.

    Forças em presença

    Abarth
    Abarth Punto S2000
    Anton Alen, Giandomenico Basso, Luca Rossetti e Umberto Scandola

    BF Goodrich Drivers' Team
    Peugeot 207 S2000
    ???

    HF Grifone
    Peugeot 207 S2000
    Corrado Fontana e Didier Auriol

    Interwetten Racing
    Mitsubishi Lancer IX
    Franz Wittman jr

    MEM
    Proton Satria Neo S2000
    Bryan Bouffier e Per-Gunnar Andersson

    MG Sport
    MG ZR S2000
    Mark Higgins e Stuart Jones

    Opel Sport
    Opel Corsa S2000
    Austin McHale e Garreth McHale

    Peugeot Belux
    Peugeot 207 S2000
    Freddy Loix e Nicolas Vouilloz

    Peugeot Hungary
    Peugeot 207 S2000
    Janos Toth

    Peugeot Italia
    Peugeot 207 S2000
    Paolo Andreucci

    Peugeot Portugal
    Peugeot 207 S2000
    Bruno Magalhães

    Peugeot UK
    Peugeot 207 S2000
    Kris Meeke

    Ralliart Italia
    Mitsubishi Lancer X
    ???

    Skoda Motorsport
    Skoda Fabia S2000
    Jan Kopecky e Juho Hanninen

    VW Racing Club
    VW Polo S2000
    Bernd Casier


    AS

  8. #563
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão ANTEVISÃO 2009: Mundial de Ralis a duas mãos


    Impermeáveis à crise, Citroen e Ford vão concentrar todas as atenções do Mundial de Ralis de 2009, subtraídas que foram as equipas da Subaru e Suzuki. Ao longo do campeonato mais curto dos últimos anos, Sébastien Loeb volta a ser referência a quem todos aspiram fazer sombra...
    ANTEVISÃO 2009: Mundial de Ralis a duas mãos -

    Não é fácil olhar para o passado e encontrar um ano que se perspective semelhante ao do Mundial de Ralis de 2009. Ainda a recuperar do súbito choque que foi perder duas das suas principais equipas, a Subaru e a Suzuki, a principal competição de ralis tutelada pela FIA irá, no próximo ano, viver uma das temporadas mais pobres de sempre. Com um calendário de 12 provas (onde o Rali da Polónia se afirma como a única verdadeira novidade de vulto), o campeonato navegará ao sabor da luta entre a equipa Citroen Total e BP Ford Abu Dhabi e dos pilotos que defendem as duas formações, ficando no ar um certo sabor a pouco.

    Num ano que é já considerado o primeiro de transição na revolução que a entidade federativa tem apontada para 2011, não são de esperar também grandes evoluções nos Citroen C4 WRC e Ford Focus RS WRC que ditarão a lei no campeonato não só porque a altura é de "apertar o cinto", mas também porque não vale mais a pena investir em carros que têm, à partida, os dias contados. AS

  9. #564
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Loeb à procura do sexto título

    Mas à parte de um indisfarçável crise nas forças em presença, o que se pode esperar do Mundial de 2009? Para muitos, mais do mesmo. Sébastien Loeb volta, com toda a naturalidade, a vestir a camisola de favorito por força dos cinco títulos que leva já no bolso, mas também porque lhe é reconhecido um talento inato sempre que tem um volante que no centro tem o símbolo do "double chevron" ou seja, se tiver nas mãos o C4 WRC por si concebido e desenvolvido.

    A grande questão é se o francês terá ainda a mesma motivação para vencer ou se se apresentará no terreno apenas para cumprir mais um ano de contrato e preparar o futuro de forma a dar uma volta de 180 graus à sua carreira e enveredar pelos circuitos finda a temporada. De uma maneira ou de outra, o piloto da Citroen Total que terá oportunidade de se tornar o primeiro piloto do mundo (e provavelmente único durante muitos anos) a ganhar 50 provas do Mundial, apresenta credenciais que cheguem e sobrem para ser o "alvo a abater" por toda a concorrência.

    Ao seu lado, vai voltar a estar Dani Sordo. Ofuscado, até agora, pelo brilho do Campeão do Mundo, o espanhol continua à procura da sua primeira vitória no Mundial e é bem provável que a consiga na próxima temporada. Mais à vontade nos ralis de asfalto que de terra, o Campeão do Mundo Júnior de 2005 volta a partir na sombra do seu companheiro de equipa e com enorme responsabilidade sobre os ombros no que à revalidação do título de Marcas por parte da Citroen diz respeito.

    Mas se a Citroen Total é vista como a equipa mais equilibrada de todo o "plantel", a formação da BP Ford Abu Dhabi promete não lhe facilitar a vida até porque pouco terá gostado de ter perdido a oportunidade de conseguir o seu terceiro título de Construtores consecutivos em 2008. Suficientemente rodada e tendo talvez como o seu maior trunfo a experiência ao nível da estratégia de Malcolm Wilson, a equipa volta a entregar o papel principal a Mikko Hirvonen que se conseguir igualar a regularidade deste ano, só que terá que acrescentar uns "pózinhos" de rapidez para conseguir tentar ao seu primeiro título de Pilotos isto é, bater um "Super-Loeb".

    Mas, depois de um ano atribulado onde confirmou todas as suas potencialidades, mas também deu alguns "tiros no pé", Jari-Matti Latvala apresentar-se-á no terreno de jogo, teoricamente, mais maduro e sem complexos para rivalizar com o seu chefe de fila dentro da equipa, desde que esta não lhe "corte as asas". Se conseguir melhorar as suas "performances" no asfalto e, sobretudo, anular alguns excessos de impetuosidade na terra, então Latvala poderá ser mais do que um candidato a partilhar o protagonismo com Hirvonen, podendo mesmo começar a aflorar a palavra "Campeão" que, unanimemente, todos os especialistas na matéria, consideram que entrará no seu vocabulário mais ano, menos ano. Mas será este um cenário demasiado optimista? Provavelmente, mas que não é totalmente de excluir, lá isso não é.

  10. #565
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão "Outsiders" de luxo

    Com o mercado de pilotos fechado e com o consequente aumento da taxa de desemprego entre os pilotos "top", é de esperar que não faltem "outsiders" de luxo capazes de dar nas vistas, num ou noutro rali. Para já e no plano das "formações B" que pontuam para o Mundial de Construtores 2 (obrigadas a participar em pelos menos oito das 12 provas), são de esperar quatro registos, que não estão ainda todos confirmados.

    A Stobart é, à partida, a equipa a que melhores resultados pode aspirar, mas não divulgou ainda quem serão os seus pilotos, sendo de esperar que François Duval e Henning Solberg, para além de Matthew Wilson possam defender as cores da primeira equipa satélite da BP Ford Abu Dhabi, sem menosprezo de outros pilotos que poderão também ser pontualmente inseridos no conjunto branco e verde.

    Do lado da Subaru e com a perda da formação oficial, a principal equipa que promete levar o Impreza a "voos" mais altos é a Adapta, onde, naturalmente, Mads Ostberg se tentará revelar uma vez mais como menino-prodígio, o que poderá não ser fácil se a Petter Solberg ou mesmo a Chris Atkinson for dada a oportunidade de guiar um dos carros japoneses, sobretudo, se a equipa norueguesa herdar parte da estrutura desenvolvida pela Prodrive, nomeadamente, as mais recentes evoluções do Impreza S14.

    Igualmente na corrida pelos melhores privados, tudo aponta para que também possa estar a "equipa B" da Citroen, ainda não formalmente conhecida e onde as duas únicas certezas são que os pilotos guiarão os competitivos Citroen C4 WRC e que quaisquer que sejam as suas identidades terão sempre que levar o livro de cheques bem recheado pois a equipa terá pilotos pagantes. De resto, há, de momento, a registar uma considerável corrida aos patrocinadores por parte de alguns pilotos que esperam fazer apenas participações pontuais, mas que, na verdade, não têm ainda totalmente garantida a sua presença. AS

  11. #566
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão PWRC e JWRC em baixa

    Se o WRC ficou inegavelmente "ferido" pela crise financeira global, é de esperar que competições de segunda linha como o PWRC e o JWRC possam também sofrer fortes consequências, nomeadamente, uma assinalável redução do número de participantes. O primeiro sinal veio do facto do Campeão em título de Produção, Andreas Aigner, não ter lugar na sua equipa para prosseguir, mas outros pilotos lhe poderão seguir o exemplo.

    Para já e a nível nacional, Bernardo Sousa continua com a sua presença assegurada num segundo ano onde finalmente os resultados vão ser levados mais a sério, enquanto Armindo Araújo não tem ainda totalmente assegurada a sua participação, mas deixa indícios claros que não falta muito para a confirmar, o que, a acontecer, voltará a colocá-lo no centro das atenções da disciplina, sobretudo, se se confirmar a referida redução de participantes. Concretamente em relação ao JWRC, não são ainda conhecidos projectos que possam lutar pela vitória no campeonato. AS

  12. #567
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Martin Holmes: "Final de um ciclo"

    De repente tudo mudou. Só haverá duas equipas oficiais (Citroen e Ford) no Mundial de Ralis porque duas delas (Subaru e Suzuki) abandonaram, mas, em compensação, provavelmente, haverá quatro equipas no Mundial de Construtores 2. A ideia imediata é que vão faltar muitos amigos no Mundial e que a sua "família" ficou mais pobre. Não só porque vão faltar pilotos de inegável valor como Gardemeister, Andersson, Solberg, Atkinson e até Guy Wilks que tinha já um pé na Subaru, mas também pela confirmação da mudança de regras para 2010 e rotatividade do calendário que impedem grandes investimentos e atrofiam a evolução.

    O desenvolvimento dos WRC como os conhecemos terminará e os Super 2000 passarão a ser o alvo de todas as atenções, especialmente aqueles que têm pretensões de virem a tornar-se na nova geração dos World Rally Cars. Quem sairá beneficiado com todas estas mudanças será, a curto prazo, o IRC, especialmente depois da decisão da Skoda aí assentar armas e bagagens, relegando o Mundial para segundo plano...até ver. Será, sem dúvida, uma época diferente e carregada de mudanças. AS

  13. #568
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Calendário

    Data Prova
    28 Janeiro/01 Fevereiro Rali da Irlanda
    11/15 Fevereiro Rali da Noruega
    11/15 Março Rali do Chipre
    01/05 Abril Rali de Portugal
    22/26 Abril Rali da Argentina
    20/24 Maio Rali de Itália-Sardenha
    10/14 Junho Rali de Acrópole
    24/28 Julho Rali da Polónia
    29 Julho/01 Agosto Rali da Finlândia
    02/06 Setembro Rali da Austrália
    30 Setembro/04 Outubro Rali Catalunha - Espanha
    21/25 Outubro Rali de Gales

    O que muda em 2009

    - O calendário passa a contar apenas com 12 provas e a ser o mais curto desde 1996. É a primeira vez que a Córsega fica de fora e a Polónia reentra (após 36 anos).

    - Tanto o PWRC como o JWRC terão oito ralis, dos quais os concorrentes nomeiam seis. Pela primeira vez, os participantes de uma e de outra competição vão partilhar quatro ralis.

    - A redução de eventos significa que é possível impor maiores limites no número de carros construídos, no número de motores preparados e no número de dias de testes disponíveis. O número de jantes também é reduzido passando a ser apenas possível utilizar jantes de 15 polegadas na terra e 18 no asfalto. No Rali da Noruega haverá também pneus de terra disponíveis.

    - Apenas quatro mecânicos podem trabalhar nos carros, em vez dos seis actuais.

    - Nos ralis onde são permitidos "batedores", só poderá haver um "batedor" por equipa.

    - Pela primeira vez, desde o Rali de Sanremo de 1996, haverá uma prova mista, com etapas em asfalto e terra. Trata-se do Rali do Chipre, a terceira ronda do campeonato.

    - A regulamentação do Mundial de Ralis for reescrita por forma a tornar-se mais uniforme e deixar menos dúvidas, nomeadamente numa nova clausula que refere expressamente: "tudo o que não esteja autorizado pelo regulamento é proibido".

    - Se um rali for encurtado, será atribuída a totalidade dos pontos (o que protege os concorrentes do PWRC e JWRC que nomeando seis em oito eventos, poderiam ser prejudicados).

    - Nasce a iniciativa Pirelli Star Drivers que se estreia no Vodafone Rali de Portugal.AS

  14. #569
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Petter Solberg World Rally Team?


    Petter Solberg já está desvinculado da Subaru pelo que os próximos tempos serão passados a tentar encontrar um volante para 2009. Tendo em conta que os lugares nas equipas oficiais estão "tapados", só resta a Solberg montar um projecto próprio, baseado numa das muitas equipas que possuem WRCs.

    Pelos vistos, tem patrocinadores para o apoiar, no entanto, resta saber se vai ser possível montar todo o projecto a tempo do Rali da Noruega, uma prova que, forçosamente, tem de entrar nas contas de Solberg, pois é "só" o "seu" rali. A questão, agora, passa por saber em que carro? Ford? Citroën? O Subaru que tantas dores de cabeça lhe tem dado nos últimos ralis? Só o tempo o dirá, mas para o norueguês, pelos vistos, ideias não faltam:

    "Não vai ser fácil encontrar um carro, já que todas as equipas de fábrica estão completas, pelo que tenho de procurar outras soluções. De qualquer forma tenho muitas ideias. Pelo menos agora estou livre, e talvez possa lançar uma equipa Petter Solberg World Rally Team. É importante para mim que tudo esteja preparado para começar no Rali da Noruega.", referiu Solberg, a quem, pelos vistos, motivação e entusiasmo não falta.

    AS

  15. #570
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Nem Sébastien Loeb escapou...

    Qualquer piloto do WRC que se preze tem a sua dose de acidentes, que contribuem para o espectáculo que é esta modalidade. Obviamente que ferimentos como os que tiveram Gigi Galli e Patrick Pivato eram absolutamente desnecessários, mas a verdade é que os adeptos não dispensam as imagens dos momentos menos bons dos melhores pilotos do mundo de provas de estrada.

    Como habitualmente, no final de cada ano, fique com uma compilação dos mais importantes acidentes que tiveram lugar no WRC em 2008 onde nem Sébastien Loeb escapou...

Página 38 de 92 Primeiro ... 2837 38 394888 ... Último

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar