Página 40 de 92 Primeiro ... 3039 40 415090 ... Último
  1. #586
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Reconhecimentos de Montelongo infrutíferos


    O primeiro dia previsto para os reconhecimentos do Rali Montelongo, a primeira prova do Campeonato Open de Ralis, acabou por gorar as expectativas da maior parte dos concorrentes uma vez que os troços ficaram intransitáveis devido à neve e gelo.

    Na prática, a situação colocou a organização da Secção de Desportos Motorizados do F.C. do Porto alerta, mas conforme explicou Carlos Cruz, o director de prova, não há ainda motivos para alarme: "de facto, o primeiro dia de reconhecimentos foi infrutífero, mas os pilotos terão ainda o segundo na próxima sexta-feira pelo que penso, se o tempo ajudar, que tudo se poderá compor. Adiar a prova não está, para já, em equação até porque as previsões dão subida de temperatura e tudo deverá regressar à normalidade na próxima semana".

    AS

  2. #587
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Bernardo Sousa tarda em confirmar equipa


    Depois de ter tido conhecimento que Patrick Sandell irá substituir Andreas Aigner na Red Bull Rally Team, inscrito no Campeonato do Mundo de Produção, ao volante de um Skoda Fabia S2000, Bernardo Sousa continua sem saber com o que poderá contar no próximo PWRC.

    Abordado pelo AutoSport, o piloto madeirense referiu que "até à próxima sexta-feira deverá haver novidades, mas de momento a única coisa que sei é que já estou inscrito no PWRC". Bernardo Sousa, que terminou a sua primeira temporada daquela competição no nono lugar, admite vários cenários, inclusive, mudar de equipa, mas nada está ainda definido.

    AS

  3. #588
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Nasser Al-Attiayh de...Mitsubishi


    Para já, falamos apenas e só de ralis! O piloto do Qatar, que há dias terminou a sua aventura no Dakar 2009, depois de ter sido desclassificado por ter falhado vários controlos de passagem, vai abandonar o Subaru com que corre há vários anos em diversas competições e passará a guiar um...Mitsubishi.

    O triplo campeão FIA em 2008, coloca assim termo a seis anos de associação com a Subaru e estará já no final deste mês, entre 22 e 24, aos comandos da sua nova máquina no Rali do Qatar.

    Curiosamente, a sua "companheira" de TT, Tina Thorner, irá ser também a sua navegadora nos ralis. A sua nova equipa é gerida por... Raimund Baumschlager, a mesma de Bernardo Sousa.

    Curiosamente a Autotek, até aqui a equipa de Attiyah, vai continuar a colocar a correr um piloto do Qatar, Misfer Al-Marri, no Campeonato de Ralis do Médio Oriente, "aproveitando" o navegador antigo de Attiyah, Chris Patterson. O carro será um Subaru N14.AS

  4. #589
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Olivier Quesnel: "Loeb não vai sair dos ralis tão cedo"


    Sébastien Loeb é o elo mais forte da equipa Citroen Total. Disso ninguém tem dúvidas, nem o próprio Olivier Quesnel para quem assegurar os serviços do piloto nos próximos anos é meio caminho andando para prosseguir na rota do sucesso.
    Olivier Quesnel: "Loeb não vai sair dos ralis tão cedo" -

    Mas será que o penta-Campeão do Mundo de Ralis tem motivação ainda para ganhar? Na opinião de Quesnel, "em 2009, ele irá guiar o C4 WRC, mas com menos provas no calendário terá mais oportunidades para outras actividades. No que se concerne aos carros de pista, não estará à partida de Le Mans porque esta clássica coincide com o Rali da Grécia pelo que a sua participação em actividades de pista deverá resumir-se a alguns testes com a Peugeot. Mas, nesta altura, tenho a certeza que as prioridades do Loeb continuam a ser manter-se nos ralis, aliás, a mesma certeza que me diz que ele estará a fazer ralis em 2010".

    Mas será assim mesmo quando para no terreno há tanta "contra-informação" acerca do que ele pensa sobre os futuros regulamentos do Mundial de Ralis? Quesnel também neste ponto não tem muitas dúvidas: "tenho a certeza que ele quer estar nos ralis com os novos "S2000 +". Pessoalmente acredito que sejam carros divertidos de guiar ou seja, o que é o suficiente para ele. De qualquer maneira, ele até com um S1600 se conseguiu divertir no último Rali do Var, o que prova que continua cheio de motivação para continuar nos ralis. Eu diria que os ralis "conduzem-no" e que no momento em que ele perder a motivação para fazer ralis, imediatamente abandonará a disciplina".

    "Citroen e Loeb são um só!"

    Mais do que o expoente máximo dos ralis de todos os tempos, o nome de Sébastien Loeb é também a principal imagem de marca da Citroen. Uma associação que Quesnel considera positiva, mesmo se o homem se sobrepõe em termos de mediatismo à máquina. "O Sebastien é um fenómeno de popularidade e há a conotação na mente das pessoas que Loeb é Citroen. Os dois nomes estão completamente integrados. Não é possível pensar num nome, sem pensar no outro e, sinceramente, fico satisfeito com isso. O "Seb" é um ser humano muito especial", dá conta Quesnel.AS

  5. #590
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Chris Atkinson: "O C4 WRC é um carro fantástico"


    Chris Atkinson ficou impressionado com o Citroen C4 WRC, que testou no Sul de França, tendo percorrido cerca de 180 quilómetros , em variados tipos de piso, asfalto, seco e molhado.
    Chris Atkinson: "O C4 WRC é um carro fantástico" -

    "O C4 é um carro do qual se pode 'tirar' bastante mais, quando mais depressa se anda. É impressionante a forma como se podem abordar as curvas, com o carro a permanecer equilibrado e direito. É um caro fantástico de guiar.", referiu o australiano que, para já, tem só no seu programa o Rali da Irlanda, embora se preveja que possa realizar mais provas com o Citroen Júnior Team no WRC em 2009.

    AS

  6. #591
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão VW admite trocar Dakar pelo WRC


    A hipótese levantada por Kris Nissen em Agosto do ano passado, aquando da sua visita ao Rali da Finlândia, voltou a ganhar forma na última semana, após uma entrevista do director desportivo da VW Motorsport ao Autosport inglês.
    VW admite trocar Dakar pelo WRC -

    De acordo com aquele responsável, a marca alemã está realmente a ponderar uma entrada no Campeonato do Mundo de Ralis já em 2010, "ou com o Dakar, ou em vez do Dakar", justificando que um programa global no desporto motorizado é "importante" para a VW, "um dos maiores fabricantes de carros a nível mundial".

    Kris Nissen confirmou ainda que a Volkswagen "tem estado atenta ao WRC", estando actualmente a estudar "se essa hipótese é viável. Nada está decidido ainda", frisa o dinamarquês, "mas queremos tomar uma decisão logo após o Dakar".

    Único "senão", a VW viu já negada pela FIA um pedido de alteração ao regulamento técnico da competição, uma vez que a largura do Scirocco (1.810mm), o carro que serviria de base a este projecto, ultrapassa o actual limite de... 1.800mm. Mas dada a actual conjuntura, potenciada pelas saídas da Suzuki e Subaru, quem sabe se a FIA não volta atrás, mostrando, enfim, alguma flexibilidade no futuro regulamento.

    Certo mesmo é que esta notícia foi recebida sem grande surpresa na América do Sul. É que ao mesmo tempo que os "azuis" domominavam a corrida, há já algum tempo que se discutia nos bastidores o motivo pelo qual a equipa decidou colocar à venda a maioria dos seus camiões de assistência. Definitivamente, "não há fumo sem fogo".

    AS

  7. #592
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Skoda quer regressar ao WRC com privados


    Foi apresentada há pouco no Mónaco a equipa oficial da Skoda, que participa em 2009 no Intercontinental Rally Challenge com o Fabia S2000, competição que marca assim o regresso do construtor checo aos ralis.
    Skoda quer regressar ao WRC com privados -

    Para Michal Hrabánek, director desportivo da Skoda Motorsport: "esta presença é muito importante para a Skoda, que tem como objectivo principal chegar ao fim com os dois carros. Este é o corolário de um longo processo de desenvolvimento do Fabia S2000, onde tivemos a colaboração de vários pilotos, alguns deles a comprar directamente o nosso carro com outros S2000. As equipas, como já é público, são Jan Kopecký/Petr Starý e Juho Hänninen/Mikko Markkula, uma boa mescla de juventude e experiência. Acredito que temos a possibilidade de crescermos juntos, e este regresso é somente uma pequena parte do que pretendemos fazer, já que temos como objectivo desenvolver um S2000 Plus e colocá-lo a correr no WRC a partir do próximo ano com equipas privadas.", referiu.

    Jan Kopecky, um dos pilotos, que curiosamente já guiou tanto o Abarth S2000 como o Peugeot 207 S2000, é de opinião que o Fabia está ao mesmo nível de performance dos seus rivais".

    Fabia S2000 evoluiu

    Visualmente, notam-se algumas alterações no carro desde os últimos ralis Barum Zlin e San Remo, que fizeram parte do percurso de aprendizagem, sendo de salientar o baixo centro de gravidade que o carro apresenta, especialmente quando comparados com os Peugeot e Abarth, com a colocação muito baixa do motor. Resta saber se na prática, um carro que se vai estrear somente agora em competição a "sério" já terá atingido um nível de performance e fiabilidade que ombreie com os Abarth S2000 e Peugeot 207 S2000. Um caso a seguir a partir de 5ª feira. AS

  8. #593
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Skoda "só" faz seis provas do IRC

    A Skoda irá este ano realizar apenas seis provas europeias do IRC em 2009. Para já, estão apenas definidas, obviamente o Rali de Monte Carlo e o caseiro "Barum Zlin" na República Checa.

  9. #594
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão IRC mantém regulamentos

    Em equipa que ganha não se mexe e por isso os promotores do IRC decidiram não proceder a qualquer alteração de monta nos regulamentos da competição.

    Mantêm-se assim o campeonato principal para pilotos e construtores, o mesmo sucedendo para as viaturas de duas rodas motrizes.

    Os construtores pontuam através dos dois melhores classificados e aproveitam os sete melhores resultados. Os pilotos beneficiam apenas de sete pontuações.

  10. #595
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Plantel de luxo em Monte Carlo


    No Rali de Monte Carlo, a exemplo do que sucede com as máquinas presentes, também os pilotos têm potenciais muito equilibrados, o que deixa antever um rali com lutas muito interessantes.
    Plantel de luxo em Monte Carlo -

    A Peugeot volta a estar representada pelo Peugeot Team Belux, onde militam Nicolas Vouilloz e Freddy Loix, para além de Kris Meeke, pela Peugeot GB.

    Ocasionalmente, a marca terá ainda representação oficial com Stephane Sarrazin e ainda os pilotos seleccionados no âmbito da BF Goodrich Drivers Team.

    Didier Auriol (Grifone), Paulo Andreucci (Peugeot Italia), Bruno Magalhães (Peugeot Portugal), Janos Toth (Peugeot Hungary) e Roman Kresta (Tescoma), formam o leque de pilotos que deverão surgir em algumas provas do calendário.

    Todos contra a Peugeot

    A Abarth pretende recolher maioritariamente pontos com a equipa oficial formada por Anton Alen (na foto), Giandomenico Basso, Luca Rossetti e Umberto Scandola mas pode beneficiar também do desempenho de Toni Gardemeister (Astra), Dani Solà (Procar) e Olivier Burri (Zero 4piú).

    Também a Skoda aposta unicamente na escuderia oficial e na juventude de Jan Kopecky e Juho Hanninen mas poderá receber a ajuda de François Duval com a filial belga. Todas as outras marcas farão aparições esporádicas, tal como a MG Sport, a Volkswagen, Proton, Opel ou a Mitsubishi.AS

  11. #596
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão IRC mais competitivo


    Começa esta semana mais uma edição do Intercontinental Rally Challenge.
    IRC mais competitivo -

    A competição criada e apadrinhada pela FIA e Eurosport Events tem apenas três anos mas conseguiu em pouco tempo afirmar-se no panorama internacional da modalidade devido à sua fórmula de apostar na oposição entre os concorrentes com carros S2000, muito equilibradas entre si, e ainda todos aqueles que estão ao volante de viaturas tradicionais da Produção.

    Para além disso, esta série beneficia ainda do concurso dos pilotos nacionais dos doze países constantes do calendário. A sua competitividade ficou bem ilustrada em 2008, temporada em que seis pilotos conseguiram vencer nas dez provas disputadas maioritariamente na Europa. O velho continente volta a ser este ano o território predominante num campeonato que finalmente começa a ter a dimensão intercontinental há tanto constante da sua denominação. Aos nove eventos europeus volta a juntar-se o africano Safari Rally no Quénia, o Rally Internacional de Curitiba no Brasil e o asiático Rali do Japão.

    Muita competição

    Em termos competitivos o cenário apresenta-se em 2009 ainda mais aliciante que no passado pois estarão em liça um maior número de construtores que, apoiados nas decisões do último Conselho Mundial da FIA, optaram definitivamente pela construção de viaturas S2000, tipo de veículos ao qual parece estar confinado o futuro da modalidade. A tripular esses carros estarão em oposição pilotos com grande experiência conquistada em múltiplas presenças no WRC ou coroações nacionais e jovens promissores em plena ascensão de carreira.

    Até agora o IRC tem vivido maioritariamente da disputa entre a Abarth e Peugeot com maior ascendente da marca do leão cujo 207 S2000 mostrou-se maioritariamente mais equilibrado nas suas prestações e tinha como principais atributos um excelente comportamento e uma superior capacidade de tracção. O Punto S2000 da rival com o logótipo do escorpião também mostrou-se muito rápido em várias ocasiões mas a sua competitividade oscilava de acordo com o terreno e condições climatéricas encontradas.

    No entanto, o departamento de competição liderado por Nicola Gullino trabalhou afincadamente no desenvolvimento do modelo e a Abarth apresenta-se já em Monte Carlo com um carro praticamente novo. O mais antigo S2000 europeu é agora muito mais leve, o que permite uma melhor distribuição do lastro, tem um motor mais potente, a nova caixa de velocidades da X-Trac e vários melhoramentos ao nível das suspensões e sistema de travagem.

    O IRC 2009 não viverá, contudo, de nova edição deste duelo entre Peugeot e Abarth pois a Skoda estará presente a tempo inteiro na competição. A marca checa do grupo VW terá as suas cores defendidas pelo Fabia S2000, viatura na qual apostou bastante com um longo período de gestação em que as impressões recolhidas no desenvolvimento são bastante positivas. Para além disso, são parte integrante do projecto entidades externas de créditos firmados como a francesa Oreca e foram auscultados vários pilotos como Baumschlager, Panizzi ou Sainz.

    Mais presenças

    Para além destes construtores, outros prometem alinhar de forma mais ou menos constante ao longo da temporada. Entre estes contam-se a filial belga da VW com o Polo S2000, a MSD com os MG ZR S2000 e Opel Corsa S2000 por si desenvolvidos ou a Proton através do Satria Neo S2000 projectado pela MEM. Representada pela Ralliart italiana, a Mitsubishi também beneficiará dos múltiplos Lancer nas suas mais variadas evoluções que, no entanto, raramente mostram-se em condições de rivalizar com os S2000.AS

  12. #597
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Guerra de escolas no IRC


    Já está na estrada o o Rallye Monte Carlo, prova que tem como principal pólo de interesse a guerra entre várias "escolas". Ao nível organizativo, a prova monegasca aproveita a sua saída do campeonato mundial, pela segunda vez desde a criação daquela competição, para opor as escolas organizativas do WRC e IRC.

    Balizado nos últimos anos pelas normas restritivas do Mundial, o rali recupera agora a fórmula, excepção feita ao percurso de concentração, que lhe deu prestígio nomeadamente com o reaparecimento da noite do Turini.

    Também ao nível competitivo estarão em liça duas "escolas". A prova levada à estrada pelo Automobile Club de Monaco caracteriza-se por apresentar piso que varia entre o asfalto seco e a neve, o que justifica a admissão de batedores em contraponto àquelas que são as regras internacionais e colocará frente a frente pilotos muito bons em asfalto com os italianos e franceses e concorrentes mais habituados a terrenos escorregadios como os nórdicos. Ponto importante na definição da classificação será também a capacidade de tracção das viaturas e a terrível escolha dos pneus mais adequados às sequências de troços cronometrados.

    Sendo a opção pelos pneus uma autêntica lotaria, em princípio as equipas com Peugeot 207 S2000 terão vantagem mas é sabido que a Abarth reformulou os seus Punto S2000 e essa poderá então ter sido uma vantagem do carro da marca do leão entretanto anulada. A grande dúvida permanece o potencial dos Skoda Fabia S2000 a serem tripulados por Jan Kopecky e Juho Hanninen, pilotos habituados não só a correrem sobre neve como a encontrarem pisos múltiplos nas suas muitas incursões no WRC.

    No campo da Peugeot, Nicolas Vouilloz defenderá o seu estatuto de campeão de 2008 mas terá que contar com a oposição interna de Freddy Loix, Kris Meeke, Didier Auriol, Stephane Sarrazin, Tobia Cavallini, Andrej Jereb e o promissor Sebastien Ogier com as cores da BF Goodrich. A Abarth tem como líder Giandomenico Basso mas beneficiará da postura estratégica de Luca Rossetti, da adaptação à neve de Anton Alen e Toni Gardemeister e ainda da experiência de Dani Solà e Olivier Burri, verdadeiro especialista de Monte Carlo.

    Horário
    Quarta-feira, 21 de Janeiro

    1ª Etapa/1ª Secção
    Partida 06h30
    PE 1 - Tourette du Chateau/St Antonin (24,77 km) 07h45
    PE 2 - La Motte Chalancon/St Nazaire Le Desert (23,27 km) 12h12
    PE 3 - St Jean en Royans/Col de Gaudissart (30,39 km) 15h05
    Parque Fechado 17h30

    Quinta-feira, 22 de Janeiro

    2ª Etapa/2ª Secção
    Partida 07h15
    PE 4 - Labatie d'Andaure/St Pierre sur Doux (25,30 km) 08h58
    PE 5 - St Bonnet/St Julien Molhesabate/St Bonnet (25,67 km) 09h38
    PE 6 - Lamastre/Gilhoc/Alboussiere (21,92 km) 11h03
    Reagrupamento 12h28

    2ª Etapa/3ª Secção
    Partida 12h48
    PE 7 - Labatie d'Andaure/St Pierre sur Doux (25,30 km) 14h11
    PE 8 - St Bonnet/St Julien Molhesabate/St Bonnet (25,67 km) 14h51
    PE 9 - Lamastre/Gilhoc/Alboussiere (21,92 km) 16h16
    Parque Fechado 18h11

    Sexta-feira, 23 Janeiro

    3ª Etapa/4ª Secção
    Partida 05h30
    PE 10 - Montauban sur Ouzeve/Eygalayes (30,42 km) 08h23
    Parque Fechado 13h08

    3ª Etapa/5ª Secção
    Partida 17h22
    PE 11 - Col de Braus/La Bollene Vesubie (34,68 km) 18h40
    PE 12 - Lantosque/Luceram (19,13 km) 19h33
    Reagrupamento 20h45

    3ª Etapa/6ª Secção
    Partida 21h00
    PE 13 - Col de Braus/La Bollene Vesubie (34,68 km) 22h15
    PE 14 - Lantosque/Luceram (19,13 km) 23h08
    Chegada ao Mónaco 00h30
    AS

  13. #598
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Calendário do IRC


    Rallye Monte Carlo
    Mónaco
    21.01 - 24.01/Asfalto

    Aquele que é o mais prestigiado rali internacional integra agora o IRC por força da sua exclusão, apoiada no sistema de rotatividade das provas, do WRC. A prova monegasca retoma a estrutura que lhe deu fama com a reintrodução das classificativas nocturnas no mítico Turini. Ao nível técnico tem como principal aliciante as exigentes estradas dos Alpes marítimos e a difícil escolha de pneus num percurso que mistura desde o asfalto seco à neve.

    2. Rally Internacional de Curitiba
    Brasil
    05.03 - 07.03/Terra

    Uma das novidades do IRC 2009 é a deslocação à América do Sul pois a Eurosport Events juntará no Brasil e nas instalações do Autódromo Internacional de Curitiba um rali e a primeira prova do WTCC. Sendo o percurso ainda uma incógnita, todos esperam estradas bastante duras em que a lama seja uma constante pois o evento tem lugar com as primeiras chuvas do Outono naquela região do planeta.

    3. Safari Rally
    Quénia
    03.04 - 04.04/Terra

    O Safari Rally volta a surgir no calendário desta série mas a sua integração efectiva na temporada é ainda uma incógnita devido aos tumultos sociais devido à crise política no Quénia. Tal como nos tempos em que integrou o Mundial, o rali disputa-se nos pisos muito duros e cheios de pó das estradas com longas rectas em que a maior parte das mudança de direcção dão-se em cruzamentos ou curvas de ângulo recto.

    4. Sata Rallye Açores
    Portugal
    07.05 - 09.05/Terra

    Traduzindo uma forte aposta das entidades açorianas e do Grupo Desportivo e Comercial, o Sata Rallye Açores alterna agora com o Vodafone Rally de Portugal no IRC. Devido ao atraso dalguns projectos, a primeira das duas provas portuguesas marcará o começo de época para vários concorrentes nas belas estradas da ilha de São Miguel. A antecipação em cerca de dois meses em relação à data tradicional da prova obrigou a trabalho forçado dos organizadores que ainda não revelaram muitos pormenores do evento.

    5. Ypres Westhoek Rally
    Bélgica
    18.06 - 20.06/Asfalto

    Apesar de contrariadas pelos seus organizadores, existem notícias da possibilidade da prova belga não ir para a estrada devido à situação financeira e liquidação pelo tribunal do AC Targa Florio. Juntando muitos concorrentes devido à sua posição no centro da Europa, a prova disputada bem perto da França é caracterizada por muitas rectas e curvas em ângulo recto apesar da introdução em 2008 de secções mais técnicas e classificativas mais extensas.

    6. Rally Russia
    Rússia
    09.07 - 11.07/Terra

    A Rússia mantém a sua prova no IRC com um evento sediado em Vyborg, cidade dos arredores de São Petersburgo. Como tem lugar muito perto da fronteira com a Finlândia, as suas provas especiais assemelham-se muito às que podem ser encontradas naquele país nórdico e isso talvez justifique o facto de até agora ter sido dominada por "flying finish" como Anton Alen e Juho Hanninen. O desempenho organizativo está ainda distante dos padrões habituais.

    7. Rali Vinho Madeira
    Portugal
    30.07 - 01.08/Asfalto

    A próxima edição do Rali Vinho Madeira promete ser de luxo pelo facto de comemorar as bodas de ouro da prova levada à estrada pelo CS Madeira. Com um itinerário muito técnico e asfalto específico, o rali deverá ter várias alterações em 2009 e promete juntar na competição vários antigos vencedores e participantes no evento como Fabrizio Tabaton, Carlos Sainz e outros nomes com grande projecção internacional.

    8. Barum Rally Zlin
    Rep. Checa
    21.08 - 23.08/Asfalto

    Verdadeiro fenómeno de popularidade, esta prova que disputa-se muito perto da Eslováquia continua apoiada pelos pneus Barum e mantém-se na cidade de Zlin, pequena para acolher as enormes legiões de adeptos que ali se deslocam em período de férias. Com um asfalto muito irregular em que por vezes é encontrada gravilha, o rali checo tem, tal como Ypres, nas suas traiçoeiras bermas um dos mais importantes desafios.

    9. Rally Principe de Asturias
    Espanha
    10.09 - 12.09/Asfalto

    Etapa espanhola da série, o Rallye Principe de Asturias está centralizado em Oviedo e teve a sua estreia no IRC em 2008. Com troços cronometrados maioritariamente em bom asfalto, exige notas de andamento muito precisas, algo muito difícil de conseguir no apertado e curto programa de reconhecimentos previsto pelo clube automóvel local. As condições climatéricas do norte de Espanha naquela altura do ano são também uma preocupação na escolha do acerto das viaturas.

    10. Rallye Sanremo
    Itália
    24.09 - 26.09/Asfalto

    Prova outrora emblemática do Mundial, o Rallye Sanremo é um dos pilares do IRC. Em 2009 o evento abandona a famosa marginal da localidade mas mantém as classificativas estreitas, sinuosas e cheias de ganchos características da Riviera. O programa delineado pela equipa liderada por Sergio Maiga é único e aposta num número reduzido de longas provas especiais. Os 60 km de Ronde são uma das maiores classificativas do mundo.

    11. Rally Japan
    Japão
    22.10 - 24.10/Terra

    Outrora representada pela China, a Ásia constará este ano do IRC com um evento cumprido no Japão. Isso simboliza, em princípio, um alívio para os promotores deste campeonato pois eram conhecidas as falhas organizativas dos chineses. Os organizadores do Rally Japan ainda não revelaram quaisquer pormenores relativos ao penúltimo evento do calendário.

    12. MSA Rally of Scotland
    Escócia
    19.11 - 21.11/Terra

    A última prova deste ano é uma novidade no IRC e o seu programa ainda não está completamente definido pela equipa organizativa do RAC. Os promotores prometem, contudo, um itinerário bastante competitivo nas famosas florestas a norte da capital do país, Edimburgo. Os escoceses apostarão forte num evento que simboliza o regresso do país, após cerca de duas décadas de ausência, à cena internacional da modalidade.

    AS

  14. #599
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão BF Goodrich mantém aposta no IRC


    A bem sucedida BF Goodrich Drivers Team volta a ser levada a cabo pela marca de pneumáticos, onde é entregue a um piloto seleccionado em cada país um Peugeot 207 S2000, preparado e assistido pela Kronos Racing.

    A iniciativa contempla novamente cinco provas, que apenas serão reveladas amanhã no Mónaco, numa cerimónia em que também serão exibidas as novas cores e decoração da viatura.

    Sebastien Ogier foi o primeiro piloto escolhido no âmbito da iniciativa.

  15. #600
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Rali de Portugal com piloto luso em WRC?


    Entre as várias notícias que surgem relativas ao Mundial de ralis há uma que interessa particularmente aos portugueses, especialmente a pilotos. A equipa de Mads Ostberg, a Adapta World Rally Team, planeia correr com dois carros em oito provas do WRC, a começar pelo Rali da Noruega.
    Rali de Portugal com piloto luso em WRC? -

    Como segundo piloto os seus responsáveis ponderam colocar a correr um piloto local em cada uma das oito provas do seu calendário, entre as quais a portuguesa.

    Assim sendo, poderá haver um piloto português aos comandos de um Subaru Impreza WRC 2008 da Adapta Rally Team, no Rali de Portugal 2009.

    As outras provas previstas realizar pela equipa norueguesa são, para além da Noruega e Portugal, as de Itália, Grécia, Polónia, Finlândia, Espanha e Grã-Bretanha. O piloto para o Rali da Noruega é o local Anders Grondal.

    AS

Página 40 de 92 Primeiro ... 3039 40 415090 ... Último

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar