Página 43 de 92 Primeiro ... 3342 43 4453 ... Último
  1. #631
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Video-"Iceman" divertiu-se no Rali do Ártico

    Kimi Raikkonen, J.J. Lehto, Mika Hakkinen e Mika Salo foram os pilotos e ex-pilotos de Fórmula 1 que se divertiram este fim-de-semana na prova de abertura do Campeonato da Finlândia de Ralis, o Rali do Ártico.

    Uns mais a sério que outros, na forma como encararam a prova, mas a maior dose de atenção estava reservada para Kimi Raikkonen, a maior "coqueluche" presente.

    Guiou um Abarth Grande Punto S2000, e foi 13º da geral. J.J. Lehto colocou o Mitsubishi Lancer na nona posição, enquanto Mikka Hakkinen, também em Mitsubishi, não foi além do 19º lugar. Já Mika Salo desistiu na sequência de um aparatoso despiste.

    Entre os pilotos de ralis "a sério", a vitória acabou por pertencer a Juha Salo que colocou o seu Mitsubishi à frente de Kosti Katajamaki, enquanto outro dos pilotos que chegou a passar pela liderança, Jari Ketomaa, terminou em terceiro depois de um furo no Subaru. Veja o vídeo da prova.AS

  2. #632
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Alguém chega para Loeb?


    Quem ganhará o Mundial de Ralis de 2009? É a pergunta de um milhão de dólares, embora se adivinhe que poucos arriscarão pôr o seu dinheiro noutro piloto que não... Sébastien Loeb! Certezas, porém, só mesmo que Citroen e Ford voltam a dividir o principal protagonismo, reeditando o "braço-de-ferro" entre os C4 e os Focus oficiais
    Alguém chega para Loeb? -

    Tal como todos os campeonatos de quatro rodas, também o Mundial de Ralis de 2009 não conseguiu passar imune à crise finnaceira mundial. A renúncia de duas importantes marcas oficiais na família WRC, como sejam a Subaru e a Suzuki, deixa a competição órfã do seu legado japonês, em mais um reflexo claro da "tempestade" que não se sabe ainda quando irá abrandar.

    Ao invés, a definição de um calendário de 12 provas (em vez das 15 do ano passado) - e onde a principal novidade é a integração do Rali da Polónia e a ausência do mítico Rali de Monte Carlo -, parece estar definitivamente mais ajustada à realidade, permitindo, por exemplo, diluir os custos para as marcas ou equipas que aí pretendam "vender" os seus produtos. No último ano em que as regras dos actuais World Rally Car vingarão, antes de uma mutação genética que durará os próximos dois anos e cujo ADN está já apurado pela FIA, só dois construtores reafirmarão a sua aposta.

    Citroen e Ford, eternamente rivais, assumem os riscos de um campeonato bipolar, chamando a si o monopólio de viaturas em presença, com os C4 e os Focus a constituirem mais 80 por cento do parque automóvel realmente competitivo do Mundial de 2009. Numa competição que comemora precisamente este ano três décadas (37 anos, no caso do Mundial de Construtores), a rivalidade entre franceses e ingleses é a única garantia de sucesso...

    Dois galos, o mesmo poleiro

    Tanto a Citroen de Olivier Quesnel como a Ford de Mark Deans iniciarão a época com as mesmas especificações nos seus carros com que terminaram a época transacta, sem que isso deva constituir uma vantagem teórica ou prática para qualquer uma delas. Vantagem efectiva poderá ser ter na equipa o Pentacampeão do Mundo, Sébastien Loeb, que partirá à procura do seu sexto título e já provou ser praticamente imbatível nos ralis de asfalto, ou seja, em 20 por cento do total de provas, e muito difícil de superar nas provas de terra, que constituem 80 por cento do campeonato.

    O seu companheiro de equipa, Daniel Sordo, parte com uma ambição, tentando garantir a rectaguarda de Loeb e optimizar o trabalho de equipa no que à candidatura do título de Marcas diz respeito. Contudo, após dez segundos lugares, chegou a hora de Sordo "bater o pé" e reclamar, também ele, o sabor do champanhe, obviamente sem nunca perder a noção de que mais vale, apesar de tudo, "ter um pássaro na mão que dois a fugir", até porque não faltam candidatos interessados a ocupar o seu lugar na "gaiola".

    De qualquer maneira, é na Ford que se situam as principais preocupações para o mega-favorito Loeb, com uma equipa cada vez mais homogénea liderada por Mikko Hirvonen, mas onde Jari-Matti Latvala, o mais jovem piloto de sempre a vencer uma prova do Mundial, poderá ter uma importante palavra a dizer, se não na consistência, pelo menos na rapidez com que encara o cronómetro. Os jogos de estratégia em que Malcolm Wilson, director da M-Sport, é exímio a controlar constituir o terceiro trunfo da equipa, sobretudo quando a interpretação da relação entre as posições na estrada e a natureza dos troços forem decisivas na questão da vitória.

    Lado "B" também conta

    Com a saída da Subaru e Suzuki, pilotos com lugar cativo no Mundial como Petter Solberg, Chris Atkinson, Toni Gardemeister e Per-Gunnar Andersson dificilmente farão um calendário de provas completo. No entanto, a presença das equipas "B" da Citroen e Ford, nomeadamente, da Citroen Júnior Team e da Stobart, ajudarão a compor o leque de estrelas que dará vida a este Mundial.

    No caso dos franceses, Sébastien Ogier, o actual Campeão do Mundo Júnior, é talvez a maior esperança (embora, curiosamente, não esteja à partida nomeado para pontuar) para abrilhantar a formação satélite da Citroen Sport, mas nomes como Chris Atkinson (ainda só tem garantido o Rali da Irlanda), Conrad Rautenbach e Evgeniy Novikov também poderão impressionar.
    Não restam dúvidas é que todos estes nomes vão ter, do outro lado da "barricada", concorrência à altura, pois a Stobart chamou a si os serviços de Henning Solberg, Urmo Aava, Gigi Galli, Matthew Wilson, a quem se poderá ainda juntar o rápido François Duval nalguns ralis de asfalto. A tudo isto, há ainda que juntar o nome da jovem estrela Mads Ostberg que, com a equipa Adapta, promete valorizar o nome Subaru e conseguir situar-se regularmente entre os melhores "outsiders".

    Futuro decide-se... hoje

    De uma coisa ninguém deve ter dúvidas. Da forma como decorrer este Mundial está também dependente o sucesso futuro da disciplina. O equilíbrio de forças entre Citroen e Ford poderá inspirar novos construtores que têm, a partir de agora, a possibilidade de apresentarem as suas candidaturas aos campeonatos vindouros e trabalharem com tempo de sobra para mostrarem ao mundo os seus novos produtos sob a fórmula de S2000 +.

    Fulcral será também a preparação para a entrada em cena de um verdadeiro promotor do campeonato, condição que Citroen e Ford já fizeram saber ser essencial para a sua manutenção no Mundial de Ralis. E mesmo que a sua entrada a 100 por cento esteja apenas agendada para 2011, é neste o ano que terão de ser lançadas as sementes, sob pena do Campeonato do Mundo de Ralis ter os dias contados ou ser mesmo substituído pelo emergente IRC (Intercontinental Rally Challenge).

    CALENDÁRIO

    Data Prova
    28/01.01/02 Rali da Irlanda
    11.15/02 Rali da Noruega
    11.15/03 Rali do Chipre
    01.05/04 Rali de Portugal
    22.26/04 Rali da Argentina
    20.24/05 Rali de Itália - Sardenha
    10.14/06 Rali de Acrópole
    24.28/07 Rali da Polónia
    29/07.02/08 Rali da Finlândia
    02.06/09 Rali da Austrália
    30/09.04/10 Rali da Catalunha - Costa Dourada
    21.25/10 Rali de Gales/GB

    Martin Holmes* e Filipe Pinto Mesquita

  3. #633
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Anders Grondahl ao lado de Ostberg na equipa Adapta Subaru


    O norueguês Anders Grondahl será o segundo piloto da equipa Adapta Subaru, juntando-se a Mads Ostberg no próximo Rali da Noruega.

    O jovem piloto de apenas 24 anos, que também tripula um Subaru Impreza WRC no campeonato local, confessou que esta oportunidade "é quase inacreditável".

    "Estou tão excitado como uma criança. Será fantástico pilotar um carro com a mesma performance dos melhores. Agora, cabe-me a mim agarrar a oportunidade que me foi dada", confessou o jovem piloto, o quarto daquele país a tripular um WRC, juntamente com Osteberg e os dois irmãos Solberg, Henning e Petter.AS

  4. #634
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Haverá por aí outro Sébastien noJWRC 2009?


    Reflectindo a actual crise financeira mundial, o JWRC apresenta-se em 2009 desfalcado no que à quantidade dos "artistas" diz respeito. No entanto, a qualidade promete equilibrar o campeonato já que a Suzuki, encabeçada por Aaron Burkart e Michal Kosciuszko, volta a apostar nos bem sucedidos Swift S1600. Menos reforçada aparece a Citroen, mas não será isso que irá retrair as ambições do C2 S1600 de Martin Prokop, que só em 2008 conseguiu três vitórias.

    Igualmente na linha da frente, mas num carro de outra categoria, aparece Alessandro Bettega que tudo aposta nas potencialidades já demonstradas pelo Renault Clio R3. Oito provas, duas em asfalto (Irlanda e Catalunha), seis em terra (Portugal, Argentina, Sardenha, Polónia e Finlândia) e uma mista (Chipre) irão traçar o destino do sucessor de Sébastien Ogier. E ao que parece, não consta nenhum nome na lista de inscritos começado por... Sébastien!

    AS

  5. #635
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Plantel ainda incompleto no PWRC


    Considerando por muitos como a mais importante porta de acesso ao degrau principal do Mundial de Ralis, o PWRC continuará em 2009 a respirar saúde. Oito provas (sete de terra, uma mista e outra de neve) constituem o calendário que se espera vem a ser cumprido pelos 19 pilotos que já confirmaram a sua presença e por outros que se poderão ainda juntar ao grupo.

    A eterna rivalidade entre Mitsubishi e Subaru promete ter mais um emotivo episódio, mas, desta feita, haverá pelo menos que contar também com alguns S2000, o mais "perigoso" dos quais promete ser o Skoda de Patrick Sandell. Do lado da armada dos três diamantes, o principal favorito à luta pelo título é o experiente Martin Prokop, mas não terá a vida facilitada já que Patrick Flodin e Toshi Arai, nos (ainda mais) potentes Impreza N14, prometem dar uma réplica condizente.

    Armindo e Bernardo com aspirações

    Mas numa lista de presenças que conta com menos favoritos do que em 2008, não se poderão excluir os nomes de Armindo Aráujo e Bernardo Sousa. O piloto de Santo Tirso vai já para a sua terceira presença consecutiva no PWRC, acumulando experiência suficiente para se poder bater pelos lugares do pódio em cada uma das provas e mesmo no final do campeonato.

    Tudo isto, claro está, se o Lancer Evo IX e X (com que só alinhará a partir do Rali de Portugal) colaborar e vencer todas as crises técnicas que qualquer carro de Produção costuma encontrar neste equilibrado e exigente campeonato. Por seu lado, Bernardo Sousa abandona o Mitsubishi Lancer e a equipa Red Bull com que se estreou no PWRC em 2008 e transita para o Punto S2000 inscrito pela Abarth Portugal, iniciando uma nova etapa na sua carreira com objectivos bem mais ambiciosos. Onde chegará? É impossível dizer, mas a palavra "longe" soa bem...

    CALENDÁRIO

    Prova Piso
    Rali da Noruega Neve
    Rali do Chipre Asfalto/Terra
    Rali de Portugal Terra
    Rali de Argentina Terra
    Rali de Itália-Sardenha Terra
    Rali de Acrópole Terra
    Rali da Austrália Terra
    Rali da Grã-Bretanha Terra
    AS

  6. #636
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão O que muda no WRC em 2009


    - Em vez de 15 provas, o calendário passa a contar apenas com 12. No mais curto Mundial desde 1996, a Polónia é a única entrada nova (após 36 anos), enquanto a Córsega fica excluída pela primeira vez.

    - O número de carros e motores construídos por temporada é agora mais limitado, tal como os dias de testes. O número de jantes também foi reduzido passando a poder-se apenas utilizar-se as de 15 polegadas em terra e as 18 no asfalto. No Rali da Irlanda haverá pneus de neve disponíveis.

    - Os parques de assistência passam a poder contar apenas com quatro mecânicos por equipa em vez dos anteriores seis.

    - Só poderá haver um "batedor" por equipa nos ralis onde eles sejam autorizados.

    - Pela primeira vez desde 1996, haverá uma prova mista (Rali de Chipre) com troços em asfalto e terra.

    - Pela primeira vez, os concorrentes do PWRC e JWRC vão partilhar quatro ralis (Chipre, Portugal, Argentina e Itália-Sardenha). Continuam, porém, a nomear apenas seis provas de um total de oito para pontuarem.

    - A regulamentação do Mundial de Ralis é agora mais clara ao especificar concretamente (e para evitar interpretações duvidosas) que "tudo o que não esteja autorizado pelo regulamento é proibido".

    - Caso um rali seja encurtado, será agora atribuída a totalidade dos pontos, até por forma a proteger os concorrentes do PWRC e JWRC.

    - É criada a iniciativa Pirelli Star Drivers com arranque marcado para o Vodafone Rali de Portugal.
    AS

  7. #637
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Recordes por bater no WRC em 2009


    AS

  8. #638
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Rali da Irlanda estreia-se a abrir o WRC


    Após um ano de interregno, por força do sistema de rotatividade, o Rali da Irlanda volta a ter lugar no cenário do Mundial de Ralis. E fá-lo logo com honras de abertura, numa prova que volta a ter o seu centro nevrálgico na cidade de Sligo. Com especiais estreitas de asfalto escorregadio, irregular e com frequentes desníveis, a que acresce ainda, este ano, a possibilidade de existir gelo ou neve no alcatrão, não restam dúvidas que o palco para a primeira prova do ano tem tudo para lançar os dados para um campeonato que se prevê emotivo q.b. Ou... talvez não!

    É que tratando-se de um rali de asfalto, não é ainda um barómetro perfeito para aferir o equilíbrio de forças entre Citroen e Ford ao longo do ano ou não fosse esse o terreno perfeito para Sébastien Loeb dar mais um dos seus recitais de condução e justificar os seus cinco títulos contra...nenhum dos seus principais adversários!

    Pontos a reter Na Irlanda

    - Pela primeira vez o Mundial de Ralis começa na Irlanda. Por se tratar de uma ronda de asfalto, Loeb assume claro favoritismo, mais não fosse porque venceu e convenceu na última edição da prova a contar para o Mundial, disputada há dois anos.

    - Sordo, colega de equipa de Loeb, aposta em fazer frente ao penta-Campeão, mas, em condições normais, não deverá ser melhor do que segundo.

    - Com desvantagem teórica no asfalto, Hirvonen e Latvala não deverão ter andamento pelo menos para Loeb. Ainda assim, na parte final do campeonato de 2008 ambos os pilotos mostraram estar mais rápidos no alcatrão pelo que uma surpresa não está totalmente fora do âmbito das projecções.

    - Ogier e Atkinson poderão ser os grandes "outsiders" no que toca à luta pelos lugares do pódio, aproveitando as potencialidades do C4. Ao contrário, Henning Solberg (Focus), Wilson (Focus) e Aava (C4) e Rautenbach (C4) poderão experimentar dificuldades acrescidas num terreno que está longe de ser o seu favorito.

    - As previsões atmosféricas dão conta da possibilidade da queda de neve pelo que se as estradas se tornarem "brancas" ou houver gelo no asfalto, as escolhas de pneus poderão ser decisivas. A Pirelli está preparada para fornecer pneus de neve, em caso de necessidade.

    - O JWRC também arranca na Irlanda e o tradicional "braço-de-ferro" entre a Suzuki e a Citroen irá manter-se. Mas adivinha-se que Burkart (Suzuki Swift) e Prokop (Citroen C2), por força da sua maior experiência possam decidir as coisas entre si. Debaixo de grande expectativa decorrerá a estreia da Proton no Mundial com McShea ao volante.

    Números e factos

    250.000 espectadores terão presenciado o Rali da Irlanda na sua primeira edição "mundialista", de acordo com dados oficiais avançados pelos organizadores. Segundo a mesma fonte, isso gerou uma receita de 48 milhões de euros para a economia da região, número justificados também pela audiência televisiva que a prova obteve e que contabilizada em 180 países ou seja, por 62 milhões de pessoas.

    9 é o número máximo de classificativas ganhas por um piloto desde que a prova conta para o Mundial de Ralis. O feito foi conseguido por Sébastien Loeb na única edição pontuável para o WRC ou seja, em 2007. Nesse ano, Sordo conseguiu triunfar em quatro especiais, Hirvonen e Latvala em duas cada um e Solberg, Gronholm e Atkinson registaram um melhor tempo.

    3 foi o número de vezes que o Mundial de Ralis não se iniciou com o Rali de Monte Carlo até arrancar, este ano, no Rali da Irlanda. A primeira vez aconteceu logo em 1984 com a oitava edição do Tap Rali de Portugal, depois em 1987 na era da transição dos Grupo B para os Grupo A e, finalmente, em 1996 (na primeira vez que a rotatividade das provas se tornou efectiva) quando o Rali da Suécia abriu a temporada.

    8 foi o número de vezes que o vencedor da prova de abertura se sagrou no mesmo ano Campeão do Mundo desde que o Mundial de Pilotos foi criado em 1979. O primeiro piloto a fazê-lo foi Walter Rohrl, em 1980 e depois em 1982, num exemplo que só voltou a ser seguido nos anos de 1996 e 1999 por Tommi Makinen e em 2004, 2005, 2007 e 2008 por Sébastien Loeb.

    Programa do Rali da Irlanda

    Piso: Asfalto Tempo: Chuva Dist. Total: 1407,68 km

    Dia 1:
    6ª feira, 30 de Janeiro

    Especial 164,57 km
    Ligação 477,97 km
    Total 642,54 km

    Partida Sligo 07h25
    1 Glenboy 1 08h13
    2 Cavan 1 09h01
    3 Aughnasheelan 1 09h42
    Assistência (Sligo) 11h24
    4 Glenboy 2 13h02
    5 Cavan 2 13h50
    6 Aughnasheelan 2 14h31
    Assistência (Sligo) 16h36
    7 Murley 18h54
    8 Fardross 19h39
    Assistência (Sligo) 21h39


    Dia 2:
    Sábado, 31 de Janeiro
    Especial 133,46 km
    Ligação 382,30 km
    Total 515,76 km

    Partida/Assistência Sligo 06h25
    9 Sloughan Glen 1 08h13
    10 Ballinamallard 1 09h06
    11 Tempo 1 09h49
    Assistência (Sligo) 11h54
    12 Sloughan Glen 2 13h57
    13 Ballinamallard 2 14h50
    14 Tempo 2 15h33
    Assistência (Sligo) 17h18


    Dia 3:
    Domingo, 1 de Fevereiro
    Especial 68,91 km
    Ligação 180,47 km
    Total 249,38 km

    Partida/Assistência (Sligo) 07h40
    15 Geevagh 08h35
    16 Arigna 09h00
    17 Lough Gill 09h51
    Assistência (Sligo) 10h21
    18 Donegal Bay 12h09
    19 Donegal Town 13h10
    Chegada/Assistência 14h30

    Vencedor anterior

    2007 Sébastien Loeb - Daniel Elena Citroen C4 WRC 3h01m39,2s

    Principais inscritos nesta prova

    WRC

    Piloto/Navegador - Marca
    1 Sébastien Loeb/Daniel Elena Citroen C4 WRC
    2 Daniel Sordo/Marc Marti Citroen C4 WRC
    3 Mikko Hirvonen/Jarmo Lehtinen Ford Focus RS WRC08
    4 Jari-Matti Latvala/Miikka Anttila Ford Focus RS WRC08
    5 Urmo Aava/Kuldar Sikk Citroen C4 WRC
    6 Henning Solberg/Cato Menkerud Ford Focus RS WRC08
    7 Chris Atkinson/Stéphane Prevot Citroen C4 WRC
    8 Conrad Rautenbach/David Senior Citroen C4 WRC
    9 Khalid Al Qassimi/Michael Orr Ford Focus RS WRC08
    11 Sébastien Ogier/Julien Ingrassia Citroen C4 WRC
    16 Matthew Wilson/Scott Martin Ford Focus RS WRC08
    17 Eamonn Boland/Damien Morrissey Subaru Impreza WRC
    18 Gareth McHale/Brian Murphy Ford Focus WRC

    JWRC
    31 Aaron Burkart/Michael Kölbach Suzuki Swift S1600
    33 Simone Bertolotti/Luca Celestini Suzuki Swift S1600
    35 Yoann Bonato/Benjamin Boulloud Suzuki Swift Sport
    36 Hans Weijs/Bjorn de Gandt Citroen C2 S1600
    38 Martin Prokop/Jan Tománek Citroen C2 S1600
    61 Niall McShea/Marshall Clarke Protono Satria Neo S2000
    AS

  9. #639
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Wrc+irc+merc+aprc =?


    WRC+IRC+MERC+APRC=? Pode parecer uma complicada equação matemática, mas trata-se somente duma nova ideia oriunda da FIA! Mistura, baralha e volta a dar! A entidade máxima do desporto automóvel surgiu hoje com novas medidas para relançar os ralis, e baixar os custos do desporto, que como é natural, tem vindo a sofrer com a crise.

    Uma das alterações em estudo passa pela criação de uma classificação mundial que agregaria todos os resultados das provas sob a égide da FIA. Esta classificação deverá ser experimentada em 2009, de modo a entrar efectivamente em vigor para 2010. Será actualizada semanalmente e irá contar com todas as provas FIA, com o WRC e o IRC à cabeça, incluindo também outras competições menores, como o Campeonato FIA do Médio Oriente, África, Ásia e Europa.

    Foram igualmente modificadas outras regras que entram já em vigor na Irlanda, primeira prova do WRC em 2009. Assim, o número máximo de mecânicos autorizados a trabalhar num carro no parque de assistência passa de 12 para 8, quatro por carro.

    O número de chassis que poderá ser utilizado por uma equipa durante uma época, (testes e ralis) passa de dez para oito. O número de testes permitido é igualmente reduzido, de modo a acompanhar a redução no calendário. Das 16 provas de 2007, 15 em 2008, para as 12 de 2009.

    Os organizadores das provas são novamente autorizados a utilizar dois tipos distintos de piso no mesmo evento, o que irá aconteccer já com o Rali de Chipre em Março.AS

  10. #640
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Novo promotor do WRC foi anunciado


    A FIA rubricou novo acordo com a North One Television e a sua subsidiária International Sportsworld Communicators (ISC) para a promoção do Mundial de Ralis, num contrato que se estenderá de 2010 a 2020.
    Novo promotor do WRC foi anunciado -

    O acordo ainda terá de ser ratificado pelo Conselho Mundial da FIA, mas isso trata-se somente de um mero pró-forma. Desde 1996 que a ISC detém os direitos comerciais do WRC, mas até aqui a responsabilidade da promoção dos eventos era repartida entre a ISC, FIA e os organizadores dos eventos.

    Desconhecem-se para já as alterações que irão ser introduzidas, já que este anúncio foi somente o ponto de partida. Nos próximos tmepos, muitas novidades surgirão.

    Para Neil Duncanson, CEO da North One e presidente da ISC: "Este acordo representa o começo de uma nova era do desporto, e uma grande oportunidade para todos envolvidos no WRC de trabalharem juntos e construir algo especial para o futuro. Estamos muito motivados com este novo desafio, e em especial tentar conseguir novos adeptos, aproveitando ao máximo a era digital.", referiu.AS

  11. #641
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Sinais da crise no WRC


    A lista de inscritos do Rali da Irlanda inclui apenas 37 competidores, estabelecendo assim nova entrada para a tabela de recordes negativos na disciplina.

    Os anteriores "mínimos" pertenciam ao Corona Rally México 2006 e 2005, que tiveram à partida, respectivamente 39 e 38 equipas.

    Na frente da tabela permanece o Rallye Monte-Carlo 2006, que teve apenas 34 equipas à partida. Em 1997 houve um acordo especial em Monte-Carlo, onde estiveram presentes apenas 23 pilotos em WRC, mas muitos outros participaram numa prova "paralela", tendo sido esta a forma encontrada de contornar as apertadas regras do WRC no que a parques de assistência diz respeito.

    Em 2007, 84 equipas partiram para a estrada no Rali da Irlanda, numa competição cujo recorde "positivo" permanece nas mãos dos homens do Automobile Club de Mónaco, que em 1973 tiveram...278 inscritos.AS

  12. #642
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Apenas quatro equipas inscritas no WRC


    Ao contrário do que era aguardado há algumas semanas, as esperanças de ver as equipas da Munchis WRT e Adapta Rally Team inscritas nas Marcas 2 parece desvanecer-se, o que irá deixar apenas quatro equipas em posição de lutar pelos pontos das Marcas no Campeonato. Citroen WRT, Abu Dhabi Ford WRT, Citroen Júnior RT e Stobart.

    De acordo com Malcolm Wilson, Federico Villagra irá realizar o seu programa previsto no Mundial mas a equipa não encontrou até agora um segundo piloto que lhe permita inscrever-se no campeonato, pois como se sabe são obrigatórios dois carros.

    O mesmo sucede com a Adapta Rally Team, que conta com Mads Ostberg, e planeia ter segundos pilotos em todas as provas que irá disputar, mas entre o planear e efectivamente conseguir chegar a acordo para que isso suceda, vai uma grande distância:

    "Continuamos a tentar explorar todas as possibilidades, por vezes usando uma celebridade como segundo piloto, outras com um piloto local, mas não podemos fazer planos a longo prazo."; referiu Morten Ostberg, responsável máximo da Adapta.

    Assim sendo, há actualmente apenas quatro equipas registadas no WRC, duas da Citroen e outras tantas da ford, o que significa que os seus oito pilotos basta terminarem para pontuar. Ao que isto chegou...AS

  13. #643
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Neve derreteu na Irlanda, Pirelli descansada


    O Rali da Irlanda mudou-se para uma data "complicada" para os organizadores locais. Há precisamente um ano, as estradas por onde a partir de amanhã os concorrentes vão disputar o rali estavam completamente cobertas de neve.

    Ao que parece, a Pirelli está agora bastante mais descansada já que a temperatura subiu e a neve derreteu. Caso não tivesse sido assim, a marca que fornece pneus ao WRC tinha um complicado problema em mãos para resolver, já que o Rali da Irlanda nunca fora realizado nestes condições e os pneus escolhidos poderiam vir a revelar-se inadequados para a prova.AS

  14. #644
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Mikko Hirvonen liderou shakedown


    Mikko Hirvonen foi o mais rápido no primeiro confronto do ano para os pilotos do WRC. Decorreu esta manhã o shakedown do Rali da Irlanda, onde o piloto da Ford "bateu" Sébastien Loeb por 0,4s, com Chris Atkinson, em adaptação ao Citroen C4 WRC a realizar o terceiro melhor crono, imiscuindo-se entre os homens das equipas oficiais, já que Dani Sordo e Jari-Matti Latvala ficaram colocados logo a seguir.

    Tempos:

    Mikko Hirvonen 1m38.0s
    Sebastien Loeb 1m38.4s
    Chris Atkinson 1m38.6s
    Dani Sordo 1m39.0s
    Jari-Matti Latvala 1m39.7s
    Matthew Wilson 1m39.9s
    Urmo Aava 1m40.9s
    Khalid Al-Quassimi 1m41.1s
    Henning Solberg 1m41.4s
    Conrad Rautenbach 1m41.7s
    Sebastien Ogier 1m42.4s
    AS

  15. #645
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    50
    Posts
    45.578

    Padrão Max Mosley: "S2000 ainda possíveis para o WRC em 2010"


    Afinal, todos os que julgavam que a decisão de avançar com os S2000 Plus para 2010 era um dado adquirido, podem começar a fazer contas à vida, já que é o próprio presidente da FIA, Max Mosley, que volta a insistir na possibilidade de "promover" os carros que pontificam actualmente no intercontinental Rally Challenge, tornando-os os "supra-sumo" a partir de 2010.

    Max Mosley: "S2000 ainda possíveis para o WRC em 2010" -

    Do Conselho Mundial de Dezembro "saiu" uma decisão que colocava a fasquia num meio-termo entre os actuais WRC e os S2000: Os S2000 Plus. Basicamente, seria um carro semelhante aos actuais S2000 com um turbo, que lhe permitiria bastante mais potência, e também novos apêndices aerodinâmicos que "acompanhassem" o propulsor. Um kit que, por exemplo, se montaria para o WRC e desmontaria para o IRC ou para campeonatos regionais dos diversos países.

    Sébastien Loeb, o Campeão do Mundo de Ralis em título, que antes dissera: "Caso os carros do WRC em 2010 sejam os actuais S2000", não contam mais comigo", revelou depois dessa decisão do Conselho Mundial: "Com os S2000 Plus é diferente, pois não se perde muito relativamente aos actuais WRC".

    Mosley "tenta" nova regressão

    Agora, em declarações à revista inglesa Autosport, o presidente da FIA Max Mosley revelou que os carros da categoria Super 2000 ainda podem vir a ser escolhidos para o Mundial de Ralis a partir de 2010.

    Apesar do grupo técnico da Comissão de Ralis reunida na passada semana ter apontado a utilização de um kit a montar nos S2000, tornando-os nos "tais" S2000 Plus, Mosley insiste que a opção pelos S2000 "puros" para serem os carros principais da modalidade continua de pé, já que a redução de custos permanece absolutamente imperativa para a FIA.

    "Apesar da decisão do Conselho Mundial de Dezembro, o que sucedeu posteriormente com a saída da Subaru e da Suzuki poderá obrigar-nos a tomar novas medidas. Se for confirmada a decisão de incluir os kits nos S2000 isso significa aumento de custos. Vamos rever essa situação. Há quem diga que os carros não são tão espectaculares, mas eu discordo, já que há duas coisas que podem fazer o espectáculo melhor, uma é o piloto, a outra as condições da estrada. Acho que equipar os carros com um motor mais potente e com uma enorme asa não fará qualquer diferença mas isto é uma democracia e esse foi o ponto de vista do Conselho Mundial. De qualquer modo acho que poderemos ter que rever isso novamente. Optarmos pelos S2000 significaria custos mais baixos, e há construtores que já disseram que se mantiverem os S2000 sem kit iremos para o WRC.", referiu Mosley ao Autosport inglês.

    A decisão final será tomada em Março, altura em que se ficará igualmente a saber, definitivamente, quais vão ser os WRC em 2010. AS

Página 43 de 92 Primeiro ... 3342 43 4453 ... Último

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar